Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Estados Unidos da América » Estados Unidos da América » Outros Locais » 

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

Hera

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
O sol brilhava com intensidade no céu azul que cobria a imensidão de terra rachada, algumas poucas cidades pequenas eram vistas ao longe, bem distantes umas das outras, por isso ninguém notou o súbito movimento que surgiu no meio da planície ressecada, quando uma luz forte tomou conta do lugar e onde antes não tinha nada tinha algo. Um grupo grande de garotos e garotas armados até os dentes escoltavam um grupo, um pouco menor de garotos e garotas levemente machucados, todos estavam presos com correntes.

Uma garota, que parecia liderar o grupo, parou bruscamente e falou em uma língua estranha, para instantes depois uma abertura no chão surgir, fazendo um caminho descendente. O grupo começou a descer, empurrando aquele que eles escoltavam para seguir em direção a abertura. Quando o ultimo passou a passagem se fechou, restando apenas a iluminação das tochas que ficavam nas paredes do túnel descendente.

Eles caminharam pelo que pareceram intermináveis minutos, até saírem em uma imensa praça subterrânea cheia de tochas que a mantinham extremamente iluminada, e daí os acorrentados puderam ver uma fortaleza subterrânea. Eles viram mais a frente da praça uma enorme arena, onde monstros, semideuses e outras criaturas treinavam compenetrados, do lado direito da praça eles viram enormes prédios-dormitórios, além de um prédio menor onde se saiam criaturas armadas. Do lado esquerdo um templo, onde eles puderam ver um trono vermelho bem no topo da escadaria do templo, onde uma figura, que aquela distancia, eles não podiam ver bem.

O grupo acorrentado recebeu um puxão e foram sendo praticamente arrastados até o templo, onde foram obrigados a se ajoelhar. E a figura sentada no trono se levantou com calma, e desceu as escadas sem pressa alguma até estar a pouquíssimos degraus do grupo acorrentado.

E assim o grupo pode ver bem que era. Ele usava uma túnica vermelha e cumprida, sem mangas e com um brasão dourado em seu peito com um enorme “F” desenhado, ele tinha braços musculosos e cheio de marcas e alguns chifres saindo de sua pele na altura dos ombros. Ele tinha longos cabelos negros, e um rosto cheio de marcas irregulares e outros chifres a mais saindo da lateral de seu rosto, os olhos eram iguais a d e um réptil, com a pupila estreita e a íris violeta, em que uma membrana vezou outra aparecia como um piscar dos olhos.

- Então esses são os campistas do famoso Acampamento Meio Sangue? – perguntou com uma voz grave e rouca. – Prazer, eu sou Fóvos, aquele que vai comandá-los a partir de hoje, na melhor das hipóteses. – ele disse em um tom divertido. – Mas antes... Elize vai prepara-los para mim. – ele disse, voltando-se para a garota que liderava os sequestradores. – Leve-os para a Arena eu já estarei lá junto aos encarregados de testa-los. - ele disse com um tom despretensioso e se virou, voltando a subir as escadas.

O grupo foi obrigado a se levantar novamente e arrastado até a arena, onde antes havia seres treinando, mas que agora estavam sentados nas arquibancadas da Arena, prontos para verem uma diversão. Eles foram deixados na beira da arena, mas não antes verem a garota que os estava arrastando até ali soltar um de seus companheiros, um filho de Tânatos que poucos conheciam, um tal de Ricky. O garoto sorriu irônico e acariciou seus pulsos.

- Acho que não precisa mais de fingimentos, não é? – e sorriu maldoso para os campistas que ele conviveu nos últimos sete meses, fazendo alguns dos campistas menores começarem a chorar baixinho eles estavam próximos a Emma Menon, que tentou acalma-los como podia.

- Seu bastardo, eu vou te matar. – gritou um de seus irmãos, Orlando, furioso. Fazendo seu irmão traidor rir ainda mais e se aproximar dos campistas que ainda estavam presos.

- Vocês são uns idiotas, isso sim... E você não vai me matar, eu vou fazer questão de mata-lo, se me permitirem. – soltou uma risada quase histérica. Nessa hora Fóvos voltou a aparecer com três criaturas o seguindo, e uma fez a conselheira de Apolo tremer e soltar um pequeno resmungo.



Parte interpretativa: postem aqui aqueles que vão jogar com seus personagens! Podem interpretar de como foi a batalha no acampamento e como foi que vocês foram capturados.

Avisos: Vocês não estão com suas armas, elas ficaram no acampamento, porque as perderam durante a luta e momento em que foram capturados e levados até ali.

Como vocês estão:

Jason Wells* – Emma Menon – Jack O’Neal * - Anelise Holl* - Alete Simons - Max Sunshine - Vincent Muller - James Summers – Luciano - Galadriel Starchild - Jay Ed Queen - Orlando Muller - Nath Tsubasa Evans - Sam Volcov - Ryan Fercondinni - Luther - Adele Rousseau – Althea - Stephanie von Teese - Nathaniel Starchild - Karina Mina - Arteniel Fallen – Joseph Hill* - Tay McCoy – Serena Lockheart - Teseu Owen - Arik Arland - Will F. Walker – Anna Lewis*

*São personagens que não existem no fórum, ou seja, são puramente NPCs.

- Personagem ao qual estão ligados pelas correntes. Vocês possuem correntes nos pulsos que permitem que vocês façam movimentos com os braços, mas não conseguem abri-los muito, a corrente que liga seus pulsos tem outra presa ao centro dela ligado ao campista da frente. Vocês estão como em uma fila, mas agora lado a lado.



Última edição por Hera em Qui 21 Mar 2013 - 11:49, editado 2 vez(es)

#1

Stephanie von Teese

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
Tudo havia sido tão rápido, ataques às fronteiras e então uma invasão vinda da floresta. Tentei proteger meus irmãos, meus amigos, mas fora tudo em vão. Ali estava eu, sentindo meu corpo dolorido pela batalha e resistência, que eu já não infligia. Eu tinha amigos ali, pessoas em quem confiava então não sentia medo. Apesar de ser filha de Afrodite e jovem, potencialmente frágil aos olhos alheios, eu era muito mais do que minha aparência.

Quando vi o líder inimigo senti meu estômago fazer um leve movimento incomodado, eu nunca vira criatura tão feia e nojenta. Não somente por fora, mas por dentro. Permaneci quieta e compassível enquanto éramos arrastados para a arena. Meu olhar percorria meus amigos e conhecidos. Havia tantas pessoas ali que temiam pelos que haviam ficado, tantos corações que possuíam um amor pelo qual velar. Até mesmo um casal estava ali, eu podia ver suavemente pelo canto do olho, uma filha de Zeus e uma filha de Hermes. Elas não saíam de perto uma da outra, até já haviam discutido e lutado contra nossos sequestradores para que ficassem lado a lado, o sangue que escorria da sobrancelha da filha de Hermes era a prova disso.

Quando chegamos no local, que me lembrou muito o coliseu antigo, onde os romanos se reuniam para ver lutas e matanças. Então um de nós foi solto e eu senti em seu coração um sentimento que não havia capitado, sombras sem fim. Eu não exatamente sentia tudo isso, mas meu instinto fazia-me intuir graças às expressões à minha volta. A palavra traidor gritou na minha mente e a raiva queimou no meu peito.

Vi um dos Muller discutir, embora não soubesse exatamente seu nome. Mas logo em seguida Fóvus apareceu, fazendo-me concentrar-me no meu estômago para que não passasse mal.

Eu era uma filha de Afrodite, se ele achava que seria capaz de me dobrar só por isso, estava muito enganado. Mesmo com essa determinação forte em minha mente e coração, mantinha-me sem qualquer resistência. Naquele momento, qualquer ato impensado custaria minha vida e eu também tinha um amor para zelar.


Passivas ^-^

Aparência Agradável: Você tem uma beleza sobrenatural para os padrões de sua era. O filho de Afrodite tem uma beleza erótica.
Luxúria: Você pode despertar o desejo dos outros com apenas um olhar, ou com uma passagem deixando seu perfume no ar.
Dissimulador: Os filhos de Afrodite possuem total controle sobre suas emoções e conseguem escondê-las dos demais, tendo maior facilidade para mentir e dissimular seus pensamentos e sentimentos.
Harmonia Intocável: Raramente você irá ser escolhido como alvo de pessoas ou monstros, sua harmonia o protege de ações hostis.





Let it break upon you
Like a wave upon the sand

Listen with your heart
You'll understand



*O Chicote de 3 pontas possui bônus cortante nas lâminas.
*Anel de Diamante [Lapidado em forma de Pomba]: Sempre que meus filhos e filhas sentirem que corre um grave risco de morte, o Anel terá o poder de recobri-lo numa aura de coloração rosa bem clara, fazendo com que seu agressor desista quase instantaneamente do ataque, até que meus filhos e filhas estejam completamente fora de perigo.
http://landscapesofuniverse.tumblr.com/
#2

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Fomos pegos de surpresa em mais um dia normal em nosso acampamento, estávamos todos tranquilos fazendo nossas atividades costumeiras e foi aí que tudo aconteceu. O ataque foi rápido, nossas barreiras foram quebradas e a luta, foi muito intensa. Nossos campistas conseguiram conter o ataque, mas mesmo assim, haviam prisioneiros. Lembro-me com clareza do que tinha acontecido, estava lutando bravamente pelo meu acampamento, pelo meu chalé. Mas uma coisa aconteceu, eles fizeram prisioneiros, e aqui estou eu. Ainda estou um pouco impressionado por ter sido pego, qual seria o real poder do inimigo que estamos enfrentando?

Estava acorrentado em meio a tantos campistas, que estavam desesperados. Todos caminhando junto, levados por um grupo liderado por uma garota. Em meio a caminhada, pude ver as faces dos semideuses que estavam junto a mim. Todos decepcionados, tristes, abatidos... Meus ferimentos eram superficiais naquele momento, tinha uma resistência enorme, todos sabiam disso. Mas mesmo que meu corpo não esteja tão ferido e dolorido, minha mente estava um pouco perturbada. A garota que liderava o grupo, parou de repente e após algumas palavras em uma língua desconhecida, abriu-se um caminho, onde todos foram obrigados a descer.

Caminhamos por um tempo por este caminho, até que chegamos em uma imensa fortaleza. Mais a frente, pudemos ver uma arena onde criaturas batalhavam umas com as outras. Sem perder o passo, fitei a arena tentando ver o máximo de coisas possíveis, tinha uma admiração por coisas que tinha a ver com batalhas. A medida que caminhamos, pudemos ver dormitórios de um lado e um templo de outro. No qual tinha um trono que estava ocupado, mas aquela distância não deu para ver o que era.

Chegamos ao trono e lá fomos forçados a ajoelhar, me prostrei sem mostrar resistência alguma tentando servir de exemplo aos outros. Agora pudemos ver com clareza o que estava no trono, nesse momento a criatura vinha até nós numa caminhada tranquila e soberana. Por dentro, meus instintos diziam para avançar e acabar com ele. Mas por fora, permanecia em silêncio absoluto enquanto a criatura falava. Fóvos... gravei esse nome como se não houvesse nada acontecendo, afim de não esquecer este nome de maneira alguma.

Depois da criatura se pronunciar, fomos levados a arena que neste momento estava vazia em seu campo de batalha. Olhei ao redor, para a arquibancada e pude ver que os monstros que estavam batalhando a uns instantes, estavam preparados para ver muita ação. Nessa hora, pude sentir um pouco de adrenalina percorrendo pelo meu corpo, e meu coração acelerou um pouco. Estava transpirando um pouco e passei minhas mãos acorrentadas em minha testa, para secar um pouco do suor.

Poucos instantes depois, um de nós foi solto. Um traidor. Embora muitos ficaram abatidos e impressionados, permaneci indiferente ao fato. Já era de se esperar que existia algum traidor entre nós, não me impressionaria se existisse mais de um. Orlando Muller ficou furioso com isso, começou a xingar e praguejar em vão. Isso só serviu para desmoralizar ainda mais ele mesmo e todos que estavam com ele. Respirei fundo, a palavra imbecil ficara entalada em minhas cordas vocais. Aquela atitude era nada mais do que uma amostra de desespero.

Depois do pequeno teatrinho, que me fez perder parte da compostura, Fóvos surgiu novamente. Ele estava acompanhado de mais três criaturas, e a conselheira do chalé de Apolo soltou um pequeno resmungo. Será que ela estava entrando em pânico? Espero que não. Permaneci em silêncio, aguardando os instantes que estavam por vir.

passivas - Ares:
Nível 5 - Comandante de Batalha: Aqueles que lutam a seu lado ganham capacidades extremas.

Nível 6 - Instinto de Batalha: O filho de Ares consegue perceber a batalha por um ângulo completo, ciente mesmo dos golpes vindos por suas costas, dando-lhe chance de esquivar-se, defender-se ou mesmo de revidar.

Nível 7 - Fortitude: A Fortitude confere uma flexibilidade e vigor muito além até mesmo da resistência heroica normal. Membros com este poder ignoram os mais poderosos golpes. Ou seja, o dano que o herói leva diminui consideravelmente (dependendo do seu nível) e este será capaz de ignorar ataques venenosos e ou outras penalidades.

Nível 8 - Instinto de Guerra: Ao enfrentar um exército de inimigos simultaneamente, o filho de Ares recebe bônus em todas as suas capacidades físicas e psicológicas, aprimorando seus reflexos, velocidade, força e precisão.

Nível 9 - Potência: Os heróis dotados desta habilidade possuem uma força sobre-humana. A Potência permite que os heróis pulem distâncias tremendas, ergam pesos volumosos e golpeiem oponentes com uma força apavorante.

Nível 10 - Disciplina: Os filhos de Ares são guerreiros por natureza e um dos ensinamentos de um guerreiro, é sobre disciplina. Por isso, eles são um dos guerreiros mais disciplinados e sabem como se portar e agir adequadamente.

Nível 14 - Fúria de Esparta: O guerreiro controla totalmente a sua raiva, ficando em estado de fúria constante. Sua força e resistência aumentam e sua regeneração é de 5 HP por turno.

Nível 15 - Arma Favorita: Neste nível além do adaptador, o filho de Ares pode escolher uma arma para ter perícia Por exemplo: Perícia com espadas. Só poderá ser escolhida uma arma para a vida toda do filho de Ares.

Nível 15 - Regeneração de Batalha II: Os heróis regeneram 10 pontos de vida por rodada, quando estão em batalha.

Nível 16 - Adaptador [Avançado]: O filho de Ares, deverá escolher dentre três de todas as perícias possíveis para o nível [Avançado]. Permite que as demais perícias sejam treinadas até o nível [Avançado].

passivas - Héracles:
Nível 2 - Coragem: atletas de Heracles tem mais coragem que o filho de qualquer outro deus.

Nível 3 - Defesa: Como seus corpos são mais resistentes os atletas de Herácles sentem menos dano a golpes.

Nível 4 - Brutalidade: mesmo sendo heróis, os atletas de Herácles são bastante brutos, assim, mesmo sem machucar ninguém, eles conseguem quebrar fácil as coisas.

Nível 8 - Resistência: O corpo de um atletas de Heracles é mais resistente a cansaço.

Nível 9 – Força Extraordinária : Agora você tem uma musculatura muito bem definida. Podem erguer pesos volumosos, saltar grandes distâncias, e atacar com grande força.

Nível 12 – Persistência: Atletas de Heracles conseguem continuar em batalha, mesmo feridos, como se estivesse com toda sua força. Sempre são corajosos e não hesitam diante dos inimigos.

Nível 13 – Força Divina: Os atletas De Heracles são mais fortes que qualquer outro semi-deus.

Nível 15- Conhecimento de Arma: Um atletas de Heracles, depois de várias batalhas que travou, tem a
habilidade de reconhecer qualquer arma que ele segurar, ou seja, segurou a arma na mão ele pode sentir qual a precisão dela, quanta força precisa para o ataque ser perfeito , tudo a respeito da arma ele saberá.

Nível 17 – Pericia Corporal [Avançado]: Confere nível de perícia [Avançado] para a perícia em combate corpo a corpo. Permite que o herói treine suas outras perícias até o nível [Avançado].



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#3

Vincent Muller

avatar
Filho(a) de Hécate
Filho(a) de Hécate
Ver perfil do usuário
Eu nunca me senti tão fraco, nem tão completo em toda a minha vida. A morte havia encoberto o Acampamento e eu senti a presença de meu pai forte no ar. Fiquei vários minutos concentrando-me na Colina, em busca da presença de Roxanne. Não deu muito tempo e fomos atacados de surpresa, semideuses vindo como sombras e ladrões.

Comandei o chalé de Tãnatos como deveria pela posição de conselheiro, lutando lado a lado com meus irmãos. Fizemos alguns inimigos caírem antes que eles nos derrubassem, o primeiro foi o novato Ricky e depois Orlando. Por fim eu também caí, fraco e ferido demais para lutar.

Ali no acampamento inimigo, já sentia-me parcialmente recuperado. Um ferimento profundo no meu ombro ainda doía, embora o sangue já estivesse seco e escuro. Eu conhecia muitas pessoas ali, presas comigo, algumas poucas só de longe. Éramos um grupo bem diversificado que, com o comando correto, poderia se tornar um poderoso batalhão.

Não poderia haver outro motivo para que nos capturassem vivos, eles queriam nos usar e as palavras de Fóvus confirmou isso para mim. Eu achava que não seria surpreendido ali, as coisas estavam muito claras para quem pudesse pensar com mais calma e paciência. Mas a libertação do novato Ricky e a revelação de que ele era um traidor me causou um sentimento que eu nunca havia sentido tão forte antes.

Contudo, eu tinha que fazer algo que valesse a pena com aquilo.

Com a risada do bastardo, Fóvus reapareceu e acompanhado dessa vez. Aproveitando que a maioria das atenções estava sobre meu infeliz meio-irmão, virei-me para meu verdadeiro irmão.

- Orlando, cale-se e assim permaneça. - ordenei com a voz baixa e rouca como sempre, lançando à ele um olhar sério e frio.

Então voltaria minha atenção aos recém-chegados, mantendo-me sério e impassível.


Passivas:
Premonição: Quando alguém está para morrer, a morte fica à espreita, aguardando o momento para ceifar sua alma. O filho de Tânatos pode ver quando a morte está próxima, podendo, em raros casos, evitá-la; ou, melhor dizendo, adiá-la.
Sorte Sobrenatural: Na posição de filho da Morte, o filho de Tânatos tem a mais baixa das chances de ter a alma ceifada, o que lhe garante uma sorte anormal para evitar a morte, seja por acidente, em batalha ou onde for.





Foice Grande “Reaper” [Bronze Celestial Escurecido]: Essa lâmina negra reduz o tempo da habilidade Lâmina da Morte em uma rodada, trazendo a morte à quem toca mais rapidamente.
Foice[Grande][Bronze Celestial Negro][Transmutação:Pulseira de Caveira]: Foice com a Lâmina de Bronze Celestial Negro que é mais resistente e mortal que o Bronze Celestial comum. Tem bônus cortante.
Anel da Serpente: Anel em forma de serpente e negro, capaz de maximizar o poder Barreira Elemental.
#4

Hera

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
Enquanto Fóvos se aproximava com as outras três criaturas o conselheiro do chalé de Tânatos se pronunciou com seu irmão, que o olhou de lado fechando sua boca que estava preparada para soltar outro impropério. Nisso Fóvos chegou a onde estava os campistas e mandou Elize e Ricky se afastarem, o que a garota fez sem mudar sua expressão, que agora que os campistas notavam nunca mudava de expressão, e o traidor fez com um sorriso sacana nos lábios.

Fóvos estava no meio, e no seu lado direito tinha duas mulheres uma alta e bela Elfa, porém ela não emanava bondade como os elfos comuns, ela emanava uma maldade pura que transparecia em seus olhos azuis elétricos frios e cruéis, ela usava seus longos cabelos dourados presos em um rabo e usava uma túnica marrom que possibilitava os seus movimentos muito bem. A outra mulher era mais baixa e tinha a cara toda peluda e o corpo todo rechonchudo, com os braços pequenos e a cabeça curvada, mas ela tinha seus olhos cinza correndo de um campista a outro avaliando-os, era uma Willou.

Do lado esquerdo do Fóvos tinha um homem, um homem deveras elegante e bem aparentado, mas se eles olhassem bem eles podiam ver asas saindo das costas dele, e escamas cobrirem seus braços e garras no lugar das unhas, e sua boca hora se transformava em um bico. Os olhos dourados do homem passaram pelos campistas até se cravarem na conselheira do chalé de Apolo, que tremeu ao encarar aqueles olhos. Os olhos de um Fterotí.

- Ora, ora, ora... Emmanuelle Menon, que prazer em reencontra-la. Faz o que? Dois anos? – ele perguntou em um tom que parecia cordial. – Que eu sai voando pelas ruas de Nova Orleans para matar você e ... Como é mesmo o nome dele, Jaime não é? Seu irmão. – ele falou em um tom maldoso.

E os campistas viram a filha de Apolo agir de uma forma que eles nunca viram, ela quase se lançou em direção ao homem – pássaro, mas as correntes a impediram de ir mais para frente, mas isso não impediu que a garota falasse.

- Não ouse mencionar o nome dele! – ela falou em um tom baixo e frio, que daria até inveja em algum filho de Hades pouco característico.

O homem riu e se aproximou da campista e segurou bem forte a corrente que ficava entre os pulsos e puxando as mãos dela para baixo para impedi-la de movê-las. E aproximou seu rosto dela.

- Vejo que você ganhou um pouco de coragem enquanto fugiu como o coelhinho que é para o acampamento... E poder. – ele sorriu mostrando dentes afiados em sua boca. – Mestre, ela está bem mais forte agora, mais do que os filhos de Apolo que temos aqui, ela vai ser útil. – ele deu uma pausa e fez questão de encarar Emma enquanto falava. – Mais do que o irmão dela nos foi útil.

A garota deu um tranco para frente com seus olhos azuis cheios de lágrimas. Mas se recusou a falar novamente.

-Ótimo. – falou Fóvos e se aproximou da conselheira do chalé de Apolo. – Então ela vai ser a primeira. – dito isso o homem pássaro foi para o lado deixando o campo aberto para seu mestre que encarou com seus olhos Violeta os olhos azuis da loira.

Os olhos violeta começaram a brilhar e algo estava parecendo ser transmitido a garota, e os outros campistas se espantaram ao ver a garota dobrar seus joelhos e cair em cima deles, obviamente sentindo dor, mas pela cara que eles conseguiram ver do Fóvos ele não estava conseguindo exatamente o que ele queria, porque logo os olhos dele voltaram ao normal e a Emma pareceu relaxar.

- Ela é bem forte... Mas eu gosto assim. – o Fóvos sorriu, e voltou seus olhos para uma das crianças que estava ao lado de Emma a pequena Anelise, que começou a gritar no mesmo momento que os olhos Violeta voltaram a brilhar.

- NÃO! – Emma gritou puxando a corrente e fazendo o contato visual de Fóvos ser prejudicado. – Com eles não! – como máximo que pode tentou trazer os três pequenos para perto dela, o Jason, o Jack e a Anelise.

- Eu posso pensar no caso, se... E só se você se dobrar a mim. – falou o Fóvos com um sorriso malvado em seus lábios deformados.

- Como posso ter certeza? – ela perguntou, com uma calma pouco aparente em sua voz.

Mas antes que Fóvos pudesse falar, a filha de Atena, Nath, grita:

- Emma, não faça isso! – e seguindo ela, Ed também gritou:

- Não seja idiota, Emma. Quem garante que ele vai cumprir? – mas a campista não desviou os olhos de Fóvos.

- Está esperando demais de mim, criança. Eu sou um Titã, e eu espero que você reconheça que deve obediência a mim, nada demais. – falou, causando espanto nos campistas ali. Então ele era um Titã?.

- Jure pelo Rio Styx que não vai tocá-los, e eu me dobro a você. Você mesmo sendo um Titã tem de cumprir uma promessa dessa, não é? – falou a campista, ainda com aquela mesma calma.

Fóvos torceu a boca infeliz, mas logo voltou a sorrir.

- Você é muito espertinha garota... Que assim seja, eu juro pelo Rio Styx que não tocarei nessas belas crianças, e as manterei bem presas junto com meus outros prisioneiros. – e com isso sorriu ainda mais. – Satisfeita?

- Sim. - e virou-se para seus companheiros de acampamento e sorriu gentil, como sempre. - Tenho fé em vocês. - e voltou a encarar Fóvos.

- Ótimo. – disse antes de encarar os olhos da loira e seus olhos Violeta começarem a brilhar novamente, e logo eles viram a garota suar e seus olhos azuis perderem o foco antes de voltarem completamente inexpressivos. Ela agora obedecia a Fóvos. – Tire-a daí Elize, e dê a ela o melhor arco que temos, ela será a Tenente de um dos nossos grupos.

Dito isso a garota que os tinha trazido até ali solta Emma, sobre suspiros e gemidos dos outros, a loira se levantou sem expressar nada e foi onde estava o Traidor se postando ao lado dele, logo surgiu duas criaturas carregando um arco diferente do que eles estavam acostumados a ver e uma aljava cheia de flechas, e entregaram para a campista, sumindo logo depois.

Arteniel se mexeu inquieto, mas ele tinha um sorriso macabro nos lábios, Code, um indefinido, aparentava tranquilidade, Orlando estava com uma cara de completa tristeza e olhava preocupado para Emma, os outros também estavam inquietos, eles viram uma das pessoas mais queridas do acampamento, se tornar outra.

O homem-pássaro sorriu e lançou um olhar deveras estranho a nova aquisição de seu mestre, e estalou seu bico, que agora aparecia no lugar da boca.

- Agora, quem será o próximo? – perguntou Fóvos com um sorriso displicente, e olhou para a Elfa do seu lado, ela tinha seus olhos azuis elétricos focados nos campistas.

#5

Stephanie von Teese

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
A cena que se seguiu fez meu coração apertar. Ver o sofrimento de uma das campistas mais queridas de todo o acampamento era algo que eu não esperava, nem mesmo as reações dela quanto às palavras daquele homem-pássaro. Nem mesmo eu soube como reagir. O passado dela estava ligado àquela guerra sem que nem mesmo ela soubesse disso e havia custado a vida de seu irmão.

Mas o que aconteceu depois me deixou ainda mais sem reação, a rendição dela pela salvação dos mais novos. À minha volta, muita gente reagiu por outro lado. Althea, amarrada à mim, murmurou maldições em cima de maldições, jurando para todos os deuses que teria a vingança para sua irmã. Vi novamente pelo canto do olho Tay, a filha de Hermes, levar um puxão de sua amada, que a impediu de fazer alguma coisa que a prejudicasse.

Eu não duvidava que o ato de Emma teria poderosas reações em todos nós, fosse agora ou depois. Ela certamente ganhara a admiração de todos nós ali e plantara no coração de todos a determinação e a vontade de resgatá-la. Em meu peito esse sentimento queimava forte. Eu seria tão forte quanto ela, não me dobraria perante aquele olhar sinistro do titã.

Eles eram poderosos, os servos de Fóvus exalavam tanto poder quanto ele próprio. Eu sentia medo, não podia negar. Mas eu estava certa e segura de mim mesma, mesmo que eu morresse ali, eu não me curvaria perante eles.

"Posso parecer fraca, mas não sou." - penso, dando um sorriso tranquilo e passando o polegar pela minha cicatriz na bochecha, da minha primeira batalha.

Se a elfa demônia acabasse por me escolher, voltaria a ficar séria. Eu não demonstraria meu medo, eu o isolaria na parte mais funda do meu peito e olharia para aqueles olhos sinistros com determinação. Usaria toda a minha força, do meu coração e da minha mente, para me concentrar nas coisas que mais importavam pra mim: minha esposa, minha mãe, mestre Pã e toda a natureza da Terra. Tudo aquilo me era importante, cada simples flor era motivo para que eu permanecesse firme, cada simples demonstração de carinho entre pessoas e animais era motivo para que eu permanecesse firme, cada ato de bondade e esperança no mundo era motivo para que eu permanecesse firme.

Mas eu estava o enganando, eu lutaria com a minha mente e a minha alma e então fraquejaria, por um único instante daria a impressão de que estava cedendo ao poder dele. Nesse exato momento, ludibriando-o, eu usaria |Confusão| nele. É, eu era doida, tentando enganar um titã. Mas aquela era minha única opção, sobrepor o poder de um titã por um único segundo.

Se conseguisse colocá-lo sobre o efeito da habilidade, passaria a imitar Emma. Eliminaria toda e qualquer expressão do meu rosto, tornando-me uma casca vazia, e manteria meus olhos vazios de qualquer pensamento. Eu era boa em controlar sentimentos e escondê-los, era do meu sangue e aquilo precisava valer naquele momento.

Fingiria que estava sobre o controle dele e agiria de acordo com isso. Obedecendo à tudo, sem expressar nada. Esconderia meus pensamentos e tudo que pudesse me denunciar. Eu seria deles, pelo maior tempo que pudesse manter-me em mim.


Ativa *-*

Confusão: Com esta habilidade, pode confundir o monstro/humano/semideus através da própria beleza, deixando-o desnorteado, ele esquece o que estava fazendo e para tudo para contemplar a beleza do filho de Afrodite. O uso desta habilidade requer 30 pontos de energia.

Passiva ^-^

Aparência Agradável: Você tem uma beleza sobrenatural para os padrões de sua era. O filho de Afrodite tem uma beleza erótica.
Luxúria: Você pode despertar o desejo dos outros com apenas um olhar, ou com uma passagem deixando seu perfume no ar.
Dissimulador: Os filhos de Afrodite possuem total controle sobre suas emoções e conseguem escondê-las dos demais, tendo maior facilidade para mentir e dissimular seus pensamentos e sentimentos.
Harmonia Intocável: Raramente você irá ser escolhido como alvo de pessoas ou monstros, sua harmonia o protege de ações hostis.





Let it break upon you
Like a wave upon the sand

Listen with your heart
You'll understand



*O Chicote de 3 pontas possui bônus cortante nas lâminas.
*Anel de Diamante [Lapidado em forma de Pomba]: Sempre que meus filhos e filhas sentirem que corre um grave risco de morte, o Anel terá o poder de recobri-lo numa aura de coloração rosa bem clara, fazendo com que seu agressor desista quase instantaneamente do ataque, até que meus filhos e filhas estejam completamente fora de perigo.
http://landscapesofuniverse.tumblr.com/
#6

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Aquilo que estava acontecendo agora era realmente torturador, esse homem pássaro que fez Emma tremer a poucos instantes, estava ali, frente a frente com ela. A filha de Apolo estava numa situação horrível, era como se ela tivesse recebido um raio de medo e fúria ao mesmo tempo. E agora, Fóvos estava a sua frente, e estava querendo possuí-la. Ela foi forte, mas o titã foi esperto e usou os campistas mais fracos para conseguir o que queria.

Ao ver isso acontecer, ela se viu sem escolha. Fóvos tinha jogado sujo, e tinha ganhado. Antes de se render ao titã, Emma o fez jurar que não tocaria nas crianças, e assim foi feito. Acompanhei a cena que seguia em silêncio, o que Emma tinha feito para salvar aqueles jovens foi muito nobre, ela daria a vida por aqueles pequenos. E talvez, por qualquer um que está aqui, acorrentado. Seus olhar de filha de Apolo se tornou um olhar vazio e sem vida. Ele tinha pegado um, e queria mais. Neste momento, uma das criaturas passava o olhar de campista a campista. Ela estava escolhendo a sua próxima vítima.

As ultimas palavras de Emma ficaram em minha mente
-- Tenho fé em vocês. --. E eu sentia que algo ia acontecer, mais cedo ou mais tarde. Ergui minha cabeça enquanto a Elfa nos examinava um por um. Passei a fitar meus olhos nela, aquela situação toda estava me deixando furioso. Não deixaria mais nenhuma baixa acontecer, nem que eu tenha que perder a vida por isso. A medida que a Elfa passava pelos campistas, passei a olhar mais fixamente, meus olhos só fitavam os seus e meu ódio crescia cada vez mais.

Assim que ela passar por mim, daria um passo a frente, ficando cara a cara com a criatura. Eu a encarei como se tivesse apenas nós dois no local e, a medida que ela me examinava minha expressão mudaria bruscamente. O meu orgulho de filho de Ares, somado ao meu sentimento de proteção aos meus aliados, mais o sentimento de partilhar de uma morte bela igual meus ancestrais espartanos, fazia meu coração bater mais forte. Eu poderia morrer, mas não seria numa arena e nem para um titã que nem era de verdade.

-- Você vai me escolher? Vamos, me escolha. -- Minha voz saia firme e grave, quase como um rugido, e meus olhos agora ardiam em chamas, e eu não ia recuar.
-- Você quer ver uma luta, Fóvos? -- Voltei meu olhar para o titã, assim como olhava para a elfa, olhei para o monstro. Depois olhei para a arquibancada e para os meus companheiro. -- Todos estão muito tensos aqui, precisamos de uma diversão para eles, você não acha? Escolha um de seus servos para lutar comigo e, eu lhe proporcionarei um verdadeiro espetáculo! -- Esperei a sua resposta, como se nada mais importasse. Se ela fosse positiva e provavelmente será, sorrio maliciosamente me sentia muito certo do que estava fazendo. Mas eu não lutaria apenas por lutar, lutaria para prolongar minha vida e a de meus amigos.

passivas - Ares:
Nível 1 - Ambidestria: O herói controla armas com as duas mãos com total habilidade.

Nível 3 - Adaptador [Inicial]: Confere nível de perícia [Inicial] para todas as perícias possíveis de serem treinadas.

Nível 4 - Filho da Guerra: Em batalha, o filho de Ares dificilmente erra seu movimento, executando sempre com sucesso aquilo que nasceu para fazer.

Nível 4 - Flexibilidade com Armadura: O filho de Ares, poderá se locomover bem em batalhas, de forma que a armadura não lhe causa algum problema, desconforto ou atrapalhe.

Nível 5 - Comandante de Batalha: Aqueles que lutam a seu lado ganham capacidades extremas.

Nível 6 - Instinto de Batalha: O filho de Ares consegue perceber a batalha por um ângulo completo, ciente mesmo dos golpes vindos por suas costas, dando-lhe chance de esquivar-se, defender-se ou mesmo de revidar.

Nível 7 - Fortitude: A Fortitude confere uma flexibilidade e vigor muito além até mesmo da resistência heroica normal. Membros com este poder ignoram os mais poderosos golpes. Ou seja, o dano que o herói leva diminui consideravelmente (dependendo do seu nível) e este será capaz de ignorar ataques venenosos e ou outras penalidades.

Nível 8 - Instinto de Guerra: Ao enfrentar um exército de inimigos simultaneamente, o filho de Ares recebe bônus em todas as suas capacidades físicas e psicológicas, aprimorando seus reflexos, velocidade, força e precisão.

Nível 9 - Potência: Os heróis dotados desta habilidade possuem uma força sobre-humana. A Potência permite que os heróis pulem distâncias tremendas, ergam pesos volumosos e golpeiem oponentes com uma força apavorante.

Nível 10 - Disciplina: Os filhos de Ares são guerreiros por natureza e um dos ensinamentos de um guerreiro, é sobre disciplina. Por isso, eles são um dos guerreiros mais disciplinados e sabem como se portar e agir adequadamente.

Nível 14 - Fúria de Esparta: O guerreiro controla totalmente a sua raiva, ficando em estado de fúria constante. Sua força e resistência aumentam e sua regeneração é de 5 HP por turno.

Nível 15 - Arma Favorita: Neste nível além do adaptador, o filho de Ares pode escolher uma arma para ter perícia Por exemplo: Perícia com espadas. Só poderá ser escolhida uma arma para a vida toda do filho de Ares.

Nível 15 - Regeneração de Batalha II: Os heróis regeneram 10 pontos de vida por rodada, quando estão em batalha.

Nível 16 - Adaptador [Avançado]: O filho de Ares, deverá escolher dentre três de todas as perícias possíveis para o nível [Avançado]. Permite que as demais perícias sejam treinadas até o nível [Avançado].

passivas - Héracles:
Nível 2 - Coragem: atletas de Heracles tem mais coragem que o filho de qualquer outro deus.

Nível 3 - Defesa: Como seus corpos são mais resistentes os atletas de Herácles sentem menos dano a golpes.

Nível 4 - Brutalidade: mesmo sendo heróis, os atletas de Herácles são bastante brutos, assim, mesmo sem machucar ninguém, eles conseguem quebrar fácil as coisas.

Nível 8 - Resistência: O corpo de um atletas de Heracles é mais resistente a cansaço.

Nível 9 – Força Extraordinária : Agora você tem uma musculatura muito bem definida. Podem erguer pesos volumosos, saltar grandes distâncias, e atacar com grande força.

Nível 9 - Adaptador [Intermediário]: O atleta de Héracles deverá escolher uma de todas as perícias possíveis para o nível [Intermediário]. Permite que as demais perícias sejam treinadas até o nível [Intermediário].

Nível 12 – Persistência: Atletas de Heracles conseguem continuar em batalha, mesmo feridos, como se estivesse com toda sua força. Sempre são corajosos e não hesitam diante dos inimigos.

Nível 13 – Força Divina: Os atletas De Heracles são mais fortes que qualquer outro semi-deus.

Nível 15- Conhecimento de Arma: Um atletas de Heracles, depois de várias batalhas que travou, tem a
habilidade de reconhecer qualquer arma que ele segurar, ou seja, segurou a arma na mão ele pode sentir qual a precisão dela, quanta força precisa para o ataque ser perfeito , tudo a respeito da arma ele saberá.

Nível 17 – Pericia Corporal [Avançado]: Confere nível de perícia [Avançado] para a perícia em combate corpo a corpo. Permite que o herói treine suas outras perícias até o nível [Avançado].



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#7

Vincent Muller

avatar
Filho(a) de Hécate
Filho(a) de Hécate
Ver perfil do usuário
Eu não tinha o que fazer além de assistir o que aconteceu. Emma era minha amiga, mas ela havia feito o certo e seria resgatada e compensada pelos deuses - se não fosse eles teriam problemas com todos os ali presentes. O vazio dos olhos dela eu já conhecia desde pequeno, eu mesmo já havia vivido alguns meses daquele jeito. Com um sorriso cruel, lembrei-me dos sacrifícios que havia feito também, para proteger meu irmão. Mas o maior deles ainda estaria por vir.

Com a seleção do próximo a ser controlado, permaneci indiferente e sério. Conforme os outros fossem escolhidos, eu apenas assistiria com o olhar frio. Depois que alguns fossem escolhidos e controlados - ou não - eu começaria a rir friamente.

- É assim então? - perguntaria, rindo ainda mais - Controle ou prisão? Somente essas duas opções? - a última pergunta eu faria sério e gélido, minha voz rouca como sempre.

Minhas perguntas seriam direcionadas diretamente ao titã, meu olhar fixo no dele sem qualquer medo.

- Não seria mais simples propor uma aliança? Se aquele bastardo pôde se aliar à você.. - eu apontaria para Ricky com o queixo de forma desdenhosa - porque não eu, conselheiro do chalé de Tânatos, o Deus da Morte?

Eu falava sério e minha mente confirmava isso. Prisão ou controle não eram opções para mim, ele teria minha lealdade verdadeira se assim quisesse.


Passivas:
Premonição: Quando alguém está para morrer, a morte fica à espreita, aguardando o momento para ceifar sua alma. O filho de Tânatos pode ver quando a morte está próxima, podendo, em raros casos, evitá-la; ou, melhor dizendo, adiá-la.
Sorte Sobrenatural: Na posição de filho da Morte, o filho de Tânatos tem a mais baixa das chances de ter a alma ceifada, o que lhe garante uma sorte anormal para evitar a morte, seja por acidente, em batalha ou onde for.





Foice Grande “Reaper” [Bronze Celestial Escurecido]: Essa lâmina negra reduz o tempo da habilidade Lâmina da Morte em uma rodada, trazendo a morte à quem toca mais rapidamente.
Foice[Grande][Bronze Celestial Negro][Transmutação:Pulseira de Caveira]: Foice com a Lâmina de Bronze Celestial Negro que é mais resistente e mortal que o Bronze Celestial comum. Tem bônus cortante.
Anel da Serpente: Anel em forma de serpente e negro, capaz de maximizar o poder Barreira Elemental.
#8

Hera

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
A Elfa passava seus olhos pelos campistas e antes que ela pudesse se pronunciar Ryan se adiantou e disse tudo o que tinha a dizer, motivado por seus pensamentos e a atitude da filha de Apolo. Fóvos sorriu e se aproximou do filho de Ares que o olhava com ódio.

- Realmente você é filho da Guerra, não é? – ele soltou uma risada psicótica. – Pois bem se assim você quer... – ele murmurou e fez um aceno com a cabeça, fazendo mais algumas criaturas surgirem na arena e se dirigirem a um portão fechado, o abrindo e puxando por imensas correntes um enorme Tigre Dentes-de-Sabre, que tinha suas presas longas e proeminentes bem afiadas, as garras ainda mais recurvadas e letais. – Então terá um desafio, se vencer meu tigre não vai ter sua mente testada, mas será mantido meu prisioneiro, se perder... Bom, vai ter que passar pelo meu teste mental. – sorriu o Titã.

E com outro aceno uma enorme forte criatura surgiu na arena e colocou uma corrente presa na cintura do campista, que olhou aquilo com ainda mais raiva, e foi solto e levado até o meio da arena, por aquela mesma criatura que prendeu a sua corrente em uma argola que ficava bem ao centro dela.

- Isso vai evitar certos prejuízos. – disso Fóvos calmamente, enquanto a mesma criatura entregou ao campista uma espada longa e um escudo. – Divirta-se – sorriu Fóvos.

E ele bateu palmas no instante que as criaturas que seguravam a corrente do Tigre soltaram a mesma, e o tigre com um rosnado começou a correr em direção ao campista, com sua corrente ainda em volta de seu pescoço, com sua ponta presa dentro da jaula.

Tigre Dente-de-Sabre: 700/700

Posta apenas o Ryan!

Ryan você terá de descrever/narrar os acontecimentos de sua luta em apenas UM post, de forma coerente, e sensata, no meu próximo post eu irei analisar e determinar as questões finais.

Informações sobre o tigre: A corrente dele permite alcançar metade da arena, que é uma circunferência, ou seja, ele te alcança você estando no meio da Arena.

Ele é mais rápido e forte (bem forte) que um tigre comum, conseguindo fazer o chão tremer se ele quiser. Além de ter muita facilidade em esquivar de golpes impensados.

Sobre você: Sua corrente permite que você faça uma circunferência, mas de raio menor que a da Arena, enquanto a arena tem 30 metros de raio, sua corrente tem apenas 15 metros de raio.

Os outros entram em espera.

#9

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Tudo ocorreu como eu queria agora, Fóvos atendeu meu pedido e agora eu teria que enfrentar um de seus monstros. O titã faz um sinal com a cabeça e criaturas surgem e vão ao portão, que estava do lado oposto ao nosso. O portão se abre e um momento de silêncio é feito, o mesmo foi quebrado com um enorme e grave rugido. A platéia e os campistas se arrepiam completamente, os semideuses que estavam ao meu lado estavam apreensivos com o que aconteceria a seguir. A platéia por outro lado,vibra enquanto o tigre é puxado pelos súditos de Fóvos.

Ele era enorme, seus dentes e garras eram coerentes ao seu tamanho. Sua passada era pesada, parecia uma tropa de minotauros. Fixei meus olhos na criatura enquanto o Titã determinava o desafio, meu olhar era igual ao de alguém que está próximo de uma grande batalha. Isso para mim soaria como mais um dia comum, não fosse a situação em que nos encontrávamos. Mas pouco me importava agora, faria de tudo para triunfar, por mim, pelos campistas e por Ares.

O Titã acenou novamente e outra criatura me prendeu a uma corrente na cintura, olhei para o mesmo com tanto ódio, que se meus olhos matassem a criatura estaria morta naquele momento. Assim que ele prendeu a corrente, me soltou do grupo e me carregava para o centro da arena. Em meio ao pequeno trajeto até o centro da arena, olhei para trás com um sorriso no rosto e passei um olhar de segurança aos campistas. Alguns deles retribuiram o sorriso, mas todos olhavam para mim. Talvez pensassem o que eu tinha na cabeça, mas a resposta estava na cara de todos. Eles sabiam que eu estava lutando por eles e que eu não me importaria de me sacrificar, para que eles sejam salvos.

A criatura que me levara até o centro da arena, me prendera em uma argola. Voltei a olhar para o tigre e todo meu sentimento de entrega ao acampamento, ia se transformando em um único e simples sentimento. Fúria. Olhei para Fóvos por alguns momentos, enquanto o Titã fazia suas considerações finais e a criatura me entregava uma espada longa e um escudo. Assim que me entregou os equipamentos, a criatura voltou rápidamente ao seu lugar, o Titã bate palmas e o grande animal é solto.

O animal imenso corre em minha direção, começara a batalha. Segurei firme o cabo da espada que estava em minha mão direita, meu coração estava disparado naquele momento. Fiquei esperando até que a criatura chegasse perto de mim para fazer minha primeira ação. O tigre não demorou a chegar, com um salto ele deu seu primeiro ataque. Ao mesmo tempo que ele atacou, tomei impulso em minhas pernas e saltei para a direita, escapando do primeiro ataque do monstro.

O monstro caiu sobre suas patas em um baque surdo, e já fez seu segundo ataque, ficando sobre suas patas traseiras o tigre tentou me dar uma patada. Mais uma vez consegui esquivar, já que ele é bem maior do que eu. Usei o impulso de meu próprio movimento, para levar a espada junto ao meu corpo e fazer um corte superficial no peito do animal. (-30). O animal parecia nem ter sentido meu golpe, ao mesmo tempo que eu atingi o monstro, o mesmo deu um pequeno impulso e me acertou com uma cabeçada, fazendo com que eu caísse no chão. (-20).

A criatura aproveitou que eu estava caído no chão e saltou novamente, mais uma vez consegui me esquivar com um rolamento para a direita. O tigre dá mais uma cabeçada, mas dessa fez eu consegui me defender, rebatendo o golpe do animal com uma estocada de escudo ao mesmo tempo que me afastava (-20). O impacto dos golpes fez com que ambos se desequilibrassem por alguns instantes. E a platéia vibrou novamente.

Movidos pela fúria, nos lançamos um contra o outro. O tigre, com suas garras e dentes e eu com minha espada e escudo. O ambos se chocaram no ar, e eu consegui cravar minha espada em seu peito. A espada perfurou o monstro até a metade, e o monstro urrou de dor. (-100). Por outro lado, o tigre também me acertara com uma patada. O golpe me fez voar alguns metros(-50), o que foi suficiente para que a corrente que me prendia se esticar completamente. Parando o "voo" bruscamente, tirando meu ar e fazendo com que eu caísse de mal jeito (-30). Um momento de silêncio foi feito, tigre e filho de Ares estavam com dores. O animal se ergue, a espada que Fóvos tinha dado a mim estava cravada no peito do animal, que sangrava abundantemente (-10 rodada). Logo depois, eu me ergo também. Estava com um corte na cabeça, e arranhões por todo o corpo devido a queda. O Silêncio então é interrompido pelo barulho que veio da platéia, que estava em êxtase.

Os combatentes estavam se encarando, o tigre por saber que eu estava fora do alcance, estava apenas andando de um lado para o outro. Eu, estava parado acompanhando com os olhos o movimento do animal. Os espectadores vibram satisfeitos com o que foi a batalha até agora. Mas eles queriam mais, muito mais. Me precipitei e comecei a correr na direção do monstro, ele por impulso fez a mesma coisa. De forma inesperada o chão começou a tremer e apenas eu me senti desequilibrado. O animal estava vindo como um trator e ia me pegar. Impulsivamente coloquei o escudo a frente do meu corpo, o tigre por outro lado saltou em minha direção. Me derrubando novamente e ficando sobre mim. (-40).

A fera estava me atacando de todas as maneiras não fosse meu escudo, já estaria morto agora. Ele fazia pressão com suas patas dianteiras em meu escudo, meus braços doíam e minha força estava diminuindo. A platéia gritava, jogava coisas, pulava e não tirava o olho da batalha. Os campistas estavam aflitos e alguns até choravam. Fóvos, estava gargalhando com tal situação. Aquele momento era propício para deixar de resistir e morrer, ou pior. Ceder aos quereres de Fóvos. Mas aquilo não era propício a mim. Neste momento o calor do combate se transformava em fúria (-10 tigre/sangramento).

Minha força que antes diminuía, agora estava aumentando. Assim como a minha vida (+5HP/turno). Uso minhas forças para sair de baixo do animal com um impulso de meu braço, empurrando as patas do animal que estavam sobre o escudo, que já não me servia para nada, para o lado, livrando do mesmo. Com um grito me ergui rapidamente perante o tigre que tentou me morder. Mas girando meu corpo 360 graus à direita, escapei fácilmente ao ataque do monstro. Com o impulso do giro dei um
ataque subsequente, acertando a cabeça do monstro 3 vezes com golpes que pareciam com marretadas. "Punhos de aço"(-150).

Os movimentos anteriores da batalha, fizeram com que a espada que estava cravada no animal, caísse novamente no chão. O tigre que estava atordoado com os golpes recuou um pouco, o suficiente para que eu pudesse recuperar a espada novamente. Avancei contra o tigre novamente, enquanto abençoei a espada que estava em minhas mãos "Arma Favorita". O tigre acuado não sabia bem o que fazer, sua cabeça doía, seu ferimento sangrava e sua força não era mais a mesma (-20 rodada/ dor de cabeça / sangramento). Aproveitando que o animal estava sem reação, fiz um corte vertical em sua jugular. (-80).

O animal sangrava bastante agora, e estava enfraquecendo gradativamente. Ele se esforçava para revidar, mas eu conseguia escapar dos golpes do animal fácilmente. Em uma das investidas, o animal correu em minha direção e saltou contra mim. Com outro giro consegui esquivar. Com mais um golpe de minha espada, agora em sua perna, fiz com que o animal desabasse no centro da Arena. (-100)

O animal estava entregue, estava sem forças para lutar naquele momento, e a platéia se juntou num coro pedindo a morte do tigre. Senti toda aquela vibração vindo dos espectadores, aquela luta tinha sido muito empolgante, mas já era hora de acabar com ela. Um pouco cansado do combate, reuni minhas forças mais uma vez para dar o golpe de misericórdia no animal. O mesmo não resistiu ao golpe e com um curto e baixo urro, morreu diante mim.

Tendo matado o animal imenso, fito novamente o Titã, e ergui meus braços enquanto dava um grito de triunfo diante todos. A platéia estava mais que satisfeita, aplaudia sem parar a minha vitória. Depois de ser ovacionado, continuei fitando Fóvos em silêncio, esperando o parecer dele diante do que acabou de acontecer.

Passivas Ares:
Nível 4 - Filho da Guerra: Em batalha, o filho de Ares dificilmente erra seu movimento, executando sempre com sucesso aquilo que nasceu para fazer.

Nível 6 - Instinto de Batalha: O filho de Ares consegue perceber a batalha por um ângulo completo, ciente mesmo dos golpes vindos por suas costas, dando-lhe chance de esquivar-se, defender-se ou mesmo de revidar.

Nível 7 - Fortitude: A Fortitude confere uma flexibilidade e vigor muito além até mesmo da resistência heroica normal. Membros com este poder ignoram os mais poderosos golpes. Ou seja, o dano que o herói leva diminui consideravelmente (dependendo do seu nível) e este será capaz de ignorar ataques venenosos e ou outras penalidades.

Nível 9 - Potência: Os heróis dotados desta habilidade possuem uma força sobre-humana. A Potência permite que os heróis pulem distâncias tremendas, ergam pesos volumosos e golpeiem oponentes com uma força apavorante.

Nível 14 - Fúria de Esparta: O guerreiro controla totalmente a sua raiva, ficando em estado de fúria constante. Sua força e resistência aumentam e sua regeneração é de 5 HP por turno.

Nível 15 - Regeneração de Batalha II: Os heróis regeneram 10 pontos de vida por rodada, quando estão em batalha.

Passivas Héracles:
Nível 2 - Coragem: atletas de Heracles tem mais coragem que o filho de qualquer outro deus.

Nível 3 - Defesa: Como seus corpos são mais resistentes os atletas de Herácles sentem menos dano a golpes.

Nível 4 - Brutalidade: mesmo sendo heróis, os atletas de Herácles são bastante brutos, assim, mesmo sem machucar ninguém, eles conseguem quebrar fácil as coisas.

Nível 8 - Resistência: O corpo de um atletas de Heracles é mais resistente a cansaço.

Nível 9 – Força Extraordinária : Agora você tem uma musculatura muito bem definida. Podem erguer pesos volumosos, saltar grandes distâncias, e atacar com grande força.

Nível 12 – Persistência: Atletas de Heracles conseguem continuar em batalha, mesmo feridos, como se estivesse com toda sua força. Sempre são corajosos e não hesitam diante dos inimigos.

Nível 13 – Força Divina: Os atletas De Heracles são mais fortes que qualquer outro semi-deus.

Nível 15- Conhecimento de Arma: Um atletas de Heracles, depois de várias batalhas que travou, tem a
habilidade de reconhecer qualquer arma que ele segurar, ou seja, segurou a arma na mão ele pode sentir qual a precisão dela, quanta força precisa para o ataque ser perfeito , tudo a respeito da arma ele saberá.

Nível 16 - Adaptador [Avançado]: O atleta de Héracles deverá escolher uma de todas as perícias possíveis para o nível [Avançado]. Permite que as demais perícias sejam treinadas até o nível [Avançado].

Nível 17 – Pericia Corporal [Avançado]: Confere nível de perícia [Avançado] para a perícia em combate corpo a corpo. Permite que o herói treine suas outras perícias até o nível [Avançado].

Ativas usadas:
Nível 1 - Punhos de aço: os golpes usados com esses poderes ficam mais fortes, como se fosse por uma marreta. Gasta 20 de MP. Ficará inativa por 1 rodada.

Nível 2 - Arma favorita: O filho de Ares escolhe dentre as suas armas a sua favorita e, durante 3 rodadas, ela ganha bônus em seus ataques, sejam cortantes, perfurantes ou esmagadores. Gasta 35 de MP e só pode ser usada uma vez na narrativa.

Nível 9 - Ataque Subsequente: Quando o atletas de Herácles começa a atacar, não para, fazendo assim um “combo” de 3 golpes diretos. Gasta 30 de MP. Ficará inativa por 5 rodada.

Vida: 264/344 (fúria + regeneração de batalha. É isso, ou quase isso.)
Energia: 87/172



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#10

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum