Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Resto do Mundo » Resto do Mundo » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 5]

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Tyson corre em direção à multidão que está observando a cena, só que a multidão se afasta dele como se ele tivesse alguma praga. O garoto não sabe muito bem o que fazer, mas saca a sua espada a tempo de ver o devorador praticamente em cima dele.

Tyson se desvia do ataque do devorador, e por um momento ele só vê o brilho dourado e logo em seguida a cabeça do devorador no chão. O monstro caí de joelhos, mas não explode em pó dourado como deveria acontecer com os monstros, ele continua ali de joelhos remexendo os braços. Os mortais que observam a cena começam a gritar. A mãe de Tyson pega o garoto pelo braço e começa a arrasta-lo para longe da multidão em direção ao carro dos centuriões.


-Liberte os Centuriões do cinto de segurança. -O tom de voz da mãe de Tyson estava irreconhecível, ela parecia um general falando com um soldado, o garoto não vez outra coisa além de obedecer o comando. -Precisamos sair da cidade o mais rápido possível. Temos que te levar para o Acampamento Júpiter antes que eles nos encontre.

Sem mais palavras a mãe de Tyson se calou e ficou de guarda enquanto o garoto retirava os centuriões do cinto de segurança, foi um trabalho rápido. Ao longe o barulho de outras sirenes se aproximação perigosamente, e mesmo sendo um novato em batalha Tyson sabia que não era legal ter a policia atrás de você.
Tyson e sua mãe colocaram os Centuriões na viatura que antes perseguia o carro que capotou. Owen e Rodrigues ainda estava desacordados, e pela primeira vez Tyson viu que ambos estavam sujos de sangue. Sua mãe ligou o carro e arrancou cantando pneus.


-Vamos leva-los para os descendentes de Apolo mais próximo que temos e em seguida vou te levar para o acampamento. -Mesmo sendo a mãe de Tyson, o garoto ainda estava assustado com aquela mulher ao volante. Ela não parecia muito com a mulher que o criará.


Tyson
HP:70/100
MP:100/100

OBS.: Preste atenção no cenário à sua volta, estou contanto pontos de interpretação na exp. =]

#21

Tyson Blaine

Tyson Blaine
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Meu plano com a multidão não deu muito certo, me virei para o monstro e desviei do ataque da criatura, logo após isso vejo uma luz dourada e percebo a cabeça da criatura no chão, a criatura não desapareceu em pó que nem o ciclope, o que eu realmente não entendia muito bem mas não tinha tempo para perguntas, assim que notei que minha mãe havia acabado com a raça da criatura ela me pega pelo braço e começa a me arrastar em direção a viatura.

Minha mãe me manda soltar os Centuriões, achei estranho o jeito que ela estava falando, ela sempre foi mandona mas nunca havia falado comigo daquela maneira, ela parecia um tipo de general antigo, o que eu acharia engraçado se não estivessemos e uma situação muito ruim.

Soltei os meus "guardas" e escutei minha mãe dizendo algo sobre me levar ao acampamento júpiter antes que mais criaturas nos encontrassem, e conseguia ouvir as viaturas se aproximando, não demorou muito para colocarmos os centuriões no banco de trás do carro, e partimos rapidamente.

"- -Vamos leva-los para os descendentes de Apolo mais próximo que temos e em seguida vou te levar para o acampamento." Minha mãe disse denovo com o tom de general, eu sabia que os filhos de Apolo eram bons curandeiros em uma de suas histórias minha mãe disse que só sobreviveu por causa da ajuda de um.

Fiquei sentado no carro sem fazer nada, quer dizer não havia muito o que eu pudesse fazer nessa situação, só estava um pouco preocupado com Owen e Rodrigues que estavam sangrando no banco de trás enquanto minha mãe dirigia feito louca pelas ruas.

#22

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Não demorou muito tempo e o barulho das sirenes ficaram para trás. A mãe de Tyson não parou em qualquer sinal, pois ela havia ligado a sirene da policia e avançava pelas ruas. O cenário urbano foi passando e minguando, logo os prédios deram lugar às casas do subúrbio até que estar minguaram e a única coisa que existia para se ver era a vegetação que cercava Dallas.

A mãe de Tyson dirigiu por volta de quarenta minutos até que chegaram em uma casa de madeira, o pôr do sol dava um tom belo no lugar. O carro foi estacionado em frente a casa que tinha um jardim bonito, a porta se abriu como se ninguém estivesse atrás dela, Tyson pegou um dos Centuriões, mas ele era muito pesado para o garoto carregar, sua mãe levou um primeiro e depois buscou o outro.

Assim que entrou na casa, Tyson sentiu um cheiro gostoso de comida e uma sensação calorosa como a luz do sol matinal invadiu o garoto. Alguns adultos estavam ajudando a mãe de Tyson a colocar os Centuriões em uma sala ampla, enquanto outros buscavam cantis e ataduras. Um desses adultos caminhou até Tyson e o conduziu até a sala e o jogou no sofá, sem dizer uma palavra ao garoto, e começou a curar seus ferimentos.


- Anne está aqui? -Novamente a voz da mãe de Tyson era autoritária

-Anne não está aqui, ela foi chamada em uma missão de emergência pelo nosso pai. -Uma voz melodiosa respondeu à mãe de Tyson e encheu a sala. Era uma voz feminina, tão linda que devia pertencer a uma cantora.

E logo que a mulher entrou na sala Tyson percebeu que não era uma mulher comum, ela emanava luz como se fosse uma estrela, mas não uma luz prateada, uma luz dourada. Uma calmaria invadiu Tyson e pelo visto todos na sala, até a mãe do garoto ficou com um semblante mais relaxado.


-O acampamento grego ficou sabendo de suas dificuldades por meio do pretor. Os gregos mandaram ajuda à vocês e pelo o que vejo não vai ser desnecessária, pois estes centuriões vão ter que ficar aqui por um bom tempo. -Enquanto a mulher falava todos pararam para ouvir o que ela tinha a dizer e ninguém pestanejou contra suas observações. -Erica, você não poderá acompanhar seu filho até o acampamento, esta jornada deve ser concluída por ele sem sua ajuda. -Mais uma figura apareceu na sala, dessa vez era um semideus robusto e de ombros largos.

Ele se encostou na parede e ficou observando a cena sem dizer nenhuma palavra. A mãe de Tyson olhou para o novo ocupante da sala e este se encolheu um pouco diante de um olhar ameaçador.


-Tyson vá para cima, se lave e desça daqui a pouco para o jantar, você podem passar a noite aqui e partir ao amanhecer. Iremos providenciar uma condução melhor do que esta viatura de policia para que você chegue em São Francisco seguro.

Com isso a mulher saiu da sala e todos os curandeiros voltaram ao trabalho, o que estava curando os ferimentos de Tyson se levantou e foi embora pelo mesmo caminho que a mulher veio.

#23

Tyson Blaine

Tyson Blaine
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
De alguma maneira conseguimos escapar dos policias e agora estavamos na estrada, não sabia exatamente para onde estavamos indo, mas estava feliz por minha mãe estar a salvo e por ainda estar vivo, após mais ou menos uns 40 minutos chegamos a uma casa de madeira á beira da estrada, estava quase anoitecendo e eu estava muito cansado e morrendo de fome.

Ao entrarmos na casa senti um cheiro ótimo de comida e um calor reconfortante, observei minha mãe conversando com uma mulher, ela estava perguntando sobre uma tal de Anne, mas não prestei muita atenção nisso pois um homem me pegou e me colocou em um sofá e começou a me curar.

A mulher que falava com minha mãe era diferente, eu sabia que ela era uma semideusa também, e a julgar pelo seu brilho só poderia ser uma filha de Apolo, só de olhar para ela me senti um pouco relaxado, parece que isso também surtiu um efeito positivo em minha mãe, que já não estava mais com uma expressão tão séria.

Consegui ouvir a mulher radiante falando que os gregos enviaram alguém para me ajudar, e que minha mãe não poderia ir comigo até o acampamento, isso me deixava um pouco triste, mas eu também não gostava de deixar minha mãe em perigo por isso não disse nada, pouco depois notei que o rapaz que a moça estava falando entrou na sala e ficou escorado na parede, ele parecia forte mas não muito confiante, enfim após o homem terminar meus curativos, me levanto e vou até o garoto e digo num tom animador :

- Olá, Eu sou Tyson Blaine, conto com você de agora em diante. Ao dizer isso tento apertar a mão do garoto esperando ele se apresentar também.

Após isso a mulher radiante me diz para tomar banho e descer daqui a pouco para o jantar e também poderiamos passar a noite ali,  não foi preciso dizer duas vezes, eu estava todo sujo e minha roupa estava quase pior que eu por isso peço uma troca de roupas para alguns dos rapazes dali e vou direto para o banho, após o banho troco de roupas e já desço direto para o jantar todo animado devido ao cheiro gostoso que estava no ar, após o jantar, que estava ótimo, vou direto para cama que o pessoal ali arrumara para mim, eu estava cansado e agora confortável, dormi rapidamente.

#24

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Tyson se alegra com a possibilidade de tomar um banho e sobe as escadas. Ao chegar no segundo andar encontra mais um dos ocupantes da casa que indica ao garoto um quarto com banheiro. Tyson toma um longo e reconfortante banho, assim que saí do banho Tyson vê que colocaram no banheiro um rolo de toalhas e roupas limpas para ele.

Depois de se trocar Tyson desce novamente as escadas e se junta a sua mãe, que não diz nada ao garoto, somente começa a fazer um cafuné no filho de forma carinhosa. Os dois voltam à sala onde foram recebidos pela trupe de curandeiros e se sentam no sofá onde Owen e Rodrigues foram deixados antes. Os centuriões não estavam mais lá, apesar de algumas gotas de sangue que mancharam o sofá indicarem que os mesmo estavam sangrando ali.
Alguém anuncia que o jantar está servido e todos caminham para a sala de jantar. No canto direito da sala um braseiro de bronze está acesso com um fogo vermelho alaranjado intenso. Alguns dos curandeiros se servem, caminham até o braseiro e jogam um terço da comida dentro do fogo que brilha com uma maior intensidade momentaneamente e depois volta ao normal. Até a mulher de voz melodiosa caminha até o braseiro e despeja nele um pouco de sua comida. A mãe de Tyson aproxima a boca do ouvido do filho de sussurra:


-Cultura Grega. Eles fazem oferendas aos deuses todos os dias, nós romanos não fazemos isso.

Dito isso o garoto se serve da comida disposta em um mesa lateral e depois se senta na maior mesa ao centro. A conversa dos curandeiros gira em torno de fenômenos solares e algumas vezes sobre arco e flecha, músicas e artes em geral. Um garoto curandeiro declama um poema durante a refeição e os outros aplaudem a performance do colega. O jantar decorre neste ritmo calmo e depois de comer Tyson sente o sono chegando.

Um quarto é designado para Tyson e sua mãe, enquanto o garoto que vai leva-lo ao acampamento fica em um guardo ao lado com outros curandeiros. Tyson deita na cama depois do jantar e a sente quente e confortável. Então é quando todo o seu corpo começa a doer, e o semideus se sente extremamente cansado. No guardo ao lado Nyash não sente sono, somente uma vontade incontrolável de criar coisas, os dedos ágeis do filho de Hefesto se mexem inquietos, o filho de Apolo que está sendo seu companheiro de quarto fica testando a corda de um arco longo, mas logo para de testar a corda e vai jogar dados. Nyash vendo ali uma oportunidade de diversão começa a jogar dardos com o filho de Apolo e toma uma bela surra, pois o garoto tem uma mira perfeita.

A noite vai passando e enquanto Tyson dorme, Nyash se diverte um pouco e logo vai dormir. A luz acorda ambos semideuses praticamente ao mesmo tempo, Tyson e Nyash se levantam nos seus respectivos quartos e se trocam, vestem seus equipamentos e vão descem para tomar o café da manhã. Todos os curandeiros estão sentados à mesa como na noite passado e novamente jogam comida no braseiro de bronze em forma de oferenda aos deuses, dessa vez Owen e Rodrigues estão sentados à mesa, mas suas testas estão envoltas por um faixas segurando os curativos feitos acima do supercílio.


-Semideuses -A voz melodiosa da anfitriã enche a sala e todos se calam para ouvir o que ela tem a dizer. -Ontem eu e meus irmãos recebemos em nossa casa os Centruriões romanos Owen Pertegland e Rodrigues Torres, juntamente com a filha de Marte, Erica, e seu filho Tyson, anteriormente havíamos recebido do acampamento grego o semideuses Nyash Sakirosh, filho de Hefesto, para escoltar Tyson ao acampamento Júpiter. Hoje o pequeno Tyson parte para uma jornada mais importante em busca de treinamento de sobrevivência, assim como todos nós já passamos. Hoje ele começará a sua introdução em um mundo de perigos a cada esquina, um mundo ao mesmo tempo lindo e horrível. -A mulher se virou para Tyson e sorriu para o garoto que se encheu de energia e um calor estranho -Boa sorte em sua jornada Tyson e que os deuses estejam com você, pois muitas vezes nossos destinos estão nas mãos deles e nunca sabemos o que acontecerá conosco.

A mãe de Tyson estava um pouco inquieta com a situação ali vivida, e cerrou os punhos com força nas palmas de suas mãos. Ela olhou para a mulher que havia terminado seu discurso e agora comia uma bisnaga sossegadamente.

-Como sempre munida de um ótimo discurso não é Calíope? Obrigada por desejar à meu filho e seu escoltador boa sorte, porque sem ela o que seria de nós semideuses? -Pelo tom de voz Erica estava irritada, mas tentava controlar seu impulso, pois Tyson conseguia perceber uma certa contenção na voz da mãe. -Será que poderia nós agraciar com uma profecia?

-Uma profecia se cabe ao Oraculo e não a mim, e sempre tenho um ótimo discurso porque eu sou a musa do discurso Erica.

Terminada a frase todos se voltaram para o seu café da manhã e ficaram calados, exceto por umas rápidas conversas paralelas ao silêncio assolador.


Obs.: Ações do Nyash não foram narradas neste post, pois como ele não postou não havia como eu narrar tais ações.

#25

Tyson Blaine

Tyson Blaine
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Logo de manhã acordei com a luz brilhante do sol me levantei rapidamente, me sentia animado não estava mais sentido dores e sentia minha energia voltando. Após trocar de roupa rapidamente desci para tomar café da manhã, após me sentar e me servir vejo aquele estranho ritual de jogar comida no braseiro novamente, não entendia bem o porque disso, mas também não questionei, e após eles terminarem comecei a comer.

Enquanto comia avistei Owen e Rodrigues, eles pareciam bem tirando que ambos tinham uma faixa envolvendo a maior parte da cabeça deles, falei um pouco com eles pra ver como estavam, sabia que eles não poderiam me acompanhar mais pois estavam muito feridos.

Estava quase terminando o café quando a mulher brilhante se pôs de pé e começou a fazer um discurso longo sobre como eu estava entrando em uma vida perigosa e estava a procura de treinamento de sobrevivência, falou um pouco de Nyash também o rapaz que foi enviado para me ajudar a chegar no famigerado acampamento, quando ela olhou pra mim e sorriu me senti um pouco leve e tranquilo, acho que sorri de volta mas não consigo me lembrar muito bem o que fiz, estava feliz com tudo aquilo, admito que gostava de batalhas mesmo que tenha participado de poucas.

Minha mãe por outro lado já não estava tão feliz, pelo modo que ela falou percebi que estava com raiva ou preocupada, após aquela cena tento falar com ela e acalma-la, dizendo que vai ficar tudo bem, pois sou um rapaz forte, afinal derrotei sozinho um ciclope do norte.

Após dizer isso termino meu café da manhã e me preparo para a viagem, espero Nyash ficar pronto também e vou falar com Calíope, para falar que estamos prontos para partir.

#26

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Tyson se arruma para a sua partida, e o seu escoltador grego também. As atividades na casa dos curandeiros seguem como se nada fora da rotina estivesse acontecendo. Calíope pela Tyson e Nyash ao subsolo da casa que dá em uma garagem, lá ela indica aos semideuses um carro antigo.

-O carro é antigo, mas vence qualquer esportivo moderno em uma corrida.

Essas são as últimas palavras do mulher, ela coloca as chaves nas mãos do Nyash e volta pelo caminho por onde ela voltou. Os garotos entram no carro e Nyash liga a ignição, o motor do carro ronca baixo e a porta da garagem começa a se abrir, além dela há uma rampa que leva ao nível do solo. O semideus grego engata a primeira e arranca o carro. A rampa dava para os fundos da casa dos curandeiros, e além dela um caminho acimentado levava até a rodovia. Um GPS subiu do painel no momento que o carro entrou na rodovia e o mesmo indicava o local para onde os semideuses deveriam seguir.

Nyash vai seguindo as instruções do GPS, e para a surpresa dos garotos aquele carro velho começa a correr mais do que uma Ferrari. O carro dispara pela rodovia, mas dentro do mesmo a velocidade não parece afetar a visão dos semideuses do cenário fora do carro, pois ela continua nítida.

Em menos de três horas os garotos cruzam o Texas e já estão no deserto. A vegetação rasteira e seca do local não deixam duvidas que não seria bom se perder ali, o carro continua correndo pela rodovia, mas os mortais que também circulam pela estrada parecem não perceber as ultrapassagens dos garotos. Nyash pisa bruscamente nos freios quando vê que um trexo da estrada a uns 200 metros está bloqueado por um monstro, não um monstro qualquer, mas sim uma serpente de 25 metros de comprimento e mais 5 metros de altura. A serpente está atravessando a pista em um ritmo lento e preguiçoso, mas a mesma parece sentir o cheiro dos semideuses quando coloca a sua língua para fora e começa a se virar em direção ao carro dos semideuses, dessa vez com uma rapidez incrível.





Serpente: 300/300

Obs.: Condições ambientais são extremamente relevantes nos minhas narrações, fica a dica.
Obs².: Este é o carro de Calíope emprestou:
Spoiler:

#27

Pedro Egam

Pedro Egam
Filho(a) de Hécate
Filho(a) de Hécate
Ver perfil do usuário
Eu estava andando casualmente no acampamento, sendo que tinha ficado fora dele havia 9 meses e depois de somente uma dormida lá já surgia um pedido urgente de Dionísio: Precisava ajudar um semideus. Provavelmente fui o primeiro que ele viu passando perto da casa grande já que não sou experiente nessa parte de missões, com os poderes divinos e blábláblá eu sou levado para a pista onde estava um carro dirigido por um garoto e uma serpente gigante, o dia não ia ser dos melhores.

Ao chegar na pista começo a examinar a serpente que lentamente atravessava a pista, então usando Forças [Intermediário] tentava jogar uma rajada de vento forte na serpente, mais para atrapalhar ela uma vez que o vento não faria lá muita força. Por ser um deserto logo depois de usar Forças tapava meus olhos da areia que poderia ir em eles e também esperava que a areia caísse nos olhos da serpente, atrapalhando,novamente, ela. Fazia tudo isso sem olhar o semideus que teria que proteger, tirar a serpente da pista o protegeria de um acidente de carro, e acidentes de carro são maneiras estúpidas de semideuses morrerem.


Nível 8 – Forças [Intermediário]: O filho de Hécate manipula os elementos em feitos medianos. Ex: criar uma bola de fogo do tamanho de uma bola de basquete, provocar um pequeno tremor. Custa 50 de energia, a habilidade entrará em espera durante três turnos.

#28

Tyson Blaine

Tyson Blaine
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Estava tranquilo dentro do carro já havia me acostumado a velocidade dele, Nyash dirigia bem e aquele carro parecia ter algum tipo de propriedade mágica pois ele corria muito mais que parecia e aparentemente um bônus que os motoristas mortais não viam a gente e com sorte isso incluiria os policiais, Nyash até que era um bom motorista.

Não demorou muito e já haviamos atravessado maior parte do estado do Texas, agora estavamos cruzando um deserto, estava tudo indo muito bem até que avistamos uma coisa enorme bloqueando o caminho da estrada quando Nyash percebeu ele logo freiou o carro, o que quase me fez bater a cabeça, senti um frio na espinha quando percebi que aquilo era uma cobra gigante e ela estava vindo rapidamente em nossa direção, normalmente só tem uma coisa a fazer quando uma criatura dessas ataca você, FUGIR!, mas uma coisa muito estranha aconteceu.

No momento em que eu estava abrindo a boca pra falar pro Nyash dar meia volta vejo que no meio da estrada apareceu a silhueta de um rapaz, e eu tenho certeza que antes ele não estava ali, por algum motivo eu sabia que ele estava ali por mim, não sei bem o porque, por isso no momento em que noto a presença dele pego minha espada e já desço do carro, dando instruções para Nyash fazer o mesmo, que tipo de semideus eu seria, se fugisse de um monstro só porque ele é grande.

Não sabia exatamente como iriamos mata-la mas precisava pensar em algo, e urgente.

Como não havia muito o que eu pudesse fazer nesse momento, fico em guarda atento para me desviar de qualquer ataque da criatura, enquanto em minha mente buscava dicas de como destrui-la.

#29

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Pedro é enviado até a pista por Dionisio, e Nyash desaparece no mesmo momento, Tyson não sabe o que aconteceu, mas não liga pois a Serpente está se aproximando.

O novo integrante do grupo faz uso de seus poderes mágicos e convoca uma forte ventaria, que levanta a areia no deserto e começa uma pequena tempestade de areia em direção à Serpente, que abre sua bocará e começa a sibilar para os garotos mostrando suas presas que começam a pingar um líquido verde viscoso que caí na pista e forma pequenos buracos onde caí. A tempestade de areia parece deixar a serpente irritada, a mesma começa a mexer seu chocalho que fica no final do longo corpo.

Tyson continua de guarda, a serpente se empina e seu rabo sem como um chicote na direção de Tyson que desvia do ataque, o rabo bate do retrovisor direito no carro e o arranca. O Semideus sem saber o que fazer direito faz um corte em vertical no rabo da serpente.
(-30)

Serpente:250/300

#30

Conteúdo patrocinado


#31

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 5]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum