Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Júpiter » Outros Locais » Forjas » 

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 3]

Forjas do acampamento Júpiter Empty Forjas do acampamento Júpiter

por Vulcano em Ter 19 Nov 2013 - 16:10

Vulcano

Vulcano
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Aqui, os filhos do Deus das Forjas podem fazer experimentos e trabalhos remunerados para outros Legionários.
-As forjas possuem materiais básicos para os filhos de Vulcano poderem treinar sua perícia com forja (Não é necessário comprar materiais só para treinar forjas)
-Para diferenciar treino de forjas, o campista deve nomear suas postagens para "Treinos", ou colocar no próprio post "treinar perícia"
-Perícia só podem ser treinada UMA VEZ POR DIA, afinal, Deuses tem mais o que fazer além de avaliar treino.



ANTES DE COMEÇAR A FORJAR LEIA O LIVRO DE FORJAS:
http://www.heroisdoolimporpg.com/t2718-livro-de-forjas#34640



Regra de forja

Para relembrar. Esta informação está disponível no primeiro post das forjas dos acampamentos.
Todo e qualquer item que não faça parte do arsenal básico de um lutador, ou seja, escudos, armaduras e armas em geral, deverá ter um contra ponto.


1. Os contra pontos serão ativados no momento em que o item por utilizado. Ou seja, não é só porque vc teve a ideia de criar algo novo que ele vai ferrar sua vida pra sempre.
2. Os contra pontos serão equivalente ao quão elaborado e forte o item é. Por exemplo:
Mascara: Mascara acoplada ao elmo que filtra o ar respirado. Esta mascara poderá ser ativada depois do elmo ser ativado de acordo com a vontade do portador. >>>Como contra ponto, a mascara limitará os sentidos de olfato do usuário.<<<
Não é um grande item, então não é um grande contra ponto.
3. Armas, armaduras e escudos não devem ter contra pontos, a não ser que seja acrescentados nestes alguma coisa extra, como a mascara acoplada ao elmo usada no exemplo acima.

#1

Marcela Canastra

Marcela Canastra
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Estava passando pelo acampamento, depois de minha recente derrota no Coliseu pela líder das Amazonas, embora fosse, sem dúvidas, humilhante acabava não se sentindo tão mal, não era a altura da líder das Amazonas...Ainda, porém precisava ser, ia começar a treinar com uma grega que recentemente havia conhecido, líder das Caçadoras de Artémis, mas além do treino precisava também de alguns equipamentos melhores, podia forja-los, facilmente, mas precisava afinal de material para fazer isso e os denários eram poucos depois da compra de seu livro O Arsenal. Levo apenas o material de forja, meu livro, e meu Scutum Grande e dou uma lida

Scutum médio
Material - Ouro Imperial
Peso – 3kg

Scutum grande
Material - Ouro Imperial
Peso – 6kg
Começava então o trabalho. No calor revigorante das forjas derretia totalmente seu Scutum Grande em um recipiente, depois de um tempo no calor, sobrava apenas 6 kg de Ouro Imperial apenas. Depois, sem deixar o Ouro Imperial esfriar para facilitar seu trabalho, tentava dividir igualmente o ouro e jogava no molde de Scutum Médio 3kg de Ouro Imperial.Depois do Scutum Médio agora forjado, pego ele e vejo como ficava em meu braço e dou um pequeno sorriso, minha primeira forja. E então saio dar forjas com 3kg de Ouro Imperial e um Scutum Médio nos braços, até sua barraca.

Atualizado
Experiência em Forja: 30

#2

Forjas do acampamento Júpiter Empty TREINO

por Marcela Canastra em Seg 25 Nov 2013 - 18:18

Marcela Canastra

Marcela Canastra
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Sem nada para fazer no Acampamento Júpiter, comecei a desenhar alguns protótipos, eu poderia não ser nenhuma filha de Atena, mas sabia como desenhar a engenharia de várias coisas, porém havia que fazer uma coisa por vez neste protótipo, para ver se funcionava ou não. A primeira parte seria a mais difícil, mas não impossível de resolver. Chegando lá nas forjas pego os materiais que lá estavam disponíveis, mas sem intenção de infringir a regra de não pegar os materiais da forja para uso para combate.Pego 2 metros de bambu, a madeira mais flexível que estava disponível, e 3kg de ouro imperial e começo o trabalho.
Enquanto deixo o ouro imperial derretendo, já faço um molde, um semi-circulo de 33 cm de raio, e 40 cm em sua base, e deixava um espaço onde o ouro imperial não pudesse invadir, seis desses espaços, onde poderia colocar o bambu. Cada um dos seis espaços tinha uma subidinha, de modo que o semi-círculo fosse "fechável". Olho a hora e já era tempo de tirar o ouro imperial do forno. Corto o bambu em seis pedaços de 33,3 cm e coloco nos espaçamentos, e então jorro o ouro imperial, me queimando um pouco, mas não era algo tão doloroso quanto seria para a maioria das pessoas. Deixo esfriar e então pego, voilá: Um leque de ouro imperial


|ATT|
Experiência em Forja: 30 pontos

#3

Marcela Canastra

Marcela Canastra
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Acabando de sair da arena onde havia conhecido Ashe, uma filha de Hermes e penso que poderia ser útil aprender a usar alguma arma a distância. Fico um tempo no meu chalé pensando em qual arma, bestas eram muito demoradas e arcos muito grandes, e então penso "Uma Zarabatana", antes nem conhecia direito essa arma, mas recentemente andava lendo sobre as Amazonas e elas usavam estas armas algumas vezes. Depois de já ter o bambu e o couro comprado e o ouro imperial derretido de meu antigo Scutum me direciono até as forjas.

Lá, dou uma lida no livro que havia pego da biblioteca "O Arsenal", não havia informações sobre Zarabatanas nem dardos, teria que criar por si mesma. Então começo o trabalho pegando uma furadeira, geralmente não era muito de usar esse tipo de equipamento mas sabia como usa-lo. Com a furadeira em mãos posiciono ela no centro do bambu de 30 cm que havia e com uma caneta circulo a broca da furadeira para saber onde seguir, e furo neste lugar, até o fim dos 30 cm, tendo agora uma zarabatana, muito grossa ainda.

Para a zarabatana não ficar tão grossa e também para ficar com uma aparência mais polida, pego uma faca ou algo cortante e tiro parte do excesso do bambu, então pego uma lixa e passo na Zarabatana até ficar circular novamente, e em níveis iguais, mas não deixo (Nem na hora do corte nem na da lixa) a zarabatana ficar fina demais para não ficar quebradiça.

Depois da zarabatana feita ainda tenho que fazer as setas. Derreto meus 3kg de ouro imperial e então depois de derretidos jorro parte do líquido de ouro imperial,mais exatamente 1 kg, num recipiente, e o resto deixo esfriar. Faço o molde das setas de modo que cada uma tivesse 50g tendo um molde de 20 setas, e quando despejo o ouro no molde, conseguia 20 setas líquidas, por enquanto. Depois das setas esfriarem um pouquinho passo água nelas e o vapor quente era gostoso de sentir em meu rosto, me deixando revigorada.

Com a Zarabatana e as setas feitas só faltava uma coisa: Um lugar onde guardasse as setas e talvez até a pochete, e desenho uma pochete, teria que mexer com o tipo de material que menos gosto agora: Couro
Não ficaria muito perfeito mas fazia o possível para se virar com o material, olhando de vez em quando em meu desenho para conseguir auxílio, depois da pochete ter tomado forma, coloco ela em minha cintura, abro ela e coloco dentro dela as setas e sua zarabatana de lado e fecho a pochete. Pegava o o resto do ouro que ainda tinha e levo para meu aposento.

Se tudo acontecer como espero terei:

Pochete
20x Setas
Zarabatana
2kg de Ouro Imperial

#4

Forjas do acampamento Júpiter Empty Treino - Martelo de Thor

por Thor Odinson em Qua 12 Nov 2014 - 13:46

Thor Odinson

Thor Odinson
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Entro nas forjas do acampamento pela primeira, apesar de amar a mecânica da minha mãe aquele lugar era incrível. O calor, o maquinário e as ferramentas. Tudo me chamava para que fizesse algo nesse momento. Vou para a estante onde estaria o livro do Arsenal e algo me chama atenção nele. O quão simples e barato era fazer um chicote comum e, apesar de que fazer um chicote era algo inútil para mim, isso me dá uma ideia.

Volto da Loja de Materiais para Forjas com meu couro e meu ferro mortal. Assim que chego eu ligo a fornalha para deixa-la aquecida para quando fosse necessário derreter o ferro e começo a cortar o couro, fazendo 4 tiras de 1 metro cada. Coloco as tiras de couro sobre a mesa, puxo uma cadeira confortável - pois isso iria demorar - começo a entrelaçar as tiras. Faria com toda a calma do mundo e cada nós de que desse eu faria força para firmar e deixar resistente. No fim do trabalho eu teria uma corda com 1m de comprimento, porém estava com a pontas soltas.

Coloco o Ferro Mortal para derreter na fornalha e vou até a bigorna com a corda. Com o meu Martelo Pequeno eu bato nas pontas soltas da corda contra a bigorna, as deixando mais juntas e achatadas, ficando não tão soltas. Em seguida pego o mesmo martelo e acho a broca mais precisa que conseguisse nas forjas, coloco o martelo contra a mesa e cuidadosamente faço um furo atravessando a parte mais baixa do cabo. Pego a corda de cima da bigorna e passo uma de suas pontas através do buraco, logo em seguida pego a ponta e faço um nó forte na parte mais de cima da corda - prendendo a corda ao martelo - porém isso não seria o suficiente, o nós poderia se desfazer.

Coloco o martelo em cima da bigorna e despejo uma pequena quantidade de ferro mortal derretido em cima nó e com um martelo de forja que encontrara ali eu vou fazendo o formatado e prensando o ferro, fazendo com que o nó fosse envolvido pelo ferro, impedindo que fosse desfeito, em seguida coloco o nó com ferro em óleo quente de forja para esfriar e manter o formato. Depois disso vou atrás de um molde de argola. Coloco a outra ponta da argola dentro do molde e derramo o resto do ferro derretido no molde. Deixo esfriar sozinho por 2min e em seguida coloco em cima da bigorna para trata-lo e garantir que estava bem prendo na ponta da corda. Com isso eu teria feito uma alça de segurança para ele, para evitar do martelo voar de minha mão, a menos que eu quisesse...

Exemplo de Alça

Resultado:


Martelo de Thor [Pequeno]*

*Martelo com uma corda em sua base que permite que possa gira-lo podendo assim joga-lo com mais força ou bate-lo com mais força contra algo/alguém. Ele também tem um alça de segurança para evitar que voe longe se que o campista deseje

Atualizado
160 de Exp

#5

Thor Odinson

Thor Odinson
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário

Necessário Att para forja: http://www.heroisdoolimporpg.com/t874p10-loja-de-materiais-para-forjas#28748

Hoje o dia só podia ficar melhor com uma forja bem feita, e porque não então? Acabara de chegar da arena depois de meu primeiro minotauro, sem nem mesmo ser tocado por ele, e minha encomenda do acampamento grego acabara de chegar. Coloco o Escudo Aegis e a Espada Curta em cima da mesa e pego a solda à plasma e faço os cortes os quais seriam necessários para minha forja dar certo. Dois corte retos e paralelos entre si no escudo redondo deixando ele do tamanho do meu antebraço e deixa um pouco mais largo que este.  Em seguida separo a lamina da espada do seu cabo e corto a lamina ao meio, criando duas laminas menores. Enquanto ao meu 1kg ferro mortal eu deixo para depois.

Levo o que sobrou do escudo até a bigorna e a bato com a Mjolnir de maneira firme e precisa, não dando forte o suficiente para quebrar o material, até que este tome uma forma mais arrendondada, tomando quase a forma do meu antebraço. Coloco o pedaço sobre meu antebraço e faço os ajustes necessários para que a peça fique confortável nele e o coloco de volta na mesa. Com réguas, esquadros e uma caneta permanente eu faço as medidas no escudo - agora uma braçadeira - para saber quando de ferro eu precisaria para a mola e a base do mecanismo retrátil da lamina.

Ligo a fornalha para uso mas tardio e vou até o ferro mortal e faço o desenho das peças que eu precisaria em sua metade e as corto com a solda à plasma. Levo as peças até a lixa e lá faço os ajustes de nivelamento. Em seguida pego a outra metade do Ferro e derreto na fornalha, que já devia estar aquecida a este ponto. Em seguida coloco o ferro já derretido em duas formas de mola, do tamanho adequado para o mecanismo. Levo as peças e as molas até o escudo e começo a juntar tudo e soldar nos lugares adequados. Era um mecanismo bem simples: A mola o tempo todo faria força para aproximar a laminas para dentro da braçadeira, assim que um movimento brusco fosse feito a lamina correria pela inércia até um ponto onde um trava ativaria, inutilizando a mola deixando a lamina para fora e firme. A lamina só voltaria para dentro quando a trava fosse desfeita, com a mão do braço no qual estaria a braçadeira.

Pego as duas lamina que eu havia "feito" antes e levo-as até a lixa mecânica para afia-las ainda mais e deixar suas bases prontas para serem encaixadas e soldadas no braçadeira. Faço o mesmo com a parte de cima da braçadeira dando alguns ajustes de estilo e deixando a parte lisa como nova.

Pego os pedaços de bronze celestial que haviam sobrado e os coloco na fornalha que ainda estava aquecida os derretendo. Separo meu Mjolnir [Pequeno] e algum martelo de forja que estivesse por perto. Em seguida vou atrás da forma para um Martelo Médio e coloco o Bronze Celestial derretido dentro, obviamente não tinha o necessário para fazer um martelo novo, mas eu coloco meu Mjolnir dentro do molde fazendo com que o bronze derretido que estivesse ali dentro envolveria o martelo e por causa do molde manteria a forma de um martelo Médio. Deixo esfriar por uns 2 min até que o bronze que estava derretido fosse trabalhavel na bigorna e faço justamente isso, ajustando errados e espalhando bem o bronze pela arma. Em seguida levo Mjolnir até a Lixa mecanica e faço os ultimos ajustes estéticos e de nivelamento.


Espada Curta | Escudo Aegis | Mjölnir [Pequeno]

|
\/

Braçadeira com Lâminas Retráteis** | Mjölnir [Médio]

**Braçadeira resistente com duas lamina retráteis que com os movimentos do Legionário podem aparecer e se esconder.


Atualizado pelo Todo Poderoso
200 de Experiência.

#6

Forjas do acampamento Júpiter Empty Re: Forjas do acampamento Júpiter

por Thor Odinson em Qua 19 Nov 2014 - 17:39

Thor Odinson

Thor Odinson
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Chego nas forjas com os 3kg de Bronze Celestial enviados pelo Fiuk, ele havia feito o pedido pessoalmente outro dia mas ainda não havia me enviados os materiais. Coloco o bronze em cima da mesa e vou até a fornalha para começar a aquece-la e foi atrás da "areia" de fazer moldes  que se encontrava na forja e coloco um bocado dela em uma travessa comprida, com cuidado eu retiro areia aos poucos até que ficasse uma forma oval larga com uma ponta pontiaguda e a outra quadrática, um pouco maior que o meu dedo indicador. Prenso a "areia" até que ficasse em um estado quase sólido.

Com a solda à plasma eu corto um pedaço, com aproximadamente 200g, do bronze e coloco na fornalha para derreter, contro-lo o fogo para não apagar e cuido até o momento que o material estivesse praticamento liquido. Em seguida, com cuidado, coloco o material derretido na forma com cuidado e deixo o metal tomar sua forma, após poucos minutos esperando o metal estar "menos liquido" eu o retiro da forma e, com uma pinça de ferro, levo o material escaldante até a bigorna.

Na bigorna eu uso Mjolnir para trabalhar na ponta pontiaguda. Do jeito que estava naquele momento ela estava muito grossa por ter acabado de sair da forma. Uso o martelo algumas vezes bem no centro daquela metade, mas me foco em afinar mais a parte lateral, facilitando o trabalho na lixa mais tarde. Com o trabalho na bigorna a ainda-não-adaga ficaria mais fina na lamina e maior no tamanho -cerca de 3/4 de uma mão . Na lixa tudo foi mais simples, tudo que precisava fazer era tirar deslizes e deixa a parte da lamina afiada, aproveito para fazer uns ajustes estéticos e deixar o cabo mais confortável. Testo o ponto de equilíbrio da arma para ver se estava tudo certo, caso não estivesse eu levaria de volta para a bigorna e em seguida à lixa até que conseguisse.

Repito o processo até transformar os 3kg de Bronze em 15 adagas de arremesso. Caso a forma quebrasse eu simplesmente pegaria mais da "areia" e faria mais.

Imagem de exemplo:
Spoiler:

Forjas do acampamento Júpiter 6208890



3kg de Bronze Celestial

|
\/

15x Adaga Leve de Arremesso [Bronze Celestial]

Atualizado pelo Todo Poderoso

Experiência: 250

#7

Forjas do acampamento Júpiter Empty treino

por Alex Carter em Qua 11 Fev 2015 - 15:53

Alex Carter

Alex Carter
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Era um dia frio no acampamento. E o jovem filho de vulcano permanecia imóvel na sua coorte, totalmente enrolado por três lençóis, o que não agradava ao garoto. Que gostava do calor continuo das forjas.

O mesmo acaba por se decidir. Iria fazer algo nas forjas somente para testar suas habilidades e por diversão alem de espantar o frio intenso que o cercava. Chegando ao local pega 0.7 Kg de bronze celestial e começa o trabalho.

Alex começa aquecendo o metal na forjar. Ate que o mesmo ganha uma coloração avermelhada. Ganhando a forma desejada. Logo em seguida o metal é colocado em uma bigorna e martelado ate ganhar a forma desejada. As batidas começam do começo fazendo uma ponta e seguindo fazendo o corpo do sabre.

E depois de repetir os movimentos de aquecer e bater. Logo cria uma espada colocando-a para secar. E afiando em seguida.

Depois de terminar todo o trabalho sai pelas forjas para olhar o trabalho de seus irmãos.



|ATT|
Pontos de Perícia a receber: 75

#8

Forjas do acampamento Júpiter Empty Re: Forjas do acampamento Júpiter

por Thor Odinson em Sex 10 Abr 2015 - 10:34

Thor Odinson

Thor Odinson
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Entro nas forjas mais uma vez, agora uma pequena encomenda grátis para um amigo meu, João Garcia. Ele não sabia exatamente o que queria mas pediu qualquer coisa simples e barata que fosse útil para ele. A primeira coisa que me veio em mente foi um belo chicote, e não um qualquer, um feito de material natural com um pouco de bronze celestial para melhorar. Encomendei o melhor e mais resistente cipó com espinhos que poderia arranjar e assim que consegui ele vim direto para as forjas.

Começo pegando um pouco de argila disponível na forja e moldo com minhas mãos um punho que fosse confortável para a mão, assim que tivesse o formato pronto eu deixaria a argila secar. Após isso levaria a argila e com ela faria um molde com o material adequado, deixando o "buraco" para o bronze entrar. Aproveito o mesmo volte para deixar o molde de um cone de tamanho médio e fina. Após deixar o o bronze entrar lentamente cuidando para não deixar bolhas de ar eu espero ele esfriar e retiro as peças desejadas.

Com a furadeira de tamanho adequado eu faço um furo na ponta do punho para deixar o cipó entrar. Faço o mesmo no cone e então levo esse para a lixadeira da forja e a deixo pontudo e fina, mas não quebradiça, aproveito continuo lixando ela até deixar de ser arredondada e passar a ser triangular. Após lixo os lados de forma que fará com que eles fiquem curvados para dentro, assim para que quando perfurasse algo/alguém entraria com mais facilidade e sairia igualmente.

Faço dois filetes de bronze com um molde simples e pequeno. Coloco todas peças em lugar no cipó e para prende-las à ele eu martelo as tiras em volta do cipó, próximo as peças, cuidando para não danificar o material natural. Em seguida soldo as tiras junto as peças. Deixando o chicote Pronto em uma peça só. Dou umas chicotadas com ele para ter certeza que não iria desmontar nem nada parecido e então entrego para João Garcia.


Cipó Elástico com Espinhos [2m]
Bronze Celestial [0,5kg]
||
\/
Chicote de Cipó com Espinhos [Ponta de Bronze Celestial]

Att para: http://www.heroisdoolimporpg.com/u1390rpg


|Atetado|

Pontos de Perícia em forja a receber: 40

#9

Forjas do acampamento Júpiter Empty Re: Forjas do acampamento Júpiter

por Harry Owen em Seg 27 Abr 2015 - 19:16

Harry Owen

Harry Owen
Filho(a) de Vulcano
Filho(a) de Vulcano
Ver perfil do usuário
Entro nas forjas pela primeira vez com um sorriso no rosto. Vestia a camiseta do acampamento júpiter e uma calça jeans escura. Levava comigo alguns itens que tinha comprado mais cedo, iria forjar pela primeira vez no acampamento, me sentia emocionado. O calor das forjas me transmitia um sentimento de felicidade, além da companhia de meus irmãos que me reconfortava. Caminhei pelo local até encontrar um lugar para mim, não tinha o desejo de encomodar outros forjadores. Peguei um dos martelos que lá ficavam para os que desejavam, era uma forja, deveria ter estes itens. Então pus a mão na massa, peguei o bronze celestial e coloquei-o na fornalha, aquecendo o metal à níveis elevados. Quando ele ganhasse forma avermelhada, estaria pronto para ajustes. O colocaria no molde e com o martelo que tinha pego, bateria para fazê-lo ganhar a forma desejada, isso o faria se alongar. Trabalharia do começo, fazendo uma ponta, e seguindo para o corpo do sabre. Após terminar o processo de aquecer e bater, teria meu sabre pronto. Olharia para o punho da arma e assim pegando meu couro de minotauro, enrolaria com força o lugar de forma que ficasse confortável e batendo com marteladas fazendo o material ficar firme, repetiria a ação com cuidado para não estragar a arma ainda em processo de criação, até conseguir com que o couro se adapte ao punho. Caso vêsse que começaria a estragar o punho daquela forma, desistiria pois não quero estragar minha primeira forja :fuckit: . O deixaria esfriar e aguardaria. Ao notar que já era hora, começaria o processo de afiação, tornando a lâmina afiada e deixando-o útil em batalha. Ao tê-lo pronto, observaria e checaria se o punho estava confortável, e com um sorriso no rosto.

- Olá nightmare -
Falaria nomeando minha nova criança e então andaria pelas forjas olhando o trabalho de meus irmãos.


- Bronze celestial [0,7kg]
- Couro de Minotauro
||
\/
Sabre "Nightmare" +
+ O sabre é feito de bronze celestial, possuí na zona do cabo, o punho revestido de couro de minotauro, o deixando confortável quando empunhado pelo campista.
 
Passivas:


Nível 1 - Perícia em Forja [Inicial]: Como filho do deus das forjas, você poderá forjar seus próprios equipamentos, ou até mesmo para outra pessoa. Suas mãos, apesar de brutas são capazes de criar belos detalhes e manusear pequenos objetos. Ao decorrer da sua vida quanto mais forjar coisas, mais você se aperfeiçoará, e o seu nível de forja aumentará, dando-lhe mais opções do que fazer. Neste nível pode apenas forjar com destreza armas simples, de Bronze celestial, Ferro Mortal e só, como Espadas, Adagas ou fazer reparos em armas mais complexas. Pode também criar mecanismos simples.(+ 5 FOR)

Nível 1 - Resistência ao Fogo:O legionário tem uma resistência física maior que as outras pessoas a ataques e danos do tipo fogo e calor. (+5 CON )

Nível 2 - Febre: Quando o filho de Vulcano luta em lugares quentes ou abafados, assim como nas forjas, sua força e suas habilidades são ampliadas. (+10 FOR E +10 DEF nessas condições)

Nível 3 - Perícia Bárbara [Inicial]: Confere nível de perícia [Inicial] para a perícia Bárbara. Permite que o legionário treine suas outras perícias até o nível [Inicial]. (+5 FOR)

jáe
40 pontos de pericia



Forjas do acampamento Júpiter 123t9qg
"Não brinque com fogo, muito menos com magia."

VAMOS TOMAR UM VÍNIO?
#10

Forjas do acampamento Júpiter Empty Re: Forjas do acampamento Júpiter

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 3]

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum