Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Casa Grande » Livros e Fichas » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Ver perfil do usuário
Ω Nome: Grover Deepforest
Ω Idade: 17
Ω Aparência: Cabelos castanho escuro, juntamente com uma barbicha no queixo. Pele clara mas com um breve tom bronzeado e olhos verdes, acompanhados com chifres e pernas de bode tendo no total uma altura de 1,80.
_________________________________________________________________________________________________________________________
Características Psicológicas:
Ω Humor: Sempre está feliz, principalmente ao lado da natureza mas consegue facilmente ficar com raiva ou tristeza quando um amigo está em perigo.
Ω Três Qualidades: Determinado! Confiável! Apesar de ser completamente contra o desmatamento de árvores para criar papel, é um bom apreciador da leitura!
Ω Três Defeitos: Se auto-subestima! Passa dos limites com facilidade! Confia nas pessoas muito fácil!
_________________________________________________________________________________________________________________________

Ω História: Você com certeza veio até aqui com o propósito de encontrar uma história animadora e divertida ou até mesmo uma história sentimental e coberta de aventuras. O que você não verá aqui, desculpe!

Uma vez eu li uma frase de um escritor norte americano que diz assim "Não sou nada especial; disso estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns e vivi uma vida comum. Não há monumentos dedicados a mim e o meu nome, em breve, será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou." (Diários de uma Paixão - Nicholas Sparks) E é com essa frase que vou contar uma pequena parte da minha história.

Não tenho memórias de quem eu era antes dos 7 anos apenas o fato de que essa era minha idade verdadeira, lembro apenas de acordar em meio a floresta sem saber falar ou mesmo quem eu era. No dia em que eu acordei algumas moças de corpos e cabelos verdes estavam próximas a mim me criaram e educaram com boas maneiras e amor. Quando eu tinha cerca de 8 anos eu já falava um pouco, talvez antes de perder as memórias eu tivesse conhecimento do dialeto que elas me ensinaram sendo assim eu tive um pouco mais de facilidade de aprender mas o que importa é que nessa idade elas começaram a me levar para andar mais profundamente na floresta o que significa sozinho até porque pelo que elas haviam me dito eram Dríades, espíritos da natureza. Aparentemente esse tipo de espírito da natureza é preso às árvores ou riachos no quais se prendem e por isso essas na quais eu chamo de "Mães" nunca me levaram para muito longe. Elas não me falavam exatamente o que eu era mas diziam que eu era uma criatura livre e forte, que eu deveria explorar mais e me aventurar e foi o que eu fiz.

Quando eu tinha 10 anos essas mães começaram a me contar sobre os Deuses, eu já os conhecia mas nunca soube exatamente o que eram eles. Por exemplo, eu pensava que o tal Poseidon fosse uma espécie de maçã o que tornaria ele algum Deus das maçãs mas aparentemente eu estava errado! Elas me falavam que também haviam uma raça estranha e diferente, chamados de Humanos. Esses humanos as vezes tinham filhos com os Deuses, e esses filhos eram chamados de Meios-Sangues. Falaram dos perigos que essas pessoas passavam e sobre um tal Acampamento para onde iam e eram treinadas para sobreviverem, então por fim uma das minhas mães, a mais velha e sábia que tinha me ensinado tudo sobre batalhas e sobre a natureza fala...

- Filho - Sua voz apesar de calma e sábia é fraca e rouca, mas continua sendo bela como o canto de pássaros ao amanhecer... - Esses Meios-Sangues são criaturas que precisam de ajuda, eles vão para o tal acampamento mas não sozinhos. Assim como nós ajudamos você, espíritos da natureza bravos e destemidos os protegem... São chamados de Sátiros! - O Vento quente sopra balançando as folhas das árvores e uma música começa a tocar. Eu reconhecia aquilo, era uma Flauta e o som dela era extremamente belo, mas minha mãe continua. - Você é um deles. - Termina ela com um sorriso gentil e carinhoso no seu rosto, eu toda a conversa permaneci calado e imóvel como elas haviam me ensinado. A forma da qual Pã as ensinou a viver, calmamente... Mas eu sinto uma espécie de líquido escorrendo dos meus olhos, passando por minha bochecha e chegando ao queixo até começar a pingar. Logo eu olho para local de onde vinha o som e lá estava um sujeito com as mesmas características estranhas que eu, pernas e chifres de bode.

Depois de um tempo de conversa ele me levou para o tal acampamento onde eu conheci o grande Deus Dionísio, também conheci de verdade o que eram esses semideuses, conheci sua história e soube o que minhas mães queriam dizer quando falavam sobre perigos, e se elas me enviaram aqui eu tinha que protegê-los. Nós sátiros aparentemente não somos o centro das atenções e também não somos os grandes heróis, apenas somos nós mesmos. Somos aqueles que sem ressentimento ou arrependimento algum aceitamos sermos ofuscados para que eles possam brilhar, e isso nos deixa feliz! Como na frase que li do autor americano, eu simplesmente amei minhas "Mães" assim como esses semideuses amam às suas ou aos seus pais. Isso para mim, é o suficiente !!

#1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum