Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Outros Locais » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 4]

Emily Monteiro

Emily Monteiro
Filho(a) de Poseidon
Filho(a) de Poseidon
Ver perfil do usuário
Graças aos deuses tenho um parceiro como Will nesse teste. Se não fosse por ele eu definitivamente estaria morta! Meu plano inicial de aplicar uma finta contra o garoto funcionou, mas apenas como um meio de chamar sua atenção, pois no final, quem acabou desarmada e em péssimas condições fui eu.

Cheguei a sentir um pânico imenso e engoli saliva quando vi minha espada cair e o garoto soltar um sorriso em minha direção. Pensei que aquele era meu fim. Mas foi nesse momento em que Will o atinge com um combo surpreendente, mandando-o para trás e fazendo-o cair sentado perto do trono.

Não perco tempo em recuperar minha arma e entro em modo defensivo, novamente observando o que o adversário faria. Ele podia ser arrogante, mas tinha habilidade mais que suficiente para adotar aquela postura superior...

Em um novo estalar de dedos, suas duas espadas dão lugar a uma nova arma. Uma espada que Will identificou como Espada Bastarda. Ela era consideravelmente maior que nossas armas, o que lhe daria a vantagem de nos atingir numa distância segura, longe de nossas espadas curtas.

Fico surpresa ao vê-lo avançar na direção de Will e um tanto quanto tensa. Estaria ele querendo se vingar do golpe que tomou? Não... não havia tempo para pensar em coisas tão banais quanto a competitividade dos garotos, eu precisava analisar bem aquela situação. Vejamos... O garoto portava a espada com as duas mãos, mas não parecia que aquilo era necessário. Ele provavelmente estaria disposto a efetuar um golpe com mais força ou aquilo era uma finta para nos distrair. Resolvo apostar na primeira opção, pois o fato de ele tomar a iniciativa de atacar demonstra que ele está levando o combate mais a sério.

Outro fator importante era a questão da agilidade. Aquele garoto parecia ter o mesmo porte físico de Will, portanto sua movimentação deveria ser mais lenta que a de meu parceiro em virtude do peso que ele está carregando. Isso era uma das coisas a serem exploradas, sem sombra de dúvida.

Minha primeira atitude portanto é tentar prestar suporte a Will caso ele caia em uma situação de maior perigo. Vou me aproximar do garoto pela lateral, pois quero que ele me veja, isso talvez chamasse sua atenção e também manteria minha honra, pois não sou capaz de atacar um adversário pelas costas.

Avançando com muito cuidado, tentarei esquivar por rolamento ou salto de um possível ataque contra mim e, caso surja uma oportunidade, aproveitarei que sua cabeça está desprotegida tentarei acertá-lo com o cabo da espada para fazê-lo desmaiar. Faço isso porque esse garoto, mesmo se mostrando um inimigo, ainda é um humano, e como estamos em um teste, creio que a sensatez também esteja sendo avaliada. Acredito que ele só esteja fazendo seu trabalho, que é avaliar se somos ou não dignos de passar para a próxima etapa. Tentarei portanto efetivar esse golpe contando com o movimento de Will, que é o alvo inicial do garoto de armadura. Se ele conseguir segurar o garoto por algum tempo ou por acaso mantê-lo ocupado, será de grande ajuda.

Tentarei recuar alguns metros em posição defensiva no final de tudo, para avaliar a situação e possíveis ferimentos, pois creio que esse seja um embate com chances maiores de sair com algum corte, pois estou ciente da habilidade do garoto com espadas e a arma em questão traz muita vantagem para ele.

#11

Will Kross

Will Kross
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Agradeci aos deuses por ter conseguido acertar o chute, mesmo que por um ataque de sorte conseguira deixá-lo caído o que fez a esperança dentro de mim crescer, quando vi ele sorrindo para a garota, por um momento eu quis acertar aquele golpe vertical, afinal estavamos ali juntos tinhamos que proteger um ao outro. Ele trocou de arma novamente desta vez para uma espada bastarda , obviamente percebi que o alcance do garoto agora aumentara e fiquei tenso, nunca gostei de armas de tal alcance mas logo conti o nervosismo causado por ela. Mesmo que por conta do peso do seu equipamento a velocidade dele viesse a diminuir, não poderia buscar uma luta no qual eu estaria sempre recuando e buscando uma chance para contra-atacar, sabia que uma hora seria acertado e logo descartei esta opção.

Fiquei em posição defensiva aguardando, mantendo a calma e respirando fundo. Após ver ele avançar em minha direção, empunhei o cabo da espada com força e aguardei um movimento ofensivo. Os seus golpes provavelmente seriam feitos a uma distância segura, o que me daria mais alguma chance de recuar ou esquivar em segurança. Sabia que quanto mais a batalha avançava mais chances teria de sermos acertados ou até mesmo algum de nós ser morto, era um teste mas devia estar igualando ao real e aquilo estava ficando cada vez mais real.

Caso ele tentasse me acertar de forma horizontal iria saltar para trás ao mesmo tempo esperando estar pronto para defender com minha espada, se notasse que não recuaria a tempo. Se ele tentasse um golpe vertical iria procurar girar para o lado e em seguida rolar para os pés dele e tentar uma rasteira. Não tinha certeza sobre Emily estar pronta para atacar, mas teria que ganhar algum tempo para ela chamando a atenção dele. Em todas caso estaria observando a espada caso ele trocasse para um tridente ou alguma arma que lhe desse vantagem no momento teria que manter distância e pensar em algo.

Não podia me deixar ser acertado, caso isso acontecesse reviveria aquele momento, depois de tanto tempo acabaria perdendo o controle e como antes não saberia quando recuperaria a conciência de meus atos.

#12

Re: Teste de Reclamação | Will e Emily

por Poseidon em Sab 31 Jan 2015 - 15:27

Poseidon

Poseidon
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Ignorando completamente Emily, o menino avança contra Will.
Emily vê a chance e o atinge na cabeça, fazendo um estampido agudo castigar o ouvido de todos os presentes. Aparentemente uma barreira havia se formado entre o metal de Emily e a pele do garoto no último instante.

Tudo acontece muito rápido, depois do estampido o menino já estava ao lado do sr.'T' com uma expressão envergonhada no rosto. Já o próprio T, mostrava um resto de sorriso.
'A primeira fase vocês passaram, veremos agora a segunda.'
Um circulo de 2 metros de raio é formado em volta dos campistas. Brilhava muito, cegando a todos ali perto...
Assim que Emily e Will abrem os olhos, vêem algo inesperado. Todo o chão tinha abaixado e ficado coberto por lava. O único lugar 'seco' era o circulo em que ambos se encontravam.
O sr.T estava sentado na escada ainda, aparentemente uma barreira impedia a lava de subir escadaria acima.

Restava a ambos os campistas decidir o que fazer, nenhum objetivo aparente podia ser traçado.

#13

Emily Monteiro

Emily Monteiro
Filho(a) de Poseidon
Filho(a) de Poseidon
Ver perfil do usuário
Uma sucessão de acontecimentos inesperados acontece de forma tão rápida e misteriosa que demoro alguns segundos para entender o que está acontecendo. Ou melhor, para começar a tentar entender melhor o que está acontecendo.

O garoto de Armadura não foi atingido pelo cabo de minha espada. Fui impedida por uma força que eu não podia ver ou entender. Apenas senti uma sensação me sobrepujando facilmente. Era muito forte.

Logo em seguida um enorme clarão irradia por toda a sala, fazendo com que eu perca momentaneamente o sentido da visão. Quando abro os olhos me deparo com uma cena nada agradável e muito assustadora. Aquilo era... lava?!

De relance, vejo o Sr. T e o garoto de armadura. As escadarias estavam intactas e não pude deixar de reparar as expressões deles. O garoto parecia envergonhado, mas mesmo assim não escondi minha satisfação em vê-lo vivo e ileso, afinal, ainda era um teste e eu não me sentia muito à vontade em combater alguém que não fez nada de mal comigo ou com qualquer outro de forma antecipada.

Mas agora não era tempo para isso. Eu precisava colocar a cabeça para pensar. Primeiro observo atentamente todo o espaço da sala e tento medir o tamanho do círculo onde Will e eu nos encontramos. Em seguida, corto um pedaço da manga de minha camisa e a jogo para fora dos limites do círculo. A razão disso é verificar se estou lhe dando com algo real ou uma ilusão. Em algumas ocasiões ouvi que existe uma coisa chamada névoa, que pode enganar os sentidos de qualquer um.

Se por acaso a situação for real, procuro observar cada detalhe da sala, pois algo pode ter mudado e procuro pensar em que tipo de provação seria essa... Caso eu não encontre nada, não me resta outra opção a não ser perguntar o significado disso ao Sr. T e ao garoto de armadura...

#14

Will Kross

Will Kross
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Tudo aconteceu rápido demais, após o estampido provocado pelo ataque da garota (até agora me pergunto o porquê daquele som) fechei meu olho direito e levei minha mão esquerda a uma de minhas orelhas, um velho costume que tinha após escutar algo alto. Então observei o local a procura do garoto e o encontrei ao lado de T com uma expressão envergonhada, o que me fez querer ir lá animá-lo mas não deveria nem poderia, ainda estava em um teste e aquele garoto fora o nosso primeiro desafio, esperava estar pronto para os outros seja lá quantos fossem. Um clarão se formou ao meu redor, o que me fez imediatamente fechar os olhos, após alguns segundos os abri vagarosamente e um nó se formou na minha garganta, o chão teria abaixado e tudo era coberto por... lava.

Respirei fundo e me senti aliviado ao ver que o único lugar seguro era onde eu e a garota estávamos, me ajoelhei e fitei-a notando que ela estava jogando um pedaço da camisa dela para fora do círculo, provavelmente checando se aquilo era... real. Assim como a maioria dos campistas já me perguntei como as pessoas nunca notaram os monstros por aí, era graças a Névoa, uma substância mágica que confundia os sentidos, pelo menos era o que tinha entendido sobre. Sabia que a Emily estava pensando isso então resolvi não falar nada e procurar pelo trono do garoto no qual estava seu elmo, era uma das únicas coisas que estava naquele amplo espaço mas talvez tenha desaparecido ou engolido pela lava, caso não o encontrasse iria estudar o círculo onde eu me encontrava, se fosse a mesma "barreira" que interrompeu o golpe de Emily isso explicaria o porquê da lava não passar.

Emily era genial, sem a estratégia e atitudes dela não teríamos derrotado o garoto, de imediato fiquei agradecido e deixei transparecer um leve sorriso no rosto, mas agora tudo era tão... sem sentido, não tínhamos um objetivo estabelecido como anteriormente. Franzi a testa e comecei a pensar sobre o que fazer caso a lava invadisse o círculo enquanto aguardava por Emily ou alguma frase esclarecedora vinda de T.

#15

Re: Teste de Reclamação | Will e Emily

por Poseidon em Dom 1 Fev 2015 - 20:04

Poseidon

Poseidon
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Ambos os campistas analisam o círculo e vêem que estão no meio de um circulo de 2 metros de raio daquela pedra que o átrio era feito. Só pedra e nada mais, uns 6 metros abaixo, a lava brilhava com uma cor maligna.
Emily joga um pedaço de pano e o vê queimar instantaneamente.
Sem saber o que fazer ela pergunta para os dois outros habitantes o que deveria fazer.
O garoto mostra um sorriso enquanto o Sr.T fica com um rosto sério e levanta a voz.

'Apenas um de vocês deveria ter vindo aqui e derrotado esse muleque, como vocês vieram em dois, apenas um deverá ser reclamado e o outro... Morto. A lava subirá de pouco em pouco (2 metros por turno) e só irá parar quando engolir um corpo. Pois bem, comecem.'


Dois tridentes são materializados em cada ponta do circulo, resta aos campistas decidirem o que fazer.

#16

Emily Monteiro

Emily Monteiro
Filho(a) de Poseidon
Filho(a) de Poseidon
Ver perfil do usuário
A lava era real, o que faz a minha última ponta de esperança se esvair e desaparecer por completo. Dois tridentes surgem e o Sr. T usa um sério para nos avisar que a lava vai subir e só vai cessar quando um corpo cair sobre ela.

Caio de joelhos e não consigo conter as lágrimas que caiam incessantemente. Aquilo não poderia estar acontecendo! Eu pedi uma oportunidade de me provar ser digna de ser filha do deus do mar, mas se essa era a provação, eu prefiro me deserdar. Eu simplesmente não seria capaz de deixar um inocente morrer para satisfazer um desejo meu.

Caminho até o tridente em uma das extremidades do local, determinada a cometer suicídio, mas outra coisa me vem à mente. Fazer isso não garantiria que Will ficaria vivo, e outra. Ele se mostrou uma boa pessoa desde que nos conhecemos, não mereceria carregar o peso da morte de alguém, ainda mais sendo tão novo...

Ao pegar a arma, uma pontada de determinação surge em mim. Não entendo o motivo disso... O simples fato de tocar o tridente me fez tomar uma decisão da qual não pretendo abrir mão.

- Sr. T! Se você diz que um corpo deve cair nessa lava para que sua subida cesse, tudo bem! Mas eu não tenho a menor intenção de cair nesse local e muito menos deixar que Will caia! Eu te desafio para um combate honroso e justo. Se não estiver disposto a aceitar meus termos, tudo bem. Mas eu me recuso a lutar com esse garoto que está comigo desde o início do teste! Se ser reconhecida como filha de Poseidon significa ter que eliminá-lo, eu me deserdo!

Tento transmitir a maior firmeza possível nessas palavras. Eu tinha plena consciência de que desafiar aquele homem representaria meu fim caso ele aceitasse. Mas pelo menos eu não morreria a troco de nada e nem deixaria marcas negativas na vida de ninguém. Eu estava decidida e irredutível quanto a isso.

#17

Will Kross

Will Kross
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Após ouvir a voz de Sr T falando que deveríamos lutar um contra o outro, cerrei os punhos e lancei um olhar de raiva para a escadaria. Desde o início tinha um pressentimento ruim sobre T, ele aparentava ser humano mas isso não fazia minha vontade atual de atacá-lo diminuir. Vi Emily chorando e fiquei com vontade de abraçá-la, teria me apegado a ela durante todo esse teste, não teria a coragem ou audácia de matá-la depois disso tudo prefiria desistir. Caminhei até o tridente na extremidade do local pronto para me sacrificar, a julgar pelas lágrimas sabia que Emily iria fazer a mesma coisa, planejava impedí-la de alguma forma e me jogar na lava. De repente todos os momentos do teste passaram em minha mente, desde o chalé de hermes até o surgimento da lava, a garota estivera comigo durante tudo isso. Após tocar o tridente lágrimas desceram dos meus olhos, embora tenha assumido uma postura firme no fundo estava triste. Escutei as palavras de Emily então virei meu corpo e olhar para a escadaria e a esperança cresceu em mim.

- Eu também o desafio, me recuso a matar ela depois de tudo isso. Se soubesse que teria de fazer isso, preferia ter sido morto por ele - Falei olhando para o garoto do desafio anterior e procurando ser o mais sério possível - Se vai deserdar, eu também irei. Vamos proteger um ao outro afinal esse teste é nosso. - Falei com um leve sorriso olhando para ela. - Sou Will - Apresentei a mim mesmo.

#18

Poseidon

Poseidon
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Sr.T dá um leve sorriso após escutar as palavras dos campistas.
(...)
Um breve segundo passa e Emily e Will caem no chão arfando de dor de dezenas de golpes diferentes por todo o corpo de ambos.
Quando levantam os olhos para a escadaria, Sr.T estava falando.

'Eu não crio as regras, e antes de proporem desafios estúpidos, procurem saber com quem estão lidando. Agora se decidam o que vão fazer e me deixem fora disso.'

A lava continua subindo, ficando a 4 metros abaixo dos campistas.

#19

Emily Monteiro

Emily Monteiro
Filho(a) de Poseidon
Filho(a) de Poseidon
Ver perfil do usuário
Mal tive tempo de pronunciar meu posicionamento acerca daquela situação. Uma dor intensa começa a tomar conta do meu corpo, como se eu tivesse tomado uma verdadeira sequência de golpes por todo o corpo. Eu não pude enxergar nada, mas tenho certeza de uma coisa, o responsável por isso estava na minha frente e eu não podia fazer nada.

Vejo que conforme ele havia avisado, a lava de fato começou a subir. Aquilo já estava começando a me afetar, pois o calor aumentava e estava ficando cada vez mais difícil de se respirar, pois a umidade do ar certamente estava caindo rapidamente. Sinto meu corpo que está todo dolorido começar a formigar... Eu estava começando a perder os sentidos.

Sem entender o que aquilo significava, sinto um enorme desespero tomar conta de mim. Aquela situação não se encaixava com nada do que eu ouvia a respeito do meu pai. Com muito esforço tento me manter de pé apoiada no tridente, que ainda estava em minhas mãos. O Sr. T foi claro nas suas palavras e eu também fui clara nas minhas. Não vou lutar contra Will em hipótese alguma. Na verdade, naquelas condições acredito que não sou capaz de lutar contra quem quer que seja.

Olho uma vez mais para o garoto e vejo que ele parece estar sofrendo o mesmo que eu. Era difícil suportar aquilo. Tenho certeza que nesse momento estamos compartilhando as mesmas sensações e dúvidas. Resta-me então fazer um último apelo...

Tento me concentrar. Por mais difícil que seja, tento canalizar meus pensamentos em uma única imagem: O Oceano. O mesmo oceano que parei para observar antes de descer aquela escadaria e o mesmo oceano que ouvi minha mãe me contar com aquele seu sorriso marcante. Espero de alguma forma, receber alguma orientação sobre o que fazer. Não consigo aceitar a ideia de Eliminar Will. Tem que haver outra saída.

#20

Re: Teste de Reclamação | Will e Emily

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#21

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum