Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Outros Locais » Floresta » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Pétala, a filha de Atena top da balada estava na biblioteca do acampamento quando um livro em especial lhe chamou a atenção. Uma capa dura cor de rosa cintilante se destacava no meio da enorme estante e a garota não resistiu à tentação de pegá-lo. Em questão de minutos o livro foi “devorado” e Pétala descobriu algo interessante. Existia um lugar chamado de “O Rio das Rosas”, que se situava na periferia da floresta do acampamento, um pouco depois das fronteiras mágicas.

"A cada 200 anos, as águas do rio escondido pela névoa e que é rodeado por um imenso roseiral,  ao ser iluminado com a luz da lua cheia da meia noite adquirem uma propriedade mágica, capaz de trazer uma aura de tranquilidade cor de rosa ao primeiro animal que dela beber. Aqueles que entrarem em contato com a água após este momento apenas se sentem revigorados, como se passassem por um processo de rejuvenescimento."

Petala também observou que no livro estava datado o último acontecimento do fenômeno. Seria ironia do destino? O dia do fenômeno é hoje!!! A garota não conteve sua ansiedade. Já eram quase 17:00 e ela tinha um trajeto para percorrer. Ao levantar e guardar o livro em sua mochila ouviu uma voz vinda em tom irônico:

- Então a garota sabe-tudo acha que vai chegar até o rio das rosas primeiro? Sinto muito mas a aura de beleza daquele rio não será de ninguém além da Penélope, meu lindo exemplar de cisne. – Disse uma garota de longos e lisos cabelos loiros e olhos tão azuis quanto o céu. Uma aura de beleza rodeava a garota, que praticamente brilhava.

Pétala não demorou em reconhecer a garota. Angelique Bittencourt, uma das filhas de Afrodite, muito conhecida por sua vaidade que era anormal mesmo para filhos da deusa da beleza.  Aquela aparição repentina e a tentativa de provocação não chegaram a ser algo surpreendente, mas agora Pétala deveria estar atenta, pois uma concorrente acabou surgindo.

- Não estou interessada em perder muito tempo nessa... Espelunca. Só reparei que você estava interessada em algo que já tem dona. No mais, desista enquanto pode, afinal, muitos monstros espreitam a floresta, sabe? – Conclui a garota se retirando do local. Restava saber como a semideusa reagiria àquela situação.

#1

Petala

Petala
Filho(a) de Atena
Filho(a) de Atena
Ver perfil do usuário
Não importa quanto tempo eu tenho sempre é agradável estar numa biblioteca. Enquanto lia um livro com uma concentração que só mesmo uma filha de Atena teria quando aprende algo novo, minha coruja piava, apoiada no meu ombro e então coçou minha orelha com o bico, numa demonstração carinhosa de me chamar a atenção. Era um livro cor de rosa, minha cor favorita, então resolvi pega-lo para ler e fiquei interessada no assunto.

_ A  cada 200 anos, as águas do rio escondido pela névoa e que é rodeado por um imenso roseiral,  ao ser iluminado com a luz da lua cheia da meia noite adquirem uma propriedade mágica, capaz de trazer uma aura de tranquilidade cor de rosa ao primeiro animal que dela beber. Aqueles que entrarem em contato com a água após este momento apenas se sentem revigorados, como se passassem por um processo de rejuvenescimento. ~ Li em voz alta enquanto meu dedo indicador corria pelas palavras. _ O Rio de Rosas? Aqui no Acampamento? Interessante. ~ Olhei para Nike, minha coruja, e a ideia me veio a mente. _ Não se trata de sorte, isso foi um aviso. Precisamos ir lá Nike! ~Gravei bem o lugar onde o rio serpentava.

- Então a garota sabe-tudo acha que vai chegar até o rio das rosas primeiro? Sinto muito mas a aura de beleza daquele rio não será de ninguém além da Penélope, meu lindo exemplar de cisne. – Ela era linda, como todas descendentes de sua mãe.

_ Angelique, não precisamos fazer disso algo que nos torne inimigas. Que tenha como premio a merecedora. Eu serei justa como uma filha de Atena deve sempre ser. ~Minha mãe era deusa da justiça, portanto se fosse para ser meu esse premio que fosse de maneira justa e com o uso da minha sabedoria.

- Não estou interessada em perder muito tempo nessa... Espelunca. Só reparei que você estava interessada em algo que já tem dona. No mais, desista enquanto pode, afinal, muitos monstros espreitam a floresta, sabe?

Meu sangue esquentou quando ela chamou uma biblioteca de espelunca. Porém contive minha raiva, sabia que os filhos de Afrodite eram bons em mexer nos nossos sentimentos e tinham uma capacidade singular em manipular nossa fraqueza sentimental. Minha experiencia em batalha e anos de acampamento convivendo com eles não me deixariam perder a cabeça facilmente.

_ Tudo bem, tomarei cuidado com os monstros, Angelique. ~ Na verdade tomaria mais cuidado ainda com ela, sabe Zeus o que uma filha de Afrodite é capaz de fazer quando em fúria.

Corri em direção ao meu chalé onde Fofuxa se encontrava e completei minha mochila com alguns itens que eu achava necessário, inclusive um mapa da floresta, em meio a todos os mapas que tínhamos no nosso chalé.

_ Venha comigo Fofuxa. ~ Com Nike no meu ombro corri até o chale 10. Como ainda era 17h os chalés tendiam a estar vazios devido as atividades do acampamento e portanto entraria tentando não ser vista usando minha [Sensibilidade de Coruja]. Como eu era uma das campistas mais antigas, responsável algumas vezes por avaliar a limpeza dos chalés, sabia exatamente onde era a cama da Angelique  [Boa Memóri] então pegaria um item de sua vestimenta e sairia do local. Caso apareça algum filho de Afrodite eu usaria minha [Sabedoria] e minha [Genialidade] para persuadi-lo afim de sair dali sem problemas maiores.

Depois disso correria até a margem floresta e faria minha cadela cheirar a roupa.

_ Fofuxa se você perceber a aproximação da pessoa com esse cheiro aqui me avise o quanto antes. Preciso estar  um passo a frente dela.  ~ Tirei da mochila o mapa da floresta e apontei para onde o rio ficava.  _ Fofuxa nos leve pelas sombras que as árvores estão fazendo para esse ponto da floresta. ~O sol ás 17 horas já está baixando e portanto criando várias sombras na floresta, suficientes para minha movimentação por elas. Com isso ganharia muito tempo a frente da filha de Afrodite.

Monto em minha cadela infernal e deixo minha coruja segura entre minhas pernas e fomos em direção às sombras. Caso consiga chegar lá pelas sombras aproveitarei meu tempo para colocar armadilhas em pontos estratégicos da floresta e aguardaria, camuflada [Camaleão], a luz da lua.

Obs1: Caso não consiga pegar a roupa da filha de Afrodite eu corro para a floresta e continuo minha narrativa de viajar pelas sombras.

Obs2: Caso por algum motivo extraordinário eu não consiga viajar pelas sombras continuo montada da minha cadela e parto em disparada para o ponto desejado e deixo minha coruja voando acima das árvores afim de me avisar sobre possíveis perigos com sua visão aguçada e aérea.

 
Itens levados:
♠Armadura:
Braçadeira do Guardião [Recruta]
Peitoral de Couro
♠Armas:
Faca de Arremesso (x10)
Adaga Simples [Venenosa]*-*
Adaga [Prata] [Presente de Afrodite]
Escudo Grande [Lâminas][Prata][Sombrio][Transmutação: Pulseira]*--*
Esfera explosiva [Grande]
Flauta comum
Mochila Rumos e Trilhas
Barra de Ambrosia (x5)
Cantil de Néctar (x3)
Héracles Personalité
Kit de Armadilhas (x5)
Apito para Patos Ateniense
Isqueiro
Poção de Adrenalina[Perfurante]
Arome Caliente [Forte] (x3)
Pingente da Coruja***
Anel da Intuição
Isqueiro Zippo
Soro Curativo
Apito da Natureza *2*

Habilidades usadas:

Nível 4 - Perícia em Emboscadas: Assim como o próprio deus Pã, seus guardiões são excepcionais na hora de bolar armadilhas e emboscadas.
Nível 2 - Camaleão: O filho de Atena sabe como procurar um esconderijo. Normalmente se camufla muito bem, conseguindo encontrar um lugar pra fugir do perigo. O uso desta habilidade requer 15 pontos de energia.
Nível 1 - Sabedoria: Por ser filho de Atena, você é o mais sábio entre os campistas, e saberá usar sua inteligência em batalha. Também pode ler muito rapidamente, e em qualquer língua ou dialeto. (+5 INT)
Nível 2 - Gênio: Sendo filho da deusa da sabedoria, você é bem mais capacitado mentalmente do que os demais semideuses. Consegue assimilar as coisas e raciocinar com mais agilidade que todos os outros, o que pode lhe permitir melhor desempenho nas batalhas. (+5 INT)
Nível 7 - Boa Memória: O filho de Atena tem facilidade pra se lembrar das coisas que acontecem, então não tentem enganá-los.(+7 INT)
Nível 13 - Sensibilidade de Coruja: O herói pode perceber a aproximação de qualquer coisa dentro de 2m de raio, tendo dificuldade em ser surpreendido e maior facilidade de esquivar (+10 REFLEX)
Nível 11 - Mestre das Corujas: O herói pode se comunicar com as corujas.(+12 INT)

#2

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Petala monta um plano teoricamente perfeito . Conseguir uma peça de roupa da filha de Afrodite a fim de saber sua localização através de sua cadela infernal é de fato, genial. O problema foi que ela não conseguiu atingir esse objetivo. O Chalé de Afrodite estava repleto de campistas, afinal, eles não ligam muito para treinos e ignoram muitas atividades. Mas ela percebeu que Angelique já estava ausente. Teria ela partido logo depois da provocação na biblioteca?

Sem titubear, a semideusa, que já havia pegado seus equipamentos e um mapa da floresta pede para sua cadela lhe dar uma ajudinha, pegando um atalho pelas sombras. Mas antes que ela o conseguisse, é abordada por Ozne, um de seus irmãos mais novos, que chegara recentemente no acampamento. O rapaz estava correndo ofegante, parecia nervoso:

- Petala, pelos deuses, me perdoe... Ela... Ela me manipulou.

Não precisava ser um gênio para saber que a filha de Afrodite havia agido. O garoto um tanto envergonhado contou que, usando seu charme, Angelique o obrigou o a entregar um dos mapas da floresta que havia dentro do chalé. Aquilo não seria um grande problema se Pétala se apressasse, mas aquela era uma informação útil. A filha de Afrodite estava disposta a tudo para chegar antes no rio das rosas.

- Eu preciso te falar outra coisa... Angelique  saiu acompanhada por mais duas pessoas. Um garoto e uma garota. O rapaz é um filho de Apolo guardião de Pã e a garota é irmã dela, se chama Lianna.

Ótimo, um comitê de semideuses estava trabalhando com a filha de Afrodite. Mas o trunfo de Pétala, a viagem nas sombras foi um tremendo sucesso. Armadilhas foram plantadas nos locais estratégicos e a garota já se via camuflada no topo de uma árvore. Naquele local não eram possível ver onde todas as armadilhas estavam, mas Petala sabia a localização de todas e certamente  não cairia numa delas.

Eram quase 22:00 quando o grito de uma garota ecoou pela floresta. Alguém havia caído em uma armadilha. Pelo som, a filha de Atena deduziu que era o truque mais velho de todos, a rede de caça. Aquilo poderia ser considerado um sucesso, mas os gritos tinham um tom de pavor e Pétala lembrou que já estavam fora dos limites do acampamento. Poderiam haver monstros circundando o local, ainda mais quando existe um grupo de semideuses reunido. A suspeita se confirma quando um grunhido alto também ecoa. Alguém estava correndo perigo.

#3

Petala

Petala
Filho(a) de Atena
Filho(a) de Atena
Ver perfil do usuário
_Eu preciso te falar outra coisa... Angelique  saiu acompanhada por mais duas pessoas. Um garoto e uma garota. O rapaz é um filho de Apolo guardião de Pã e a garota é irmã dela, se chama Lianna. ~ Mordi o lábio inferior enquanto escutava atenta o que meu irmão dizia. Então segurei seu rosto com minhas mãos e direcionei seus olhos aos meus.

_ Não se sinta envergonhado. Até mesmo um campista experiente cairia no charme de uma filha de Afrodite forte como Angelique. Porém ela vai pagar caro por isso. ~ Meus olhos cinzas como o céu que precede a tempestade se fecharam um pouco graças a expressão séria do meu rosto. Então dei as cosas ao meu irmão e viajei pelas sombras. Já no meu destino, percebendo minha vantagem no tempo, apressei em colocar minhas armadilhas e me camuflei numa árvore.

[Pensando] Um filho de Apolo e duas de Afrodite, droga. ~ Suspirei ~  Angelique conseguiu usar um filho de Atena, ela realmente é boa e como esta acompanhada de sua irmã o charme das duas vão estar potencializados, isso vai ser um problema caso eu precise lutar frente a frente, farei de tudo para evitar isso. O filho de Apolo também é um guardião ele terá vantagens na floresta, preciso tomar cuidado com isso também. Se não fosse pelo charme das duas eu poderia forçar uma luta corpo a corpo e ganharia fácil, porém não será possível. Preciso usar do espaço ao meu favor.

Respirei fundo e comecei a pensar na minha estrategia já que teria tempo.

Eu estou no meio de uma floresta, bem arborizada, então o filho de Apolo não terá um caminho limpo para que sua flecha alcance grandes distâncias, usarei disso ao meu favor. Tenho o efeito surpresa pois já tenho noção de todo o limite dessa área e sei o que tem em cada lugar daqui, portanto, eu estou em vantagem de espaço.

_ Preciso de mais vantagens. ~ Sussurrei.

Olhando ao meu redor eu percebi detalhes sutis que poderiam pender a batalha ao meu favor: as copas das árvores. Como estamos numa floresta a luz do luar não iluminaria tão bem aquele lugar ( exceto na margem do rio e eu não os deixaria chegar até la), na verdade em florestas, principalmente em lugares que margeiam rios, as árvores são suntuosas e com copas cheias. O filho de Apolo tem uma boa visão sim, mas em dias claros. Já eu conseguia enxergar perfeitamente bem no escuro, essa era minha grande vantagem: eu podia vê-los e eles não a mim.  Caso conseguisse um bom posicionamento eles não seriam capazes nem de ver o que os atingiria.

Esperei o tempo passar camuflada e atenta as movimentações ao meu redor: sátiros, dríades, náiades e outros animais selvagens. Todos seres da natureza notavam minha presença ali e eu acreditava que eles já conheciam o motivo pelo qual eu estava acampada. Eu contava que, na posição de uma guardiã de Pã eles pudesse me ajudar caso preciso [Empatia com a natureza]. Mas isso só seria um plano C, pois o A e o B só dependiam de uma estrategia livre de erros. Foi quando ouvi um grito de uma garota.

_ Eles chegaram. ~ Sorri quando percebi que tinham caído em uma das minhas armadilhas. Porém o grito foi estridente demais, pavoroso demais. E me veio em mente que poderia ser um monstro. A vida de semideuses não valiam mais que aquela magia do rio, não para mim. Eu iria salva-los.

Estava disposta a descer e ir ajudar quando o rosto de meu irmão veio em minha mente. Ele estava envergonhado, ele fora usado por ela. Olhei para minhas mãos que outrora tocaram seu rosto e cerrei meus punhos.

_ Isso pode ser um truque. Elas sabem muito bem dissimular. ~ Aquilo me irritava. Filhas de Afrodite são sujas numa batalha: usar pessoas, mentir, subornar. Respirei fundo mais uma vez pensando num plano rápido e preciso. Solto minha coruja e peço para que ela sobrevoe o perímetro afim de me alertar sobra qualquer aproximação que não seja dos três semideuses [Mestre das Corujas].

Desci sem fazer barulhos de onde estava e comecei a me mover por entre as árvores sempre mantendo o cuidado para não ser vista [Camuflar in Natura]. Mentalmente pedi para que Fofuxa [ Empatia Animal][Benção dos deuses para comunicação mental com minha cadela] mais uma vez viajasse pelas sombras para um local onde pudesse ficar atrás dos semideuses e se camuflasse nelas e aguardasse meu comando de ataque. Quando chegasse a uma distância segura observaria a situação. [Olhos Noturnos].

Possíveis ações:
Ação 1:
Caso eu veja que fora uma armadilha criada pelas semideusas eu peço mentalmente para que Fofuxa, no lado oposto ao meu, uive afim de chamar a atenção dos semideuses e com isso, aproveitando do momento e sabendo qual seria a reação de cada um deles [Estrategista], arremesso meu escudo na cabeça do filho de Apolo [Escudo Bumerangue], que por estar escuro, não saber minha posição, ter sua atenção para o uivo de um cão infernal, teria muitas dificuldades de se esquivar. Caso acertasse isso poderia deixa-lo desmaiado por um bom tempo e com isso tiraria das garotas o ataque a distância e a cura que ele poderia proporcionar. Assim que eu arremessar meu escudo, independente se eu acertar ou não, eu saltaria para a próxima árvore [Irmã dos Sátiros] afim de mais uma vez deixa-los sem minha real posição.

Ação 2:
Caso eu perceba que de fato estão sendo atacados por monstros esperarei para ver como se saíram já que são semideuses experientes ( tanto a Angelique por ter conseguido enganar meu irmão , quanto o filho de Apolo por se tornar Guardião), e caso eles consigam se sair bem da batalha contra o monstro eu imediatamente coloco o plano 1 em ação.

Ação 3:
Caso eu perceba que de fato estão sendo atacados por monstros e que eles não estão conseguindo se sair bem espero que eles se machuquem o suficiente para que eu possa tirar proveito disso quando eu for lidar com eles. E então assim que todos estiverem muito machucados eu arremesso de onde estou meu escudo no monstro [Escudo Bumerangue] e ativo as lâminas para tentar decapta-lo. Caso o monstro, na minha analise da batalha contra os três, eu perceber que ele é ágil eu ativo minha [Estrategista] para saber exatamente como atacar afim de acerta-lo em cheio e com isso, acertando-o ou não, eu salto para a outra árvore  e começo a me mover, ordenando para que Fofuxa se mova pelas sombras para que sempre fique perpendicular a mim, afim de evitar mostrar minha posição. E em seguida eu coloco o plano 1 ( só que ao invés do escudo arremesso minha adaga envenenada na barriga dele [Pericia Intermediária com arremesso]( lugar vascularizado que faria o veneno dela correr rápido demais pelo corpo dele assim causar um choque deixando-o desmaiado) , em ação só que dessa vez além de todos os fatores ao meu favor, eles estariam debilitados
~

Com minha sensibilidade [Sensibilidade de coruja] será muito difícil eu não perceber uma aproximação, um fator extra para minha camuflagem. Por isso, caso um monstro se aproxime de mim eu mudarei de posição, de forma estratégica a ponto que esse vá em direção aos três .

Habilidades de Guardiã:
Nível 5 - Empatia com a natureza: O guardião de Pã possui um carisma muito especial para ninfas, sátiros e animais, assim como o próprio deus Pã, de forma que eles geralmente conseguem convencer tais seres a realizarem favores. (+5 CHA)

Nível 6 - Terreno Familiar: Sempre que lutar em florestas, pântanos ou qualquer meio considerado selvagem o Guardião terá suas capacidades maximizadas. Também não serão afetados de forma negativa por aspectos naturais (raízes, rochas soltas, plantas gramíneas), sabendo se desviar dele de forma natural.

Nível 7 - Camuflar in Natura: O Guardião de Pã consegue se camuflar em meio a árvores, arbustos e folhagens, tornando-se invisível a olhos comuns.

Nível 7 - Irmão dos Sátiros [Inicial]:Permeado pela magia de seu senhor, o Guardião desenvolve algumas caracteristicas dos protegidos de Pã: os sátiros. Neste nível, suas pernas se tornam mais resistentes o tornando mais ágil e permitindo que dê saltos maiores. (+12 AGI)

Nível 8 - Empatia Animal: Os guardiões conseguem conversar com os animais mentalmente. Isso não quer dizer que os mesmos irão obedecer as suas ordens. ( +5 CHA)

Nível 9 - Perícia com Arremesso [Intermediario]Confere a Pericia Intermediária para armas de arremesso. Permite treinar as demais peiricas até o níve intermediário. (+7 MIRA)

Nível 9 - Senhor da caça: O Guardião já pode ser considerado um verdadeiro perito em caçar, tendo assim um dos reflexos mais rápidos dentre os semideuses quando em meio de florestas. (+ 20 AGI, REFLEXO NESSAS CONDIÇÕES)

Nível 7 - Irmão dos Sátiros [Inicial]:Permeado pela magia de seu senhor, o Guardião desenvolve algumas caracteristicas dos protegidos de Pã: os sátiros. Neste nível, suas pernas se tornam mais resistentes o tornando mais ágil e permitindo que dê saltos maiores. (+12 AGI)

Nível 10 - Velocidade do Caçador: Todo animal caçador é rápido e ágil. Os Guardiões de Pã possuem estas características por Pã ser o Deus da Caça e dos Animais, e eles frequentemente serem mandados em caçadas para seu senhor. (+10 AGI)

Nível 11 - Instinto Selvagem Os guardiões possuem sentidos muito aguçados, podendo ouvir e sentir o perigo se aproximar muito antes do que qualquer um. Isso lhes dão vantagem para esquivar a tempo de não serem atingidas. (+10 REF)

Habilidades de Atena:


Nível 1 - Olhos Noturnos: Como sua coruja, Atena concede a seus filhos a habilidade de enxergar tudo no escuro, como se fosse dia, durante 5 rodadas. O uso desta habilidade requer 10 pontos de energia.

Nível 11 - Mestre das Corujas: O herói pode se comunicar com as corujas.(+12 INT)

Nível 13 - Sensibilidade de Coruja: O herói pode perceber a aproximação de qualquer coisa dentro de 2m de raio, tendo dificuldade em ser surpreendido e maior facilidade de esquivar (+10 REFLEX)

Nível 5 - Escudo Bumerangue: Os filhos de Atena podem usar o seu escudo como arma, arremessando-o até o inimigo. O uso desta habilidade requer 30 pontos de energia.

Nível 4 - Estrategista: Os filhos de Atena conseguem prever um movimento do inimigo ,tendo mais chance de acertar o alvo (de 30 a 50% mais chance). O uso desta habilidade requer 25 pontos de energia.

#4

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário

Após perceber a anormalidade, Petala ordena que seus animais assumam posições e avalia a situação. De fato, uma garota havia caído em uma rede, mas não era Angelique, e sim Lianna, que era bem inexperiente em batalha. Ao olhar melhor, Petala percebe que um ogro de quase dois metros estava se aproximando da garota, mas fora parado por uma das flechas certeiras de Allex, o filho de Apolo e guardião de Pã que estava a acompanhar a garota. Angelique não estava por perto.

Depois de observar por mais alguns instantes, Petala vê o ogro ser eliminado pelo filho de Apolo, mas uma criatura ainda mais assustadora apareceu logo em seguida, um Orc que pegou o garoto com a guarda baixa e o chutou para longe. Foi nesse momento em que a semideusa, que viu seu companheiro guardião em perigo arremessou seu escudo bulmerangue, finalizando a criatura.

Não houve tempo para comemorações, pois um terceiro monstro apareceu atrás de Pétala, que com sua sensibilidade de coruja foi capaz de perceber a aproximação da criatura, mas não seria capaz de esquivar do porrete que estava direcionado para ela. Foi nesse momento em que uma voz  suave e aveludada ecoou pelo local:

- Sr. Orc, é falta de educação atacar de forma traiçoeira, por que não fica parado e tenta contar ate 10?

O ser que tinha pouca inteligência se pôs automaticamente a tentar contar os dedos, largando o porrete de lado e deixando a filha de Atena intacta, mas não teve tempo de chegar ao terceiro dedo. Um chicote repleto de espinhos perfurou completamente sua cabeça e o transformou em pó. Foi muito rápido. A responsável era Angelique, que por algum motivo havia ficado para trás.

- Então você está por aqui, garota sabe-tudo. Como eu imaginava... Pensei que ouviria meu conselho e se afastaria do rio das rosas...

A garota liberta sua irmã que ainda estava aprisionada na rede e ajuda Allex a se levantar.

- Viram só? Eu disse que não precisavam vir comigo, era perigoso...

Aquilo foi surpreendente até mesmo para uma filha de Atena experiente como Petala, que não estava entendendo o que ali ocorrera, até que os semideuses se agrupam e Allex revela que ouvira de Angelique sobre o rio e queria ver o fenômeno da natureza raro de perto enquanto Lianna queria ver o triunfo de sua irmã e a aura rosa de perto e em primeira mão. Não havia manipulação alguma. Petala percebeu isso principalmente pelo olhar do seu companheiro guardião, que não mostrava qualquer sinal de feitiço ou encantamento.

- Nós ainda temos um problema, garota sabe-tudo. Tanto você quanto eu queremos a água do rio das rosas para nossos animais, mas sabemos que só uma pode conseguir isso. O que acha de irmos em  grupo até o rio e lá decidirmos isso de uma vez?

#5

Petala

Petala
Filho(a) de Atena
Filho(a) de Atena
Ver perfil do usuário
Assim que eu abati o orc senti uma aproximação e percebi que não taria tempo de me esquivar.

_ Sr. Orc, é falta de educação atacar de forma traiçoeira, por que não fica parado e tenta contar ate 10?

O orc foi abatido brutalmente pelo chicote de espinhos da filha de afrodite, meus olhos acompanharam tudo aquilo estudando a forma como ela atacara afim de aprender sobre seus movimentos.

_ Então você está por aqui, garota sabe-tudo. Como eu imaginava... Pensei que ouviria meu conselho e se afastaria do rio das rosas...

_  Como disse não precisamos fazer disso algo que crie uma rivalidade, Angelique. O problema é que nós duas queremos a mesma coisa. Não foi sábio virem para a floresta essa noite.

Observei Angelique liberar sua irmã enquanto pegava meu escudo de volta.

_Viram só? Eu disse que não precisavam vir comigo, era perigoso...  ~ Eles não estava sobre efeito do charme, mordi o lábio ainda mais tensa.

_ Então, você se arriscaram para ver a magia acontecer? Imprudente, até mesmo para você Allex. ~ Ralhei meu amigo guardião com os olhos. Acredito que o fato de sermos defensores da natureza, a lealdade dele penderia para meu lado, mas não podia contar muito com isso ele sendo um homem ao lado de duas filhas de Afrodite. Mas para garantir, me permiti analisa-los mais um pouco [ Tabuleiro] afim de ver se Allex se voltaria contra mim e qual era o papel de fato deles na batalha.

_ Nós ainda temos um problema, garota sabe-tudo. Tanto você quanto eu queremos a água do rio das rosas para nossos animais, mas sabemos que só uma pode conseguir isso. O que acha de irmos em  grupo até o rio e lá decidirmos isso de uma vez? ~ Com meu escudo in front meu corpo olhei-a nos olhos.

_ Não, resolveremos isso aqui mesmo, no velho estilo grego. Eu contra você, lutar até uma cair. Tomarei cuidado para não machucar seu rosto. Que vença a melhor de nós, sem a interferência da sua irmã ou de Allex. ~ Mantive minha adaga escondida na minha cintura e apenas meu escudo amostra.  

Já havia lutado contra succubus e filhas de Afrodite, não seria pega pelo charme tão facilmente [Disciplina Mental], além de ser uma filha da deusa da Sabedoria.

_ Todos nós somos semideuses e prezamos a justiça, portanto peço que jurem pelo Rio Estige que deixaram que eu e Angellique tenhamos uma disputa justa, uma contra a outra. ~ Usaria das palavras ao meu favor para influenciar os dois [Sabedoria][Gênio]. Caso eu perceba que os dois vão se voltar contra mim eu, mentalmente ordeno que Fofuxa, até então oculta, surja das sombras e ataque.  Porém atenta a filha de Afrodite aguardo a resposta a minha proposta. Caso ela me ataque eu farei um rolamento simples para desviar do chicote ou qualquer coisa que ela use [Mestre das Defesas Intermediário]


Passivos

Nível 10 - Disciplina Mental: Você é muito bem disciplinado, e pouco sucessível a influências psicológicas. (+10 VONT)
Nível 1 - Sabedoria: Por ser filho de Atena, você é o mais sábio entre os campistas, e saberá usar sua inteligência em batalha. Também pode ler muito rapidamente, e em qualquer língua ou dialeto. (+5 INT)
Nível 1 - Ambidestria: O herói controla armas com as duas mãos com habilidade. (+5 AGI)
Nível 2 - Gênio: Sendo filho da deusa da sabedoria, você é bem mais capacitado mentalmente do que os demais semideuses. Consegue assimilar as coisas e raciocinar com mais agilidade que todos os outros, o que pode lhe permitir melhor desempenho nas batalhas. (+5 INT)

Ativos

Nível 12 - Tabuleiro: Assim como um jogador de Xadrez tem uma visão superior e avantajada das peças, o filho de Atena ao usar esta habilidade conseguirá ter conhecimento de todas as "peças" dispostas ao redor; onde estão os amigos, onde estão os inimigos, e a função de cada um na batalha. Consome 40 pontos de Energia, entra em espera por 10 rodadas. Obs: Cabe ao narrador dar ao usuário todas as informações citadas na habilidade.

#6

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário

- "Não, resolveremos isso aqui mesmo, no velho estilo grego. Eu contra você, lutar até uma cair. Tomarei cuidado para não machucar seu rosto. Que vença a melhor de nós, sem a interferência da sua irmã ou de Allex. Todos nós somos semideuses e prezamos a justiça, portanto peço que jurem pelo Rio Estige que deixaram que eu e Angellique tenhamos uma disputa justa, uma contra a outra."

Angelique devolve o olhar lançado por Petala.

- Eu até entendo que não confie em nós, mas te garanto que não sou uma trapaceira. Quero que cheguemos ao rio por dois motivos que você deve saber. Ninguém tocar naquela água antes de uma de nós e... Os monstros. Um grupo como o nosso deve atrair muitos deles. Lianna, Allex, podem atender ao pedido da sabe-tudo?  Não quero que interfiram quando lutarmos, mas não posso aceitar seu desafio aqui e agora, espero que entenda...

Dito isso, a garota recolhe e guarda seu chicote enquanto sua irmã e Allex juram que não irão interferir em um combate das semideusas. Angelique olha novamente o mapa e olha em seu relógio de pulso o horário. Faltava pouco tempo para o evento e eles teriam que caminhar por algum tempo para chegar no local específico do rio.

- Veja isso. O livro fala sobre o rio perto da floresta mas não dá a localização exata do jardim das rosas. Eu estive rondando as margens mas ainda não  encontrei... Pode ser efeito da névoa. Descobri o local graças ao mapa que pedi pro seu irmão, que aliás, foi vítima do meu charme sem que fosse minha intenção. Às vezes é difícil controlar esse poder... É tão natural... Sabe? Mas eu prometo me desculpar com ele quando tudo isso terminar... Pelo rio estige – Completa a semideusa com o rosto corado e um sorriso que além de lindo era autêntico.

Depois que a garota termina de mostrar o mapa, Allex alerta que há monstros se aproximando. Sua audição aguçada lhe permitiu identificar sons, e era preciso sair dali para evitar enfrentar confrontos. Além disso, o tempo estava correndo e ainda havia o novo problema citado pela filha de Afrodite: O local exato do evento e a camuflagem de névoa, que lá existia devido à concentração de magia.
perigo.

#7

Conteúdo patrocinado


#8

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum