Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Estados Unidos da América » Estados Unidos da América » Outros Locais » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 4]

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
O estômago dos semideuses gritava. Era possível ver a expressão de descontentamento na cara dos dois garotos. Isso porque o primeiro ônibus que os levaria para seguir viagem estava saindo no exato momento em que Joe chegou com as passagens. Se demorassem mais um minuto para ir a qualquer lugar, teriam de sair correndo atrás do ônibus ou pior, seriam deixados para trás.

A viagem longa e cansativa para uma das cidades vizinhas demorou mais de 4 horas e meia. Não houve um a parada sequer para comprarem um lanche ou qualquer coisa que “enganasse” a barriga, o que os obrigou a ficar revezando numa espécie de sentinela no transporte. Afinal, se o cartão que atraía monstros foi usado, algum deles certamente estaria por perto.

Enquanto o filho de Apolo ficava fazendo vigília para o filho de Hades dormir, um novo sonho invadia sua mente. Ele continuava a correr por um local escuro e congelado, mas dessa vez novos lampejos foram mostrados. A figura de um rapaz acorrentado e com hematomas era visível no fundo do corredor escuro. A risada diabólica vinda de uma voz masculina era estridente e o rapaz acorrentado balbuciava alguma coisa que Joe não fora capaz de entender. O sono e sonho do filho de Hades foram interrompidos quando o motorista do ônibus o acordou dizendo que este deveria descer. Ele então se pergunta o por quê de isso está acontecendo, e principalmente: Onde está Stark?

A resposta que era um tanto óbvia veio rapidamente. Ele viu uma lanchonete próxima ao ponto de parada e foi imediatamente para lá. Numa das mesas do canto esquerdo uma grande quantidade de comida estava sendo servida e o filho de Apolo acena chamando o filho de Hades para sentar e comer. Poções de batatas fritas, Cheeseburgers e muito refrigetante. Pizza, panquecas e um pouco de café também estavam distribuídos sobre a mesa e os dois logo se puseram a saciar a fome.

- Espero que tenham gostado disso. - Disse uma das garçonetes do estabelecimento. – Essa foi apenas a entrada. O prato especial do dia é filé de semideuses ao molho.

O que veio depois foi a tradicional transformação de pessoas em monstros que todo semideus já viu ou em algum momento de sua vida vai ver. Unhas que crescem consideravelmente, cabelos que começam a mudar de cor ou mesmo pegam fogo e a forma humana se tornando algo... diferente. Nesse caso, a garota se transformou numa dracaenae enquanto a que cuidava do caixa tomou a forma de uma criatura alada com dentes e garras super afiadas: Uma Harpia.

- Alguma última prece, meio-sangues nojentos?

Dracaenae-100%:



Harpia:


#11

Joe Yashiro

Joe Yashiro
Filho(a) de Hades
Filho(a) de Hades
Ver perfil do usuário
Eu sabia que tudo estava tranquilo demais. Não ter conseguido comer algo antes da viagem foi vacilo, o ônibus partiria naquele instante. Contudo,  a viagem foi tranquila...exceto por nossos estômagos roncando, o que para guerreiros como nós, era uma fraqueza e tanto. Arrisco a dizer que a viagem demorou mais de 4 horas. 4 longas horas revezando turnos com Enzo... e por sorte, adormeci no meio do caminho.

Tive outro sonho. Estava correndo em meio ao deserto de gelo, fugindo de algo que não tinha coragem de saber o que era. Não queria olhar para trás. O sonho seria o mesmo de sempre, se não fosse algo em especial. Uma figura acorrentada e obviamente ferida. Um menino. Não dava pra ver muito bem, mas eu tinha certeza de quem era. Richard. O garoto falava coisas que eu não conseguia entender. Tudo que eu ouvia era uma risada diabólica, perversa, ecoando por todos os lugares. Eu queria ajudar Richard, tirá-lo das correntes, mas meu corpo não se mexia.

Acordei com um pulo. Achava que estava suado, mas não parei pra notar. Uma figura adulta estava me encarando. O motorista do ônibus. Olho para o lado meio confuso e percebo que Enzo não estava mais lá.
Não precisava ficar preocupado. Ao olhar para a janela do ônibus vejo que o filho de Apolo estava em uma lanchonete. O ônibus deu sua primeira parada desde que partimos. Isso me deixou feliz, por que significava uma coisa: Comida.

Desci do ônibus e fui até Enzo, que me chamava, sentando na mesma mesa que ele. Perguntei o porquê dele não ter me acordado quando  o ônibus parou. Não que isso importasse agora que tínhamos algo para comer.  Poções de batatas fritas, Cheeseburgers e muito refrigerante. Pizza, panquecas e um pouco de café também estavam distribuídos sobre a mesa. Estava tudo delicioso. E o melhor: Havia silenciado meu Estomago.

Foi ai que soube que a fase de sorte havia acabado. A garçonete que nos servira aproximou-se da gente, com um sorriso radiante.

- Espero que tenham gostado disso. - Disse a garçonete. – Essa foi apenas a entrada. O prato especial do dia é filé de semideuses ao molho.

E ela se transformou. Não foi a primeira vez que tinha visto uma transformação antes. Mas aquela sim foi inédita. A mulher se transformou em uma espécie de réptil. Seus pés pareciam com a pele de cobras. Uma Dracanae. Ela não estava sozinha. A moça do caixa também havia se transformado. Seus braços tinham penas e seus pés eram enormes garras. Ela era uma Harpia.

- Alguma última prece,
-disse ela- meio-sangues nojentos?

-Nojento é você! –disse para a mulher harpia, enquanto virava a mesa por cima da monstra mais próxima, a Dracanae. Me afastei logo em seguida, sacando minha espada de prata.- Enzo, cuide da Harpia. Eu cuido dessa daqui.

Coloquei minha mão esquerda sobre a lamina da espada e comecei a focalizar minha energia nela, ativando minha habilidade [Nível 2 - Lâmina Gélida]. Como minha espada de prata tem o maior alcance, vai ser mais fácil de acertar a criatura. Correria em sua direção. Percebo que a mesma tinha uma lança. Caso ela tente me atacar. Subiria na mesa que derrubei, pegando impulso e saltando para desviar da arma. Usando o antebraço do meu braço esquerdo para me proteger e fincando a minha lamina em alguma parte nua mais próxima do monstro, paralisando-a. Estava atento para os movimentos da Harpia, mas contava com Enzo para detê-la.




#12

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário

O filho de Hades não demora em entrar em guarda para entrar em combate com os dois monstros. Sacando sua espada de prata ele resolve se focar na dracaenae ao passo que pede para seu companheiro cuidar da Harpia. O problema é que ao se virar para falar com o filho de Apolo, deparou-se com a visão do rapaz completamente inconsciente, como se tivesse acabado de tomar um calmante do tipo “sossega leão”. Mesmo a virada de mesa de Joe, a gritaria dos monstros e outros clientes correndo com o “surto do menino do canto” do estabelecimento não foi o suficiente para acordá-lo.

Parece que alguma coisa está errada aqui. Você não provou do nosso delicioso café, filho do submundo? – Pergunta a Harpia com as sobrancelhas arqueadas – Você não devia ter feito isso, pois era a entrada pra especialidade da casa.

Joe então lembra que instantes antes de entrar na lanchonete viu o filho de Apolo tomando a bebida “batizada” e conclui que a teoria inicial estava certa. Mas o problema é que agora ele teria de encarar os dois monstros sozinho.

Usando sua espada média de prata ele tenta desferir um golpe de lâmina gélida na dracaenae, que defende o ataque com o escudo enquanto reclama com a harpia:

- Viu só? Devíamos ter colocado sonífero em tudo. Agora vamos ter que dilacerar esse moleque!

Ela então ergue seu báculo e acerta uma pancada horizontal, que atingiu a cintura de Joe causando uma dor considerável. A harpia por sua vez pula por cima do balcão e começa a se aproximar a passos lentos. O ambiente fechado não contribui com a capacidade de voar do animal, que claramente está acostumado a se mover desse jeito, pois é completamente desengonçada e às vezes chega perto de tropeçar entre as próprias patas. A dracaenae continua na linha de frente com escudo e báculo a postos.

Dracaenae-100%:



Harpia:


[/b]

#13

Joe Yashiro

Joe Yashiro
Filho(a) de Hades
Filho(a) de Hades
Ver perfil do usuário
Por essa eu não esperava. Agora sim poderia dizer que o Enzo estava drogado sem correr o risco de irritar o filho de Apolo, mas não faria isso.
Deveria agradecer a meu paladar por não gostar de café, isso me impediu de ser pego pela ''bebida batizada'', mas por outro lado, estava sozinho nessa.

Percebo que o lugar estava vazio. Os clientes deveriam ter fugido no meio da confusão que criei. Ótimo, quanto menos gente melhor, não queria ver mortais se ferindo.

Vendo isso, parti pra cima da Dracanae com minha espada levantada, porém, a mesma defende com seu escudo e me acerta com sua arma. Aquilo me machucou consideravelmente.

Olho para o lado e vejo que a Harpia se aproximava de mim. 2 Vs. 1. Isso poderia mudar... mas não queria arriscar.
Pego uma cadeira e jogo na direção da Dracanae. Ela deveria defender, ótimo.
A sombra da cadeira seria útil, me ajudaria com a minha habilidade [ Invólucro de Sombras ] que seria utilizada na Harpia, prendendo-a no chão, impedindo de me atrapalhar contra a Dracanae.

Em seguida, ativaria minha técnica [Obscurecer]. Por ser mais de 18:00 horas, o local só deveria estar iluminada por luzes básicas de lâmpadas, tendo a escuridão la fora. Minha habilidade apagaria o recinto, mesmo que por pouco tempo.

Com o local escuro, a Dracanae não poderia me ver, mas eu a veria.
Utilizando minhas habilidades aumentada durante a escuridão, sacaria minha Adaga de Ferro Estígio e partiria em direção da Mulher-Cobra. Faria com que minha lamina corte a garganta do monstro, e me afastaria logo em seguida.



#14

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário

Ao se dar conta de que estaria sozinho, o filho de Hades resolve agir com maior eficácia e eficiência. Usando parte dos poderes herdados de seu pai, sua primeira ação é obscurecer o local ao passo em que torna a harpia prisioneira de seu invólucro de sombras. A Dracaenae fica estática por alguns momentos, mas percebe que a mudança no ambiente foi provocada pelo semideus e passa a acompanhar seus movimentos através do olfato. Isso foi o suficiente para fazer com que esta se defendesse com o escudo do ataque veloz da adaga de ferro estígio de Joe, que representaria a eliminação do monstro caso acertasse a garganta. Para a alegria do semideus, a adaga deslizou pelo escudo e acertou o braço do monstro, causando uma dor intensa que foi sentida até mesmo pela alma do monstro.

- Quase, moleque estúpido... Quase... Agora vejamos... Onde está você?

Ela começa a farejar o local à procura da posição de Joe, que se mantém oculto nas sombras. Stark ainda continua no 14º sono e a Harpia fica que nem louca se soltar do invólucro, inutilmente.

Dracaenae-70%:



Harpia- 100%:


#15

Joe Yashiro

Joe Yashiro
Filho(a) de Hades
Filho(a) de Hades
Ver perfil do usuário
Ao perceber que havia acertado o braço da Dracanae ao invés do pescoço, como o planejado, me afasto e me escondo em meio as sombras, atrás de uma mesa caída. Como essa mulher pode me vir chegando? Ela não deveria me ver...a não ser que... Sim. Ela deve ter me farejado, afinal, é um monstro... mas fato era que ela não conseguia me ver, logo, saber o que estava fazendo. Isso me dava uma ideia.

Percebo que a mulher vinha em minha direção e fico alerta, com duas de minhas armas prontas. A adaga e minha espada curta. Ao ver que ela estava em uma distância curta, subiria em cima da mesa e saltaria em direção dela (caso ela use o caduceu, que é uma arma d e longo alcance, para me atingrr), atacando com minha espada curta com a mão esquerda. No desespero, ela provavelmente tentaria se defender com o escudo, como feito novamente, mas como não sou canhoto, o golpe seria totalmente sem jeito, o que era minha intenção. Com o escudo fora de alcance, contornaria meu braço direito, portador da adaga, para desviar do escudo e enfiar a arma bem na cabeça da mulher cobra, acabando com ela. Como estava escuro, ela não poderia ver que eu estava com duas armas ou quais seriam minhas ações, apenas poderia sentir que eu estava la com o olfato de monstro.

Caso dê cabo do monstro, meu alvo seria a Harpia. Ela deveria estar muito confusa com tudo isso, e claro, irritada por estar presa. Aproveitando que ela estaria desesperada para se libertar, avançaria na direção dela e começaria a contorná-la em círculos, espalhando meu cheiro pelo local em torno dela, a deixando perdida. Minha velocidade em meios à sombras me ajudaria quanto a isso e me ajudaria mais ainda ao perceber uma abertura em meio a troca de direções da monstra. Ao ver qualquer sinal de abertura, atacaria com minha adaga sua garganta, dando um fim nesse monstro também. Esperava que Enzo estivesse bem, pelo visto, o garoto estava tirando um longo cochilo.




#16

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário

- Deve estar brincando se acha que essa brincadeira de criança estúpida vai funcionar comigo, filho do submundo. Apesar de não poder vê-lo com os olhos, seu cheiro é forte demais para ser camuflado.

Joe fica um tanto impressionado com a convicção que o tom da dracaenae emitia, mas mesmo assim colocou seu plano em prática. Usando um golpe um tanto desajeitado com a espada curta, ele faz o monstro usar o escudo e com um segundo ataque com a adaga de ferro estígio tenta fincar a lâmina na cabeça do monstro. O problema é que a dracaenae largou o escudo e o báculo e segurou o braço do semideus na hora exata da tentativa do ataque, imobilizando-o. Ela desfere uma poderosa mordida em seu ombro e faz uma quantidade de sangue considerável sair do corpo do rapaz, que grita muito e perde a concentração de suas magias. O ambiente volta a se iluminar com as lâmpadas e a harpia se encontra livre da prisão do invólucro de sombras.

A situação se complica ainda mais quando a cobra usa uma de suas caudas para imobilizar as pernas de Joe, que agora encontra-se com os membros inferiores amarrados e os dois braços segurados pelos braços da dracaenae, além do ferimento comprometedor. A harpia se apressa em ligar o máximo de luzes que pode a fim de afastar qualquer sombra e evitar que o semideus escape.

Aparentemente o filho de Apolo que seria a esperança do filho de Hades ainda se encontra inconsciente e a situação se complica ainda mais quando Joe vê as duas mulheres-monstro sorrindo sadicamente para ele...

Dracaenae-70%:



Harpia- 100%:


#17

Joe Yashiro

Joe Yashiro
Filho(a) de Hades
Filho(a) de Hades
Ver perfil do usuário
Como pode falhar e acabar acontecendo a pior coisa possível? Em um piscar de olhos toda a minha vantagem foi perdida, tudo por causa da maldita Dracanae.

A monstro me imobilizou com os braços e me mordeu bem no ombro. Aquilo doeu pra caramba, mas o que podia eu fazer? Ainda mais depois da mulher-cobra usar suas pernas para me prender. Nisso, perdi o controle das minhas magias, e duvidava se conseguiria restabelece-las, ainda mais agora que a Harpia começara a acender as luzes do local. Imobilizado,ferido,sangrando,iluminado e com um parceiro desmaiado. É, eu teria que usar a cabeça se quisesse sair dali com vida.
Precisava pensar.


-Você pensa em me comer SOZINHA? -disse- Não vai nem me dividir com a Harpia? É claro, cobras são egoístas, havia me esquecido disso. Tanto é que...-Olharia para a harpia- enquanto você estava presa nas sombras tentando se libertar, a sua ''amiga'' aqui disse que iria acabar comigo e depois seria a sua vez. Ao que parece, ela não te suporta. Ouvi algo como: ''Não saber dar o troco direito para os clientes e isso fez o lugar perder muito dinheiro. Ela é Burra feito uma porta. Além de que o nosso chefe colocou ela como caixa só porque eu era mais bonita. Ela como garçonete assustaria os clientes.''. Olha, pelo que percebi.... Ela te odeia.-Voltaria meu olhar para a Dracanae- Mas sabe,todos sabem que em uma luta pra valer, a harpia venceria. Afinal, águias são predadores naturais de cobras. A dracanae não teria nenhuma chance.  

Minha intenção era simples, arriscada, mas não tinha muita escolha. Era colocar as duas uma contra a outra. Duas mulheres orgulhosas e o principal: eram ''mulheres''. Elas não suportariam ouvir essas palavras uma da outra. Ao que parece, elas já não se davam bem pelo fato de terem quase discutido que deveriam ter batizado a comida toda. Era uma alternativa que eu tinha.

Esperaria a reação delas. Caso começassem a brigar seriamente e a Dracanae me soltasse, eu me viraria para elas e diria.

-Vocês feriram um filho do submundo. Vocês sabem o que isso significa, não sabe? Meu pai está chegando e vai mandar vocês direto para os confins do Tártaro. Vocês com certeza já estiveram lá, não é muito agradável.
Porém, meu pai tem a mania de poupar apenas um dos monstros quando são mais de um, como é o caso de vocês, para avisarem ao resto que se mexerem com as crias deles, nunca mais sairão do Tártaro.


Nesse momento, tentaria usar minha habilidade [Obscurecer] nas lampadas. Óbvio que não conseguiria apagá-las, mas pela situação, só queria ''piscá-las'' várias vezes. Ao mesmo tempo, começaria a usar minha habilidade [Invocação], para fazer surgir esqueletos do chão.
Ao ver que os primeiros já estão surgindo, diria:


-Viram? As luzes estão perdendo a vontade de brilhar e os mortos já estão acordando. Meu pai, o deus do submundo, Hades, está vindo. Você, dracanae -apontaria para ela- Está com meu sangue na boca, ele não irá te poupar, contudo -olharia para a outra- a Harpia está com o maior vestígio de sombras devido ao fato de que entrou em contato direto com elas, achará que era a ameaça maior, ele não será bondoso com você também. A menos que uma de vocês sobreviva, as duas irão morrer.

Elas provavelmente acreditariam agora, ainda mais com a minha habilidade [Respeito dos Mortos]. Caso as duas entrem em pânico e comecem a se matar, mandaria meu exército de esqueletos atacarem em um momento em que um golpe mataria uma instantaneamente. Caso uma monstra acabe matando outra, ordenaria que meu exército de esqueletos imobilizasse a sobrevivente( que estaria toda surrada) e eu, com minha Adaga de Ferro Estígio em mãos, Terminaria o serviço fincando a arma na mulher em um ponto crítico.



#18

Hermes

Hermes
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário

-Você pensa em me comer SOZINHA?  Não vai nem me dividir com a Harpia? É claro, cobras são egoístas, havia me esquecido disso. Tanto é que...  enquanto você estava presa nas sombras tentando se libertar, a sua ''amiga'' aqui disse que iria acabar comigo e depois seria a sua vez. Ao que parece, ela não te suporta. Ouvi algo como: ''Não saber dar o troco direito para os clientes e isso fez o lugar perder muito dinheiro. Ela é Burra feito uma porta. Além de que o nosso chefe colocou ela como caixa só porque eu era mais bonita. Ela como garçonete assustaria os clientes.''. Olha, pelo que percebi.... Ela te odeia.-Voltaria meu olhar para a Dracanae- Mas sabe,todos sabem que em uma luta pra valer, a harpia venceria. Afinal, águias são predadores naturais de cobras. A dracanae não teria nenhuma chance.  

Aquelas palavras foram o suficiente para fazer a Harpia fitar a Dracaenae com um olhar furioso. Aparentemente o filho de Hades foi capaz de tocar no psicológico do monstro, que claramente tinha desavenças com sua companheira de estabelecimento.

A dracaenae enrola Joe com ainda mais força pela cauda na intenção de fazê-lo parar de falar, o que o impede de realizar qualquer outro movimento. Mas o passo mais importante havia sido consolidado. Antes de ficar tonto devido a dor e os ferimentos que se agravavam ele viu a Harpia saltar com suas enormes garras à mostra na direção da Dracaenae.

O filho de Hades cai no chão após ser solto bruscamente pela dracaenae que tenta desesperadamente se defender dos ataques frenéticos da harpia, mas sem sucesso, pois já estava debilitada pelos ataques que recebera anteriormente, e percebe que os dois mostros acabaram por se aniquilar, mas acaba desmaiando pouco tempo depois de perceber que os dois viraram pó.

Eram quase 21:00 quando Joe recobra a consciência. Ele estava deitado nos bancos do fundo de um ônibus em movimento. A mesma melodia relaxante que ele escutara na pela manhã ecoava pelo veículo deixando todas as pessoas relaxadas e bem humoradas. Ao levantar de leve a cabeça que ainda doía, ele vê alguns curativos no seu ombro e pernas, e o filho de Apolo que estava muito bem acordado e com um semblante bem diferente do apresentado ate então. Ele parecia bem mais atento e ativo.

- Que bom que acordou, dorminhoco. Te achei com uns machucados feios no ombro no meio da lanchonete destruída. Você foi brincar sem mim? Bom, tomei a liberdade de fazer os primeiros socorros e te trouxe pro Ônibus. Eu disse pro motorista que você tava bêbado, espero que não se importe...

Assim a viagem volta a se suceder e eles pairam as duas da manhã numa nova estação rodoviária. Eles passaram por uma grande parte do caminho e se aproximavam da última linha que os levaria até o Alaska. Mais um ônibus e um barco e o destino final estaria em mãos. Joe ao descer tem seu ombro tocado por Enzo, que discretamente sinaliza para o rapaz olhar para o lado esquerdo. De longe, um casal cochichava olhando para os dois. Algo um tanto... Suspeito.

#19

Joe Yashiro

Joe Yashiro
Filho(a) de Hades
Filho(a) de Hades
Ver perfil do usuário
Nem precisei gastar minha energia com a segunda parte do meu plano. A dracanae me apertará com ainda mais força. Sentia como se o ar saísse dos meus pulmões por obrigação. Antes que eu começasse a falar mais coisas, a Harpia ataca ferozmente a Dracanae que me segurava. Caio fazendo um grande estrondo, quase inconsciente. Minha última visão foi ver as duas monstras se matando...e desmaiei.

Acordei em movimento. A primeira coisa que me veio a cabeça foi que estaria tendo mais um pesadelo, mas não, estava deitado no onibus, indo para o próximo ponto e Enzo ao meu lado. Aparentemente são.

- Que bom que acordou, dorminhoco. -Disse o filho de Apolo- Te achei com uns machucados feios no ombro no meio da lanchonete destruída. Você foi brincar sem mim? Bom, tomei a liberdade de fazer os primeiros socorros e te trouxe pro Ônibus. Eu disse pro motorista que você tava bêbado, espero que não se importe...

Me sento no meu acento, aparentemente meu corpo não estava 100%.

-Eu, dorminhoco? Você deveria ter visto você na lanchonete. Parecia a bela adormecida. Sem contar que antes você parecia drogado, cara...sem ofensas. Mas que bom que está de volta, e valew por cuidar dos meus ferimentos.

Assim a viagem volta a se suceder. Paramos em uma nova estação rodoviária. Estávamos perto do objetivo final: Mais um ônibus e um barco e estaríamos prontos para resgatar Richard.

Ao descer do ombro, algo toca meu ombro. Era Enzo. O garoto me mostraram um casal que cochichava nos encarando. Seriam monstros?

-Droga-disse-...justo tão perto... Mas não temos certeza. Vamos comprar nossas passagens. Caso eles comecem a nos seguir, vamos para um lugar vazio. Lá poderemos lutar melhor, caso necessário.

E assim, iriamo comprar as passagens. Caso o casal nos siga, nos redirecionaríamos até um local sem muita movimentação, para lutar caso assim for.



#20

Conteúdo patrocinado


#21

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum