Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Outros Locais » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

One Post - Livre [Alvelin Lorien] - Acampamento Meio-Sangue Empty One Post - Livre [Alvelin Lorien] - Acampamento Meio-Sangue

por Convidado em Ter 8 Dez 2015 - 9:10

Convidado

Anonymous
Convidado
Formulário:

Nome da narração: Presente de Grego
Objetivo da narração: Sobreviver a um prêmio troll mau feito
Quantidade de desafios: Desafio só no fim da narração
Quantidade de monstros: 1
Espécie dos monstros: Cerberus


Depois de um dia nas forjas, volto para o meu chalé. Já tinha passado a hora de tomar um banho e as filhas de Afrodite poderiam começar com outras ideias erradas, até me atazanar de novo.
A caminho do meu chalé vejo alguns campistas se reunindo na arena.
_Não lembro de ter ouvido falar que teríamos algo hoje. - Retruquei enquanto me direcionava a arena.
_Teremos um evento hoje comemorativo. Senhor D. organizou uma, digamos... uma "surpresa" para os sorteados. - Ela e outras garotas, olharam desconfortavelmente para mim.

Meus olhos já brilhavam com a ideia de um evento pelo senhor D. mas eu tinha minhas suspeitas. Geralmente, NUNCA que acabava como imaginávamos, mas acaba com todos comemorando do mesmo jeito.
_Olhando em seus olhos, vejo que ficou animado, mas tome um banho antes. Está fedendo a minotauro molhado. - A filha de Afrodite saiu rindo com suas amigas.

Resmunguei um pouco enquanto me deslocava mais rapidamente para o chalé.
"Evento !? Que tipo será?" - Pensei comigo enquanto tomava um banho.

Depois de tomar meu banho e me vestir, arrumei meus equipamentos. Eventos em arena nunca eram só "comes e bebes" e ou falatórios de como estávamos indo com relação as missões. Algumas vezes eram bem chatos.
Parei do lado da minha cama depois de reunir o que eu achava ser o viável a ser levado e fixei meus olhos no PSVita. "Tomara que não seja como da ultima vez.. Chato pra caralho"- Pensei enquanto ia para a arena.

Quando pisei na porta para sair, voltei para passar meu Molbec. Era um perfume bom. Havia ganhado de aniversário de meu pai. Ele me disse que era para eu andar sempre cheiroso porque as garotas gostavam disso, mas acho que não andam resolvendo. Ri um pouco depois de passar um pouco.

Por algum motivo, eu estava animado naquele dia. Forjas voltando a serem feitas, encomendas, ideias surgindo para mais forjas. Sim, eu tinha que parar de pensar só nisso e sair um pouco da toca.
Nada melhor do que ir direto para o festival e quê festival. La dentro parecia um estádio de futebol. Daqueles que eu via no chalé de Hermes.

Senhor D. junto com Quíron, estavam no fundo da arena, em um palco feito provavelmente pelos filhos de Apolo. Olhando assim de lado, até que os carinhas tinham a manha em fazer um palco.
Procurei descer e me sentar em um lugar nas arquibancadas.
_E por ultimo, Alvelin Lorien.

Olhei para os lados sem lembrar que era o sorteio até que Alek me avisa que era para eu ir lá no centro e encontrar com os demais.

Desci sem demora. Eu realmente não sabia o que estava acontecendo pois havia chegado atrasado. Quíron perspicaz como sempre, notou meu desconforto.

_Hoje vamos presentear os campistas sorteados nessa primeira etapa do festival. - Quiron olhou para mim com um sorriso. _Como todos sabem, a cada ano, fazemos esse festival em homenagem a vocês, pelos trabalhos bem feitos e com a gratidão de seus pais e mães do olimpo.

A premiação começa. Eu nunca havia sido sorteado até hoje. Já vi muita gente ganhando coisas bacanas como forjas de meu pai, bençãos e até uma banana. Ao lembrar da banana, bati a mão na testa como se estivesse esquecido algo BEM importante. "Em meio as premiações, haviam premiações trolls/sacanas, feitas especialmente pelos filhos de Hermes." - Havia lembrado.

Fiquei mais nervoso. Eu não tinha muita sorte fora das forjas. A deusa Niké sempre fora gentil as minhas preces quando eu à fazia e a homenageava.

Alceu, filho de Zeus fora o primeiro. Dentro de uma sacola pequena, ele tira um envelope branco. Ao abrir, ele lê. _Uma armadura completa elétrica!!
Koei Miano, filho de Apolo e servo de Héstia era o segundo. Ele tira outro envelope depois de demorar um pouco, pega um e retira com um sorriso estranho. Ele não parecia surpreso. Talvez seu pai tenha dado uma forcinha pois ele havia tirado um arco de energia. A premiação segue entre as 14 pessoas que estavam comigo.

Eu era o ultimo. Por um momento, depois de pegar o ultimo envelope, senti minha espinha gelar. Até então, ninguém havia tirado o envelope troll. A ficha tinha caído quando eu virei o meu e nele havia uma carinha de trollface. Mordi os lábios procurando rir com os demais, escondendo minha chateação.

_É meu jovem. Acho que fora "sorteado novamente". -  Senhor D. falava em meio as gargalhadas.

Abri o envelope e nele havia escrito, "roleta". Olhei para os lados e a roleta estava atrás de Quíron. Lá havia 50 espaços todos tampados por uma fita.
"Como isso poderia ser uma carta Troll?" - Pensei.

Avancei de encontro a roleta e a girei. Foram os 13 segundos mais longos até que parou. Quando parou, acima da seta que indicava meu prêmio. O Senhor D. tira a fita e por trás  estava escrito "foço".
A galera fez um Ohooooo bem grande. Todos pareciam ansiosos por esse momento.

_É meu jovem, acho que a roleta do azar, não estava legal contigo. - Senhor D. falava. _Esqueceram de colocar "do azar" depois de roleta. - Ele ria mais com os demais.

Engoli cedo enquanto me direcionava para o buraco do foço.

_Você provavelmente lutará com algo lá em baixo. Eu realmente não sei mas tem um sino no centro do salão lá em baixo. Se as coisas apertarem, use o sino que as portas do teto se abrirão e você será retirado de lá. Enquanto isso, assistiremos do telão. - Quiron me falava. Ele parecia tentar me passar tranquilidade mesmo estando preocupado comigo.

Acenei com a cabeça positivamente e entrei no buraco. Depois de descer o foço, reparei que o lugar havia um corredor e umas câmeras flutuavam perto do teto. O lugar tinha uns 5m de altura por 5m de largura.
Comecei a seguir o corredor sem medo. Segurando meu martelo grande e meu escudo espartano. Eu estava com minha malha. "Ainda bem que saí preparado" - Pensei.

Om lugar estava iluminado por tochas. A luz não era precária mas dava um ar cabuloso no local. Depois de quase 10 minutos seguindo o corredor, cheguei num salão grande, bem grande. Era tipo uma cúpula com um raio de 30m por 35m de altura mais ou menos.

As câmeras que me acompanhavam, saíram de perto de mim e se posicionaram junto com as outras que haviam no local formando um círculo com 6 câmeras focada no centro e em mim. Ao julgar pela distância minha e delas e do centro enquanto eu me aproximava para o desafio, elas pegavam tudo.

A uns 5,5m de mim para o centro, algo estranho começou a se formar perto do cino que Quiron havia me falado. Segurei firme meus equipamentos já imaginando que não usaria aquilo para sair, que eu sairia dali depois de passar pelo desafio. A ideia era essa até surgir na minha frente, uma besta de 10m de atura. Recuei para ter uma visão melhor e avaliar a situação.

3 pares de olhos vermelhos surgiam em meio a fumaça negra que ali se formava.

_Precinto um mal muito intenso saindo daquelas trevas. - Celebembor falara.

Me posicionei defensivamente demonstrando que eu havia concordado com suas palavras. Coloquei meu escudo espartano a minha frente e meu martelo grande para trás.

Das sombras, surgiam 3 cabeças grandes. Depois uma imensa pata, outra e depois o restante do corpo. Olhei para o sino mas uma das cabeças percebeu e com um movimento, comeu o sino enquanto as outras sorriam para mim, como seu eu fosse seu próximo lanche.

As câmeras que estavam nos filmando, pararam bruscamente no ar e o povo que gritava entusiasmado pararam de gritar. Eu poderia sentir a tensão vinda de lá. Eu ouvia Quiron mandar me tirarem de lá, mas era tarde.

Cerberus sem demora, partiu com tudo para cima de mim.

Cerberus 1000/1000 HP

Eu 192/192 HP
    148/148 MP

Vi Cerberus vindo com tudo para cima de mim. Por um pequenino momento, mesmo eu não possuindo medo, minhas minhas pernas tremerem devido a criatura mística que eu enfrentava naquele momento.
Sem ter chances de correr devido a velocidade e o tamanho da criatura, decido pular forte para trás, para perto da parede e usar minha habilidade |Terremoto| para ao menos eu possa desequilibrar a criatura e me dar chances de invocar meus ajudantes, mas devido a velocidade que o Cerberus vinha, consegui mais do que precisava. O chão num raio de 5m tremeu como nunca devido seu efeito e a força que eu havia empregado. Cerberos desacelera com a ideia de evitar que caia e bata na parede mas não teve muita sorte. Não chegou a cair e capotar, mas desequilibrou batendo a lateral do seu corpo na parede, me dando chances de usar meu anel da caveira e invocar meu clone depois.

Cerberus 940/1000 HP

Eu 192/192 HP
    33/148 MP

A pancada fora forte deixando a cabeça da lateral esquerda de seu corpo meio tonta. Senti minha energia esvair bem rapidamente. Com outro salto, recuei com a ideia de usar uma poção de cura mítica, curando quase tudo. +100.

Cerberus 940/1000 HP

Eu 192/192 HP
    133/148 MP

Cerberos percebendo meu recuo, busca avançar de novo. Não percebendo que eu havia feito depois da sua colisão, meu clone busca acerta-lo desprevenido, mas uma de suas cabeças percebeu e ele tinha ótimos reflexos. Cerberos salta para o lado evitando uma martelada. Meu clone então, recua defensivamente, mas a sequencia de surpresas não havia terminado. Eu havia mentalizado um troll. Um troll era grande, forte porém lento e não muito inteligente mas fora o suficiente. Como ele havia aparecido de uma vez e quando o Cerberus menos esperava e ainda depois de um recuo do meu clone, ele consegue acertar com o seu tacape a lateral dolorida pelo impacto na parede no Cerberos, arrancando 3 uivos fortes de dor.


Cerberus 900/1000 HP

Eu 192/192 HP
    133/148 MP

Troll 200/200 HP


Aparentemente, estávamos dando uma sova nele, mas eu conseguia ouvir a movimentação lá em cima. Por algum motivo, um maldito havia trancado o buraca do foço o qual, eu havia entrado.

_FOCO ALVELIN!!! - Celebembor  gritara, mas fora tarde.

Só tive tempo de aparar uma de suas cabeças com o meu escudo espartano depois de um encontrão bem forte. EU possuía muita força, mas o Cerberos havia conseguido me jogar para trás com muita facilidade. Pude sentir sua força contra meu corpo.

Cerberus 900/1000 HP

Eu 132/192 HP
    133/148 MP

Troll 200/200 HP

Graças aos treinos como atleta, minha pela ficara muito resistente. Eu sentia menos os golpes mas esse eu havia sentido bem. Eu havia caído numa distância de uns 7 metros. Com escudo e arma em mãos, busquei me levantar e focar na luta.

Eu tinha que cegá-lo. Seus olhos atentos não deixavam meu clone e o meu troll chegarem perto. Então decido invocar 3 morcegos. Era parte de meu plano usá-los na hora certa mas os mandei ficar escondidos no teto.

Cerberus 900/1000 HP

Eu 132/192 HP
    93/148 MP

Troll 200/200 HP

Busco então flanqueá-lo com o meu time, mas deixando os morcegos de lado. Avanço até chegar a uns 6 metros ao mesmo tempo que mando o troll soltar seu tacape e agarrar depois que meu clone atacar. Meu clone buscar acertar a lateral direita do cerberos. O Cerberos se vira um pouco levantando a pata que logo a mesma, acerta meu clone. Meu clone busca se defender com o escudo pequeno mas não teve tanta sorte. Ele acaba sendo jogando para o lado a uns 4 metros do cerberos, mas como ele tem as mesma passivas minhas, mando que volte a batalha, saltando rapidamente e agarrando a pata traseira direita do Cerberos com as mãos metálicas. A cabeça da direita fica louca querendo agir. O troll então começa sua ação.

Ele agarra a lateral do Cerberos, por trás da sua cabeça ao mesmo tempo que travava sua pata esquerda. O cão de Hades fica louco com situação. Suas três cabeças começam a querer agir. Realmente 3 cabeças para um corpo só não era muito bom. Seu corpo acaba ficando sem muita ação e meu tinha acaba me dando uma chance. Rapidamente e sem perder nenhum segundo, uso minha habilidade |Charge| junto com |Focar energia| para dobrar o dano.

Fodo minha energia no braço do martelo grande. Com muita velocidade dentre os 3 metros que eu estava dele, acerto-o com muita violência. Graças a minha |Ira nata|, meu ataque fica com chamas devido meu estado de emoção.

Eu havia acertado a lateral da cabeça do centro que buscava pegar com mordidas o troll, jogando o cerberos para trás e batendo de novo na parede que agora rachava. A luta estava realmente tensa.


Cerberus 675/1000 HP

Eu 132/192 HP
    23/148 MP

Troll 200/200 HP

Rapidamente recuei com um salto mais longo. Não alguma reação da cabeça central do Cerberos. Meu clone estava desfeito e meu troll estava buscando sobreviver. Ele estava segurando as mandíbulas da cabeça da esquerda. Ele era forte, mas não sabia o quanto tempo poderia segurar. Ele eu o mandasse socar, ele provavelmente morreria na boca do Cerberus.

Mais uma vez, tomei outra poção de cura de energia mítica. +100

Cerberus 675/1000 HP

Eu 132/192 HP
    123/148 MP

Troll 170/200 HP

Antes mesmo que eu pudesse avançar, o Cerberos se levanta com dificuldade. A cabeça central ainda estava inerte. Pelo menos era menos uma mas custou um aliado. Meus morcegos mecânicos ainda voavam sobre nos.

Em pé, com o troll segurando a cabeça da esquerda, ele decide usar de suas chamas para tostar o grandão. Ele então se vira mas deixando a cabeça da direita com seus olhos fixos em mim.
A cabeça da esquerda usa sua grande baforada tostando meu aliado por completo.

"Merda!!!" - Pensei.

O Troll vira pó. Sinto a a desvantagem começar a crescer naquele momento. As câmeras estava bem agitadas. Segundos depois, uma explosão.

_Acho que seus amigos estão querendo abrir o buraco do foço de qualquer jeito. Temos que aguentar até lá Alvelin. - Celebembor - Falara.

_Não pretendo morrer aqui e ainda virgem. -  Ri um pouco.

Cerberos então, se vira para mim. Ele parecia bem quebrado no meio de seu corpo. Ao virar, ele arqueia seu corpo, abaixando sua frente e levantando a de trás. Ele parecia buscar me acertar com sua baforada. Mesmo com uma cabeça a menos, uma baforada dupla, iria fazer um estrago em dobro. Então, busquei recuar, mas antes que eu fizesse isso, com muita força, ele solta sua baforada dupla em minha direção. Eu só tive tempo de jogar minha mochila para longe de mim, perto da entrada por onde vi. O fogo me cobria.

Sua baforada pega  uma boa parte, mas por sorte, não havia pegado minha mochila. Só pude ouvir gritos do pessoal do lado de fora. Gritos de horror pois o que viam, certamente não era nenhum pouco agradável, mas eles mau sabiam que eu estava em outra categoria. O fogo não surtia mais efeito negativo em mim. Ele agora me curava.

Cerberus 675/1000 HP

Eu 142/192 HP
    133/148 MP

Cerberos apenas deu um uivo aparentemente comemorativo, mas logo depois que me viu saindo das chamas, seu uivo cessou. Ele agora rosnava com mais raiva ainda.
Por um momento, vi a morte em seus olhos mas eu não tinha medo. Pelo contrário, estava mais com vontade de lutar.
As chamas daquele local estava aquecendo aquela cúpula, deixando o lugar abafado e isso me enchia de forças.

Fiz com a mão que possuía o escudo, um sinal. Chamei ele pro pau. Cerberos rosnou mais forte e saltou nas sombras.

Não era de se espantar. Como cão infernal supremo, por assim dizer, ele poderia fazer isso brincando, mas até ele tinha suas limitações com relação a luz. Bisquei ficar mais próximo da chamas para que eu pudesse regenerar. Cerberos parecia que havia sumido mas a sensação de ser observado, eu ainda sentia.

Olhei para os lados e nada. Quando me virei para trás, vi um vulto preto, saindo do fundo da cúpula que não tinha pegado fogo. O vulto vinha com muita velocidade a qual acabou me acertando com uma patada forte e violenta. Mau tive tempo de impor meu escudo espartano que logo fora jogado para longe também.

Fortemente eu fui de encontro a parece. Minha arma caíra perto de mim, mas meu escudo a uns 12metros para o lado. Busquei focar, mesmo tonto o Cão de Hades, mas só pude ver um vulto sumindo novamente.
Ele parecia que brincava comigo. Eu tinha quase certeza que ele estava querendo fazer eu senti tudo que ele sentiu, exceto pela mordida que eu estava acabando de receber.

Em meio as minhas sobras e do canto da cúpula, ele sai dando um bote violento onde acabei ficando suspenso por uns 7 metros do chão. Se não fosse minha armadura indestrutível, eu certamente havia perdido meu braço. Mesmo assim,sentia uma grande pressão em meu braço. Eu não poderia aguentar por muito tempo.

Cerberus 675/1000 HP

Eu 68/192 HP
    133/148 MP

Com o braço preso e antes que ele tente me morder com a outra cabeça, uso minha habilidade |Ataque Subsequente|, atingindo-o com toda a minha força três vezes.
Devido a minha grade força, eu no mínimo, racharia sua cabeça e deslocaria seu mandíbula, fora que o calor daquele logar, me dava mais ofrça e resistência. (passivas: Brutalidade, Fúria do Atleta, Força Extraordinária, Exército de um Homem só, Febre, Força Bruta).

Cerberus 455/1000 HP

Eu 68/192 HP
    83/148 MP

Era mais uma cabeça inerte e eu caindo a 7 metros do chão. Por sorte, eu consegui rolar para o lado antes que o cão cambaleasse que caísse em cima de mim.
Por não me cansar facilmente, saltei para de encontro das chamas ao mesmo tempo que invocava |Cinzas de Vulcão| tendo a criatura o centro da ação da habilidade.

Cerberus 455/1000 HP

Eu 68/192 HP
    13/148 MP

A cabeça sã do Cerberos, estava envolto em 5 metros de cinzas que estavam se espalhando. Por ser um lugar fechado, as cinzas durariam tempo o suficiente para que eu pudesse pegar mais uma poção em minha mochila que se encontrava perto da porta do corredor. Depois de cair em meio as chamas e me revigorar um pouco, salto para o lado da minha mochila para poder tomar mais uma poção de cura de energia mítica.

Antes que o Cerberos saísse das cinzas que eu havia invocado, mando meu morcegos agirem . Como eles seguem suas presas por radar achar o cerberos não seria difícil. Mando que eles ataquem sua cabeça sem dó e sem piedade, rezando que acertem seus olhos. o Cão de hades provavelmente possuiria um olfato incrivelmente forte, mas para achar coisas vivas e mortas, mas e coisas animadas roboticamente ?
Ele poderia ter uma audição boa, mas mesmo assim, desviar por conta de audição, era muito difícil. Os são muito ágeis no ar. Eu contava com essa agilidade.

Com a poção em mãos e prestes a tomar, comecei a ouvir pedras se quebrando acima de minha cabeça. Provavelmente eram o pessoal tentando entrar.
Rapidamente tomo minha poção de energia e de cura mítica. Olhando para o cerberus, percebi que ele havia saído das cinzas.

Cerberus 455/1000 HP

Eu 168/192 HP
    113/148 MP


Dois dos meus morcegos autômatos estavam no chão totalmente danificados e um deles, estava em sua boca.
"Dorga!! Estou ficando sem recursos" - Praguejei.  

O maldito cão possuía também uma boa audição e minhas cinzas não ajudaram muito. Um olho apenas, fora ferido. O olho da esquerda. Como era apenas a cabeça da direita, ele tinha um ponto cego.

Cerberus 435/1000 HP

Eu 168/192 HP
    113/148 MP

Busquei pegar meu martelo grande. Corro então para pegar minha arma. Cerberos também decide avançar, mas devido aos seus danos, não corria como antes.
Peguei minha arma segundos depois dele chegar próximo de mim.

Antes que eu pudesse levantar minha arma contra ele, Cerberos busca aplicar uma patada pela esquerda. Saltei então para trás desviando de seu golpe. Quando aterrissei, Cerberos tenta outro ataque, porém com sua outra pata. A da direita. Só tive tempo de rolar para o lado direito, forçando o cerberos a se virar.

Quando ele buscava se virar para focar seu único olho em mim, eu já estava avançando contra a lateral de seu corpo. Buscava atingir seu ombro, mas co Cão de Hades se virou fortemente, ignorando a dor das feridas, me atingindo com sua calda. Mais uma vez, caio rolando a uns 3 metros dele. Busco então a me levantar rapidamente ainda com arma em punho.

Cerberos poderia não estar com a mesma velocidade de antes, mas a força era a mesma. Um uivo de dor percorre mais uma vez a cúpula.

Cerberus 310/1000 HP

Eu 121/192 HP
    113/148 MP

Cerberos havia buscado me atingir com força mas não levou em consideração o dano causado por mim, graças as minhas invocações. Provavelmente ele estava sofrendo por hemorragia interna por conta de ossos quebrados.

Minhas opções estavam acabando. Eu nunca havia enfrentado uma criatura tão forte assim. E olha que eu estava querendo conseguir um dragão. Nesse momento eu havia caído em si. Eu teria que passar por maus bocados como estes para buscar estar mais preparado.

Olhando para o meu inimigo, eu podia ver que as opções dele também estavam acabando. Ele havia parado de soltar chamas e nem usava mais as trevas como transporte.
Eu o encarava, ele me encarava. Ambos em pé, um de frente para o outro. Segundos depois, ambos partimos de encontro ao outro.

Busquei então, usar de sua desvantagem visual. Fintei, esquerda, direita, esquerda e mais para esquerda e antes que eu pudesse desferir meu ataque, saltei para a direita caindo com um colamento por de baixo de seu pescoço fingindo um ataque com meu martelo grande, mas eu apenas o joguei de lado, à uns 2 metros dde mim. Cerberos buscou então, sair de meu ataque com a arma, mas era um golpe falso. Cerberos então, se virar para que pudesse me pisotear e provavelmente me morder. Ele não conseguia enxergar pelo lado que pulei. Vendo que sua pata estava ameaçadoramente próxima de mim, uno minhas mãos e uso minha habilidade |Maestria das Mãos| para que meu ataque fosse bem sucedido. Em conjunto, uso também minha habilidade |Sem Piedade| acertando sua pata com as duas mãos unidas, girando meu corpo com a cintura depois de ter feito base com as pernas.

Cerberos era atingido violentamente mais uma vez, deslocando sua para e quebrando parte dela. Devido a força empregada, ele caí no chão a uns 3m de mim ferrando mais seus ferimentos internos.

Cerberus 178/1000 HP

Eu 121/192 HP
    78/148 MP

Antes que ele pudesse reagir, mesmo com toda aquela dor, saltei rapidamente em busca de dar o golpe fatal em sua cabeça. Cerberos Uiva com o ultimo impacto e some em meio ao pó. Eu me ajoelhei no chão.

Apesar deu não me cansar muito fácil, eu me encontrava todo ferrado e eis que escultava outra explosão.
Olhei para o lado e vi que havia uma luz.

"Graças aos deuses" - Resmunguei

Levantei e fui pegar meu escudo, arma. Depois que cheguei perto da mochila que estava perto da entrada, avistei Quiron entrando com Aaron e Ryan a frente.

_Ei cara, você está bem? - Aaron me perguntava ao mesmo tempo que seus olhos analisavam a cúpula que havia se tornado um campo de batalha.
_Cadê aquela cadelinha. Estou doido pra dar uma surra nela manim. - Ryan falara bem agitado.

Suspirei um pouco.

_Botei a cadelinha pra dormir. - Disse em meio a um sorriso e em meio ao cansaço. _Eu realmente não estou preparado para um Dragão, mas eu vou chegar lá.

Alguns campistas, assustados, entram para ver a zona que o lugar ficou. Alguns batiam palmas, outros saldavam-me, outros só me olhavam espantados. Mesmo todo ferrado, algumas filhas de Afrodite vieram me paparicar, mesmo sendo levado pelo meu irmão de consideração, o Aaron. Confesso que me senti "o cara do momento".

Já lá fora. Pude ver o senhor D. dando uma baita bronca nos filhos de Hermes, os quais haviam organizado essa "brincadeira". Por sorte, ninguém se saiu ferido e dessa vez, nem meu orgulho.

Usei-----
Poção de Cura [Mítica][x1]
Poção de Energia [Mítica] [x3]



ATT por Júpiter
Missão Concluída
Experiência: 7.500 (x2 do evento)
Dracmas: 3500 (x2 do evento)
Luvas de Couro[Cérberos] - Reduz o frio em 10% nas mãos. (x2 do evento)
Capa de Couro[Cérberos] - Deixo o campista mais bonitão +10 CAR. (x2 do evento)

#1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum