Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Estados Unidos da América » Estados Unidos da América » Outros Locais » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 4 de 4]

Re: O Último Filho

por Zeus em Sab 26 Dez 2015 - 1:21

Zeus

Zeus
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Não era noite, mas todas as estrelas cantavam.

"O filho vem", o coro de um milhão de astros brilhantes entoavam.

E o Filho das Estrelas veio. Voltou a vida, nos braços do seu tio que, mesmo sendo uma criatura primordial, se surpreendeu com a sua vinda. O filho de Ares estava de pé, em frente ao homem que, momentos antes, o matou. Desta vez não era mais Criptoniano, sem nome, mas sabia quem era. Era Kal. E como Kal, o último filho das estrelas, podia enfrentar o seu tio. Finalmente.

#31

Re: O Último Filho

por λ Criptoniano em Sab 26 Dez 2015 - 2:12

λ Criptoniano

λ Criptoniano
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Já tinha ouvido falar de experiências de semi-morte ou quase-morte, porém o que eu senti subjugava todos os relatos que eu já tinha escutado.
Eu não vi minha vida passando pelos meus olhos, eu apenas senti uma queimadura no peito. Não uma queimadura proveniente de um corte, ora bolas, eu como filho de Ares já tinha fraturado, deslocado, cortado, remendado mais músculos e carne do que 99% dos seres vivos. Eu não compreendia até aquele momento, mas não foi minha carne que foi trespassada, e sim minha alma. E foi aquela alma ferida que lentamente escapou do meu corpo pelo buraco aberto naquela casca inanimada.
E então eu era nada.
'Isso é a morte?' Consegui pensar comigo mesmo. Aliás pensar era um conceito abstrato, uma vez que meu cérebro não existia. 'Será que é isso Cripto, você no final das contas não merece nem o Elísio? Bela serventia você deu aos deuses em vida.' Eu sempre achei que era o herói, e não ir até o lugar onde os heróis repousam fez com que o último traço de mim que existia se perdesse no vazio.
Então eu me considerei morto, estagnado no tempo e espaço.
Até que a minha existência, ou minha não consideração de existência foi inundada por algo inexplicável, uma luz que trouxe calor paz e harmonia na forma de alguém que eu nunca pensei muito.
'Mãe'
A minha essência se encontra com a presença daquilo que resumia minha mãe, e eu me senti forte. Forte como se uma vez na vida, mesmo tendo que perder tudo que me definia no processo, eu estivesse finalmente completo.
Meu primeiro encontro é também minha última despedida.
A luz brilha forte e eu sinto minha presença criando força, enquanto despenca de um túnel; partes do meu corpo, desde átomos até células se conglomerando e se unindo. E nesse túnel pelo qual eu caia, via o que sempre diziam: Imagens de minha infância no monastério, de meus amigos no acampamento, de missões que eu fiz pelo olimpo... E quando eu estava quase pronto, a última imagem abalou meu coração, e eu vi. Através das retinas de um bebe, o rosto de minha amada mãe.

Com o final do túnel, sinto-me um só novamente, com o ar circulando em meus pulmões e o sangue correndo em minhas veias.

Minha primeira visão do mundo era do homem que havia me matado, ou melhor, matado o ser incompleto que era Criptoniano.

Quando empurro meu tio, me levanto como um ser completo. Por alguma razão, eu sabia quem realmente era.
Não o velho criptoniano, batizado sob a imagem de um Buda de argila num monastério esquecido pelo tempo.
Eu era o filho de minha mãe, eu era o ser nomeado por ela Kal.

E Kal, como um filho da luz com a guerra, não seria morto por seu tio.

'Tio, aqui é onde a Luz sobrepuja-rá, finalmente, as trevas.'

Me levanto já com um chute no peito do meu tio, e invoco primeiramente minha armadura (imagino que ela tenha voltado para a tatuagem na minha morte). Assim que eu estiver frente a frente com o maluco, invoco minha Montante. As luzes que seu fogo lançassem sobre o ambiente me deixariam ainda mais animado quanto à luta que iria acontecer.
'Você é bem rápido, seu viado, porém vamos ver o que Ártemis faz por mim'
Com a benção da deusa, eu poderia ver os ataques de meu oponente chegando mais facilmente, graças à velocidade absurda que eu teria.
Então, aproveitando todo esse clima, por ter visto minha mãe e pensado tanto no meu pai, descubro o porque do afinal de contas eu ser um campeão de Hera. Eu sabia finalmente da minha família. 'Hera, Olimpianos! Preciso da ajuda de vocês, me enviem suas forças para que eu possa acabar com esse duelo!'. Eu sabia que os olimpianos provavelmente não ouviriam, mas Hera podia dar uma little help com isso.

Por fim, me sentindo a mil, puxo minha montante para trás e ativo meu Olhar Aterrorizante. Olho para meu tio uma última vez, antes de tentar por um fim naquilo, então com toda minha fúria e benção, começo a correr na direção do meu tio e dou um salto contando com minha potência passiva. 'É hora de acabar com isso', penso enquanto faço um corte flamejante na diagonal, tentando apagar a existência de meu adversário.
Caso novamente ele desvie, tento adquirir uma postura defensiva, atento à qualquer aproximação dele.


Ativas:
Spoiler:


Nível 15 - A Little Help: Uma vez por narração, abrindo mão da passiva "Recompensa Sagrada" o herói pode invocar as graças de sua matrona. Ele deverá fazer uma prece para a rainha do Olimpo, em troca, a Deusa das Recompensas entregará um item(Arma, livro, qualquer coisa que o narrador decida.) que o auxiliará em uma luta ou a cumprir seu objetivo. Gasta 100 Mp.(Ele se desintegrará no término da narração)
Nível 6 - Olhar Aterrorizante: O Olhar Aterrorizante consiste basicamente nos olhos de fogo iguais aos de seu pai, ele gera um terror insuportável em suas vítimas, estupefazendo-as em loucura, imobilidade ou fuga. Até mesmo os indivíduos mais robustos fogem do horrível olhar do herói. Por 30 pontos de energia.
Nível 5 - Ataque Múltiplo: O herói pode atacar mais de uma vez por turno, dependendo da escolha de seus movimentos e de seu nível. Esta habilidade custa 10 pontos de energia para ativá-la e mais 5 pontos por ação extra.



Passivas:
Spoiler:

Nível 10 - Sussurro: Durante uma batalha contra múltiplos inimigos e/ou contra bastardos, Criptoniano se mantém ciente da maior parte dos aspectos e acontecimentos, como se houvesse sussurros de aviso em seu ouvido.

Nível 13: Último suspiro - Enquanto em combate, quando a vida ou a energia de Cripto caírem abaixo de 25%, ele sentirá como se tivesse Ares e Hera em seus ombros. Isso fará com que a batalha que parece perdida tenha uma chance de virada, enquanto Crip não sofrerá penalidades em velocidade, força e raciocínio. Além disso, toda vez que um inimigo for morto por Cripto, ele regenerará 10 de hp e 10 de mp, anulado quando a vida ou energia passarem de 25%.

Nível 16 - Postura do Berserker: Após todo o aprendizado sobre os berserkers, Cripto elevou toda sua perícia com Montantes a um novo ponto, inalcançavel para outros filhos de Ares. Todo golpe dado pelo jovem será mais forte, mais rápido e mais preciso quando estiver utilizando a arma. A postura do berserker ainda permite o uso estupidamente bem de outras armas gigantes. Ainda, como reconhecido como um berserker, guerreiros que lutam ensandecidos, quando entrar em fúria Cripto receberá os status da passiva (Fúria) duplicado.



Nível 11 - Os Favoritos: Hermes, Ares e Hefesto são os favoritos da deusa, e sempre que lutarem ao lado dos filhos desses deuses os Campeões e os próprios filhos terão suas habilidades maximizadas. ( +15 em AGI (Hermes), FOR (Ares), CON (Hefesto))
Nível 8 - Laços Familiares: Quando um irmão, outro campeão ou alguém com quem o Campeão de Hera possui ligação for ferido, o Campeão de Hera entrará em modo de fúria, tendo suas capacidades físicas e mentais drasticamente ampliadas. Em contrapartida, o herói perde a razão devido à fúria. (+10 FOR, AGI, VONT, FORT, REFLEX NESSAS CONDIÇÕES)
Nível 5 - Auxílio Divino: Durante suas missões, Hera poderá aparecer pessoalmente, ajudando-lhe com conselhos ou protegendo seu grupo do perigo. Hera adora oferendas, então é melhor oferecer algo a ela, caso contrário ela pode se zangar muito...




Nível 9 - Potência: Os heróis dotados desta habilidade possuem uma força sobre-humana. A Potência permite que os heróis pulem distâncias tremendas, ergam pesos volumosos e golpeiem oponentes com uma força apavorante. (+8 FOR)
Nível 17 - Guerreiro Veterano: O filho de Ares já não é mais um guerreiro impulsivo, agora ele é um guerreiro completo. Ele interage melhor com os outros semideuses, sabendo muito bem como se posicionar corretamente numa batalha, assim como posicionar os outros dentro da mesma batalha. Nem mesmo sua fúria natural, é capaz de tirar o foco do semideus, pois este já é um guerreiro completo. (+15 INT)



Nível 20 - Recompensa Sagrada II: Hera é a deusa das recompensas e bens materiais. Um campeão de Hera tem mais possibilidade de ganhar recompensas como itens e dracmas melhores em missões. ( Sempre ganha + 50% de Dracmas)




#32

Re: O Último Filho

por Zeus em Sab 26 Dez 2015 - 2:44

Zeus

Zeus
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Só há uma história. A mais velha de todas.

Luz versus escuridão.

E se olhares para o céu noturno, talvez veja que a escuridão tenha muito mais território. Mas não se engane. Houve tempo em que havia somente a escuridão. Os pontos que piscam no limite do horizonte dizem algo. Que a luz está ganhando.

O homem asiático não tinha nome. Alguns, em algum tempo, o chamaram de Azathoth. Mas essa conjunção de letras não teria força o suficiente para exprimir a sua verdade essência.

Era a pura escuridão, que puxou a sua própria lâmina e entrou em combate com o seu sobrinho. Numa batalha quase shakespeariana, o filho da luz e a escuridão plena trocavam golpes. O tilintar das lâminas era capaz de diminuir pequenas existências ao nada. Durou muito pouco, ou milhões de anos. Mas Kal sabia que estava ganhando.

Mas como todo mau perdedor, o seu tio não aceitou a derrota.

Sombras explodiram naquela velha casa que, àquela altura, havia se tornado apenas paredes caídas e terra. E então só havia Kal.


-


Era noite, e Kal estava de volta ao acampamento. Seu pai estava escorado na entrada, com sua jaqueta de couro, moto, e capacete. Fumava um cigarro. Em seus olhos haviam algo que nenhum de seus filhos tinha visto antes. Paz.

Ares pacífico era uma contradição sem fim. Mas não era essa a maior beleza da obra do Criador? A contradição sem fim de todas as criaturas.

-
Sua mãe... Eu gostaria tê-la salvo. Por muito tempo eu não gostei de você, e quase deixei que o seu tio o levasse porque... você me lembra dela. Seus olhos, Kal. Tem o brilho das estrelas.

Um Ares ainda apaixonado, arrependido e melancólico. Era uma visão de uma vez na vida. E não na vida finita de um semideus. Na vida de um imortal.

Como um sopro, o deus da guerra desapareceu. Mas Kal não estava sozinho.

Nunca mais.

Das estrelas, sua mãe o guardava.


Fim.

Criptoniano, famoso Kal
Experiência: 20 mil
Dracmas: 6 mil
Respeito: 2
Título: Filho das Estrelas •
• Criptoniano não é um semideus comum. Filho de Ares com a mais antiga estrela da existência, sendo assim, possui dons adormecidos em seu interior que podem ser utilizado com base da qualidade de sua interpretação, ao critério do narrador.

#33

Re: O Último Filho

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#34

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 4 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum