Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Outros Locais » Floresta » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Irina Feuerschütte

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
Nome da narração: Caçada na Floresta
Objetivo da narração: Conseguir XP e Dracmas
Quantidade de desafios: 2
Quantidade de monstros: 2
Espécie dos monstros: Grifo pequeno e Lobo

Já se passaram alguns dias desde que cheguei no Acampamento. Os meus meio-irmãos e irmãs, por algum motivo, não gostam de mim. Não consigo me dar bem com os outros semideuses, sendo o que Louis era o único que me dava atenção...eu estava solitária.

Uma bela manhã, eu fui até uma parte do Acampamento destinada para a prática de arco e flecha, contendo alguns alvos em árvores, fora outros monstros feitos a com palha. Sempre me perguntei como conseguiram fazer aquilo. Foi então que alguns filhos de Apolo vieram para o local, eles eram ótimos com esse estilo de combate, tendo uma mira impecável.
- Ora, ora. O que temos aqui? Uma filha de Afrodite praticando tiro ao alvo...isso chega a ser hilário! - um dos campistas viera até mim e começou a falar, aparentemente tentando me ofender. Eu simplesmente não dei atenção, mas devo dizer que achei estranho. Os filhos de Apolo são muito bem educados, em sua maioria, e não eram tão grandes brutos como aquele em especial
- O que foi? Por que não me responde?! O gato comeu sua lingua?! Hahaha! - confesso que senti vontade de me virar e cortar a cara desse imbecil, eu estava começando a ficar com raiva. A pior parte, foi ver que os outros campistas estavam indo na dele, rindo da minha cara. Eu não podia deixar assim, aquilo iria acabar com a minha autoestima, talvez até me fizesse de piada entre os semideuses...
- Humph...o que eu estou dizendo? Você é só uma novata incompetente, jamais teria habilidades como a nossa...
-Pelo menos eu não sou um idiota que fica nas sombras dos outros campistas - respondi. As palavras que saiam da minha boca certamente iriam me meter em encrencas, mas eu não podia deixar ele falar de mim como bem entendesse
- Interessante...isso é um desafio, garota?!
- Não sei se deveria desafiar alguém como você...seria muita humilhação...para alguém como você!
- Hahaha! Parece que você é do tipo que fala mais do que deveria...ótimo, será como deseja...!

Depois de uma conversa um tanto quanto "animada", o brutamontes me levou até a entrada da Floresta, local onde a barreira contra monstros não tinha efeito. Ele estava acompanhado de seus companheiros. Logo apontou para dentro da mata e disse:
- Escute aqui, garota. Você vai entrar nessa floresta, irá caçar alguns monstros nela, se conseguir me trazer algo que prove que você é capaz de fazer uma caçada...prometo que não irei incomoda-la mais, nem sequer duvidar de você. Agora entre lá e comece a caçar! - foi então que, depois do discurso, o campista me empurrou e me forçou a ir para a floresta...é, eu terei de caçar...

Eu comecei minha caçada caminhando vagarosamente pela floresta, eu não queria chamar a atenção dos monstros que viviam ali. Essa era minha primeira vez nesse local, eu estava muito assustada, imaginava se de repente, um Cão Infernal iria aparecer e me atacar, seria o meu fim. Enquanto andava pela floresta, passando pelos arbustos, atravessando a mata alta, eu percebi algumas pegadas no chão, eu não tinha nenhuma experiência com caçadas, mas já era possível deduzir do que eram, ou melhor, do que não eram. Logo comecei a seguir as pegadas, elas pareciam ir para uma parte mais estreita da floresta, sendo que enquanto as seguia, eu passei por rochas, elevações de terra e até mesmo por um pequeno riacho. Era possível ouvir os pássaros cantando, o barulho dos monstros caçando, era um local perfeito para as Caçadoras de Ártemis, um silêncio incrível, apenas o som da natureza agindo naturalmente. Eu até me sentia bem ali.

Depois de muito caminhar, eu finalmente encontrei meu alvo...um Grifo. O animal tinha mais ou menos 1,36m de altura, asas grandes e de penas brancas, tinha cabeça de águia e corpo de leão, uma criatura linda e horripilante ao mesmo tempo. O monstro tinha parado próximo de um riacho, aparentemente tinha se cansado de correr, ou voar, e precisava descansar. Eu, como uma "boa" caçadora, fiquei observando meu alvo por algum tempo, esperando encontrar um ponto fraco para o ataque, mas nada me aparecia. Decidi utilizar um estilo de caça rústico e bem prático. Peguei meu Arco Curto, retirei uma flecha de minha aljava, coloquei em minha arma e logo atirei...vap! Um tiro certeiro!

Minha flecha havia atingido a perna dianteira direita da criatura, com isso eu havia despertado seus sentidos e agora, provavelmente, ele estava sentido muita dor. Ele era muito pequeno, parecia até um bebé, talvez fosse a primeira dor de sua vida. Depois de meu tiro quase perfeito, o monstro começou a se debater e já parecia querer levantar voou, mas eu não deixaria que ele o fizesse. Corri em sua direção, segurando uma segunda flecha, pulei sobre a criatura que tentava escapar e finquei minha flecha em suas costas.

A criatura se debatia ainda mais e logo me arremessou usando seu corpo, em seguida, me atacou com suas garras, por sorte eu consegui desviar, saindo com cortes em meu ombro direito. Os cortes não eram suficientes para me causar uma morte ou me deixar sem movimentos, mas aquilo deixaria meus movimentos mais difíceis. Quando percebi, o monstro avançava contra mim, tentando mais um ataque, no entanto, não foi capaz de me atingir, tendo eu, feito um rápido rolamento para a esquerda. O Grifo sangrava, tinha duas flechas presas em seu corpo, isso parecia o estar incomodando bastante, mas eu poderia usar isso vantagem. Tirei meu chicote de minha cintura e num rápido balanço, atingi a criatura com um golpe em seu dorso.

A criatura alada estava ficando cada vez mais furiosa e desesperada. Me ignorando completamente, o pequeno monstro abriu suas asas, se agachou um pouco e em um salto, saiu voando, ou pelo menos tentou sair voando. Eu usei meu chicote para agarrar sua pata, forçando ele a ficar ali, enquanto eu estava agarrada em uma árvore. O animal percebeu que eu não o deixaria escapar e avançou contra a fúria contra mim...era isso que eu queria. Enquanto o monstro voltava a me atacar, eu retirei mais uma flecha de meu aljava e a pus em minha mão. Logo a criatura me atacou, acertando suas garras em minha barriga, me lançando para trás, com muita dor, mas o que ele não esperava, era um plano. Assim que o monstro atingiu meu corpo, eu enfiei a flecha em sua cabeça, pelo tamanho da criatura, eu tinha como atingir sua cabeça nesta distância, sem problemas, finalizando o mesmo.

Foi uma batalha um pouco intensa, eu havia saído um pouco machucada, com fortes dores na região do estômago e com cortes em meu ombro. Acho que isso só aconteceu pela minha imprudência em batalha, eu tinha um arco, por que não o utilizei? Quem sabe. Acho que isso não combina com meu estilo de combate.

O Grifo estava ali, morto. Seu corpo espelia sangue e sua cabeça, estava esmagada. Eu logo pensei em pegar aquelas grandes asas como recompensa, mas de repente reparei em algo. Eu ouvia rosnados bem próximos a mim, eu havia esquecido de um pequeno detalhe...se aqui tem todo tipo de monstro, por que não teria lobos? O sangue que saía do animal que eu acabara de matar, havia atraído os animais selvagens, sem dúvidas, era isso que eles queriam.

Do meio de alguns arbustos, saiu um animal coberto por pelos cinzas, seus olhos brilhavam em sangue, ele estava com fome. Quando me dei conta, o lobo já vinha avançando na minha direção, pulando para cima de mim e mordendo meu braço esquerdo com ferocidade. Foi uma dor imediata. Aquelas presas haviam adentrado minha carne e logo começara a sair sangue, aquilo parecia satisfazer o animal. Sem pensar suas vezes, usei as [Garras de Águia] e fiz minhas unhas crescerem, logo usei as garras e desferi um corte no rosto da criatura, que agora sacudia a cabeça, como se tivesse sentido apenas uma tontura ou um golpe de bastão, mas com uma diferença...agora ele olhava para mim, muito furioso, como se eu fosse um lobo rival de outra matilha.

Eu precisava agir rápido, caso contrário teria de resistir a mais um ataque do animal. Por sorte, eu não havia perdido o movimento de meus membros, isso era ótimo, poderia matar aquele ser mais facilmente. Logo o animal avançou em minha direção, eu, desferi um forte chute na cintura do lobo, o qual fez ele ir um pouco para o lado. Em seguida eu avancei com minhas unhas na direção da cabeça do animal, desferido vários cortes na mesma, causando graves ferimentos. Infelizmente isso não parecia parar o canino, que avançou mordendo a minha coxa, aquilo causou uma forte dor, a qual me fez cair de costas no chão.

Isso não era possível, estava sendo humilhada por um animal tão insignificante, não...eu não posso deixar isso acontecer! A adrenalina que eu sempre sentia havia voltado. Eu agora sentia mais ódio por aquele lobo do que qualquer coisa. Eu logo avancei com um soco na cara do animal, em seguida, agarrando sua cabeça e tirando suas presas de minha perna. Assim que tirei a criatura do alcance de qualquer outro golpe, avancei contra o mesmo, enfiando minhas garras em seu pescoço, enfim, o matando.

Eu enfim havia me livrado das duas criaturas, tinha ferimentos pesados, seria muito melhor ir o mais rápido possível de volta para o Acampamento. Aproveitei que o efeito das minhas garras não haviam acabado e cortei uma das asas do Grifo e em seguida arranquei os dentes do Lobo. Logo retornei para o Acampamento.

Quando retornei, o tal filho de Apolo estava lá esperando.
- O que é isso?! Você está coberta por sangue! Não imaginava que a caçada fosse acabar assim... - ele correu em minha direção, me apoiando, quando quase cai de cara no chão
- Eu venci! - o rapaz fez uma cara de curiosidade, que logo se tornou em espanto. Em minha aljava estava a asa do Grifo e em meu bolso, estavam todos os dentes do Lobo...missão completa!

De repente eu me acordei. Estava no chalé de Afrodite, eu comecei a me sentir triste, pensava que tinha sido tudo um sonho, mas não. Eu estava completamente enfaixada, meu ombro, meu braço, minha perna e minha cintura, tudo o que eu havia ferido na caçada. Eu estava totalmente dolorida, mas me sentia bem. Eu tinha provado que era capaz, talvez agora recebesse um tratamento diferente no Acampamento...talvez. Eu então voltei a dormir na cama onde estava, feliz...


Status Finais:
Vida: 45
Energia: 115

Itens:

Equipamento:

- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Chicote Pequeno
- Aljava de couro [Comum]
- Flecha de Bronze Celestial [x30]
- Arco Curto

Habilidades Usadas:

Nível 4 - Garras de Águia [Inicial]: Suas unhas crescem absurdamente, podendo destruir madeiras fracas como cadeiras e inferiores, além de causar um pequeno dano se for usado em monstros. Dura 2 rodadas. O uso dessa habilidade consome 20 pontos de energia.

#1

Re: [One-Post Livre] Caçada na Floresta

por Poseidon em Seg 16 Maio 2016 - 22:54

Poseidon

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Concluído.


Irina, notei algumas inconsistências em sua OP, tais como:

1- "Eu usei meu chicote para agarrar sua pata, forçando ele a ficar ali, enquanto eu estava agarrada em uma árvore."
Com a força de um grifo, mesmo ferido, seria difícil uma filha de Afrodite conseguir interromper uma decolagem do jeito que você fez.

2- Você ficou bem acabada no embate contra o Grifo, talvez acabada o suficiente para apanhar do lobo e não conseguir derrotá-lo.
"Logo o animal avançou em minha direção, eu, desferi um forte chute na cintura do lobo, o qual fez ele ir um pouco para o lado."- Que baita chute em.

Eu acho que você não ganharia desse lobo. Porém, como é sua primeira OP, deixo apenas esses pontos para você se atentar, afinal todos erramos as vezes.

Exp a Receber: 650.
Dente de lobo [x2]
Peça para o deus que está narrando sua atual missão para que ele att após o fim da mesma.

#2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum