Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Estados Unidos da América » Estados Unidos da América » Outros Locais » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 7]

Gustav Lorenzo

Gustav Lorenzo
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
Estava na hora de ser evasivo e enganar ao policial. Na visão dele, provavelmente somos dois adolescentes comuns, e é isso que eu, como bisneto do deus do teatro busco interpretar.

- Senhor policial, f-foi puro reflexo. Minha irmã Alana e eu temos TDAH e por isso nunca ficamos centrados ou quietos. Parece que esse distúrbio salvou nossas vidas, pois vimos o homem com a bomba, que provavelmente é um louco, olha como ele fala!

Continuo a explicação dizendo que tive que correr para tentar impedi-lo e agradeço a ação rápida da equipe policial em tirar aquele psicopata dali. Para parecer ainda mais convincente, argumento que as escolas da Califórnia, de onde supostamente viemos, possuir um treinamento antiterrorismo. Não para combater diretamente pessoas, mas dando noção de como avisar as pessoas, como Alana e eu fizemos. Quanto a desarmar bombas, digo que são coisas que vi em filmes.

Sem mais delongas, peço licença ao homem pois temos que seguir a viagem para não perdermos as passagens. Invento que nossos pais são separados e digo que estamos voltando para a casa de nossa mãe.

Habilidades Passivas:

Júpiter
Nível 1 - Liderança: Os filhos de Júpiter, desde os tempos de escola, são muito bons em manipular as palavras e convencer as pessoas, que quase sempre apelam à seus comandos. O Campista é um exemplo para os outros e pode inspirá-los a fazer o que você quer. (+9 CHA)


Nível 5 - Charme de Galinha: Júpiter foi, na mitologia (e ainda é, cá pra nós) o maior galã de que se tem conhecimento. Seus filhos herdam do pai um charme incomum, que junto com sua postura e imponência naturais lhe concedem uma beleza atemporal que pode facilmente deixar outras pessoas atraídas por ele. (+5 CHA)

Baco

Nível 5 - Carisma: Carisma: O herói tem a capacidade de fazer amizade mais facilmente, podendo às vezes usar essa personalidade em suas missões para conseguir informações ou então passar por dificuldades. (+9 CHA)

#11

Alana Valentin

Alana Valentin
Filho(a) de Zeus
Filho(a) de Zeus
Ver perfil do usuário
Minha cara de séria sumiu quando tudo deu certo, e comecei a respirar ofegante. Aquilo foi absurdamente inesperado. Um terrorista mortal? Eu podia esperar lestrigões, empousas e todo tipo de monstros ali, mas jamais imaginaria um humano sendo a maior das nossas preocupações. Por sorte Gustav foi esperto o suficiente para vê-lo e então nós cuidamos disso. Porém, depois de um tempo vieram os problemas.
 
O povo começou a entrar em pânico, mesmo com a situação resolvida. Por sorte, tudo que eu fiz foi ficar parada e invocar um pouco de eletricidade. Porém Gustav avançou na direção do terrorista, ele com certeza chamou atenção por parar o suposto ataque. Amaldiçoei a tecnologia quando vi os tablets e celulares, câmeras sempre são um problema. Os gritos aterrorizados ecoaram por alguns instantes, mas as sirenes ofuscaram eles alguns minutos depois. Chega a ser estranho como a polícia atende rápido aos chamados de ataques terroristas, mas quando alguém é morto em um beco, eles demoram horas para fazer alguma coisa.
 
Depois de um tempo, o esquadrão anti-bombas e um grupo de policiais resolveram a situação. Eu sabia que nós iriamos acabar nos metendo nisso, e eu tinha todo um diálogo preparado pra resolver isso. Mas de repente senti as pernas bambearem pela falta de confiança. Eu não seria capaz de explicar a situação de forma detalhada, e por isso confiei isso ao meu irmão... De repente, não era mais tão estranho pensar nele desse jeito.
 
- Senhor policial, f-foi puro reflexo. Minha irmã Alana e eu temos TDAH e por isso nunca ficamos centrados ou quietos. Parece que esse distúrbio salvou nossas vidas, pois vimos o homem com a bomba, que provavelmente é um louco, olha como ele fala!
 
Gustav começa a falar isso, e provavelmente o policial iria cair nisso. Mas apenas para dar uma ajuda, eu comecei a fungar e aproveitei meu constrangimento e bochechas naturalmente avermelhadas para fingir estar chorando. Não é difícil, é só não falar nada com nada, gemer de tristeza e dizer que está passando por algo difícil.
 
- Nós só estávamos indo pra casa da mamãe... Eu... Eu não sabia de nada... Eu só vi aquilo e.. e... - Esfrego os olhos e começo a chorar. - Eu tô com medo. Eu quero ir pra casa!! - Abraço Gustav pra dar mais realismo e começo a gemer e chorar até o guarda nos deixar.
 

Se tudo der certo, me afasto dali com o romano até algum canto para esperar o ônibus e digo: “Nós daríamos bons filhos de Afrodite eu acho.” 



Nível 1 - Liderança: Os filhos de Zeus, desde os tempos de escola, são muito bons em manipular as palavras e convencer as pessoas, que quase sempre apelam à seus comandos. O Campista é um exemplo para os outros e pode inspirá-los a fazer o que você quer. (+9 CHA)


Nível 5 - Charme de Galinha:
Zeus foi, na mitologia (e ainda é, cá pra nós) o maior galã de que se tem conhecimento. Seus filhos herdam do pai um charme incomum, que junto com sua postura e imponência naturais lhe concedem uma beleza atemporal que pode facilmente deixar outras pessoas atraídas por ele. (+5 CHA)



"Imagine aqui uma Frase de Efeito"
#12

Re: Escolta Altair Wayne - Gustav e Alana

por Mercúrio em Sab 28 Maio 2016 - 16:22

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
A mulher continua com os olhos vidrados e responde a pergunta de Altair:

- Eu? Sou apenas uma vendedora de biscoitos. - ela, então, percebe a magreza do garoto - Aah, querido... Eu poderia dar esses biscoitos de graça pra você... Você os quer?

O rosto dela agora era de pena, mas havia algo estranho. Continuava lunático e bizarro, como se não fosse ela que estivesse ali, ou nem tivesse conhecimento de suas ações.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Contando sua versão dos acontecimentos, Gustav parece não convencer a policial. Alana se abraçando com Gustav, aparentemente não surtiu muito efeito.

- Entendo. - diz a policial. - O que importa, é que vocês estão em segurança, não é mesmo?

Ela dá meia volta e os semideuses percebem uma cauda com uma ponta triangular, aparentemente afiada saindo da calça da mulher. Logo em seguida, ele some e os filhos de Júpiter e Zeus se entreolham.

Tudo segue tranquilamente, a hora da viagem chega e todos entram no ônibus. Era estranho os policiais permitirem tudo seguir conforme o planejado, mas Gustav e Alana olham para a entrada do ônibus, quando ele estava prestes a sair, e alguém entra.

Era a policial que os interrogou e que tinha o rabinho do diabo. Ela adentra no veículo e anuncia a todos os passageiros:

- Boa tarde, senhores e senhoras. Dado o acontecimento recente de tentativa de ataque terrorista à essa rodoviária, vários de nossos oficiais estão em vários ônibus dessa rodoviária e irão acompanhá-los durante a viagem. Por motivos de segurança, iremos revistar todos que estão aqui e suas mochilas também.

Gustav e Alana estavam sentados nas duas últimas cadeiras do ônibus e seriam os últimos a serem revistados. A policial começa a revistar um por um, enquanto o ônibus saía da rodoviária e logo chegaria nos dois semideuses.

Algum tempo se passa e aí é a hora dos dois serem revistados. A primeira é Alana. Ela se levanta, entrega a mochila para a policial revistar e ela não diz nada. Ao se aproximar para revistar o corpo, e passa a mão em alguns lugares um tanto quanto íntimos da garota.

- É apenas um método de revista. - garantiu a mulher, mas logo em seguida falou em uma voz mais baixa - Eu sei o que vocês são, filhotes de deuses. E assim que essa viagem terminar, irei conseguir um pedaço de vocês dois...

Ela termina de revistar Alana, dando uma piscadinha maliciosa para os dois semideuses e revista Gustav, também sendo bastante invasiva. Os dois não poderiam dizer nada, afinal ela era uma policial.

A viagem prossegue e eles tem mais uma hora até Washington. Até que a policial, que estava na parte da frente do ônibus, começa a andar na direção dos dois semideuses. Os dois notam o "rabinho do diabo" atrás das costas da mulher. Eles poderiam fazer algo. Ou não.



Be fast, but not furious.
#13

Ω Kyle Hawkins

Ω Kyle Hawkins
Filho(a) de Zeus
Filho(a) de Zeus
Ver perfil do usuário
- A ta, a senhora vende os biscoitos, entendi, achava que a senhora saia por ai distribuindo, mas como foram feitos para venda eu vou aceitar um, quando a senhora falou sobre biscoito fiquei com água na boca, sabe o dinheiro esta um pouco apertado para meus pais e estamos vivendo praticamente de sardinha e água aqui em casa, não temos dinheiro para coisas além do essencial, a senhora realmente pode me dar um biscoito? - Estou falando da maneira mais convincente que consigo, afinal fora o fato de ser os meus pais, é tudo verdade, eu realmente quero um biscoito, só não confio o suficiente para come-lo por enquanto mas, nunca é ruim ter um biscoito para emergências.

Aguardo a resposta da mulher

#14

Gustav Lorenzo

Gustav Lorenzo
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
Se eu tivesse que parar para pensar, o lado bom de não aparecerem mortais para solucionar o caso do terrorista é que ninguém iria nos importunar com perguntas e burocracia, que certamente atrapalhariam a missão. O lado ruim é ter de lidar com monstros, o que já é um tanto habitual.

O problema é que o monstro em questão não só mostrou a confiança que todas essas criaturas tem em comum, mas também uma bela dose de atrevimento. Me pergunto se aquela coisa chegou a abusar de mortais por conta daquela maldita farda de policial, mas logo me acalmo. Não poderia perder a postura de forma aberta. Não poderia dar esse gosto pra um ser tão desprezível, e se tem uma coisa que minha mãe me ensinou, foi a não perder a postura. Ela sempre dizia que eu era um príncipe, o que é verdade, afinal de contas.

Continuo sentado normalmente ao lado de Alana quando ela vem novamente em nossa direção. Se ainda temos uma hora de viagem e ela disse que nossa vida terminaria quando descermos, presumo que vai vir outra provocação barata, mas não pretendo dar mais cabimento a esse tipo de atitude.

Mantenho minha postura firme e tranquila, esperando o que raios essa demônia pretende. Falo discretamente para Alana ir até o motorista e pedir para parar o ônibus quando alguma “anormalidade” acontecer.

Se o monstro apenas vier soltar graça, ignoro suas palavras. Se tentar tocar em Alana ou em mim, apenas faço o mesmo, mas ativando meu [Ramo da Insanidade] para deixar a criatura em estado de loucura. Isso desencadearia o plano que já elaborei, e se Alana pedir pro motorista parar, uso minha [Liderança] para controlar a situação e diria para um mortal qualquer ir com a policial para fora do ônibus e ajuda-la a se recompor. Nenhum cidadão negaria esse tipo de socorro, e eu e Alana não podemos fazer isso graças a vantagem de parecermos dois irmãos adolescentes em uma situação de desespero.

Se a viagem puder seguir, ótimo. Se não, pergunto pra Alana se ela quer dar um fim ao monstro ou simplesmente seguir viagem por outro meio. O destino não está longe, afinal de contas.

Habilidades Passivas:

Júpiter
Nível 1 - Liderança: Os filhos de Júpiter, desde os tempos de escola, são muito bons em manipular as palavras e convencer as pessoas, que quase sempre apelam à seus comandos. O Campista é um exemplo para os outros e pode inspirá-los a fazer o que você quer. (+9 CHA)


Nível 5 - Charme de Galinha: Júpiter foi, na mitologia (e ainda é, cá pra nós) o maior galã de que se tem conhecimento. Seus filhos herdam do pai um charme incomum, que junto com sua postura e imponência naturais lhe concedem uma beleza atemporal que pode facilmente deixar outras pessoas atraídas por ele. (+5 CHA)

Baco

Nível 5 - Carisma: Carisma: O herói tem a capacidade de fazer amizade mais facilmente, podendo às vezes usar essa personalidade em suas missões para conseguir informações ou então passar por dificuldades. (+9 CHA)

Item Utilizado:

Ramo da Insanidade: Um anel em forma de videiras feito de Ouro. Se conseguir tocar um alvo o filho de Baco irá imediatamente ~romper~ a razão de seu alvo, levando-o à louca por tempo indeterminado (Varia de duas a cinco rodadas, dependendo das capacidades mentais do alvo e do usuário). Pode ser utilizado uma vez por batalha.

#15

Alana Valentin

Alana Valentin
Filho(a) de Zeus
Filho(a) de Zeus
Ver perfil do usuário
A policial era uma monstro, blá blá blá, a gente entrou no ônibus blá blá blá. Isso é desinteressante. O mais legal é que ela tem um RABO. Puta que pariu, eu vou abrir essa vadia no meio e pegar o rabo pra mim, sempre quis ter um, namoral. Por isso que quando ela foi embora antes, eu tinha me sentido um pouco triste, mas assim que ela entrou no ônibus, a luz da minha vida se reestabeleceu e senti que tudo teria um rumo diferente.
 
Eu sabia que Gustav teria algum plano mirabolante, mas independente do que ele estivesse imaginando, eu pegaria aquele rabo. Eu nunca exatamente quis ter um grudado em mim, mas deve ser muito legal você convidar um amigo pra sua casa e ter um rabo pendurado na parede. E por isso, assim que o meu irmão romano distrair ela, eu faço eletricidade estourar na divisa da bunda e do rabo, pra ver se ele cai. Quem sabe ela até dá a loca e desce.
 

Se pá eu peço pro motorista parar, só pra arrancar aquilo e pegar eu mesma.  

Nível 4 - Eletrocinese II: Você pode controlar maiores quantidades de eletricidade, conseguindo produzir PEQUENAS quantidades de energia. O uso desta Habilidade requer 40 pontos de Energia.



"Imagine aqui uma Frase de Efeito"
#16

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
A mulher olha pra Altair, ainda com os olhos vidrados e diz:

- Ah, querido... Não se importe com isso. Pode ficar com os biscoitos. Aqui, tome mais duas caixas. - ela despeja mais duas caixas de biscoitos e fecha a porta da casa de Altair.

Dentro de sua casa, o garoto observa alguns dizeres nas caixas. Uma sigla com as letras G.A Inc se encontrava na parte de cima de cada um dos 3 recipientes e uma figura reptiliana, com dentes extremamente afiados e algo verde saindo por dentre os dentes estampava todas as caixas. O garoto precisava saber se abriria ou não os pacotes para ver o que tinha dentro.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A policial/monstro continua a andar e passa pelos dois semideuses, segurando nas mãos de Alana. O filho de Júpiter estava esperto e toca na policial, mas usando os truques de seu ancestral, faz com que a mulher fique maluca, como se tivesse acabado de tomar umas boas doses de vinho. Ela começa a gritar e rir de loucura e Alana solta uma pequena faísca nas partes de trás da mulher, fazendo uma pequena explosão e jogando a policial pro chão, de costas para cima e rindo, que nem uma louca.

Os mortais levam um susto com a faísca que surgiu do nada, e estranham ao ver a policial parada e caída no chão, porém, Gustav acalma os viajantes e fala para que eles ajudem com a policial. O motorista para o ônibus e tudo parecia correr de acordo com o plano do filho de Júpiter, porém, os viajantes que tentavam ajudar a policial a se levantar, foram empurrados pra longe. A risada de loucura da policial passou a virar uma risada maligna. O rosto começou a se deformar, se transformando em um rosto demoníaco, com olhos completamente vermelhos.

O corpo começou a entortar para frente, as pernas se dobraram, como as de um sátiro, mas possuíam pelos que poderiam cortar com facilidade qualquer pele. Chifres surgiam em sua cabeça a arma na cintura se transformou em um chicote. A cauda pontuda continuava lá, mas estava um pouco chamuscada por causa do choque. Era um Inccubus, se disfarçando entre os mortais, como uma mulher. Ele retira o chicote e diz:

- Se não pude tê-los antes, terei-os agora! Principalmente você, filha de Zeus!

Os semideuses se levantam e se posicionam no corredor. Ele não era muito espaçoso, mas os dois poderiam ficar lado a lado ali, apenas se apertando um pouco. Os mortais se desesperam e abaixam as cabeças. O motorista, aparentemente, continua a dirigir. Parecia desesperado, mas faltavam pouco menos de 20 minutos para a viagem prosseguir e ele tentava parecer o mais natural possível, embora estivesse claro que ele também estava morrendo de medo.

Inccubus: 90%



Be fast, but not furious.
#17

Ω Kyle Hawkins

Ω Kyle Hawkins
Filho(a) de Zeus
Filho(a) de Zeus
Ver perfil do usuário
Agora eu tenho 3 caixas de biscoito, e elas são bem estranhas, não tem as imagens comuns das outras, pois esta ao invés de imagens do biscoito tem imagens de um lagarto (eu reconheci um lagarto na caixa), não tenho certeza se isso é confiável, então coloco duas das caixas na minha mochila acomodadas com a espada e coloco a ultima em cima da mesa, e começo a pensar um pouco sobre o que vou fazer, minhas mãos soam muito, um medo repentino daquela mulher me aflige, meu sátiro havia avisado sobre a existência de monstros no mundo real, mas eu não tenho a mínima ideia de como esses bichos parecem, afinal, aquela mulher era bem estranha eu confesso, essa caixa de biscoitos também mas...

Tenho medo de que na verdade saia um lagarto de dentro desta caixa, e vai saber o que ele é capaz
(eu assisti Harry Potter e vi o que um livro poderia fazer, e se deuses e monstros existem o que não me garante que magia também não existe e pode inclusive ser um lagarto gigantesco), este pode ser um lagarto venenoso, esse negócio verde no dente dele pode ser muito bem veneno, e não estou muito animado para ver quanto tempo aqueles dentes demoram para arrancar meu braço fora, tive um ideia.

Levo a caixa até um canto da sala, onde tem o encontro de duas paredes
(se tiver algo aqui, não quero ter correr atrás disso como minha tia fazia quando uma barata aparecia em casa, mas ao invés de um chinelo eu correria com uma espada em mãos), afasto os móveis (e não quero isso escondido embaixo de nada), pego minha espada, dou uns cortes no ar para me acostumar com ela, e aponto com ela para a caixa, se for realmente uma caixa de biscoitos eu vou me sentir um verdadeiro idiota, mas, depois de ver uma pessoa que da cintura para baixo é um burro você começa a duvidar de tudo, principalmente quando ele fala sobre monstros com o medo mais autêntico que eu já vi.

Eu cutuco a caixa vendo se ela se mexe, como faria se tivesse algo vivo dentro dela, se ela se mexer eu vou transpassar com a espada a caixa, se ela se mexer igual uma caixa de biscoitos normal eu vou pegar ela e balançar e colocar o ouvido para ver se ouço algum tique taque, beep beep, ou algo que indique que é uma bomba, e por último, se não ouvir nada vou abrir com todo o cuidado com uma mão, prendendo a respiração para o caso dessa caixa soltar algum gás venenoso
(pensando que eu assisti filmes e animes demais e isso me deixou paranóico, mas melhor prevenir do que remediar) enquanto na outra mão vou continuar segurando a espada. Se realmente houver biscoitos dentro dela, eu prometo a mim mesmo nunca contar isto a ninguém, e analiso a aparência e o cheiro deles, sem comer.

#18

Alana Valentin

Alana Valentin
Filho(a) de Zeus
Filho(a) de Zeus
Ver perfil do usuário
Lá estava ela. A Alana que eu desconhecia. A expressão séria e o humor diferente do habitual tomaram conta do meu corpo. Imediatamente eu saquei minha espada espartana e o escudo Aegis. E ergui-o na frente do meu corpo. Por algum motivo, sempre que eu via os monstros eu me sentia muito furiosa, como se eles devessem me obedecer. Afinal... Eu sou a princesa do Olimpo. Enquanto a insegurança era consumida por foco, eu sentia meus músculos se enrijecendo, enquanto a imagem da medusa estava na frente da Succubus, para que ela se assustasse com seu rosto e não conseguisse focar a visão na minha direção.

- Primeiramente... - Dei um pulo para a frente, aproveitando a minha antigravidade intermediária, graças ao anel do trovão, que me daria grande velocidade de avanço. E assim como Héracles, invoco em meus braços uma |Força Olimpiana|. E com o canto do escudo, atinjo o joelho dessa demônia. - Você se esqueceu de fazer a reverência.

O escudo era de denso bronze celestial, com certeza seria capaz de quebrar o joelho dela sem dificuldade. O que facilitaria para Gustav fazer seu movimento depois disso. E o corredor dificultaria a esquiva dela. Ao fim de tudo, bebo uma poção de energia mítica e saio do caminho para meu irmão romano atacá-la. 


Nível 5 - Força Olimpiana [Inicial]: Quando o Campista usa esta Habilidade ele fica extremamente forte, ultrapassando até mesmo os limites heroicos, por um turno. O uso desta Habilidade requer 25 pontos de energia e entrará em espera durante 2 rodadas. (Requer 10 FOR e receberá 20 FOR)



"Imagine aqui uma Frase de Efeito"
#19

Gustav Lorenzo

Gustav Lorenzo
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
Aproveito que todas as pessoas estão de cabeça baixa para colocar um plano em prática. Pego uma de minhas Seringas Injetáveis [Neurotoxina "a.1"][x2][10ml][a.1][***] e injeto no corpo do monstro bêbado, escondendo o material logo após injetar o líquido. Logo em seguida, puxo Alana para perto de mim para recuarmos alguns passos.

Se meu plano der certo, o monstro tende a ficar com os músculos cansados rapidamente. A viagem está perto de terminar e manter essa criatura quieta seria a prioridade. Não temos por quê finalizá-la e nem podemos fazer isso. A névoa ajuda mas não pode fazer tamanho milagre.

Não tenho ideia se alguém viu a ação de alana e muito menos a minha, mas espero que o véu mágico faça seu trabalho. O monstro ainda estará em estado de loucura pelo poder de meu ramo da insanidade, e isso o torna vulnerável. Usaria meu escudo Aegis para defender algum eventual ataque do monstro.

Considerando que o motorista está em pânico, o primeiro sinal de calmaria seria o suficiente para que ele pare o veículo para fugir, bem como deixar os mortais fugirem também. Se isso acontecer, desço do ônibus com Alana e continuaria a viagem a pé.

Habilidades Passivas:

Júpiter
Nível 1 - Liderança: Os filhos de Júpiter, desde os tempos de escola, são muito bons em manipular as palavras e convencer as pessoas, que quase sempre apelam à seus comandos. O Campista é um exemplo para os outros e pode inspirá-los a fazer o que você quer. (+9 CHA)


Nível 5 - Charme de Galinha: Júpiter foi, na mitologia (e ainda é, cá pra nós) o maior galã de que se tem conhecimento. Seus filhos herdam do pai um charme incomum, que junto com sua postura e imponência naturais lhe concedem uma beleza atemporal que pode facilmente deixar outras pessoas atraídas por ele. (+5 CHA)
Baco
Nível 5 - Carisma: Carisma: O herói tem a capacidade de fazer amizade mais facilmente, podendo às vezes usar essa personalidade em suas missões para conseguir informações ou então passar por dificuldades. (+9 CHA)

Item Utilizado:

[***] Solução criada a partir de uma neurotoxina presente em serpentes, misturada a bronze em pó. Pode causar paralisia nos músculos locais do alvo e, aumentando a dose, paralisia geral. (Leva de 1 a 3 rodadas para fazer efeito, dependendo da quantidade injetada e tamanho do alvo). Afeta especialmente os músculos responsáveis pela respiração. Em baixas/médias doses pode causar exaustão, a longo prazo (pelo menos 4 rodadas), já que leva a vítima a forçar mais os músculos para mover-se. O pó de bronze na mistura aumenta os efeitos, causando danos internos no local atingido. Caso chegue à corrente sanguínea, deverá ter um efeito de dano contínuo (a critério do narrador) que poderá durar de 3 a 5 rodadas.

#20

Re: Escolta Altair Wayne - Gustav e Alana

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#21

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 7]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum