Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Casa Grande » Livros e Fichas » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

✓ [FICHA] CRAIG MASON

por Craig Mason em Seg 17 Out 2016 - 4:55

Craig Mason

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Ω Nome: Craig Mason
Ω Idade: 18
Ω Aparência: Craig é um rapaz caucasiano, no auge da maior idade, corpo consideravelmente definido por conta de sua paternidade divina e por sua rotina diária. Mede 1.80, altura razoável para seu corpo. Seus cabelos são compridos, ultrapassando seu pescoço e são castanho-claro. Seus olhos são verdes, o semideus possui uma cicatriz na bochecha do lado esquerdo do rosto, assim como várias outras em suas costas - há um desenho de dragão tatuado em suas costas, o que cobre a maioria delas.
_________________________________________________________________________________________________________________________

Características Psicológicas: Craig é carente de atenção, o que torna a maioria de suas ações resultado dessa característica. Desde pequeno é naturalmente insensível, não mantendo empatia ou interesse real por ninguém além de si mesmo. Com o passar dos anos se tornou alguém capaz de controlar os impulsos, porém ao lidar com problemas que lhe deem dor de cabeça, se transforma em alguém agressivo.

Ω Humor: Craig geralmente é um rapaz com um humor ácido, vê uma piada em qualquer situação, por mais trágica que seja. O semideus oscila entre um humor irônico e um humor mais agressivo, tornando-o alguém imprevisível.

Ω Três Qualidades: Mason é persistente, não se contenta com um trabalho feito pela metade. Por conta disso, é alguém focado em seus planos, não admitindo que ninguém o atrase ou se intrometa. Em casos de extrema importância, é um bom aliado ao lado que mais o favorece.

Ω Três Defeitos: Quando algo não sai como esperado, ele perde a calma, sendo difícil de controlar a frustração e raiva. Mason não esquece uma decepção, o que o torna alguém rancoroso e vingativo, capaz de esperar anos para planejar uma retaliação. Um dos defeitos que mais o atrapalha em batalha é perder a calma e estratégia, pois quando é tomado pela ira, se torna um animal de guerra, sem receio algum de suas ações.
_________________________________________________________________________________________________________________________

Ω História:

Craig nasceu no Brooklyn, sem condições para ser tratado em um hospital, sendo um recém nascido fraco e com riscos de vida, em um pequeno apartamento de sua tia. Aparentemente, sua mãe havia morrido por se tratar de um parto natural e por ser portadora de uma doença sem cura. Sem pai presente, foi criado pela tia, que o tratava como um animal - seu quarto, por exemplo, era o porão, onde ficavam guardadas tralhas sem uso algum; sua cama era simplesmente um colchão deixado no canto mais escuro do lugar. O lugar, como se localizava ao lado de um esgoto, inibia seu cheiro de semideus e o deixava livre de monstros. Uma relação sem amor que, de fato, deveria atingi-lo de forma ruim, o transformou em um rapaz maduro e forte.

Lidando sempre com as situações de forma direta e simples, geralmente as resolvendo na base da agressão, costuma dizer que é alguém com uma mentalidade "oito ou oitenta", sem meio termo. Problemático na rua e nos estudos, largou os mesmos com dezesseis anos, resolvendo trabalhar em vários lugares. Aos dezessete anos se envolveu em uma briga de rua, sendo esfaqueado nas costas e o fato que mais surpreendeu a vizinhança foi: aquilo mal o deixou parado por uma semana. Craig, apesar de tudo, era alguém ganancioso, o dinheiro ganhado honestamente nunca lhe rendeu orgulho algum, para ele tudo se tratava de quanto você tinha em relação aos outros. Se envolveu sem medo algum com o tráfico de drogas em seu bairro.

E foi isso que deu início à sua vida de semideus.

Em questão de meses, por conta das drogas, os inimigos de Craig multiplicaram de forma rápida. O domínio territorial era uma questão levada a sério, o semideus já havia conquistado várias ruas e vielas em nome de sua gangue. Parado em frente a um beco escuro, lá ele vendia todos os tipos de drogas para todos os tipos de pessoas, incluindo remédios legais - por um preço mais justo -, o que significava uma lista mais ampla de compradores. O mustang vermelho de Mason esfriava o motor, enquanto seus compradores se dispersavam para não chamarem a atenção.

-- E aí amigo, o que vai querer? Coca, heroína, ervinha? -- O semideus era direto no assunto, assim que viu um rapaz encapuzado se aproximando de forma suspeita. De duas uma: era um cliente ou inimigo. Apesar da pergunta, sua mão já se mantinha parada na cintura caso a situação saísse do controle.

-- O que eu quero é que parem de vender merdas na nossa área! -- Respondeu agressivamente o homem, enquanto outros caras encapuzados se aproximavam.

Sem qualquer resposta, Craig acenou com a cabeça e deixou a mochila com drogas em cima do carro. E em questão de segundos, sacou sua arma da cintura e apontou para o inimigo. Sentiu um taco de beisebol acertando seu braço, fazendo-o soltá-la enquanto dois homens partiam pra cima dele. O embate corporal havia começado. Um soco no maxilar foi o suficiente para afastar um, enquanto outro capanga o derrubou no chão.

-- Você soca como uma moça! -- Disse, rindo enquanto recebia socos atrás de socos, sentindo o nariz sangrar. Agarrou-o pela gola da blusa, conseguindo derrubá-lo e ficar por cima, perfurando seus olhos com o dedão enquanto batia sua cabeça contra o chão.

Levantou-se rapidamente a tempo de agarrar o taco de beisebol no chão e acertá-lo na cabeça do outro capanga, deixando-o inconsciente. Virou-se e se viu na mira da própria arma, agora nas mãos do primeiro capanga o ameaçou.

-- E aí, como fica? Um tá cego e o outro dormindo... acho que vai ter que atirar. Já fez isso antes?

-- Cala a boca!

Foi aí que Craig viu a chance de sair por cima, jogando a mochila em seu inimigo com o objetivo de distraí-lo. Pulou pra cima dele, tentando arrancar a arma de sua mão, mas não antes de ouvir um disparo e sentir uma dor tomando conta de seu ombro esquerdo. Apesar do tiro, conseguiu tomar a arma de novo pra si, porém por um deslize apertou o gatilho, acertando o rapaz encapuzado no rosto.

-- Caralho... o que eu fiz, caralho?! -- Se desesperou, guardando a arma e puxando o corpo até o porta-malas do carro, escondendo-o ali. Observou uma luz vermelha acima de sua cabeça e conseguiu ver a imagem de um javali com duas lanças entrelaçadas.

Então, já ouvindo o som da sirene, entrou em seu mustang e pisou com força no acelerador. Iria o mais longe que conseguisse.

Long Island, 00h30

O projétil de bala em seu ombro o fez perder sangue o bastante para deixá-lo cambaleando enquanto restava pouco de sua força para esconder o corpo em um matagal, perto de um campo de morango. Ali era pouco movimentado, estrada de terra, uma boa estratégia. Porém sentia que morreria ali mesmo. Sua visão estava turva e escurecendo, nenhum sinal de carro a vista, até que percebeu um farol se aproximando. Se ajoelhou no chão, apertando com força seu ferimento e observando duas pessoas correndo em sua direção. Ouvia alguns sons e perguntas, porém não as entendia. Sua única lembrança foi a de um rosto feminino e cabelos avidamente loiros.

Então, apagou.



Habilidades Únicas

Passivas:


Ativas:

#1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum