Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Off Topics » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 3]

Re: Teste Template

por Éolo em Seg 12 Dez 2016 - 9:30

Éolo

Éolo
Deus Menor
Deus Menor
Ver perfil do usuário
.



ÉOLO
Deus dos Ventos.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#11

Re: Teste Template

por Ω Seraph Dimaggio em Sex 16 Dez 2016 - 17:06

Ω Seraph Dimaggio

Ω Seraph Dimaggio
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário


— Nyaaaahhhhhh finalmente cheguei! — Eu meio que berro, saltitando pra dentro do aeroporto, feliz em estar no meu destino.

Desde que saíra da Sibéria, eu não conseguia parar de pensar em como seria o lugar, que doces eu comeria na América, que tipo de pessoas eu iria encontrar, que tipo de torta eu iria comer, que tipo de pessoas viviam no acampamento, que tipo de bolo eles serviam lá e que tipo de...Já falei de bolo?! E biscoito?! Não?! Então...Que tipo de biscoito eles vão servir lá e que tipo de sobremesa eles vão servir lá...E...E...To falando demais?! Desculpa!!! Mas é que...São tantas opções de doce...

— Sr. Einzber?? — Chamou Rudorf, às minhas costas. — Sua mãe disse que encontrará uma pessoa que vira lhe buscar aqui mesmo. — Finalizou, me entregando uma torta que trouxera da Sibéria.

Era de maracujá com chocolate, uma cobertura bem generosa de caramelo, com um morangão em cima para completar. Acho que esqueci de falar do Rudorf, acho que querem saber dele, né? Tah, mas a torta é muito mais interessante...As texturas que preenchem a boca, o impacto de sabores que enlouquecem o paladar, o morango fresquinho...Tah bom...Vou apresentar o Rudorf.

Rudorf é uma espécie de mordomo pessoal meu, me segue como uma sombra desde que nasci. É velho, gentil e sempre tem um doce pra me dar. Atencioso e amável e nunca deixa faltar meus pirulitos. Cuida de mim, me ajuda quando preciso e faz um bolo de pote incrível, receita da família dele.

— Está se sujando todo... — Ele disse e me ajudou a me limpar. Acontecia sempre, eu sempre era um pouco desastrado. Sorri pra ele em agradecimento, que afagou meus cabelos.

— Obrigado! — Eu disse, enquanto saímos para o hall de espera.

Em dado momento, um tremor me fez me atrapalhar todo com a bagagem e ir de cara no chão. MINHA TORTA FICOU JAZIDA NO CHÃO! Tem um RIP onde ela morreu. Porque mundo? Porque??? Porque tudo nessa vida tem que ser tão difícil? Era uma torta tão gostosa! Tão delicia! Porque destino cruel e ingrato? Tirou de mim minha razão de viver!

— Tristan, corre! — Gritou Rudorf, que só me chamava pelo primeiro nome em situações de extremo perigo.

Então, quando olhei para trás, tinha coisa muito estranha, de um olho só, num uniforme que não lhe cabia, com um cacetete nada convidativo, com uma expressão monocular irritada — E sinceramente não me pergunte o que isso quer dizer. Rudorf jogou pra mim uma faca.

Acho que ele ia ficar para trás para me proteger, mas eu não deixaria alguém que me amava tanto é que tinha tantos doces ainda par me dar para trás. Peguei ele pelas mãos e o puxei com força pelos corredores, gritando feito um louco pedindo ajuda.

— Socorro! Aquele cara derrubou minha torta, é um cakecida! Peguem ele! — Acho que esse não era p motivo mais importante...Mas a torta cara...A torta morreu!



Última edição por Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 10:21, editado 1 vez(es)



Seraph Dimaggio
Filho do Medo.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#12

Re: Teste Template

por Ω Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 10:14

Ω Seraph Dimaggio

Ω Seraph Dimaggio
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário

I. Os 07-Ghost

A história de nosso pequeno herói começa mil anos antes dele nascer, num lugar incomum, impossível para um ser humano vislumbrar, mas almejado demais para não estarmos cientes dos eventos acontecidos lá.
Reza a lenda que Verloren, um espírito amado, cometeu um terrível pecado no céu. Fosse por inveja ou admiração sua vontade era ser como seu Criador, talvez apenas estivesse querendo aproximar-se Dele ou realmente estivesse ofendido pela criação dos humanos, mas em uma ação impensada ele tentou tomar o trono do Criador, junto com seu séquito selecionado com opinões tão conflitantes quanto às dele próprio.
Raphael e Mikhail, os generais das forças celestiais, lideraram os espíritos fiéis ao Criador que expulsaram Verloren dos céus junto com todos os seus seguidores. Com os céus trancados o que restou para os caídos foi que fugissem para a terra.
O Criador esperava, mesmo sabendo que não aconteceria, que o contato com os mortais fossem curar o coração do amargurado Verloren, mas ao invés disso ele invadiu o coração das pessoas, que entraram em desespero, contaminadas pela escuridão do renegado.
Lamentando o sofrimento do povo, o Criador enviou sete luzes celestiais, esses eram "Os 07-Ghost", além de cristalizar seus generais, Mikhail e Raphael, para que seus poderes pudessem selar o perdido, tornado-os as gemas que ficaram conhecidas como "Olho de Mikhail" e "Olho de Raphael". Não bastasse todo o reforço, Ele teve que enviar a Caixa de Pandora, que era responsável por aprisionar os piores medos dos humanos.
Os 07-Ghost foram Criados a partir dos fragmentos de Verloren, por isso eram os únicos capazes de derrotá-lo, seus nomes eram: Sichel, Fest, Prophet, Landkarte, Reliquie, Eher e Vertrag.
Após uma acirrada luta que enfraqueceu o perdido eles usaram os tesouros que o criador os enviou. O Olho de Mikhail foi usado para selar corpo original de Verloren na Caixa de Pandora, e o Olho de Raphael foi usado para reencarnar alma de Verloren em corpos humanos num ciclo quase interminável.
Embora Verloren tenha sido selado na caixa de Pandora por mais de mil anos, seus seguidores, os Kor, tentam encontrar e contatar os seres humanos para trazê-los sob sua influência.
A batalha deixou cicatrizes tão grandes na história que a lenda sobreviveu por eras. É dito que após selaram Verloren na terra, os 07-Ghost continuaram a servir para sempre como os guardiões dela, enfrentando os Kor's, numa batalha invisível pra os mortais.
Após a guerra os "07-Ghost" iniciaram um ciclo de reencarnação. Se apaixonaram e tiveram filhos, reencarnando em sua linhagem, que a cada geração nascia com capacidades extraordinárias maiores que a anterior.
Foram tempos de paz, os que vieram após toda a comoção, mas durou apenas mil anos.

II. Um Lugar Para Ser Feliz!

A única coisa que Teito Klein se lembra é de viver na catedral de Barsbürg,o centro religioso do Império. Chegara na igreja aos 7 anos e desde então permanecera nela, não havia muitos locais para onde ir, já que possuía a marca da escravidão, então quando seu mestre morreu, num trágico assassinato ele fora mandado como um órfão por gentis soldados que o encontraram sob o corpo de seu mestre muito ferido.
Os bispos o analisaram, mas não conseguiram descobrir a causa de sua amnésia, alguns cogitavam em trauma psicológico, outros físico,mas nenhum deles tinha muita certeza de sua tese. Seja qual fosse o motivo, Teito Klein recebeu seu nome de Fea Kreuz, um dos doze bispos da catedral, que muito apegou-se ao menino.
— Se não se lembra de seu nome, darei um para você... — Foi o que disse batizando o garoto para que não mais o chamassem por apelidos.
Teito foi preenchido de felicidade desde que tornou-se parte da vida do clero. Cresceu entre as paredes majestosas da catedral, com suas torres luminosas feitas de vitrais inenarráveis que contavam histórias impressionantes. E como Teito as conhecia. Crescera ouvindo Fea contando-as, na verdade era mais preciso dizer que ele as forçava a aprendê-las. Fosse em qual momento do dia o bispo o fazia absorver as escrituras da Bíblia de Barsbürg para que um dia pudesse galgar os caminhos do clero.
A vida era boa e, apesar de ser apenas uma criança, ele fora totalmente incluído no séquito da igreja cumprindo tarefas de todos os tipos junto com os fiéis que viviam para manter o templo sempre organizado e pronto para receber as inúmeras peregrinações que aconteciam de tempos em tempos.
Após a queda do reino de Raggs, com quem o Império de Barsbürg lutou por anos, os gastos exorbitantes da guerra haviam desgastado os cofres imperiais e por isso o povo sofria com altas taxas de imposto, revoltas eram comuns e por vezes cidades foram dominadas por grupos de bandidos. E com todo o sofrimento, a igreja estava sempre lotada das almas que procuravam refúgio para suas aflições.
A situação era favorável para os Kör continuarem com seu trabalho de infectar a mente humana, mas os 07-Ghost estavam lá para continuar a lutar contra os caídos que atormentavam a humanidade.
Certa vez, bem no inicio de sua vida no clero, Teito viu a primeira das estátuas. Era enorme! Tão alta quanto a abóboda da igreja, que devia ficar a uns 30 metros acima dele. Era intimidadora e agourenta, fora o que pensara, mas havia algo de misterioso nela que lhe causava uma emoção muito distinta.
A imagem esculpida em mármore era de um esqueleto dentro de uma capa negra que cobria todo o seu corpo, exibindo apenas as mãos ossudas, que seguravam uma foice ridiculamente grande, e seu crânio de olhos vazios. Mesmo que digam que crânio não tem expressão, aquela estátua parecia olhar-lhe com fúria.
— Este é Vertrag, um dos 07-Ghost — Disse a freira, quando viu a expressão assustada do pobre garoto. — É um dos guardiões da terra, diz a lenda que todos eles dormem nessa igreja. — E contou a lenda que acompanhava aqueles nomes.
Alguma coisa dentro de si começou a mover-se ao ouvir aquela história. Sabia que deveria ser ignorada, mas a sensação não desaparecia e por algum motivo achou que a estátua parecia muito com Fea Kreuz, o que obviamente não tinha nenhuma relação, mas não conseguiu esquecer a sensação.

III. O Príncipe Perdido

A noite estava fria, a luz do luar desenhava sombras agourentas nos corredores a medida que Teito avançava calmamente pelos extensos corredores da catedral. Havia terminado de ler uns bons capítulos da Bíblia de Barsbürg e saíra para esticar as pernas e aproveitar um pouco a quietude da noite.
Surpreendeu-se ao encontrar um velho já cansado sentado em um dos muitos bancos espalhadas pelos corredores, ele chorava baixo, como se não quisesse que ninguém ouvisse suas lamúrias. Teito hesitou em abordá-lo, mas sua empatia falou mais alto e ele sentou ao lado do senhor oferecendo-lhe um gentil sorriso.
A primeira coisa que notou foi o álbum que segurava em suas mãos, nele podia-se ver as fotografias de uma família feliz, o próprio idoso parecia mais jovem rodeado de seus netos ao lado de uma senhora com um sorriso gentil.
— Ela sempre me recebia com esse sorriso quando eu chegava em casa... — Disse entre uma lágrima e outra. — ...Em pensar que eu não mais a verei... — Sua voz falhava às vezes.
Contou-lhe como seu vilarejo fora envolvido na guerra e um dos disparos de canhão destruíra sua casa levando todos, menos ele, agora só, sem lugar para onde ir. Contou-lhe sobre os sonhos e projetos que tinha, ainda que simples, como um pique-nique com os netos no sul do império, não podiam mais ser realizados. Teito o ouviu por um longo período até que se acalmou um pouco.
— Eu aqui falando o que gostaria, mas e você criança? — Perguntou-lhe, com uma voz que parecia cansada, mais desgastado do que realmente deveria. — ...Uma alma tão jovem deve ter muitos sonhos, muitos desejos, conte-me sobre eles... — A expressão gentil fez com que Teito se sentisse seguro.
Ele vivia uma vida feliz dentro do santuário, todos o amavam e o tratavam com carinho, mas a única coisa que o incomodava era não saber de onde vinha, seu passado ainda estava encoberto por camadas e camadas de névoa. Cada vez que tentava lembrar-se parecia que suas memórias se afastavam mais dele, embrenhando-se no labirinto de sua bagunçada mente.
— Se eu pudesse, gostaria de me lembrar quem sou... — Foi o que disse, com uma expressão que demonstrava o quão longe estava daquele lugar, talvez tentando mais uma vez percorrer sua psiquê confusa.
— Se é isso que quer... — A voz do velho já não era mais a mesma, parecia vinda de outro mundo, como se quem falasse estivesse a milhas de distância, frágil, sonolenta, mas ainda poderosa.
No álbum notou uma imagem onde antes estava a foto da família toda reunida. Dessa vez ele viu um homem que muito parecia com Teito, mas era muito mais velho, 20 anos talvez? As rugas de preocupação eram bem marcantes em seu rosto, um homem respeitável, vestido com roupas nobres.
Em um estalar de dedos Teito não mais via a cena do lado exterior, Teito a vivenciava agora! Aquele homem era seu pai, o rei de Raggs e ele era Wahrheit Tiashe Raggs, o príncipe do reino que perdeu a guerra.
Nevava no dia, seu pai parecia cansado, exausto até, como se o mundo inteiro estivesse sobre seus ombros, e talvez estivesse. Ele ajoelhou-se com uma expressão que era um misto de angústia e preocupação, uma gema vermelha estava em suas mãos. Teito lembra-se da aura assustadora que a pedra emanava, como se a gravidade ao seu redor fosse repulsiva demais para qualquer um aproximar-se. O próprio tesouro do reino foi selado na mão direita de Teito naquela noite.
— Este Olho de Mikhail é a história de Raggs... — Disse enquanto a gema parecia liqüifazer-se no dorso da mão do garoto. — ...Você é o herdeiro dela, Teito... — O sorriso de seu pai parecia doloroso, o peso da coroa esboçado nas rugas de preocupação de sua face. — ...Proteja-a! É a sua missão! — Foram as ultimas palavras que o garoto ouviu antes de ficar totalmente inconsciente.
Repentinamente a escuridão desapareceu e voltara para a realidade, mas algo parecia errado, talvez ainda estivesse vendo alucinações. A primeira coisa que viu foram quatro espectros, idênticos a estátua de Vertrag, com foice e tudo. Aquilo teria lhe apavorado, não fosse o fato da foice de um dos fantasmas o proteger do que teria sido um ataque fatal.
Estranhas asas cresciam das costas do velho com que outrora conversava, pareiam ser feitas de ossos. As pontas pareciam afiadas o suficiente para empalar uma tartaruga, e elas por pouco não foram responsáveis por atrevesse o coração de garoto, não fosse um dos que só podiam chamar-se de 07-Ghost defendê-lo com sua foice.
Quando a figura olhou para trás, ele pode ver a expressão de preocupação de Fea Kreuz por trás de uma translúcida máscara de esqueleto, em desespero olhou para os outros e todos eram conhecidos: Castor, Labrador e Fau, todos bispos.
A foice de Frau cortou o homem ao meio antes que qualquer um dos outros conseguisse mover-se.
Naquela noite Teito descobriu a verdade sobre si mesmo, ainda que apenas um pequeno fragmento, e aqueles que o cercavam.

IV. O Despertar de Mikhail

O tempo avançava sem preocupar-se com as aflições que causava aos mortais. Naquele ano a primavera chegou mais cedo e as flores desabrochavam felizes nos jardins da catedral de Barsbürg. Teito cuidava do jardim enquanto tentava ainda encontrar os caminhos que o levavam de volta para suas memórias, mas não importava quanto ele vasculhasse, ele não parecia ter feito nenhum progresso na direção da verdade que buscava.
Chegou a procurar informações na biblioteca, mas aparentemente os arquivos de Raggs limitavam-se a notas a seu respeito, tudo o mais havia sido queimado e destruído. As informações que conseguira a respeito da relíquia que carregava o Criador sabe onde também não revelavam muito a seu respeito, embora tivesse quase certeza que no caso dessa ultima tão poucos seus perseguidores sabiam.
Descobrir sobre os 07-Ghost fora o que mais o impressionou. Saber que a lenda era verdade tornava o mundo mais sombrio, mas no fundo sabia que aqueles que o cercavam o protegeria como havia feito naquela noite. A todos conhecia e amava e por eles também era amado, mas nem tudo era flores na vida de Teito.
Numa tarde enquanto limpava os estábulos Teito ouviu um ruído estranho. Olhou rapidamente, mas como não notou nada anormal continuou com seu trabalho sem mais preocupar-se, nunca mais ele cometeria esse erro descuidado.
Antes que pudesse reagir uma estranha mão negra de três metros socou seu corpo com força lançando-o por sete metros, por sorte caíra em um monte de fenos que amorteceu o impacto.
Seu perseguidor parecia impaciente e antes que o pobre garoto tivesse tempo de fugir ele o segurou pela blusa e o ergueu sem a menor dificuldade.
Era uma criança do mesmo tamanho que ele, mas seu olhar indicava uma crueldade e malícia que ele jamais tinha visto.
— Não é nada pessoal... — Disse e Teito não sabia se estava justificando-se, mas todo o seu corpo sabia o que estava para acontecer, ele morreria ali, sem saber quem era.
Não sabia dizer se foi medo ou a triste aceitação de sua morte, mas Teito fechou os olhos e foi quando ele viu uma escada de mármore branco que parecia ladeado com penas imaculadas desprendendo-se dela como se ela mesma fosse feita de penas, o que já era bem estranho, mas não a única irregularidade. Ele não conseguia ver a base da escada, mas o espectro dele mesmo estava impresso em cada degrau, como se estivesse vendo cada passo que deu para chegar ali. Talvez até encontrasse seu passado se descesse os degraus, mas não foi o que fez. Olhou para o topo da escada e o que viu o espantou.
Um muro de pelo menos 15 metros erguia-se à frente de si impedindo que pudesse ver o que estava adiante. O símbolo da igreja estava gravado no topo da parede e esta parecia fundir-se com o que só podia ser descrito como um anjo. Suas asas estavam parcialmente recolhidas e seus olhos cobertos por uma placa de metal parecia trajar vestimentas cerimoniais, seus cabelos caiam bagunçados emoldurando seu rosto até a altura dos ombros. Fios desprendiam-se do infinito daquela paisagem de pura escuridão prendendo o anjo e algo que parecia estar abraçado por ele,p de forma protetora. Qual foi o desespero do garoto quando viu-se preso a parede, dormindo.
— O que você está fazendo aí? — Teito gritou para a imagem de si mesmo preso na parede, mas este parecia não ouvi-lo, se quer esboçou reação. — ...Eu vou morrer! — E correu tentando desatar as amarras arrancas os fragmentos da parede, numa tentativa desesperada de despertar seja lá o que estivesse dormindo dentro dele.
Em dado momento os braços do anjo se desprenderam, o barulho característico de fios arrebentando-se por todo o lugar, a parede fragmentando-se em múltiplos pedaços. Ele assistiu assombrado o seu outro eu abraçá-lo e entrar em si, como se fosse o ultimo fragmento que faltasse, o que estava longe de ser, havia muita coisa para ser posta em seu devido lugar.
Para completar toda a esquisitice o anjo gigante, agora livre do que o prendia, ajoelhou-se perante o príncipe de Raggs como se o reconhecesse.
Fea Kreuz correu o máximo que pode, mas já sabia que chegaria tarde, sua alma divina atravessando tantas paredes quanto podia na esperança de salvar Teito, mas o que viu quando enfim chegou aos estábulos não pôde surpreendê-lo mais.
O assassino estava pendurado por lâminas de metal saindo de uma gema vermelha da mão direita de Teito, os olhos verdes que o garoto possuía agora estavam vermelhos e perigosos, como se quisessem matar todos os que ali estavam.
— Vertrag... — Os rubros olhos o encararam com frieza — ...Meu lindo mestre está em perigo, espero que façam seu trabalho direito da próxima vez... — Foram suas últimas palavras antes da gema sumir e olhos de Teito voltarem ao normal, confuso com a situação, aparentemente sem saber o que fizera.

V. Prólogo da Destruição.

O tempo revelou que os ataques que tornaram-se frequentes a Teito não era coincidência. Houve um motivo para o Império de Barsbürg atacar Raggs, eles desejavam o Olho de Mikhail, mesmo possuindo o Olho de Raphael. Os poderes que essas relíquias possuíam eram incomparáveis e muito cobiçados.
Mikhail tomou conta da consciência de Teito mais de uma vez e ficou começando a tornar mais difícil escondê-lo do império. A paz sendo ameaçada o tempo inteiro.

— Temos que levar Teito para longe... — A voz de Frau ouviu-se na mesa.

Estavam reunidos num grande refeitório. A mesa não era exatamente farta, mas não faltava nunca. Teito já estava com seus treze anos, e havia passado em seu exame de admissão para ser bispo aprendiz. Uma carreira que seria promissora, mas que teria de ser interrompida ali, mesmo que isso não o agradasse.
Na mesa estavam os 07-Ghost e discutiam seriamente a segurança do ex-príncipe. Eles tinham seus próprios motivos para proteger o menino, mesmo que nunca o houvessem contado, com frequência o garoto percebera-os por perto observando-o.
Todos opinavam o assunto sem levantar a voz. Teito não desejava sair da igreja, mas sabia que corria riscos, além de colocar as pessoas ao redor em perigo.
A ideia que prevaleceu foi a de Frau. Ele ouvirá dizer que existiam paîses ao sul que eram quase desconhecidos e seita difícil o garoto ser descoberto por lá.
Naquela noite Teito sonhou com suas preciosas memórias construída naquela catedral, sua mala estava pronta para a viagem, ficou acordado de partirem no dia seguinte.
Em seus sonhos via o rosto de todos, com maior frequência Frau, Labrador, Fea e Castor. Às vezes que limpará os corredores da igreja com Hakuren, um de seus preciosos amigos, que ficara em perigo um sem número de vezes graças ao segredos do ex-príncipe.
Os sonhos felizes e preciosos foram traçados por pesadelos, quando começou a reviver todos os ataques que sofrera ao longo dos anos, para pioras, em seus sonhos não era salvo, morria em todos eles.
Em dado momento ele viu um rosto desconhecido. Um homem de cabelos brancos e pele pálida, vestido do uniforme militar do Império. Andava em sua direção com um semblante frio e a cada passo Teito via uma maneira diferente em que ele morreria.
— Te achei! — Foi o que disse, então o barulho da explosão o despertou.
Levantou em um salto e no segundo seguinte Frau invadia seu quarto tomando a bagagem em uma das mãos e Teito na outra. Outra explosão pôde ser ouvida, quando viraram uma das esquinas. Costuraram rapidamente os corredores que dessa vez mais pareciam labirintos, estava com toda certeza em uma ala desconhecida. Frau só parou de arrasta-lá quando Teito pode avistar os outros, todos estavam presentes, mas as despedidas foram feitas às pressas, haveria tempo para chorar a perda depois.
Naquela madrugada a igreja de Barsbürg foi envolvida em um conflito militar contra as forças de Antwork, pelo menos foi o anunciado oficialmente pelo exército imperial.



Última edição por Ω Seraph Dimaggio em Seg 3 Jul 2017 - 0:38, editado 2 vez(es)



Seraph Dimaggio
Filho do Medo.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#13

Re: Teste Template

por Ω Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 10:17

Ω Seraph Dimaggio

Ω Seraph Dimaggio
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário

Seraph, The Mikhail Eye's

Ω Nome: Seraph Tiashe Raggs
Ω Idade: 19 anos.
Ω Sexo: Masculino.
Ω Peso: 70,8Kg
Ω Altura: 1,78m



Aparência Física:

Ω Descrição Psicológica:Como uma criança, Teito foi alegre e despreocupado, sendo cercado por cuidadosos servos e uma família amorosa. Mais tarde, quando a guerra contra Raggs eclodiu, suas memórias foram apagadas e ele foi forçado a trabalhar como escravo, ele se tornou muito mais sombrio e pessimista, mantendo um ar de tristeza, devido aos muitos tumultos na sua vida. No passado, Teito, muitas vezes, de repente rompia em lágrimas ao perceber que ele não tinha uma família, mas ao longo do tempo, ele ficou melhor em manter suas emoções sob controle.
Uma característica importante de Teito é o seu elevado impulso para o sucesso devido a ele sentindo-se responsável pela morte das pessoas preciosas em sua vida e que se esforça para pagá-las de volta a qualquer custo, uma das formas que encontrou foi em ressuscitá-las através de suas marionetes, espantosamente reais. Sempre que Teito começa a se sentir cansado, um simples pensamento de seus entes queridos irão geralmente aumentar a sua determinação de continuar, por sua vez reacender vigor habitual de Teito. Ele foi mostrado para ser destemido. O quarto final no exame bispo era uma luta contra a sua escuridão e reconhecer o papel de Mikhail dentro dele. Teito foi mostrado para importar profundamente com, e é muito leal a, seus amigos. Aparentemente ele acha que suas marionetes estão vivas, por isso frequentemente conversa com elas, e em seus delírios pode ouví-las responder.

Ω Descrição Psicológica: O corpo de Teito hospeda o olho de Michael e como tal, Mikhail é capaz de tomar posse do corpo dele, já que o espírito do Arcanjo vive dentro do olho.
Mikhail desenvolveu uma verdadeira lealdade à Teito e o protege física e psicologicamente, atacando qualquer um que ameace seu mestre e suportando os pesares que a vida constantemente joga no pobre garoto.
Embora Mikhail seja extremamente poderoso, ele pode ser considerado um pouco infantil. Ele muitas vezes faz caras indignas quando fala com as pessoas que Teito conhece, e quando expressa entusiasmo sobre algo, cora e constrói um coração para fora das saliências do Olho de Mikhail. No entanto, ele também tem uma natureza agressiva frequentemente perdendo a paciência sobre assuntos triviais e tentando atacar quem o incomoda ou qualquer um que ele não considera amigo de Teito. Amigos e aliados, mesmo de Mikhail, não são poupados do peso de sua raiva quando ele está de mau humor ou é provocado. Mikhail tem o hábito de ficar com raiva quando as coisas não seguem o seu caminho ou quando ele não gosta de alguma coisa.
Ele tem um temperamento mercurial e volátil, às vezes enervante. No entanto, ele pode ser calmo quando a situação pede por isso. Ao falar para ou sobre qualquer outra pessoa que não seja Teito, ele raramente mostra qualquer emoção que não raiva, indiferença ou diversões.
Apesar de ser um anjo, Mikhail pode ser bastante rude e aparentemente não tem problemas com palavrões.
Mikhail tem um grande respeito para a beleza, e é tendenciosa em favor daqueles que a possuem. Seu amor por Teito, mesmo entre outros portadores, em parte decorre da beleza deste último, e pode-se argumentar que Profe é o seu fantasma favorito porque suas reencarnações têm sido sempre muito bonito.



Última edição por Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 10:35, editado 1 vez(es)



Seraph Dimaggio
Filho do Medo.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#14

Re: Teste Template

por Ω Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 10:33

Ω Seraph Dimaggio

Ω Seraph Dimaggio
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário

Habilidades Únicas

Passivas:
-

Ativas:
-



Seraph Dimaggio
Filho do Medo.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#15

Re: Teste Template

por Ω Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 11:07

Ω Seraph Dimaggio

Ω Seraph Dimaggio
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário

Nome ou Apelido
Mais sobre mim...

Defeitos e Qualidades
Aqui você terá que colocar os seus defeitos e qualidades.

Habilidades
Aqui é onde colocará as habilidades de tal cannon. Semideuses são até o nível 10 e novos deuses até o 15.
Outros Dados
Aqui é onde você poderá falar qualquer coisa sobre você que queira.
Cannon escolhido:
Idade:
Ocupação:
Parental Divino:
Motivo para ser tal cannon
Descreva os motivos para que você quer ser tal cannon. Minimo de 5 linhas.

Características
Aqui é onde você irá falará as características físicas e Psicológicas do Cannon escolhido, como acha que ele é. Minimo de 5 linhas.  

História
Faça uma narração sendo tal Cannon, realizando algum tipo de teste. Minimo de 30 linhas. Lembre-se, seja coerente.





Seraph Dimaggio
Filho do Medo.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#16

Re: Teste Template

por Ω Seraph Dimaggio em Sab 17 Dez 2016 - 11:12

Ω Seraph Dimaggio

Ω Seraph Dimaggio
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário
Pequena frase aqui
idade
origem
opção sexual
PP
Pai Olimpiano
NOME OFF
Descrição física
Descrição física do seu personagem aqui, minimo de 3 linhas. ~
PERSONALIDADE
Personalidade aqui, minimo de 10 linhas.
HISTÓRIA
HISTÓRIA DE COMO CHEGOU AO ACAMPAMENTO E COMO FOI PERSEGUIDO ANTES DE CHEGAR A UM LOCAL SEGURO. MINIMO DE 40 LINHAS.

DEFEITOS
Lorem ipsum ad his scripta blandit partiendo, eum fastidii accumsan euripidis in, eum liber hendrerit an. Qui ut wisi vocibus suscipiantur, quo dicit ridens inciderint id. Quo mundi lobortis reformidans eu, legimus senserit definiebas an eos. Eu sit tincidunt incorrupte definitionem, vis mutat affert percipit cu, eirmod consectetuer signiferumque eu per. In usu latine equidem dolores. Quo no falli viris intellegam, ut fugit veritus placerat per.
Ius id vidit volumus mandamus, vide veritus democritum te nec, ei eos debet libris consulatu. No mei ferri graeco dicunt, ad cum veri accommodare. Sed at malis omnesque delicata, usu et iusto zzril meliore. Dicunt maiorum eloquentiam cum cu, sit summo dolor essent te. Ne quodsi nusquam legendos has, ea dicit voluptua eloquentiam pro, ad sit quas qualisque. Eos vocibus deserunt quaestio ei.
Blandit incorrupte quaerendum in quo, nibh impedit id vis, vel no nullam semper audiam. Ei populo graeci consulatu mei, has ea stet modus phaedrum. Inani oblique ne has, duo et veritus detraxit. Tota ludus oratio ea mel, offendit persequeris ei vim. Eos dicat oratio partem ut, id cum ignota senserit intellegat. Sit inani ubique graecis ad, quando graecis liberavisse et cum, dicit option eruditi at duo. Homero salutatus suscipiantur eum id, tamquam voluptaria expetendis ad sed, nobis feugiat similique usu ex.
Eum hinc argumentum te, no sit percipit adversarium, ne qui feugiat persecuti. Odio omnes scripserit ad est, ut vidit lorem maiestatis his, putent mandamus gloriatur ne pro. Oratio iriure rationibus ne his, ad est corrumpit splendide. Ad duo appareat moderatius, ei falli tollit denique eos. Dicant evertitur mei in, ne his deserunt perpetua sententiae, ea sea omnes similique vituperatoribus. Ex mel errem intellegebat comprehensam, vel ad tantas antiopam delicatissimi, tota ferri affert eu nec. Legere expetenda pertinacia ne pro, et pro impetus persius assueverit.
QUALIDADES
Lorem ipsum ad his scripta blandit partiendo, eum fastidii accumsan euripidis in, eum liber hendrerit an. Qui ut wisi vocibus suscipiantur, quo dicit ridens inciderint id. Quo mundi lobortis reformidans eu, legimus senserit definiebas an eos. Eu sit tincidunt incorrupte definitionem, vis mutat affert percipit cu, eirmod consectetuer signiferumque eu per. In usu latine equidem dolores. Quo no falli viris intellegam, ut fugit veritus placerat per.
Ius id vidit volumus mandamus, vide veritus democritum te nec, ei eos debet libris consulatu. No mei ferri graeco dicunt, ad cum veri accommodare. Sed at malis omnesque delicata, usu et iusto zzril meliore. Dicunt maiorum eloquentiam cum cu, sit summo dolor essent te. Ne quodsi nusquam legendos has, ea dicit voluptua eloquentiam pro, ad sit quas qualisque. Eos vocibus deserunt quaestio ei.
Blandit incorrupte quaerendum in quo, nibh impedit id vis, vel no nullam semper audiam. Ei populo graeci consulatu mei, has ea stet modus phaedrum. Inani oblique ne has, duo et veritus detraxit. Tota ludus oratio ea mel, offendit persequeris ei vim. Eos dicat oratio partem ut, id cum ignota senserit intellegat. Sit inani ubique graecis ad, quando graecis liberavisse et cum, dicit option eruditi at duo. Homero salutatus suscipiantur eum id, tamquam voluptaria expetendis ad sed, nobis feugiat similique usu ex.
Eum hinc argumentum te, no sit percipit adversarium, ne qui feugiat persecuti. Odio omnes scripserit ad est, ut vidit lorem maiestatis his, putent mandamus gloriatur ne pro. Oratio iriure rationibus ne his, ad est corrumpit splendide. Ad duo appareat moderatius, ei falli tollit denique eos. Dicant evertitur mei in, ne his deserunt perpetua sententiae, ea sea omnes similique vituperatoribus. Ex mel errem intellegebat comprehensam, vel ad tantas antiopam delicatissimi, tota ferri affert eu nec. Legere expetenda pertinacia ne pro, et pro impetus persius assueverit.
POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS?
MINIMO DE 8 LINHAS. DIGA O MOTIVO QUE O LEVOU A QUERER SER FILHO DE UM DOS TRÊS GRANDES.
FÍSICO OCUPADO: NAGISA — KANTOKU
LU




Seraph Dimaggio
Filho do Medo.
COPYRIGHT ©  2014 ALL RIGHTS RESERVED FOR PERSSON!
#17

Re: Teste Template

por Mercúrio em Qui 22 Dez 2016 - 10:35

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário


Into the Darkness!

- Chamo-me Shadow! - Disse, enquanto andava ao lado do garoto, uma parceria improvável, que só havia acontecida por puro interesse mútuo.

----

Do outro lado, a dupla finalmente acordava em um lugar pútrito, a única luz vinha de uma entrada em algum lugar na sala adiante deles, separada por densas grades de metal, que os impedia de sair. Ambos estavam fracos e debilitados, no limite da morte, na verdade.

Harry estava sem uma de suas pernas,, agora enfaixada por uma menina de cabelos dourados, com expressão facial linda, que parecia muito preocupada com o semideus. Estavam desidratados e havia um cheiro vívido de mijo que impregnava de seus corpos, como se alguém tivesse urinado neles. Não bastasse isso estavam nús e uma marca de punho havia sido gravado a ferro quente no peito deles, que ardia como se tivesse sido a pouco tempo.

Pontos Obrigatórios:
— Só Dylan e Harry postam por enquanto.
— Façam as perguntas que acharem relevantes.

Regras:
- Pode levar até quatro itens de seu arsenal.
- Coloque no final de todo texto, em "Spoiler" seus itens levados e suas qualidades e defeitos. Caso use uma habilidade seja ela passiva ou ativa, coloque também para eu ter noção do que você esta fazendo.
- É possível que morra, então, não cometa erros muito abruptos e não seja super herói, pois eu posso dar uma de deus supremo e regaçar com você.
-boa sorte

thanks juuub's @ cp!  



Be fast, but not furious.
#18

Re: Teste Template

por Mercúrio em Qui 22 Dez 2016 - 17:10

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
.



Be fast, but not furious.
#19

Re: Teste Template

por Rómulo González em Sex 23 Dez 2016 - 21:13

Rómulo González

Rómulo González
Filho(a) de Marte
Filho(a) de Marte
Ver perfil do usuário
I KNOW, SHE FEELS, WE BELONG

#20

Re: Teste Template

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#21

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 3]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum