Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Casa Grande » Livros e Fichas » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

✓ [Ficha] Evellyn

por Evellyn em Qua 2 Nov 2016 - 12:26

Evellyn

avatar
Filho(a) de Hades
Filho(a) de Hades
Ver perfil do usuário
Ω Nome: Evellyn

Ω Idade: 14 anos

Ω Aparência: Evellyn é uma garota magra, quase esquelética, com uma pele extremamente branca como leite e um rosto cadavéricos, todos que conhecem Evellyn acham que a garota passa por um grave problema de desnutrição, mas estão muito enganados, a única consequência de sua magreza extrema é sua paternidade. Como todo filho de Hades, Evellyn tem cabelos pretos e lisos que escorrem por seu couro cabeludo e caem sobre o rosto, parecendo uma cortina de sombras. Suas extremidades são longas e finas, como os dedos de um esqueleto. Os olhos são pretos e profundos, além de muito arregalados.
_________________________________________________________________________________________________________________________
Características Psicológicas: Evellyn evita conversas e somente diz o que é importante, sempre direta no que quer. Seu humor não é muito vivo, e geralmente um sorriso só aparece em seu rosto quando há intensões assassinas em sua mente, ou ela está planejando algo muito obscuro. Seu lugar favorito é qualquer um que possua uma quantidade considerável de escuridão, na qual ela possa sentar e ficar sozinha.

Ω Humor: Praticamente inexistente.

Ω Três Qualidades: Determinada, talentosa, astuta.

Ω Três Defeitos: Rejeição a homens, problemas em conviver em sociedade, instável.
_________________________________________________________________________________________________________________________

Ω História: Evellyn nunca foi uma garota comum, desde muito nova era rodeada por amigos imaginários, que na verdade eram espíritos de heróis mortos que vinham lhe contar suas histórias, trágicas ou de alegria. Durante o jardim de infância ela se isolava das outras crianças e conversava somente com seus amigos "imaginários". Portanto, as outras crianças eram maldosas com ela, o que geralmente resultava em choros, ferimentos e ameaças dos pais de processar a mãe da garota.
  Enquanto crescia as coisas não mudaram muito, cada vez mais isolada, Evellyn se aproximava dos espíritos que vinham visita-la. Até que as coisas começaram a ficar mais complicadas, os espíritos bons e que vinham lhe contar suas histórias aos poucos foram substituídos por espíritos demoníacos que vinham atormenta-la, obrigando-a a se tornar cada vez mais isolada da sociedade, pois os mesmos ameaçam possuir quem se aproximasse afetivamente dela, até mesmo sua mãe foi possuída algumas vezes, chegando ao ponto de temer a própria filha. Como toda criança, Evellyn não entendia a maldade do  mundo ou do submundo, os demônios que lhe atormentavam não eram nada parecido com seus vizinhos religiosos. Elas salgaram o jardim de sua casa, não deixavam seus filhos de aproximarem dela, ou iam ao extremo de uma vez sequestrarem ela e tentarem exorciza-la. Sua mãe recusou a levar o caso a polícia, o que gerou um ódio cada vez mais crescente nela.
  Na escola ela era chamada de amaldiçoada, de forma que, mesmo sendo a melhor aluna de sua turma, as retalhações vinham cada vez com mais intensidade. Seu armário era arrombado semanalmente para que as pessoas depositassem qualquer tipo de coisa nele, desde uma cruz à animais mortos. Nesse momento, bons espíritos apareciam e diziam para a garota não se preocupar, pois ela era muito mais importante e poderosa que qualquer um daqueles mortais. Ela era filha do submundo, uma garota das sombras. Era incrível como aquelas palavras a deixavam mais feliz.
 Os anos se passaram e Evellyn agora já tinha 11 anos, uma idade mágica para todas as garotas, pois elas estavam deixando a infância e se tornando adolescente. Todas as outras meninas já usavam maquiagem e estavam assumindo a sua feminilidade, enquanto Evellyn se tornava cada vez mais branca e sua aparência cadavérica. As roupas pretas logo tomaram completamente o seu armário, substituindo qualquer cor que existia anteriormente. O rosa lhe causava repulsa, pois não combinada com nada em seu corpo. Seus olhos e cabelos eram negros de mais para não criarem um desconforto com qualquer cor julgada "feminina", sua rosto cavalar e angular o suficiente para revelar cada osso da face.

"Não... eu não me encaixo nesse mundo" - Pensava a garota com convicção.

 Foi então alguns dias depois de seu aniversário que um espírito apareceu e lhe revelou tudo, Evellyn era uma semideusa e era filha de Hades, o deus do submundo. Por isso ela podia ver os espíritos e sentia que não se encaixava naquele mundo. Sua conexão com o submundo era tão forte que ele emanava dela como uma fonte, ela precisava encontrar mais semideuses, ela precisava ir ao Acampamento Meio-Sangue, situado em Long Island. Rápida e silenciosamente Evellyn pegou todas as suas roupas do armário e jogou na mochila. Ela havia algumas economias de sua mesada guardadas em um pote no fundo do armário, era o suficiente para ela bancar uma viagem de ônibus. Para polpar-se de uma tristeza maior, ela rabiscou um bilhete apressado para sua mãe, explicando que já sabia de tudo e que estava indo para junto dos seus e que um dia voltaria para visitá-la.

 E assim junto das sombras da noite a Evellyn saiu de casa, seguiu até a rodoviária de sua cidade e pegou um ônibus que a levaria até Nova Iorque e depois para Long Island. A viagem foi extremamente tranquila, a garota pode sentir durante todo o trajeto uma estranha sensação de segurança, como se alguém estivesse a protegendo de algum mal. Depois de longas 13 horas de viagem até Nova Iorque e mais 2 horas até Long Island, os espíritos a guiaram até a Colina Meio-Sangue. Assim que a garota subiu o morro, do topo ela pode observar o Acampamento abaixo, o sol brilhava forte no céu e ela desejada uma misera sombra para poder descansar e se recuperar. Ela aproveitou a sombra do Carvalho que ficava no topo da Colina e se deitou entre suas raízes. O sono veio rápido, soturno e sem sonhos. Quando acordou novamente estava deitada em uma cama confortável, o ambiente estava escuro, mas ela conseguia ver perfeitamente. As camas ao seu lado estavam ocupadas por adolescente adormecidos. "Deve ser noite" - Ela pensou. Mas quando se levantou e localizou a porta, ao abri-la percebeu que era na verdade meio da tarde, o sol brilhava fortemente do lado de fora, obrigando-a a cobrir os olhos que ardiam com tanta intensidade luminosa. Ela saiu e decidiu conhecer o local, mesmo que a luz não lhe fosse bem vinda. Logo a garota foi abordada por um ser que era meio homem e meio bode, que causou estranheza de inicio, mas depois de se apresentar a garota decidiu que não havia nenhum perigo ali. O sátiro, como ele se definiu, lhe contou tudo o que ela precisava saber e a acompanhou em um tour pelo Acampamento. No final os dois foram até a Casa Grande, onde ela conheceu Quiron e ele terminou de lhe explicar como tudo funcionava ali e quem era ela.

Depois de um tempo no Acampamento, Evellyn logo se acostumou com a rotina do Chalé de Hades e os treinos. A garota saiu em algumas missões para matar monstros e adorou a ideia de ser uma semideusa.



Pinjente de Plutão: Concede 10% a mais de dracmas para seus usuários.
#1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum