Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Resto do Mundo » Resto do Mundo » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 5]

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário


A Podridão!
Ao entrar na caverna, o Filho de Deméter é recebido com uma espada, que o desarmara com uma habilidade sem igual, digna de um mestre.

- Quem é você? - Inqueriu, os olhos vermelhos fazendo contraste com toda a lã branca e clara que o garoto possuía. Dava para ver que era um sátiro jovem, embora parecesse mais rabugento do que a maioria dos sátiros.

Só então o garoto pôde notar que ali era uma pequena cabana, com uma pequena fogueira, cuja fumaça subia por um buraco na rocha, lembrando uma chaminé. Um pedaço suculento de porco estava sendo assado, inundando a caverna com sua gordura.

A barriga roncou.

Regras:
- Coloque no final de todo texto, em "Spoiler" seus itens levados. Caso use uma habilidade seja ela passiva ou ativa, coloque também para eu ter noção do que você esta fazendo.

Sátiro:
[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 10_satiroalbino2

thanks juuub's @ cp!  



[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 240_F_75620286_ELDuWvRTk0iVQKSGeHTqJ1Wvps9FK4pP
Be fast, but not furious.
#11

Charles Yew

Charles Yew
Filho(a) de Deméter
Filho(a) de Deméter
Ver perfil do usuário
No momento em que entrei na caverna, fui desarmado rapidamente, e muito facilmente, quanta rapidez e eficiência do jovem sátiro, que agora ponta uma espada para mim.

- Quem é você ? - Me perguntou

Não pude deixar de notar, como ele era diferente dos outros sátiros, é a primeira vez que vejo essa raça deles, olhos vermelhos com pelo totalmente branco, talvez ele seja um sátiro albino, afinal a cor de sua pele também é esbranquiçada.

- Sou um filho de Deméter, enviado por Pã para ajudar o bosque e todos que sobreviveram a contaminação. Eu sei que esse é seu lar, e que você se preocupa com ele mais do que ninguém, e creio também que você tinha amigos, ou até mesmo família que foram mortos por essa contaminação, estou aqui pra ajudar, e se você me der as informações que preciso, esse lugar será salvo.

Deduzi que esse bosque era o lar dele pelas coisas que aqui se encontravam, havia uma cama, alguns objetos pessoais e uma fogueira assando um porco suculento. Talvez ele não fosse confiável e tentasse me atacar, caso ele tentasse um ataque, imediatamente ativaria meu [Aroma Profundo] deixando o alvo tonto, sonolento ou paralisado, em seguida darei socos no rosto para que desmaiasse e pegaria sua espada para desarma-lo, não mataria o jovem sátiro, afinal ele era importante a natureza, e eu estou tentando deixar a natureza viva, e não mata-la...

Habilidade Ativa:

Nível 3 - Aroma Profundo: Uma botão de flor negra nasce do chão e quando ela abre e determinado odor é liberado. Ele tem cor verde além de um cheiro horrível. Possui diversos efeitos como tontura, sono, paralisia. [Gasta 40 de energia para utilizar/ativar este poder. Entra em espera por 3 rodadas]







Árvores são poemas que a terra escreve para o céu.
#12

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário


A Podridão!
- Eu não estou nem aí pra quem você é ou quem te enviou. - Disse, abaixando a espada, recuando alguns passos, ainda com seu olhar rabugento. - No momento você é o invasor da minha toca e eu quero até você. .. - Quando o sátiro ia terminar sua frase, ele começou a ouvir a chuva cair do lado de fora da caverna.

O cheiro era muito diferente do de terra molhada, parecia uma miríade de ovos podres caindo sobre a terra.

O sátiro suspirou pesadamente e se afastou, voltando-se para a sua fogueira de forma taciturna.

- Quando a chuva passar você vai embora. - Disse, rabugento.

Regras:
- Coloque no final de todo texto, em "Spoiler" seus itens levados. Caso use uma habilidade seja ela passiva ou ativa, coloque também para eu ter noção do que você esta fazendo.

Sátiro:
[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 10_satiroalbino2

thanks juuub's @ cp!  



[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 240_F_75620286_ELDuWvRTk0iVQKSGeHTqJ1Wvps9FK4pP
Be fast, but not furious.
#13

Charles Yew

Charles Yew
Filho(a) de Deméter
Filho(a) de Deméter
Ver perfil do usuário
- Eu não estou nem aí pra quem você é ou quem te enviou. - Disse com um tom arrogante

Respirei fundo tentando ignorar esse tom de voz que ele estava usando, o sátiro baixo sua espada e recuou alguns passos, ele ainda não confiava em mim, nem eu nele, isso incomodava um pouco, mas eu tinha que realizar minha missão, precisava ajudar a salvar o bosque, mas sem a ajuda dele, iria ser quase impossível.

- No momento você é o invasor da minha toca e eu quero que você...

Antes que pudesse terminar a frase, a chuva começa a cair, se é que posso chamar isso de chuva, na verdade posso, pois chuva é o que cai em grande quantidade, toda vez que a chuva caía me deixava feliz, pois com isso as plantas poderiam se reproduzir, se alimentar, respirar, viver... Mas nesse caso não, essa chuva contaminada matava a natureza instantaneamente, sem contar no mal cheiro que causava náuseas.

O sátiro suspirou pesadamente e se afastou, voltando-se para a sua fogueira, me ignorando quase que completamente.

- Quando a chuva passar você vai embora. - Disse.

- Tudo bem, eu partirei, serei eternamente grato por me ajudar, e serei mais grato se me responder algumas perguntas para salvar seu lar...

Espero um pouco antes de faze-las...

- Como você se chama ? Desde quando isso começou ? Sabe como parar ? Conhece outros seres que ainda estão tentando sobreviver a isso ? Tem alguma pista de como se livrar da contaminação ? Qualquer coisa que souber, me ajudara bastante...

Tenho a conversa sempre atento a possíveis ataques vindo dele, caso o mesmo tente, usarei o [Aroma Profundo] deixando o alvo tonto, sonolento ou paralisado, em seguida darei socos no rosto para que desmaiasse.

Habilidade Ativa:
Nível 3 - Aroma Profundo: Uma botão de flor negra nasce do chão e quando ela abre e determinado odor é liberado. Ele tem cor verde além de um cheiro horrível. Possui diversos efeitos como tontura, sono, paralisia. [Gasta 40 de energia para utilizar/ativar este poder. Entra em espera por 3 rodadas]



Árvores são poemas que a terra escreve para o céu.
#14

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
]


A Podridão!
- Você fala demais. - Reclamou, encolhendo-se em sua casca rabugenta.

Ficou observando o fogo de forma desinteressada durante um bom tempo antes de falar, talvez esperando que a chuva passasse e não tivesse que falar nada, voltando a seu estado de solidão.

- Imaginei mesmo que o idiota não tivesse te contado o que realmente aconteceu - Falou, tirando um naco da carne do porco e oferecendo para o outro, ainda com sua cara fechada. - Essa merda toda na floresta é culpa do seu querido Pã. Ele tentou estuprar a filha de um dos drúidas da floresta e, irritado com isso, eles se uniram para acabar com o bosque de Pã.- Falou, os olhos vermelhos brilhando de raiva. - A maior parte da floresta já sucumbiu, os sátiros que não morreram, estão aprisionados dentro das muralhas da cidade dos drúidas negros. Se quiser mesmo parar esse inferno, vai ter que destruir a jóia no palácio do rei druida. - Falou, sem olhar para o filho de Deméter. - E, se fizer isso, vai morrer. - Comentou, sem maiores animações. - Apropósito, meu nome é Lecaile.

Regras:
- Coloque no final de todo texto, em "Spoiler" seus itens levados. Caso use uma habilidade seja ela passiva ou ativa, coloque também para eu ter noção do que você esta fazendo.

Sátiro:
[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 10_satiroalbino2

thanks juuub's @ cp!  



[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 240_F_75620286_ELDuWvRTk0iVQKSGeHTqJ1Wvps9FK4pP
Be fast, but not furious.
#15

Charles Yew

Charles Yew
Filho(a) de Deméter
Filho(a) de Deméter
Ver perfil do usuário
- Você fala demais. - Reclamou o Sátiro

E mais uma vez respirei fundo, para não acabar socando esse adolescente rabugento, parecia minha tia avó Kessy. Chata e resmungona ao ponto de fazer com que eu não fosse a sua festa de aniversario de 80 anos. Um silencio vago ficou na caverna por vários minutos, a chuva não parava de cair, dizem que só basta quatro segundos em silencio para qualquer coisa se tornar constrangedora, e é verdade aquela quietude estava me deixando muito sem graça. E então o silencio foi quebrado.

- Imaginei mesmo que o idiota não tivesse te contado o que realmente aconteceu - Falou.

Idiota ? Era assim que ele se referia ao senhor dos bosques ? Muita coisa mudou no mundo dos deuses desde que descobri que era semideus.

- Essa merda toda na floresta é culpa do seu querido Pã. Ele tentou estuprar a filha de um dos druidas da floresta e, irritado com isso, eles se uniram para acabar com o bosque de Pã.

Minha expressão era de perplexidade, aquilo não poderia ser verdade, no momento em que ele falou aquilo pensei em não ouvir mais nada do que ele estava falando e tentar procurar minhas pistas sozinho, mas não tinha muito o que fazer, se tivesse muita sorte conseguiria achar mais um urubu se deliciando com a carniça de um sátiro, então resolvi escutar o resto da história. O jovem não parecia estar mentindo, seu olhar me passava verdade e desespero.

- A maior parte da floresta já sucumbiu, os sátiros que não morreram, estão aprisionados dentro das muralhas da cidade dos druidas negros. Se quiser mesmo parar esse inferno, vai ter que destruir a joia no palácio do rei druida. E, se fizer isso, vai morrer. A propósito, meu nome é Lecaile.

Mesmo que fosse uma armadilha teria que tentar, se esse era realmente o único jeito de salvar o bosque, estava disposto a correr o risco, não importa o que Pã tenha feito, o que importa agora é salvar a floresta e todo os seres que pertencem a ela.

- Como chego lá ? Algum portal ou algo do tipo ?. Estou disposto a correr o risco por você e todos os outros.

Espero as respostas, e depois espero a chuva passar, recolho minha foice e me despeço de Lecaile.










Árvores são poemas que a terra escreve para o céu.
#16

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário


A Podridão!
O Sátiro olhou para o semideus com algum respeito, depois simplesmente deu de ombros e voltou à observar as chamas.

- Deve seguir a oeste do lago, desbravando a contaminação. Quando chegar a um muro de espinhos, é a cidade dos druídas. - Explicou voltando ao silêncio.

A chuva avançava, talvez fosse durar a noite toda, cada vez mais forte.

Regras:
- Coloque no final de todo texto, em "Spoiler" seus itens levados. Caso use uma habilidade seja ela passiva ou ativa, coloque também para eu ter noção do que você esta fazendo.

Sátiro:
[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 10_satiroalbino2

thanks juuub's @ cp!  



[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 240_F_75620286_ELDuWvRTk0iVQKSGeHTqJ1Wvps9FK4pP
Be fast, but not furious.
#17

Charles Yew

Charles Yew
Filho(a) de Deméter
Filho(a) de Deméter
Ver perfil do usuário
- Deve seguir a oeste do lago, desbravando a contaminação. Quando chegar a um muro de espinhos, é a cidade dos druídas.

A chuva estava forte, e não parecia que ia parar tão cedo, não posso ficar aqui esperando até que a chuva passasse, ela poderia durar o dia todo, ou até mesmo mais de um dia, não podia prever o momento de ida dela, então tenho que arranjar outro jeito de chegar até a cidade dos druidas.

- Então, obrigado pela ajuda. Prometo que tentarei até o meu ultimo segundo de vida salvar esse bosque.

Pego minha Foice que havia caído naquele momento, me despeço e ativo minha [Coroa de Ceres], mudando o clima ao redor de mim, mudaria para um verão com temperatura normal, nem quente demais, nem fria demais, e nada de chuva. Começo a correr para o oeste do lago, espero não ter problemas com nenhum tipo de monstro, pois a chuva continua intensa.

Mesmo assim me mantenho atento a qualquer movimento suspeito, caso seja atacado, usarei minha foice para me defender e contra-atacar.

Descrição da Coroa de Ceres:
Um elmo extremamente resistente, ele possui um cristal colorido no centro da testa. Uma vez por narração o usuário é capaz de controlar o clima em um raio de 10 metros de si. Pode fazer nevar como no inverno, causar um calor e exaustão extremos, como num verão escaldante. Dura 2 rodadas. Pode estender a duração com sacrifício de 80 pontos de Energia por rodada.








Árvores são poemas que a terra escreve para o céu.
#18

Mercúrio

Mercúrio
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
]


A Podridão!
Ignorando os conselhos de Lecaile e o bom senso comum, Charles resolveu se aventurar nas entranhas da floresta contaminada, usando sua Coroa :ahn: para alterar um clima magicamente alterado por uma macumba cheia de rancor.

Para que ele não morram imediatamente, vou permitir que é essa estratégia suicida prossiga.

Seguindo as indicações do sátiro albino, o filho de Deméter finalmente consegue chegar nos limites da muralha de espinhos.

Guardando acima do ponto onde o filho de Deméter estava, dois drúidas porta do arcos aguardavam, achando estranho a chuva desaparecer repentinamente, ativando seusar sentindos aranha.


Regras:
- Coloque no final de todo texto, em "Spoiler" seus itens levados. Caso use uma habilidade seja ela passiva ou ativa, coloque também para eu ter noção do que você esta fazendo.

Sátiro:
[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 10_satiroalbino2

thanks juuub's @ cp!  



[Teste de Guardião - Charles Yew - A Podridão! - Página 2 240_F_75620286_ELDuWvRTk0iVQKSGeHTqJ1Wvps9FK4pP
Be fast, but not furious.
#19

Charles Yew

Charles Yew
Filho(a) de Deméter
Filho(a) de Deméter
Ver perfil do usuário
Segui as coordenadas que o sátiro havia me indicado, e acabei chegando no muro de espinhos que ele havia comentado. No topo dele estavam dois druidas, eles portavam arcos, e estavam como sentinelas guardando a entrada do reino.

A chuva magicamente desassomou rapidamente, talvez eu tivesse que falar com os druidas para entrar.

- Senhores, como conseguirei permissão para falar com o rei ? -Tento ser o mais educado possível.

Caso eles lancem flechas em mim, tentarei esquivar com saltos ou rolamentos, em seguida colocando minha foice em prontidão para golpeá-los...






Árvores são poemas que a terra escreve para o céu.
#20

Conteúdo patrocinado


#21

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 5]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum