Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Outros Locais » Plantação de Morangos » 

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Charles Yew

Charles Yew
Filho(a) de Deméter
Filho(a) de Deméter
Ver perfil do usuário

Formulário:

Nome da narração:Muito Obrigado, Sátiro !!
Objetivo da narração: Relatar um período da vida.
Quantidade de desafios: ---
Quantidade de monstros: ---
Espécie dos monstros: ---


Estava nos campos de morango junto com alguns irmãos, contando historias de nossas vidas, muitos deles já falaram, e agora era minha vez.

Os semideuses amam contar a historia de como descobriram seus poderes e quais foram as reações dos humanos, quase sempre historias engraçadas e divertidas de se ouvir, mas a minha não era, nem um pouco.Nunca gostei de conversar sobre isso com ninguém porque digamos que não foi um dos melhores períodos da minha vida, na verdade, foi o pior período dela.

-04 de Março-

Na escola nunca tive muitos amigos, sempre sozinho e quieto na minha, não gostava de me aparecer para ninguém, em todos esses anos morando aqui consegui apenas dois amigos, Luna e Jackson, eram gêmeos idênticos, os pais deles tinham uma amizade com meu pai desde quando éramos muito novinhos.

Nesse dia, a professora de biologia passou um trabalho em grupo, era bastante simples, ela entregou pequenas mudas de plantas para que observássemos o crescimento da mesma e depois relataríamos o que aconteceu por meio de anotações.
Depois da aula levamos a planta até a casa de Jackson e de Luna, colocamos ela em um jarro e pusemos na janela para que pegasse sol e conseguisse realizar todo o trabalho de respiração, fotossíntese entre outras coisas.

Sempre tive um apego muito grande pela natureza, dentre todas as matérias na escola, a biologia era a única que eu não reprovava, principalmente quando o assunto era botânica.

Percebi que a planta estava um pouco torta e fui ajeita-la, no momento em que toquei, ela cresceu automaticamente, com um simples toque. Jackson e Luna olharam assustados para mim, eles me chamaram de bruxo, e coisas do tipo, em seguida me expulsaram da casa deles.

Aquilo tinha me deixado triste, fiquei me perguntando por muito tempo se não era realmente um bruxo, tentei esquecer e não falar mais sobre isso, mas tudo só piora...

-05 de Março-


Achei que se não pensasse mais no assunto, ele não iria mais me atrapalhar, errado... Fui pra escola pela manhã, todos já sabiam o que tinha ocorrido na tarde de ontem, Jackson e Luna já tinham espalhado essa historia para todo mundo, além de dizer o que aconteceu realmente eles inventaram grande parte da historia, como rituais com vela preta, galinha e essas coisas absurdas.

Todos já me olhavam de cara feia, me chamando de esquisito, ou de garoto do inferno. No fim da aula um grupo de garotos de salas maiores se juntaram e bateram em mim, fui parar no hospital, quebraram três costelas e minha perna, meu pai ficou desesperado querendo saber quem tinha sido o responsável, mas foi inútil procurar, nem mesmo eu conhecia todos aqueles garotos que estavam me batendo.

//


Passei um mês para poder voltar a escola, por mais que meu pai implorasse para me transferir, eu não quis, e tentei mais uma vez dar de cara com o problema, achei que seria forte o suficiente para isso, mas estava errado novamente, pois tudo só piorou.

-03 Abril-


Ninguém mais olhava pra mim, passei despercebido por muitos , era como se eu fosse invisível agora. Duas garotas vieram na minha direção cheias de cartas, elas me entregaram sorridentes, me desejando as boas vindas novamente.

Achei que estivessem se redimindo, mas não era isso, pelo contrario, eram cartas de ódio, dizendo para que me mudasse, que não era pra ter voltado, e que a próxima surra seria pior.

//


Tentei ignorar as cartas, não disse nada a meu pai, ele já estava se preocupando demais comigo, não queria incomoda-lo, mas quanto mais tentei ignorar, tudo só ficava ruim e mais ruim.

Uma semana depois das cartas, atearam fogo na minha bicicleta, duas semanas depois do incidente da bicicleta, espalharam montagens minhas pela internet, fotos improprias para pessoas da nossa idade.

Tudo aquilo se acumulava dentro de mim, me levando ao fundo do poço. Não relatei nenhuma dessas coisas que aconteceram a meu pai, mas ele sentia que eu não estava nem um pouco bem. Parei de comer, a tristeza era a única coisa que tinha dentro de mim, ela que me alimentando e não a comida, depois do quarto dia sem ingerir nada, desmaiei e novamente fui parar no hospital.

Meu pai não aguentava mais me ver naquele estado, e então voltou a beber, o pior era que ele era alcoólatra, tentei evitar ao máximo, mas acabamos discutindo, ele acabou dizendo que tudo seria mais fácil sem mim.

Fugi de casa, como meu corpo estava frágil, desmaiei na estrada depois de andar 30km, os policiais me encontraram antes que completasse vinte e quatro horas.

Desisti de ir a escola, não falava com meu pai desde então.

//


As ferias de verão estavam prestes a começar, não me importava mais com isso, já que desisti da escola, perdi quinze quilos desde tudo isso começou, desmaiava varias vezes ao dia, vomitava de quatro em quatro horas, minha pele estava pálida.

Fiquei pensando no que meu pai disse, que tudo seria mais fácil sem mim, talvez fosse. Mas a gota d’água foi quando enviaram por correio pra mim, um abaixo assinado da minha escola antiga, nele dizia para que me matasse, e tinha cerca de setecentas assinaturas nele.

Então vi que ninguém sentiria minha falta, peguei todos os comprimidos que tinham no armário e tomei, por sorte meu pai chegou mais cedo do trabalho e me encontrou no chão da cozinha, estava com a respiração fraca, porém ainda tinha vida.

Ele me levou imediatamente ao hospital, fui diagnosticado com depressão, fiquei em tratamento por alguns meses, mudamos de cidade, meu pai comprou outra fazenda e então o sátiro me achou e me trouxe para cá.

Muito obrigado, Sátiro !



Árvores são poemas que a terra escreve para o céu.
#1

Hera

Hera
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
Exp recebida: 1
Dracmas Recebidos: 0,5 

Considerações: Tu tá de sacanagem né viado?



You keep me under your spell...
#2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum