Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Off Topics » FanFics » 

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
[b] ─── CAPÍTULO #01 | O Chamado Primordial.[/b]








latest?cb=20160701165945

PODER ANCESTRAL, POWER RANGERS PRIMÓRDIO DA SELVA!









— A vários séculos atrás, o mundo sofria com os desejos ambiciosos de um feiticeiro completamente seduzido pelo poder das traves. Genis, era seu nome e seus objetivos eram simples e egoístas: poder, grandeza e soberania. Com seus poderes um exército de seres demoníacos foi criado com o único propósito de disseminar o caos, o medo, o terror. Tais sentimentos eram exatamente o tipo de alimento que seus poderes precisariam para cada vez mais crescer. A dominação mundial era certa pois nem o melhor espadachim e nem o melhor arqueiro eram capazes de causar qualquer tipo de dano. 

Percebendo que o mundo havia perdido seu equilíbrio, onde as trevas pesavam muito mais que a luz, cinco bestas antigas, que existem desde os primórdios do mundo e que o protegiam em outro plano além de manter seu equilíbrio, resolveram tomar uma atitude para salvar seu lar. As bestas eram conhecidas como Feras Primordiais. Elas escolheram cinco guerreiros com uma força espiritual o suficiente para aguentar seus poderes e juntos eles se transformaram nos Rangers Primórdio da Selva. A combinação de humanos com feras era um acumulo de poder tão inacreditável, que Genis nunca esperaria. Lutando juntos, os Rangers derrotaram o exército do feiticeiro e o aprisionaram em uma outra dimensão, onde seus poderes malignos ficariam contidos para sempre.

Já nos dias atuais, um garoto inocentemente liberta Genis e seu exército para uma segunda tentativa de dominação do planeta. As Feras Primordiais, a tempos adormecidas, despertam de seu sono e escolhem novos guerreiros para usarem seus poderes e impedir os planos do perverso feiticeito. Stephan, Alysson, Hunter e Phoebe, sem saber o porque foram escolhidos e o que seus poderes são de fato, são guiados por suas próprias Feras até o centro de uma densa floresta na cidade de Turtle Cove onde esperam encontrar as respostas para essas e outras perguntas.




Última edição por Ω Legendaryy Ryan em Seg 8 Out 2018 - 20:15, editado 1 vez(es) (Razão : Porque sim leq)



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#1

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Stephan Walker ─── ᴡɪʟᴅ ᴘʀɪᴍᴇ ʀᴇᴅ ʀᴀɴɢᴇʀ



─── Provavelmente em toda sua vida nunca havia tido dias tão corridos e completamente malucos como os últimos. Durante seu mochilão pelo mundo, que tinha como único e principal objetivo conhecer novas culturas e fotografar o maior número possível de animais diversos que encontrasse nos mais diferentes países, acabou se deparando com uma possível missão suicida de salvar o mundo. Aparentemente um antigo ser mitológico com aparência de uma águia veio até ele e lhe concedeu poderes que nem nas melhores histórias em quadrinhos podia sonhar em ter. Seu instinto animal despertou e com ele mudanças ocorreram em seu corpo. Reflexos foram melhorados, sua força aumentada e sua visão era tão precisa e tinha um alcance tão bom quanto a de uma águia. Trajando uma espécie de uniforme vermelho, ele conseguiu salvar uma pequena cidade no interior dos Estados Unidos de um ataque vindo de uma criatura monstruosa. Foi então que percebeu que aquilo era realmente algo sério. Desde que se ligou a essa fera, de algum modo ele consegue entendê-la e sentir o que ela quer, como se ambos fossem um só ser. E o que ela lhe passava era que todas as respostas para as as milhares de perguntas que tinha em mente como: "O que estava de fato acontecendo?" ou "Porque ele havia sido escolhido?" estariam no meio de uma grande floresta em Turtle Cove, uma pequena cidade aos arredores de Sidney.

Sua viagem foi em direção a tal cidade não havia sido tortuosa e nem nada do gênero pois uma das incríveis habilidades que havia adquirido com o poder da águia eram grandes asas que surgiam de seu traje vermelho. A viagem durou cerca de exatos cinco dias do momento em que recebeu os poderes. Turtle Cove era uma cidade interiorana mas que em compensação não se parecia nada como uma desse tipo pois prédios podia ser vistos por todo o lugar. Era bem mais populosa do que tinha em mente mas não parou para dar tanta atenção a mais detalhes pois o seu real objetivo estava na grande floresta que se encontrava ao sul da cidade. O garoto pousou pouco depois da entrada da floresta onde tinha certeza que estava sozinho. - Desativar! - E então o traje vermelho brilhou e desapareceu o cubo misterioso com faces de animais se formava em sua mão direita. Guardou o cubo em sua enorme mochila e a ajeitou nas costas enquanto caminhava floresta adentro. Suas vestes consistiam em uma camisa xadrez com detalhes vermelhos e pretos e com as mangas arregaçadas além de estar completamente surrada, calças jeans tão surradas quanto a camisa e botas marrons sujas de lama. Stephan caminhou pela floresta até sentir que havia chego exatamente no centro da mesma. Ele parou, olhou ao redor na esperança de encontrar alguma coisa que o ajudasse, mas nada foi achado. - Será que é aqui mesmo? Não tem ninguém... - Levou uma das mãos até a nuca e a coçou enquanto arqueava ambas as sobrancelhas e suspirava pois sua barriga não parava de roncar. - E eu achando que ia encontrar comida pelo menos... - Novamente sentiu as vontades da águia em seu interior. - Bom, você aí dentro não deve ter me trazido pra cá a toa, né? - Questionava olhando para o próprio peitoral. - Acho que vou esperar pra ver no que dá. - Tirou a mochila das costas e se sentou numa pedra ali perto. Da mochila tirou um cantil e bebeu o resto de água enquanto esperava sem saber exatamente quem ou o quê.



Última edição por Ω Legendaryy Ryan em Seg 8 Out 2018 - 20:21, editado 2 vez(es)



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#2

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
ALYSSON SMITH

tumblr_muxcfvIdLJ1rg559so8_250.gif


SURFER GIRL - WILD PRIME  - RANGER BLUE


Alysson era do tipo de garota que não fazia tantas perguntas pois sua passividade sempre lhe mostrava que as respostas viriam de encontro. Um jeito um tanto litorâneo de ser, talvez. Após o leve oi que dissera, sorriu um pouco mais ao ver o rapaz se aproximar de um jeito bem afetivo, o que a fazia se sentir melhor diante da situação ainda confusa. - Oi. Prazer, me chamo Alysson. - Pausou brevemente após cumprimentar o rapaz com um aperto de mãos e olhou de relance para a oriental que permanecia na dela (o que viria a fazer pelo próximos dias, meses ou até anos, pelo visto ela era assim, não era difícil notar), e voltou a olhar o rapaz com o semblante confuso. - Time? Como assim? - Não deu tempo para que o assunto continuasse e os dois tiveram sua atenção chamada por um outro garoto que quase caía encima da morena que estava ''na sua''. Aly soltou uma risada baixa e ficou a observar a cena enquanto Steph ia ajudar o cara. Cômico mas ainda sim confuso. Mesmo ele tentando disfarçar, a loira conseguia notar os trejeitos de alguém que tinha acabado de curtir uma vibe. Ela bem sabia, costumava curtir uma também com os amigos vendo o sol se por na praia. A conversa dos dois se tornava interessante e Aly se aproximava ouvindo sobre a questão das cores, ao qual não tinha notado mas fazia sentido. O viu então retirar da mochila um cubo parecido com o que tinha e se espantava com a coincidência, o dela era azul assim como suas vestimentas. - Estou ficando cada vez mais confusa com tudo isso. Roupa colorida? Capacete? Estou me sentindo em uma convenção nerd. E eu sou a garota que não é nerd. - Brincou sorrindo sem graça, o sorriso era mais de nervoso do que de divertimento. 

Mas não houve tempo de explicações, não por parte de Stephan. Alysson viu a chegada triunfal de um homem que claramente já estava os observando de cima de uma árvore. A primeira impressão que teve foi...'ual que gato'. Mas claro que não demonstrou coisa alguma. Sua breve distração com a beleza exótica dele deu lugar as palavras proferidas pelo mesmo, e como havia pensado anteriormente, as respostas de tantas perguntas vinham a tona, finalmente. Para alguns tudo o que ele dizia poderia ser inacreditável, mas Alysson sentia dentro de si que era pura verdade. Talvez o acontecimento no mar fizesse parte de tudo que estava acontecendo. Ela estava cada vez mais crente disso. As palavras 'Power Ranger' vinham com afinco e causava uma certa descarga em Aly, fazendo a parar de respirar por alguns segundos. Mas acabava rindo das palavras de Steph, ele pelo visto seria o piadista da turma. Era realmente difícil de acreditar que fizesse parte de algo tão importante e se sentia lisonjeada. Sorriu ao final das palavras dele e se pôs a caminhar ansiosa pelo que viria a seguir. Observava os outros integrantes mas não dizia nada, pelo visto iriam ficar um bom tempo juntos e isso seria o suficiente para conhecer cada um deles, até mesmo a oriental carrancuda. Lembrava se de que pessoas com tal personalidade costumavam ser difíceis de lidar em equipe, mas com certeza seria uma das mais fortes do grupo. 

Alysson deixou os pensamentos de lado e soltou um suspiro breve como se tivesse esquecido de respirar novamente.  Não encontrou palavras para descrever o que via quando passou pelo portal que Cole abria. Jamais imaginava que pudesse estar em um local assim, era lindo. E não conteve o susto quando ouviu o rugido do leão que surgia em uma montanha (se sentiu em Nárnia naquele momento). Acabava rindo de forma boba pelo susto enquanto se mantinha a caminhar observando as estátuas. Uma delas lhe chamava a atenção e a fazia levar uma das mãos e tocá-la. Um grande tubarão entalhado na pedra de uma maneira lindamente exuberante. A atenção da loira então se voltava para Cole que apresentava então a quinta integrante e como cumprimento a loira sorria e balançava levemente a cabeça como um breve 'Olá'. Notou então que Steph como sempre a cumprimentava de uma maneira mais coridal e simpática, sentindo algo diferente e assim observou tanto ele quanto a oriental (que ainda não sabia o nome), subir nas arvores com extrema facilidade, coisa que ela não fazia. Sua facilidade era domar as ondas. Ergueu então as sobrancelhas ao ouvir as palavras proferidas pelos dois e olhou na direção de Cole completamente surpresa. - Estamos voando??



Última edição por Ω Legendaryy Ryan em Seg 8 Out 2018 - 20:27, editado 2 vez(es)



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#3

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário

'''Mas que grupo estranho '' 




Os pensamentos de Summer estavam confusos no momento, outrora estavas em algum pais da Africa '''provavelmente o Congo, é difícil diferenciar os lugares após um apocalipse de robôs'' , com Dillon é Tenaya, é agora sé encontravas em uma floresta, com um grupo estranho, uma garota oriental, um rapaz rico que usavas verde '''pode percebe esse detalhe pelas roupas que usavas, afinal Summer já foi milionária no passado, não que isso importe muito no momento....'', uma garota loira que usavas azul ''achou fofa a blusinha que trajavas, sé caso não morressem naquele dia, iria perdi umas dicas de moda (?), é um rapaz animado é agitado, trajavas vermelho  .. '' Scott...'' não pode deixar de lembra-se do ex companheiro Ranger, que agora estavas a servir como capitão na força aérea, Scott havia sé demonstrado sé um bom líder, sé perguntavas sé o rapaz agitado teria tal capacidade de liderança, no contexto geral, erá um grupo estranho....porém interessante




O Silencio de Summer foi quebrado com as perguntas vinda do jovem Stephan ''já conhecia seu nome devido ao seu auto apresentamento '' __ B-em, sou sim...ou fui ''estavas confusa'', Olha eu sinceramente não sei o que estou a fazer a cá, em momento eu estavas na Africa, é agora estou aqui, fico sinceramente lisonjeada que vocês me escolheram, mas não poss- - A loira silenciou-se quando sentiu algo a incomoda seu tórax, ao colocar a mão sobre o bolso da calça que trajavas, eis a surpresa, encontras um cubo em suas mãos, Summer sabias que sé tratavas de uma especie de Mophador, a energia que sentias do objeto erá semelhante ao seu ex Mophador RPM....não, diferente da criação da doutora K, como sé houvesse ''vida'' naquela mophador, uma energia diferente é por uma segunda vez pode ouvir em sua mente uma especie de rugido.




Summer ficou em silencio por alguns segundos, em pensamentos, mas percebeu que todos estavam sé direcionando ate o topo de uma arvore, ficou a observa-los a escalar, podias sé dizer muito na forma que eles  alcançavam o lugar, um singelo sorriso veio aos lábios da loira, é ela apenas pode sussurra .... ''Novatos.....rs '' -  Com um simples salto é com apoio da arvore, a loira pode facilmente escalar ate o topo, vendo que ambos estavam voando, aquela cena não assustou Summer, a aquela altura, nada mais a impressionava 





Última edição por Ω Legendaryy Ryan em Seg 8 Out 2018 - 20:30, editado 1 vez(es)



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#4

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário

latest?cb=20160701165945

PODER ANCESTRAL, POWER RANGERS PRIMÓRDIO DA SELVA!









— Se tinha uma coisa da qual Jagged não temia, era a volta dos Power Rangers. Sabia de todo o histórico deles com Gennis e seus generais mas em seu cérebro demoníaco, nunca um grupo de jovens em trajes coloridos seria forte o suficiente para enfrentá-lo, muito menos para derrotá-lo. Estava confiante sobre o tamanho de sua força, ainda mais vendo o quão insignificantes os humanos eram. Todos correndo de um lado para o outro, gritando apavorados. Pareciam ser criaturas muito mais frágeis e inúteis do que imaginava. Ele se divertia com tudo aquilo e se sentia o monstro mais poderoso de todos. - Tá vendo isso, Mestre?! Eu vou resgatar os seus poderes logo de cara! - E ele ria com aquela sua voz gutural. Quando já imaginava estar perto a dominar a cidade, eis que ouve o chamado de uma voz humana. Ele e seu grupo de Moebas focalizaram aqueles quatro humanos parados diante deles. Esperou eles terminarem aquele showzinho todo para apontar um de seus braços canhões para eles. - Se eu fosse vocês saía correndo junto com os out... - Foi então que a transformação se iniciou e um uniforme vermelho surgiu em um dos humanos. Aquilo era um Power Ranger? Não parecia grande coisa, pelo menos era o que pensava até que um golpe acidental daquele garoto fizesse um dos Moebas se estatelar contra um veículo e se desintegrar em moedas. - O... O quê?! - Foi aí que tudo começou. Mais e mais trajes coloridos foram surgindo e os Rangers foram mostrando seus verdadeiros poderes. Eram ágeis, fortes, os Moebas não tinham chance. Foi aí que pensou consigo mesmo "Devia ter trazido mais...". Estava tão embasbacado com os ataques dos Rangers que reparou tarde demais a aproximação de um quinto integrante que o atingiu em cheio com seu carro, deixando-o soterrado em um monte de escombros. 

Aquela havia sido a gota d'água. O que antes era espanto agora se transformou em raiva. Com um grito estrondoso, Jagged usou toda sua força para explodir para fora dos escombros. Seus Moebas haviam sido todos derrotados e agora estava sozinho contra os Rangers. - Vocês acham que são bons? Que são fortes? Eles eram só a entrada, o prato principal tá chegando agora! - Ele juntou seus braços, deixando os canhões lado a lado e concentrou sua energia toda neles. Os canhões adquiriram um tom avermelhado e uma enorme bola de fogo se formou diante dele. - Hora de fazer churrasco de Ranger! - E então disparou seu tiro que era grande o suficiente para atingir todos os cinco de uma vez. O monstro ria conforme a explosão acontecia e via Rangers sendo arremessados em direções diversas. - Isso é pra aprenderem a não ficarem se achando. - O monstro investiu contra eles. Apesar de seu tamanho ele era bem rápido. Chegou primeiro no verde, que estava caído bem perto de si e o segurou pelo pescoço com a mão que agora tinha três dedos grossos ao invés de um canhão. - Gosta de carros, né? Então toma! - Arremessou o verde com força no capô do carro mais próximo. Voltou a investir contra os outros que já tentavam se levantar. A Branca e a Amarela havia caído juntas e com um impulso ele saltou até elas e pisou em suas costas, segurando-as no chão antes de chutar ambas na lateral de seus corpos, jogando uma para cada lado. A Azul já havia conseguido se levantar e por isso recebeu um soco bem dado nas costelas seguido de um disparo de canhão com menos intensidade a queima roupa. E então ele se virou para o Vermelho e segurou seu capacete com uma das mãos. - Será que vai continuar engraçadinho sem cérebro? - E começou a apertar com força a cabeça do garoto.





Última edição por Ω Legendaryy Ryan em Seg 8 Out 2018 - 20:32, editado 1 vez(es)



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#5

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário







-oU-2fKhvPaqNosFPc3MJvzukZO7RpnsdVOVjSWFDSzremeL-gzNdcibwBjaLHLrVuIkIIGuUFCxKMjFSnUBe-4k72FqyZWmd13E_KCsgWagbOYng8a88e1QxMBNz3MpmTMpedY1
C  H  I  M  E  R  A     R  A  N  G  E  R

CROCODILE | RHINOCEROS | WOLF


Uma tela holográfica se materializou no centro do salão. Jagged havia surgido no planeta dos humanos para iniciar sua missão de destruição e caos. Ainda assim, o Ranger sombrio permaneceu ali a observar o planeta azul. Indiferente, imóvel... Sequer precisava se virar para ver o quão se umestre estava entediado. Podia facilmente visualizar a imagem do feiticeiro assentado sobre seu trono, com o cotovelo apoiado sobre o braço do trono, apoiando o queixo.  A voz gutural do monstro se fez ouvir, se referindo a Genis, como se estivesse a dar um... Show? Com um vagaroso menear da cabeça expressou o quanto reprovava o subordinado de Azald. Mas não importava. O que importava mesmo era ver os tais Power Rangers. Quando apareceriam? Ouvia o som das explosões causadas pelos disparos do monstro, ouvia o som irritante das Moebas mesclado aos gritos e pedido de socorro dos humanos. Mas, nada daquilo lhe importava. 

Só então, Quimera se virou para olhar o telão. Genis estava assentado exatamente como visualizara. O guerreiro avançou até o centro da sala, se posicionando embaixo do telão. Naria e Quval o encaravam surpresos. Não sabiam o que esperar dele. O Ranger se ajeolhou. ─── Meu senhor, se não lhe for necessária a minha presença aqui, peço permissão para me retirar! ─── Genis se ajeitou no assento e o encarou.  ─── Hm, está bem. Ainda não é a sua hora de entrar em ação. No entanto, meu leal Ranger, fique alerta. Sua missão pode se iniciar a qualquer momento. ─── O Quimera assentiu com a cabeça, se levantou e calmamente se retirou do salão.

No corredor da nave, caminhava até seu aposento. No trajeto passou por algumas outras criaturas, subordinadas dos Generais, alguns Moebas que guardavam algumas dependências específicas da nave... Assim que chegou a porta diante de si abriu automaticamente. O guerreiro adentrou seu aposento e imediatamente seu capacete se desmaterializou. Cabelos longos e loiros caíram por sobre os ombros do guerreiro. Se ouviu um longo suspiro. Na verdade, estava mais para um bufar. Estava incomodado. Mas... Com o quê? A resposta viria a seguir.

Seguiu até um espelho de aspecto sombrio, como tudo naquela nave. Parou de frente para ele, e então a revelação. Quimera, o Ranger Sombrio era humano. Sua expressão já não era indiferente. Não. Em seus profundos olhos verdes ardia a chama do ódio. Ódio de quê? Ou de quem? Era óbvio? De si mesmo. Afinal ele era um humano, e sabia disso. Por um lado, se sentia honrado por ter sido escolhido para se tornar servo de Genis. Sim, os maus também tinham honra. Por outro se detestava pelo fato de ser semelhante a aqueles seres os quais considerava fracos, inúteis e descartáveis. E não bastasse isso, estava constantemente sendo lembrado de sua raiz. Seja por meio de imbecis como Azald, ou astutos e traiçoeiros como Naria. No íncio, foi difícil... Mesmo com Genis lhe afirmando perante os demais como praticamente seu braço direito, ele não era bem aceito. Não que o quisesse. Não era isso. Mas o fato de ser um impuro lhe incomodava. A única forma de saciar a sua ira consigo mesmo era destruir os Power Rangers e auxiliar o seu senhor a subjugar o planeta azul. 

A expressão refletida no espelho se fechou ainda mais. Assim como o punho direito do guerreiro. Uma aura roxa começou a emanar do punho que imediatamente avançou contra o espelho em um golpe, destruindo o mesmo, é claro. O capacete tornou a materializar. O Ranger sombrio respirou fundo e se teleportou para outro lugar. Uma espécie de salão de treinamento...  ───Iniciar simulação de combate nível omega! ─── Disse numa tonalidade furiosa. Diante dele se materializou um exército de Rangers. Rangers de várias cores, e tipos de uniforme. Um exército que de fato existiu. Nos eventos da tal Guerra Lendária. Porém, este exército contava com cinco integrantes novos. Eram eles... Sua missão. O quinteto escolhido pelas Feras Primordiais. Cada um com a sua cor e fera respectiva. Os punhos do Ranger sombrio cerraram enquanto ele assumia sua postura de combate. 

Talvez fosse loucura escolher lidar com tantos Rangers de uma vez. Talvez não, afinal a extensão de seu poder, a seu ver, era superior a qualquer um dos que estava ali, que, ainda que fosse hologramas, eram programados para chegar bem próximo das capacidades dos originais, assim como também eram capazes de ferir, e até mesmo matar. Aquela sala de treino tinha um misto de tecnologia com magia. Uma das maiores obras de artes de Quval, com o apoio direto de Genis. 

Os primeiros Rangers avançaram contra o Ranger Sombrio, que, com seu morfador em mãos girou o cubo no mesmo posicionando na figura de um lobo. Imediatamente se viu um brilho prateado, uma luz intensa que fez com que os atacantes recuassem e cobrissem os olhos. A parte superior preta do capacete do Quimera que fazia referência a um rinoceronte foi para trás, revelando uma superfície prateada. No modo lupino, avançou numa velocidade surpreendente contra seus oponentes, desferindo inúmeros ataques reluzentes, que tomavam forma de garras prateadas, fazendo com que os trajes de seus oponentes entrassem em colapso ao ponto soltarem faíscas e provocarem pequenas explosões enquanto as cópias dos heróis eram arremessadas ao ar. O guerreiro por sua vez, parou e posicionado como um autêntico Garou sanguinário os fitava escolhendo suas próximas presas.



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#6

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
─── Cᴏʟᴇ Eᴠᴀɴꜱ (moderador) - 78 dias



Finalmente havia conseguido completar a primeira parte de sua missão: Juntar os Rangers e lhes contar todo o panorama da situação até o momento. Parecia um grupo desajustado, ainda precisariam de muito treino e dedicação para que suas vontades e forças funcionassem como uu mas isso era algo que toda equipe Ranger passou ou vai passar. As mãos se mantinham juntas apoiadas na lombar enquanto os observava reagindo ao novo mundo que acabaram de descobrir. Stephan, Phoebe e Summer foram mais ligeiros e já sentiram a mudança de atmosfera que a ilha flutuante trazia. Cole apenas riu de forma mais contida com a conclusão deles e apenas concordou com a cabeça. - Exatamente, estamos voando. Esta ilha já fez parte da Terra. Há muito tempo atrás a ilha foi atacada brutalmente pelas investidas do Mestre Ogro e seus monstros. Os guerreiros que protegiam essa ilha e que usavam os poderes dos zords selvagens conseguiram deter seus inimigos, mas para evitar que o lugar fosse atacado novamente e que os zords ficassem em perigo, os guerreiros usaram sua força mística para separar a ilha do resto da Terra e elevá-la aos céus. Existe um campo ao redor dela que não permiti que cidadãos comuns avistem ou se aproximem do lugar. Eles pensaram em tudo. - Só pelo simples fato de passar essa informação em específico aos garotos, se lembrou dele mesmo quando visitou a ilha pela primeira vez e o quão impressionado havia ficado com isso. Ele passou a caminhar por entre os jovens e tentava se lembrar dos nomes que as próprias feras haviam passado para si. - Stephan... Phoebe... Allysson... Summer... E... - Conseguia sentir a presença das feras primordiais em cada um daqueles jovens, no entanto, o outro garoto do qual achou que seria o escolhido do elefante, não tinha a mesma aura. Ele se aproximou a passos lentos do rapaz mantendo um ar de desconfiança pairando sobre si. - Desculpe a pergunta, mas por acaso você é mesmo o Alecs... - Antes que pudesse questioná-lo a fonte central da praça em que estavam começou a borbulhar de maneira incessante e frenética. Cole já sabia o que aquilo significava e por isso ficou apreensivo conforme se aproximava. Podia ver com a clareza da água aquela criatura monstruosa causando o caos em Turtle Cove juntamente com um pequeno exército de subordinados. - Aparentemente vocês vão ter que entrar em cena antes do esperado. - Ele girou os calcanhares para encarar o resto do grupo mantendo as sobrancelhas franzidas. - É agora que a batalha realmente começa. Os cubos que vocês tem são seus morfadores e com eles vocês terão acesso aos poderes das suas feras. Quando morfarem, mesmo que nunca tenham lutado na vida, os poderes das feras vão surgir e com eles seus reflexos e habilidades de combate também vão aparecer, portanto não precisam ter medo. Eu sei que de vocês todos pelo menos Stephan já morfou uma vez então sigam a deixa dele para se transformarem. Animarium está conectando todos nós por isso vamos conseguir nos comunicar. Vou estar observando vocês daqui então não se preocupem, porque não vou deixá-los sozinhos. - Cole respirou fundo esboçou um sorriso confiante. - Eu sei que vocês conseguem. Não foram escolhidos a toa. Acreditem em si e nos seus companheiros, ok? Dito isso, assim que atravessarem o portal de Animarium vocês estarão diretamente no local da batalha. As explicações podem ser dadas depois. Stephan, Phoebe, Allysson e Summer podem ir. Você fica... - E olhou para o garoto desconhecido. Não sentia a aura do elefante sobre o garoto portanto não podia arriscar mandá-lo para uma zona de confronto.




Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#7

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário



─── Depois de chegar a óbvia conclusão de que realmente estavam acima das nuvens, Stephan desceu da árvore a se aproximou de Cole para ouvir a história do qual se mostrava incrivelmente interessado sobre o lugar em que estava. - Fala sério... Esse negócio de mágica é muito surreal de tão legal, né? - Perguntava todo sorridente para o resto do grupo. Quem diria que, sem ter um motivo específico, estaria num lugar daqueles. Nunca em sã consciência imaginaria que sua jornada de descobrimento pelo mundo fosse parar num lugar em que pouquíssimas pessoas sabiam da existência. Ele caminhou um pouco por ali pela praça e novamente usou sua câmera para registrar aquelas belíssimas esculturas feitas na pedra. Além disso tinha que registrar não estava sozinho nessa portanto procurou ângulos bons para fotografar seus companheiros de maneira mais espontânea, que era o tipo de foto que mais lhe agradava. Provavelmente de todos ali a foto do "garoto da queda" foi a mais divertida pois ele parecia muito mais embasbacado com tudo aquilo do que qualquer outro ali. Se aproximou do ombro dele cutucou seu braço com o cotovelo. - Olha só, sua cara tá muito boa. - Comentou com a rapaz em meio ao risos. Mas como tudo que é bom durava pouco, a fonte da praça borbulhando como se estivesse fervendo quebrou aquele clima leve.

Se aproximou da fonte junto aos outros e suas sobrancelhas se arquearam ao ver a cena daquele monstro esquisito seguido por criaturas mais esquisitas ainda, causando o terror na cidade grande. O que mais lhe chamava atenção ali era o medo que as pessoas próximas às criaturas estavam sentindo. Sabia que teriam que se apressar para chegar lá a tempo de salvar a todos. Os olhares eram trocados entre a fonte e as instruções que Cole passava ao grupo. Ele sabia mesmo como a coisa funcionava e dava as orientações certas para que todos pudessem ter sucesso na missão. Stephan concordou com a cabeça em relação a tudo e por mais que quisesse esconder, seu sorriso voltava a aparecer. O fato de ter o poder para salvar as pessoas era ótimo, mas a empolgação que sentia ao poder usar as habilidades da águia outra vez, era o que mais o motivava no momento. Arqueou uma das sobrancelhas e manteve o semblante de dúvida em relação do "garoto da queda". Não imaginaria o motivo pelo qual ele teria que ficar principalmente porque quanto mais membros da equipe na missão, melhor. Mas Cole provavelmente deveria saber o que estava fazendo então apenas assentiu. - Beleza... Pessoal, peguem os cubos e vamos nessa! - Stephan correu para a mochila e pegou seu cubo para seguir na direção do portal. 

Assim que tocou a grande porta de pedra a mesma se deslocou para o lado e o que se via do outro lado já não era mais a floresta e sim um beco vazio. Ele atravessou a porta e olhava ao redor ainda processando a informação do portal mágico. - Fala sério... - Mais uma ver ele riu sozinho e tocou a própria cintura. O riso sessou ao ouvir uma explosão vinda de perto. Correu até a beirada do beco e colocou apenas a cabeça para fora para olhar a situação. Podia ver a mesma cena que viu na fonte de Animarium mas agora ela estava bem próxima de si. Aparentemente as pessoas que estavam ali agora a pouco haviam debandado ou estavam bem escondidas. - Caramba, os monstros tão bem aqui do lado... Pelo que deu pra ver não tem mais ninguém por perto. Acho que é a nossa deixa. - Disse direcionando a fala para o resto do grupo. Fez um sinal com a cabeça para que os outros o acompanhassem e correu para ficar exatamente atrás do grupo de criaturas. Ele limpou a garganta antes de começar a falar em alto e bom som. - Aí seus feiosos! - Chamou a atenção das criaturas que se viraram para si no mesmo instante. - Já chega dessa destruição porque os Rangers vão entrar em ação! - O som do silêncio dos monstros era perturbador. - Na minha cabeça isso soava muito melhor... - Comentou para si mesmo. - Tá legal então galera. É Hora de Morfar! - Ele abriu seu cubo, pressionou o botão vermelho seguido pelo número um do teclado. Fechou o aparelho e o levou para frente do corpo. - Instinto Selvagem, Despertar! - Girou a parte de cima do cubo que quando formou a imagem das cinco Feras Primordiais iniciou o processo de morfagem. Uma aura vermelha envolveu seu corpo e o espírito da águia saiu de dentro do cubo e cobriu seu rosto. O traje estava completo. - Que sensação ótima! - Gritou. - Vamos nessa, galera! - Nem esperou pelos outros e saiu correndo em direção as criaturas verdes a sua frente. Sua primeira entrada no combate não poderia ser tão triunfante com imaginou pois quando estava perto da primeira criatura ele tropeçou e seu corpo foi jogado contra o do monstro que grunhindo foi arremessado em com força na direção de um dos carros e se transformou em várias moedas quebradas que caíram no chão. - Ih... Foi mal, hein! Não espera, quer dizer... - Ele se levantou as pressas e engrossou a voz. - Isso é pra aprender a não destruir a cidade! - Sorriu por baixo do capacete e mirou as criaturas. - E aí, quem é o próximo? - Os monstros grunhiram e assumiram uma postura mais ofensiva, partindo para o ataque.





Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#8

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário

Era muita informação para processar, mas ao contrário do garoto chapado e perdido, tanto Alysson quanto os outros pareciam se adaptar fácil a situação. Alysson ouvia tudo com atenção sem deixar de admirar a beleza de Cole. Tinha que ser um cara tão bonito? Não poderia ser um desdentado ou com cara de nerd? Claro que tais pensamentos eram guardados novamente para si, pelo visto era algo costumeiro dos ‘frequentadores de praia ‘ admirar a beleza dos outros. O que ela não percebia era que naquele momento Stephan estava fotografando e com certeza sua feição de garota ‘’boba admirando’’ ficou registrado naquele momento. Mas voltando ao que interessa, tudo parecia muito surreal e a loira nem fazia ideia do que era o tal Mestre Ogro e Zords. Mas como sempre sabia que em breve teria as respostas. Notou então que havia algo de errado com o tal garoto ‘verde’ pela forma com que Cole falava com o mesmo, no entando a atenção foi novamente direcionada a outro ponto. A fonte começava aborbulhar e instintivamente Alysson se aproximava e o que via a deixava sem ar por alguns segundos. – Ah.....acho que agora estou entendendo o que está de fato acontecendo aqui.... – Comentou mais para si mesma do que para os outros sem tirar os olhos da cena que acontecia. Ouviu novamente as palavras do ‘mentor’ do grupo e tentou cravar em sua mente cada palavra, como se fosse um código, uma chave secreta, afinal nunca tinha usado o cubo, não fazia ideia de como faze-lo. Alysson segurou firme a mochila que carregava mas a tirou rapidamente deixando encostada perto da estátua do tubarão. Abriu a mesma e pegou o cubo observando o objeto por alguns segundos até pressioná-lo forte com os dedos. “Se foi você que me protegeu no mar naquele dia...não me abandone agora.” Dizia para si mesma se levantando rapidamente. Antes de finalmente seguir os outros ela via que Cole pedia para o garoto desconhecido ficar. Aly observou por alguns instantes pensando se o veria novamente mas ao que tudo indicava, ele não estaria ali caso retornassem. Ela só não sabia ainda ao certo o porque. Sem dizer nada e apressando o passo, ela enfim seguia os outros.




Ao passar pelo portal junto dos outros, a surfista da Califórina ouvia as palavras de Stephan. – Que coisa louca. – Completava baixinho. Mas com a explosão, deixava as expressões de surpresa de lado e corria até a beirada do beco para ver o que acontecia. Alysson seguia Stephan de acordo com o que Cole havia dito, era só fazer o que ele fazia e tudo ficaria certo, quase igual a um treino de surf. Pelo menos ela esperava que fosse. Estava apreensiva afinal ainda não tinha caído direito a ficha de que era uma Ranger. Ouviu as palavras de Stephan e acabou rindo. – Nossa até rimou.. – Brincou sem conseguir deixar a parte cômica de lado em meio aquela guerra. Pelo menos não havia mais pessoas por ali, e isso a tranquilizava e a deixava mais confiante do que precisava fazer.  Mas agora a brincadeira acabava e era hora de domar a fera. Alysson segurou o cubo e imitou Stephan notando que seu corpo parecia fazer exatamente como devia ser, novamente o instinto falava mais alto, estava claro que já estava dentro de si. A loira abriu o cubo, e apertou o botão azul seguido do numero 2 do teclado, fechou o aparelho e o levou para frente de si. – Instinto Selvagem Despertar! – Girou a parte de cimado cubo formando a imagem da Cinco Feras e iniciou o processo de morfagem. Sentiu uma energia estrondosa tomar seu corpo, o traje a envolvendo por completo e a imagem de um tubarão se transformando em seu capacete. – Nossa....– Foi o que conseguiu dizer ficando atônita com a transformação por alguns segundos. – Isso é insano. – Ria por baixo do capacete, não só pela loucura que era estar vivendo aquilo, mas pelo capote que Stephan tomava e que Phoebe já havia ‘profetizado’.




Mas deixando a zuera de lado era hora de botar pra quebrar. Alysson atacava quase ao mesmo tempo que as garotas e deixava seu instinto falar por si. Nunca tinha lutado na vida e quando pensava que seria atingida, conseguia desviar com destreza e rapidez. Sua mente parecia um tsunami e seu corpo agia como tal com chutes, socos e giros, esquivando e atacando, devastando aqueles seres estranhos que se transformavam em moedas a cada golpe certeiro. Um giro rápido, atingia na cabeça, um chute certeiro, atingia o peito, uma rasteira, os levava ao chão. Eram ações demais para processar e ela só mantinha a mente completamente aberta, usando carros para tomar impulso para atingir os inimigos. Ao passo que lutava, Alysson conseguia ver as ações dos demais e tudo parecia muito promissor. Será que venceriam a primeira batalha?



Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#9

Ω Legendaryy Ryan

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário

Apesar que o inicio havia sido realmente ‘’ tenso ‘’ para Summer ‘’ é aparentemente para todos os demais Rangers, o rapaz chamado Stephan parecia estas mais animado que realmente assustado, o que era um pouco estranho, ele fazia a loira lembra-se de um personagem de um velho anime japonês de seu mundo, chamado One Piece, aliais havia ficado decepcionada por falta apenas quatro anos para a obra sé finalizada no mundo de onde pertencias, a obra acabava de completar apenas 45 anos no ar’’.




Ao chegar ao topo da arvore, ficou claro que todo o local estavas flutuado no ar, apesar que por alguns segundos havia ficado surpresa, logo Summer passou a analisar a situação com mais cuidado é com mais detalhes, primeiro um suposto leão havia a escolhido para voltar a usar um uniforme ranger ‘’ cujo esse não sabias sé realmente desejarias a querer usar, havia passado muitas coisas como operadora de serie amarela em seu mundo natal, não sé arrependias do posto ocupado antes, havia ajudado é salvado muitas pessoas, mas sé realmente tirou uma lição da vida de antes, era que a vida Ranger não havia nenhum pouco de felicidade, mesmo com os companheiros que havia conquistado, a garota tinha total noção do peso que era a responsabilidade de ser uma Ranger, responsabilidade essa que por dentro jamais queria.... ‘’. Também passou á questionar toda a história contada pelo suposto mentor, algo não estavas certo naquilo tudo, ele sabia demais sobre o inimigo, é tu não aparentavas possui mais que 30 anos, seu porte físico não eras de alguém que ficas por detrais dos panos, a forma que ele sé movimentadas, seu carisma...... ele aparentava ser mais Ranger Vermelho do que um mentor em si....




Os questionamentos de Summer continuaram, mas logo ela foi interrompida ao olhar para algo, sé perguntou se apenas ela estavas vendo tal cena, um leão mecânico na cor amarela gigantesco ao topo de um montanha, sua visão era quase que absoluta é orgulhosa, logo o zord focou na garota, ambos ficaram em sincronia por alguns instantes, mas logo Summer pode percebe que o alvo do Leão não era apenas a mesma é também o mentor, parecia que a mente de ambos haviam sé interligado em um único pensamento ........‘’ você foi um Ranger... é um usuário do Leão ‘’ ..




Porém não houve tempo para mais questionamentos, a dúvida de Cole ao momento que a fonte central havia ficado maluca é a breve explicação sobre os poderes aos Rangers, sé perguntou sé o mentor havia treinado suas falas em um espelho. ‘’ talvez ele já tivesse feito aulas de teatro antes ..’’ , quando percebeu, Stephan já havia tomado a dianteira,  ‘’ Bonito.. Porém ele é do tipo que morres cedo ‘’, pensou Summer sobre a atitude de empolgação do vermelho, logo todos os demais passaram ao segui-lo, menos um que havia ficado com o mentor, havia algo de estranho nele também, passaria a ficar de olho nesse detalhe também quando voltasses, ao chegar na cidade que estavas sobre ataque, já não havia ninguém no local, nenhuma vítima, isso deixou Summer um pouco mais aliviada, pode assistir o momento que Alysson, Phoebe é Stephan morpharam, lembrou-se da primeira vez que havia experimentado essa sensação, ficou a imaginar como eles estavam sé sentindo nesse momento tão único .... Mas logo uma criatura verde foi para cima da garota, essa por sua vez a recebeu com um chute circular que o atingiu bem em seu rosto, o rosto de nojo na loira estavas bem visível, já havia conhecido maquinas bem feias... mas essas coisas haviam sé superado, não demorou para que pudesses concluir que sé tratavas de simples peões, não valiam a pena gastar energia, porém todos estavam Morphados, poderia compromete a equipe sé caso fossem avistados por algum civil, por isso seguindo o exemplo dos demais, Summer retirou o cubo de seu bolso é repetiu a mesma frase que todos;


 


 


___ Instinto Selvagem, despertar


 


Após girar a parte de cima do objeto, uma aura amarela sé formou sobre Summer, novamente ouviu o já bem conhecido rugido do leão, aquela sensação era maravilhosa, nunca se cansavas delas, após estas devidamente morphadar, a garota apenas ficou parada com braços abertos e olhando para o céu, por dentro do capacete, os olhos de Summer estavam fechados, finalmente algo familiar em um mundo estranho....  –Como sentir saudades disso ....




Ao verem a Ranger apenas imóvel, um grupo de monstros sé formou sobre ela a cercando por completo, por sua vez, ao perceber as criaturas, Summer permaneceu parada, quase como uma forma de provocação  ..... -- Recomendo que não sé aproximem, um leão não gosta de ser tocado por lixos como vocês .... _  mas a tentativa da Ranger foi inútil ‘’ como já esperado ‘’, um grupo de 10 criaturas iniciaram o ataque, por sua vez, Summer os recebeu com um chute no ar ‘’bem semelhante aos golpes de capoeira ‘’, logo todos os monstros que haviam se reunido foram em direção a garota,  derrotando um por um, Summer passou a contar quantas criaturas ela estavas derrubando por vez....10...14...21...31...49...diante do último que se mantinhas em pés, a Ranger amarela se deixou sé levada pelo instinto, assim em seus dedos surgiram uma espécie de garras, essas que por sua vez conduziam eletricidade, as utilizado, Summer atacou o último o cortando em seu peito, é assim  o finalizando com eletricidade.


 


.........50 !!!!




Certamente havia exagerado, porém pela primeira vez em horas, Summer sé sentias livre..






Ela joga o cabelo, ela desce até o chão, ela faz tudo que pode, só pra agradar o patrão ♪
#10

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum