Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Resto do Mundo » Resto do Mundo » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 4]

Petala

avatar
Filho(a) de Atena
Filho(a) de Atena
Ver perfil do usuário
"Argos III"

Meus olhos repousaram por um breve instante nesse nome e tudo começou a fazer sentido para mim.

Missão Anterior:
Estava focada limpando minha adaga quando uma garota, que aparentava ter 15 anos ( ou não, é meio que impossível adivinhar a idade de uma dríade) entrou pela porta de forma sutil.

_ Guardiã, tenho um recado da nossa líder. Sua jornada não vai terminar essa noite, na verdade isso não é nada em vista do que você vai enfrentar, os espíritos da água vão te guiar para as terras antigas. Os deuses já escolheram os semideuses que vão participar desse jornada.

Olhei-a por alguns segundos e voltei a olhar para minha adaga.

_ Eu já imaginava, ontem eu tive sonhos estranhos agora tudo se encaixa.

Nos meus sonhos eu consegui ler a palavra Argos III, o que quer que isso significava, eu iria encontrar.

Segurei aquela prótese que substituía o braço daquele rapaz, o contato com a superficie fria me dava um certo desconforto, por fim fui erguida para dentro da lancha. Todo o meu corpo agradeceu o fato de poder estar de pé o que me fez esboçar um leve sorriso ( o que fez meus lábios sangrarem um pouco devido a estar tão ressecados).

_Obrigada. - Disse ao garoto que me erguera.

Observei por um tempo os três rapazes a minha frente: semideuses. Meus olhos se demoraram um pouco mais nos dois maiores, eu os reconheceria se fossem do meu acampamento e não era o caso. Romanos. Aquilo me deixava um pouco desconfortável. Por mais que os tempos fossem outros e com a união dos acampamentos, por ser fillha de quem eu sou, sempre me sentia um pouco apreensiva por estar junto a eles. Eles estavam bem ansiosos e tensos, com certeza estava acontecendo algo, porém toda aquela tensão foi substituida por uma sensação de confusão e pela minha leitura corporal dos garotos, o que quer que os preocupavam, já não estava mais ali.

- Bem-vinda a bordo Petala. Uma irmã de amigos meus sempre terá um local seguro e acolhedor a sua espera. ~  Meus olhos se estreitaram para aquele semideus que invocou armas  e veio na minha direção, todo meu corpo retesou. E outra coisa me fez ficar tensa, ele sabia meu nome.

_ Você me é familiar, mas eu não me lembro de ti. Bom, sou Petala, fillha de Atena.  ~ Iria conversar e buscar informações sobre eles ( e ganhar tempo?) para que se fosse necessário, fugir. _ Vocês poderiam me dar um pouco de água e comida? E me contar o que esta acontecendo? Tenho certeza que não estou aqui por acaso. ~ Meus olhos cinzas ficavam ainda mais claros no reflexo da luz no mar. Olhava para todos tentando não parecer uma ameaça ( por mais acabada fisicamente que eu estivesse), não queria causar uma má interpretação, apesar de que eles não ajudavam muito.



Vestimenta:
=>Pingente da Coruja***
=>Braçadeira do Guardião [Recruta]
=> Anel da intuição
=>Tiara Adornada[CHROMA] (*w*)
=> Calça jeans surrada
=>Anel do Amor ♡ [Diamante][Presente de Vênus]
=> Pulseira (item transmutável)
=> blusa branca surrada pelo tempo no barril
=> sapato all star rosa

Mochila rumos e trilhas:

=>Faca de Arremesso (x10)
=>Esfera explosiva [Grande]
=>Flauta comum
=>Faca de Caça [Bronze Celestial]
=>Barra de Ambrosia (x7)
=>Cantil de Néctar (x5)
=>Soro Curativo (x2)
=>Kit de Armadilhas (x5)
=>Apito para Patos Ateniense
=>Isqueiro
=>Isqueiro Zippo
=>Soro Curativo
=>Apito da Natureza *2*

Armas Transmutaveis:

=>Escudo Grande [Lâminas][Prata][Sombrio][Transmutação: Pulseira]*--*

Tatuagens:
Tatuagem Grega [Rosa Negra][Pulso]{Adaga Simples [Venenosa]}



#21

Ὧ Lorenzo Muller

avatar
Filho(a) de Marte
Filho(a) de Marte
Ver perfil do usuário
Meus olhos demoraram pra se acostumar com a visão na minha frente. A garota parecia estar a dias á deriva, sem comida, sem água. Talvez até mesmo sem a esperança de que iria conseguir se esticar novamente. Talvez uma missão fosse exatamente o que ela precisava para se soltar... sei la, funciona comigo.

- Meu nome é Lorenzo, prazer. Sou filho de Marte. - Solto um sorriso e inflo o peito. - Aguarde um minuto.

Desço avoado até o frigobar novamente, dessa vez muito mais rápido pois já conhecia o local, e pego as águas de coco geladas. Na mesma velocidade que desci, iria subir novamente. Tomando cuidado pra não me fuder nas escadas.

Entrego a bebida para a garota e me sento em qualquer lugar ali próximo tomando minha devassa. A garota fazia tantos questionamentos que era falta de cortesia não responde-los.

- Então, Petala. Estamos em uma missão para Hércules. Temos que ir até a Grécia e matar um monstro, o que é bem mais difícil na prática do que na fala. Além disso, nosso radar está detectando dois... dois ou quatro monstros, Orik ? - Tomo mais um gole, sorrindo novamente, enquanto espero o filho de Netuno responder. - O que nos trás á pergunta do milhão: Gostaria de nos acompanhar nessa jornada? Afinal, ta quase na hora do almoço.



#22

λ Nathan Fowl

avatar
Filho(a) de Hécate
Filho(a) de Hécate
Ver perfil do usuário
Nesse meio tempo de viagem eu havia ficado inerte em meus pensamentos. Eu sabia que não seria muito útil em guiar o barco ou decidir o caminho, Orik era o mais indicado, e a ideia de tentar ajudar um filho do deus dos mares no mar, parecia ridícula.

Embora eu estivesse quieto, eu prestava atenção em tudo que Orik fazia. Era fascinante assistir como ele realmente tinha o dom pra coisa. Sorrateiramente um barril no mar tirou toda minha atenção. Emanava uma aura familiar, mas o choque em ver aquilo no meio do nada não impediu que eu arqueasse pelo menos uma de minhas sobrancelhas.

O choque foi ainda maior ao perceber que a aura era de Pétala e que ela estava sozinha naquele barril no meio do mar. Mas que diabos estaria a prole de Atena fazendo sozinha no meio da água? Noto uma certa dificuldade dela em se apoiar e se mover para adentrar o Argos III, então começo a me dirigir na direção dela. Evito correr para não tropeçar em nada, mas acelero o passo tomando cuidado para não esbarrar ou quebrar nada.

Chegando até a garota eu iria oferecer alguma poção de cura ou algo do tipo, caso ela precisasse é claro. E então perguntaria para ela o que ela estava fazendo ali. Eu tinha uma certa admiração pelos filhos de Atena. Os achava incríveis, e não era diferente com Pétala, eu sabia do que aquela garota era capaz e conhecia sua fama no acampamento muito bem.

-Olá Pétala, precisa de alguma coisa? Digo sorrindo amistosamente para a menina.

Eu estava animado por estar com alguém tão experiente quanto eu na missão. Eu me recordo que quando cheguei no acampamento, Pétala já estava lá. Iria ser divertido, e eu tinha certeza que minha cara não conseguia conter o sorriso largo que eu sempre soltava ao estar animado.

Embora eu estivesse tão atônito com a situação, afinal não era todos os dias que saiamos para uma missão no mar e encontrávamos uma semideusa famosa e experiente boiando no meio do nada, não pude deixar de notar uma aura mágica vindo a frente do navio e logo em seguida desaparecendo. Meu corpo já se mantinha em estado de alerta e a animação dava lugar ao foco ao nosso redor.

Aperto minha mão em meu cajado, na espera para poder nos defender ou atacar caso fosse necessário, para não ser totalmente pego de surpresa, tento parecer normal, para não assustar meus amigos, afinal, tudo o que não precisávamos era de pânico em alto-mar.



#23

Petala

avatar
Filho(a) de Atena
Filho(a) de Atena
Ver perfil do usuário
O rapaz mais corpulento se apresentou de forma mais amigável que o anterior, que esquecera de dizer seu nome, porém poderia julgar ser filho de Poseidon devido ao tridente e a confiança que ele tinha em alto mar.

_Meu nome é Lorenzo, prazer. Sou filho de Marte. - Observei sua postura, era impressionante. - Aguarde um minuto. O filho de Ares desceu correndo me deixando com cara de paisagem. Para minha surpresa ele voltou tão rápido e repentino quanto saiu e com duas bebidas. Aceito e tomo um pouco rápido demais, meu corpo estava gritando por aquilo, mas não ia demonstrar nenhuma fraqueza.

- Então, Petala. Estamos em uma missão para Hércules. Temos que ir até a Grécia e matar um monstro, o que é bem mais difícil na prática do que na fala. Além disso, nosso radar está detectando dois... dois ou quatro monstros, Orik ?  O que nos trás á pergunta do milhão: Gostaria de nos acompanhar nessa jornada? Afinal, ta quase na hora do almoço.

Comecei a digerir toda aquela informação, porém fui cortada por uma presença familiar, um grego. Diferente eu diria. Estive em contato com muitos feiticeiros e portadores da névoa, já sabia reconhecer um de longe, e esse em especial era poderoso. Porém, muito além da postura e da aura mágica dele, eu o conhecia do acampamento, todas as minhas inseguranças acabavam ali, estava com um dos meus. Nathan chegou já me oferecendo uma poção de cura ( provavelmente eu estava mesmo aparentando estar acabada - por mais que eu tentasse esconder).

_Olá Pétala, precisa de alguma coisa? ~ Disse sorrindo. Aceitei a poção de cura e tomei. [a reação dela ao meu corpo depende do narrador]

Olhei os três semideuses e por fim  foquei o horizonte. Pensativa.

_ Quatro semideuses saindo numa missão é muito arriscado, ainda mais as terras antigas. Pelo menos temos 2 gregos e 2 romanos, talvez isso reestabeleça o equilíbrio. Bom, quanto ao destino, eu já sabia e aceito o convite, tenho certeza que o fato de eu ter encontrado vocês seja a vontade dos deuses. Sobre como eu vim parar aqui, prefiro não contar, por agora. ~ Senti como se um ar gelado passasse por todo o meu corpo no momento em que eu pensei sobre de onde eu estava vindo. Esperava mesmo que aquela reserva estivesse bem, de qualquer forma aquilo não poderia tirar minha atenção a nova missão, ou como disse a líder da reserva de Virginea, a minha verdadeira missão. Minha barriga roncou. _Você disse que esta quase na hora do almoço? Que tal me contar sobre esses seres que estão nos perseguindo enquanto eu como algo? E depois quero tomar um banho. ~ Dei um leve sorriso para os garotos.

#24
Ver perfil do usuário
Lorenzo desce as escadas sutil como um búfalo, apressado para pegar água para sua nova crush companheira de bordo. Nathan, elegantíssimo, segue o garoto para conseguir algum alimento para a garota, e como a coisa mais atraente que encontra na geladeira são carnes de hamburger congeladas, ele as frita com um jato de fogo e enfia num pão, que entrega pra Pétala que já bebia vorazmente a água que Lore havia entregue.

Alguns minutinhos se passam enquanto Petal se recupera e come/bebe, servida em seu harém. Os jovens conversam sobre a missão , e aos poucos a semideusa começa a sentir sua força habitual retornando, parte graças à alimentação, parte graças à poção dada por Nathan. Aparentemente, a ambrosia a mantivera forte em sua estadia no barril, mas não era o suficiente para nutrir seu corpo.

Orik aguarda plantado como uma máquina de guerra na traseira da embarcação, os olhos fixos no horizonte enquanto aguarda a chegada da batalha que ele sabia que viria. Enquanto estava ali, o garoto se mantém ciente de cada ferramenta e de cada comando da embarcação, inclusive conseguindo corrigir o curso com um pensamento quando as ondas a desviavam mesmo que minimamente de sua rota.

Foi Nathan quem olhou sério para o horizonte primeiro. O garoto começou a sentir a presença que se aproximava, mas, para seu desagrado, Orik não sabia contar ou a coisa estava ficando cada vez mais feia. A aura que ele sentia não pertencia a quatro monstros, mas a 6. Parecia que as criaturas estavam fazendo mitose ou convocando todo monstro no caminho para caçá-los. O filho de Hécate sente mais uma vez a estranha presença flutuante que surgiu do nada, desta vez ainda mais próxima. Quando se aproxima da beira da embarcação, tentando identificar a origem daquela aura, tudo o que consegue ver é um redemoinho a uns 20 metros da embarcação, de água escura e agitada, que logo tremula e some no meio do oceano, e a aura se enfraquece até sumir. Na verdade, percebe o garoto, a aura parece se diluir até estar dispersa demais para ser sentida como uma unidade.

E em mais um minuto, Orik finalmente enxerga seu inimigo. Uma barbatana dorsal cortava a superfície da água em direção ao barco, mais rápido do que um tubarão normal deveria conseguir nadar. Então, outra e outra surgem ao lado da primeira, e o trio de pseudo-sharks seguem na direção da embarcação. Eles se dividem, e enquanto o do meio segue direto para onde orik estava, os outros se afastam e começam a se aproximar das laterais da embarcação, acelerando ainda mais. Nathan consegue perceber a aproximação destas três criaturas e das outras 3 que estavam se aproximando mais lentamente por baixo da superfície, alcançando o casco da embarcação. De alguma forma, Orik também percebe que há mais inimigos aproximando-se por baixo, mais do que ele havia visto no radar.

Lorenzo e Petala apesar de não terem os sentidos marítimos de Orik nem o radar mágico de Nathan também sentem um frio na barriga, como um instinto anunciando a aproximação da batalha.

Como um míssil, o primeiro monstro salta do oceano, subindo uns 5 metros no ar e caindo em direção à embarcação.

Spoiler:




Valkirio   Nojinho    kede  Golfinho  
#25

Petala

avatar
Filho(a) de Atena
Filho(a) de Atena
Ver perfil do usuário
[Complemento com a permissão do narrador]


Nathan ainda esta na beirada da embarcação, porque estava olhando o outro monstro. Petala e Lorenzo estão a 2 metros dele, e a um metro um do outro. O monstro cai na lateral desse triangulo, mais próximo da filha de Atena.

Aquela sensação conhecida de frio na barriga que antecede a chegada de monstros tomou conta dom eu corpo e numa agilidade fora do normal um monstro salta para o alto caindo na direção do barco. Observei todo o seu corpo durante a queda e sabia exatamente onde ele iria cair.

_ Cuidado com a cauda!! ~ Disse para o filho de Ares ao mesmo tempo que transmutava minha pulseira em escudo. Ignoraria todo os resquícios de dor, até mesmo porque era filha da batalha, sempre estaria pronta para ela.

Estávamos enfrentando um monstro marinho, sua agilidade na água era incomparável, porém pela estrutura física,  e a forma como ele segurava a arma (o tridente com as duas mãos) ele não podia apresentar muito perigo em solo, sozinho, contra 2 semideuses. Era uma postura simples de ataque [Sabedoria].  Porém monstros marinhos não costumavam atacar sozinhos, ele tinha seu cardume e assim como ele poderiam saltar para dentro da lancha a qualquer instante. Precisávamos agir rápido.

Estávamos muito próximos do monstro, eu ia apostar na minha sinergia com o filho de Marte, tínhamos algo em comum: a guerra. Coloco o meu escudo a frente do meu corpo e vou para cima do monstro afim de ocupar sua lança com minha defesa [Perícia com escudo Intermediário]  e desestabiliza-lo empurrando-o com o escudo para trás. Estaria atenta a leitura corporal dele para se caso ele viesse a usar a cauda eu pudesse desviar impulsionando  meu corpo para trás sem perder a postura defensiva do meu escudo para barrar o tridente. Esperava que Lorenzo entendesse o que eu estivesse fazendo e aproveitasse a brecha para atacar.

Habilidades Passivas:
Nível 1 - Sabedoria: Por ser filho de Atena, você é o mais sábio entre os campistas, e saberá usar sua inteligência em batalha. Também pode ler muito rapidamente, e em qualquer língua ou dialeto. (+5 INT)

Nível 9 - Pericia com Escudos [Intermediário]: Garante o nível Intermediário para pericia com Escudos. Permite ao herói treinar as demais pericias até o nível Intermediário. O herói de usar escudos médios. (+8 CON)

#26

Ὧ Lorenzo Muller

avatar
Filho(a) de Marte
Filho(a) de Marte
Ver perfil do usuário
Minha barriga formigava, conseguia sentir a adrenalina pulsando pelas veias. Sem dúvida meu [Instinto de Batalha] apitava freneticamente, avisando minha mente de que uma batalha estava próxima.

- Cuidado com a cauda!!

Claro. A garota era filha de Atena, estava ligada á guerra pelo sangue, assim como eu. De todos que estavam ali, a nossa sinergia era a melhor. Além de tudo, era um conselho muito bom. Assim que a criatura cai na embarcação, dou dois passos para trás analisando a postura de Petala. Logo quando seu escudo é transmutado, eu sabia exatamente o que tinha que fazer.

Puxo o soco inglês do meu bolso e seguro com a prótese, ganhando ainda mais força adicional. Em seguida flanqueio o monstro, saindo de trás da filha de Atena pela direita. Me aproximo pela lateral e agarro o antebraço da criatura com a destra, apenas para ter apoio. Já com a mão esquerda, eu a desceria em direção a nuca da criatura, em um movimento de cima para baixo, imitando uma marreta. Meu objetivo era afundar a cara do filho da puta no chão do barco.

Já em relação á cauda, caso o mesmo tente usa-la contra mim, faço o melhor possível para dar um pisão nela, apenas para imobilizar. Imagino que o mesmo não teria força nem tempo suficientes para movimenta-la em minha direção.


Soco Inglês escreveu: Aumenta a força dos socos do usuário em 25%.


Passivas:
Marte:

Nível 1 - Ambidestria: O herói controla armas com as duas mãos com total habilidade.

Nível 4 - Filho da Guerra: Em batalha, o filho de Marte dificilmente erra seu movimento, executando quase sempre com sucesso aquilo que nasceu para fazer. (+4 AGI)

Nível 6 - Instinto de Batalha: O filho de Marte consegue perceber a batalha por um ângulo completo, ciente mesmo dos golpes vindos por suas costas, dando-lhe chance de esquivar-se, defender-se ou mesmo de revidar.

Nível 9 - Potência: Os heróis dotados desta habilidade possuem uma força sobre-humana. A Potência permite que os heróis pulem distâncias tremendas, ergam pesos volumosos e golpeiem oponentes com uma força apavorante. (+8 FOR)

Nível 11 – Talento e Disciplina I: Os filhos de Marte possuem um talento único para batalha, além de uma disciplina invejável. Por isso eles se tornam nesse nível mais fortes e rápidos do que a maioria dos semideuses. (+11 FOR, AGI)

Hércules:

Nível 8 – Força Extraordinária: Agora você tem uma musculatura muito bem definida. Podem erguer pesos volumosos, saltar grandes distâncias, e atacar com grande força. (+10 FOR)

Nível 10 - Exército de um Homem só: Atletas de Héracles são extremamente fortes, nesse nível eles já conseguem carregar armas pesadas tipo montantes como se carregasse uma adaga.

Nível 13 – Força Divina: Os atletas De Hércules são mais fortes que qualquer outro semi-deus. (+15 FOR).

Nível 15- Conhecimento de Arma: Um atletas de Hércules, depois de várias batalhas que travou, tem a habilidade de reconhecer qualquer arma que ele segurar, ou seja, segurou a arma na mão ele pode sentir qual a precisão dela, quanta força precisa para o ataque ser perfeito. (+10 INT)



#27

Φ Orik Cromwell

avatar
Filho(a) de Netuno
Filho(a) de Netuno
Ver perfil do usuário
Estava encarando o horizonte a procura de sinais sobre os monstros e a cada momento ficava mais confuso. De alguma forma eles estavam por todos os lados e até mesmo vindo por debaixo do barco. Comando o barco parar e sinto a desaceleração do motor. Então pulo na água e sinto o mar me envolver, sinto meus instintos aumentarem e meu poderes melhorarem.

Começo a nadar em direção aos monstros que estão mais profundamente, deixo os da superfície para os garotos na lancha. Com a minha Hidrocinese IV faço com que a água forme correntes e envolvam os três monstros enfileirando-os. Então com um novo uso da minha Hidrocinese IV formo uma lança de água bem grande e bem densa e a mando na direção dos monstros, que estão presos pelos grilhões de água e forço a sua passagem até que ela atravesse os três de uma vez.

Caso nem todos morram, nado para cima me afastando deles e analisando seus movimentos para descobrir os seus padrões. Fico em posição de defesa atento ao meu redor. Como estou na água eu fico bem mais ágil e ganho naturalmente um escudo protetor que aumenta a minha defesa. Ocasionalmente eu olho para a superfície para ter uma ideia de como anda a batalha lá em cima, enquanto eu cuido dos monstros aqui embaixo.

Habilidades Passivas Belona:

Nível 1 - Ambidestro: O herói controla armas com as duas mãos com total habilidade.

Nível 4 - Flexibilidade com Armadura: O filho de Belona, poderá se locomover bem em batalhas, de forma que a armadura não lhe causa algum problema, desconforto ou atrapalhe.

Nível 10 - Quando em Roma: Indomáveis com basicamente qualquer coisa que tenha em mãos, as proles da deusa da guerra conseguem facilmente adaptar seu estilo pela situação. Sendo assim, são ótimos companheiros de batalha e péssimos adversários.

Habilidades Passivas Netuno:

Nível 1 - Agouro da Tormenta: Netuno é conhecido pelos Romanos por atrair maus agouros, como tempestades e maus dias no mar, sendo este um dos motivos dos Romanos jamais terem se atrevido a navegar através do mar aberto. Seus filhos carregam consigo o peso destes agouros, atraindo para si e pros arredores coisas ruins às vezes, como terremotos, tempestades ou patos. Um fardo difícil de lidar, que podem conceder mais experiência (+5-10% de Exp ao fim da narração, com base na dificuldade imposta) quando ocorrerem.

Nível 1 - Hidrofobia: O filho de Netuno pode optar por não se molhar ao mergulhar na água, bem como qualquer objeto que segurar. Ele também pode respirar em baixo d'água.

Nível 2 - Habilidades Aquáticas: O herói poderá se movimentar livremente na água tendo grande velocidade e perícia, além de ter uma visão aguçada quando submerso, com percepção também de variações térmicas. O efeito é potencializado de acordo com o nível.

Nível 10 - Proteção aquática: Ao mergulhar, o herói aumenta seus níveis de ataque e defesa. (+20 FOR e CON Em baixo d'agua)

Nível 11 - Filho do Mar: O herói agora sente o Mar dentro de si, e pode usá-lo para melhorar suas habilidades. (+11 FOR, WIS)

Nível 12 - Controle de Embarcações [Intermediária] : Se concentrando, o filho de Netuno poderá controlar uma embarcação média com tarefas gerais.

Nível 13 - Estilo da Maré II: Os filhos de Netuno possuem um estilo fluido de luta, avançando com força e recuando com destreza, assim como a própria maré. Neste nível, a habilidade é aprimorada. (+16 FOR, AGI)

Nível 14 - Escudo de Água [Intermediário]: Ao entrar em contato direto com a água, esta irá se moldar na forma de um escudo protetor que diminuirá razoavelmente os danos. Dobra o efeito de Escudo de Água [Inicial]. (+35 CON em baixo d’água)

Nível 15 - Regeneração Aquática [Intermediário]: Por cada turno que permanecer em contato direto com a água, o herói irá regenerar 10 pontos de MP e HP.

Nível 15 - Tridente II: Possuindo um tridente, o filho de Netuno tem seus poderes sobre a água aumentados, melhorando todos os poderes baseados neste elemento, e neste nível, suas habilidades de desastres naturais (+30 em todos os atributos NESSAS CONDIÇÕES)

Nível 16 - Perícia com Lanças [Avançado]: Confere nível de perícia [Avançado] para a perícia com Lanças. Permite que o herói treine suas outras perícias até o nível [Avançado]. (+15 de FOR)

Habilidades Passivas Campeões:

Nível 5 - Auxílio Divino: Durante suas missões, Juno poderá aparecer pessoalmente, ajudando-lhe com conselhos ou protegendo seu grupo do perigo. Juno adora oferendas, então é melhor oferecer algo a ela, caso contrário ela pode se zangar muito...

Nível 9 - Escudo de Juno: Juno é a deusa protetora das mulheres. Seus campeões ganham bônus em seus movimentos e habilidades sempre que lutarem ao lado, ou a favor, de uma mulher. (+10 FOR, AGI, MIRA, VONT, FORT, REFLEX NESSAS CONDIÇÕES)

Nível 10 - Recompensa Sagrada: Juno é a deusa das recompensas e bens materiais. Um campeão de Juno tem mais possibilidade de ganhar recompensas como itens e dracmas melhores em missões. ( Sempre ganha + 20% de Dracmas)

Nível 11 - Os Favoritos: Mercúrio, Marte e Vulcano são os favoritos da deusa, e sempre que lutarem ao lado dos filhos desses deuses os Campeões e os próprios filhos terão suas habilidades maximizadas. ( +15 em AGI (Mercúrio), FOR (Marte), CON (Vulcano))

Nível 12 – Regeneração da Matrona III : Sempre que lutar ao lado de seus irmãos, outros campeões ou mulheres os semideuses irão regenerar 10 pontos de HP e MP por rodada para defenderem seus companheiros.

Nivel 13 - Benção da Rainha II: Juno é rainha do Olimpo, e como tal não pode ter heróis fracos a seu serviço. Os heróis ganham mais força e destreza para servir melhor a rainha. ( +15 FOR, 16 AGI)

Nível 14 - Carismático II: Como Campeão muitas vezes você será porta voz do Olimpo, assim desenvolve um carisma especial para lhe ajudar em diversas situações. (+11 CHA)

Nível 15 - Benção de Marte II: Marte da mais força aos campeões de sua mãe, para que eles a sirvam da melhor forma possível. (+12 FOR)

Nível 16 - Perícia Divina [Avançada]: Confere nível de perícia [Avançada] para a perícia com armas inteiramente feitas de Ouro ou Oricalco. Não permite que o herói treine suas outras perícias. (+ 15 CORRESPONDENTE À ARMA UTILIZADA)

Equipamentos Relevantes para a ação:

- Aegis[Oricalco][Heroico][H](transmutado na forma de um Bracelete)(Antebraço esquerdo)[8]

- Akemi Yue[Oricalco][Heroico][Cortante][Venenoso][H](tatuagem)[7]

- Casaco de Pele do Leão de Nemeia [Sombras][H][9]

- Wolf Claw[Oricalco][Heróico][H][10]



|1|O bracelete melhora a passiva Filho do Mar, tornando possível para os seus usuários conjurarem quantidades médias de água. E a torna acessível a todos os que portarem, porém sem o bônus.
|9|Aegis" é um escudo grande com o poder de amedrontar os inimigos graças à cabeça da medusa no centro. A transmutação entre bracelete e escudo ocorre imediatamente conforme o desejo de seu portador.
|11|"Wolf Claw" é uma luva com a Força de Júpiter dos filhos de Zeus e Héracles de onde projetam-se 3 lâminas de oricalco por entre os espaços entre os nós do punho. As lâminas cortam e perfuram, e podem ter tamanho de 5cm, 10cm e 15cm. Ativam automaticamente (15cm) na presença de monstros a menos de meio metro de distância.
#28

λ Nathan Fowl

avatar
Filho(a) de Hécate
Filho(a) de Hécate
Ver perfil do usuário
Rapidamente o clima de alegria por estarmos todos ali reunido foi cortado por uma horrível sensação que eu já conhecia bem. Deixei meus companheiros fora de foco e foquei na estranha energia que eu sentia vindo do horizonte. Uma gota de suor frio descia de minha testa e eu já tinha certeza do que estava por vir.  

Rapidamente saco meu cajado para ficar preparado. Não demora muito até que um ser que eu nunca havia visto, emergiu da água e caia na direção da nossa embarcação. Felizmente eu estava com duas proles de deuses da guerra e sabia que eles tentariam agir rapidamente, afinal, era o instinto deles.  

Por isso mantenho meu cajado firmemente em minha mão e presto atenção em meus companheiros. Caso eu veja que eu consigo acertar a criatura sem atingir meus amigos, eu iria lançar |Estrela da Morte II| para causar dano e prejudicar a visão do nosso inimigo. Caso eu perceba que eu iria atingir algum de meus amigos, eu não lançaria minha habilidade. Ao invés disso eu ordenaria para Pixie ativar seu escudo em quem o monstro atacasse, para proteger caso fosse necessário.

No mais, fico atento ao mar, para caso de mais criaturas surgirem. Tínhamos que nos manter unidos, afinal, uma luta no mar para a gente poderia ser prejudicial, não poderiamos deixar que destruíssem o Argos III. Por isso, grito para Orik juntar-se a nós. Se estivéssemos todos juntos, talvez teríamos mais chance de acabar com aquilo rápido sem danificar nosso barco.

-Por enquanto vamos nos manter unidos. Protejam o Argos III. Orik vem pra cá. Digo gritando para que todos possam ouvir.

Considerar:


Nível 9 – Estrela da Morte II: O Feiticeiro consegue disparar agora três raios de luz lunar eu seus inimigos, causando mais danos e explodindo em luz. Prejudica a visão do alvo. Custa 60 de energia e entrara em espera por 4 rodadas.

Cajado**** Madeira prateada, potencializa os poderes de Hécate e Luna.  
Anel de Doran¹: Concede 25% de bônus em magias de ataque dos feiticeiros.  
Anel de Mana²: Restaura 20 de energia após utilizar 5 habilidades.  
³Anel de cristal: Garante leve lentidão aos inimigos quando atingidos por habilidades mágicas

**Pixie é um espírito da natureza que irá ajudar seu companheiro em suas missões. Elá poderá atacar o alvo que seu dono atacar com dano de ataque que será igual a 1/4 do WIS. Ou, com o comando do semideus, proteger alguém de danos físicos com uma barreira mágica igual a 1/2 do WIS. Se a barreira não for utilizada em 2 rodadas depois de ativada ela sumirá. A barreira entrará em espera durante 4 rodadas após de ser consumida ou não utilizada.

Pixie não é um mascote apesar de se parecer com um, e então não ocupa o lugar de um. É semi-imortal e viverá enquanto seu dono viver. Nathan pode se comunicar com ela, mas ela não pode se afastar dele se não for pra proteger outra pessoa.



#29
Ver perfil do usuário
Cada pivete se põe imediatamente em movimento, assim que a porra começa a ficar louca. Sua experiência se torna clara em cada movimento cheio de confiança e precisão.

Petala e Lorenzo agem como um. Os filhos da guerra não precisam de mais do que um olhar e poucas palavras para se entenderem. Petala avança na frente, o escudo erguido, e bloqueia sem problemas o golpe que o monstro desfere ainda no ar enquanto caia no deck. A esta altura Lorenzo, mais do que ágil, já havia dado a volta em sua companheira, e antes que a criatura conseguisse se afastar de Petala ou de Lore o guri agarrou seu braço, segurando-o ali, e com a mão livre lhe desce um porradão na cabeça. O som dos ossos de peixe rachando enchem o ar, e a criatura cai imóvel no chão de madeira.

Enquanto isso Nathan estava atento aos arredores, pronto para dar suporte aos seus colegas, mas percebe que os filhos da Guerra eram - muito - mais do que suficiente para lidar com aquela aberração. O garoto consegue sentir com precisão enquanto outra criatura salta da lateral do barco, e nem se dá o trabalho de olhar para ela enquanto dispara três feixes de luz prateada da ponta de seu cajado, que atingem o segundo homem-peixe no ar e o joga de volta para o oceano.

Os garotos conseguem ouvir o som da água quando Orik salta pro mar. O filho de Netuno sente a força em seu corpo, e consegue identificar as criaturas rapidamente. Os três monstros olham pra Orik, parecendo surpresos por um guri ter saltado no mar, e imediatamente partem em sua direção. Ao se aproximarem, porém, eles arregalam os olhos. Deus do mar! filho do deus do mar! Orik consegue ouvir seus pensamentos turbulentos, e percebe um misto de fome, desejo e medo nos monstros, mas nada disso dura muito tempo. Uma corrente agarra os monstros como um tornado, e no momento seguinte as criaturas têm um buraco do mesmo tamanho aberto em seus corpos, atravessadas por uma única investida.

Mas a coisa não parou ali. Os garotos foram obrigados a afastar mais as pernas para se equilibrar quando o barco inteiro balançou de repente, e um "bum" de alco caindo sobre ele foi ouvido. Da lateral da embarcação uma figura de três metros de altura surge.

Spoiler:

-- Graaa... Inúteis -- Fala sharkboy, olhando o cadáver de seu colega. Ele leva em mãos uma âncora, a qual ergue enquanto se aproxima de Petal e Lorenzo.




Valkirio   Nojinho    kede  Golfinho  
#30

Conteúdo patrocinado


#31

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum