Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!




ATUALIZAÇÕES DO FÓRUM




Absolutamente TUDO de novo que foi adicionado ao fórum DEVE ser postado neste tópico (localizado em "Noticias e Atualizações" do Mural Divino). Esse é um tópico de uso exclusivo da ADM para expor novas informações e servirá como um meio de comunicação onde os players poderão se manter atualizados sobre aquilo que vem acontecendo dentro do fórum.
Por isso peço encarecidamente que sempre estejam olhando este tópico e que o enviem aos novatos para se ater das mesmas coisas que vocês, avisem colegas e amigos sempre que virem algo novo acontecendo.
Se você, jogador, tiver algo para falar a respeito do que foi postado aqui, use nossa chatbox ou mesmo o tópico da central de atendimento: http://www.heroisdoolimpo.com/t46-central-de-atendimento-ao-campista

IMPORTANTE: Esse tópico é para ser atualizado sempre que algo mudar, não precisa ser preenchido somente por Ártemis e Hefesto. Se vc tem algo novo para postar, POSTE COMO COMENTÁRIO AQUI, seja uma mega missão, ou qualquer outra coisa.

Veja em: http://www.heroisdoolimpo.com/t2341-atualizacoes-do-forum-leiam-e-fiquem-por-dentro-do-que-esta-acontecendo

Novidades serão postadas como comentários ao longo do tópico!



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Acampamentos » Acampamento Meio-Sangue » Outros Locais » Forjas » 

Ir à página : Anterior  1 ... 13 ... 21, 22, 23

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 23 de 23]

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Roran em Qua 26 Dez 2018 - 15:06

Roran

Roran
Filho(a) de Hefesto
Filho(a) de Hefesto
Ver perfil do usuário
Entrei nas forjas apressado aquele dia. Tinha recebido um pedido de forja de um pivete novo, que aparentemente estava nsioso para sir em missão – bom, aparentemente, não tenho certeza, afinal, ele é mudo. Já deu trabalho suficiente entender que ele queria um chicote, eu não precisava saber quem ele ia chicotear também.

Assim sendo, levava comigo 2,5kg de bronze. O garoto aparentemente era inexperiente, então eu estaria lhe fazendo uma coisa que pudesse ser útil a curto e longo prazo.

Primeiramente deixei o bronze na fornalha e aticei as brasas para avivar o calor. Aguardei pacientemente com meu martelo de forja em mãos até que o bronze estivesse com a temperatura correta para então retirá-lo com minha mão esquerda e começar a trabalhar; apoio-o na bigorna e começo a martela-lo então cheio de vigor, esticando a barra de bronze como uma massa de pão a cada golpe, dando voltas sobre ela mesma, e então aqueço-a novamente nas chamas para manter a textura correta e volto a martelar. entre uma dobra e outra eu deixei aquecendo e fui moer minhas 3 Escamas de Dragão do Trovão, usando um martelo especial, e depois adicionei aos poucos os fragmentos ao metal, misturando-o novamente.

Depois de dobrar o metal sobre si mesmo oito vezes me dei por satisfeito e então o aqueci uma ultima vez antes de pegar com certo esforço outra bigorna e coloca-la ao lado da primeira, alinhadas, e começar a martelar novamente a barra de bronze, desta vez alongando-a e girando-a para que ficasse cilíndrica, e então fui martelando mais e mais, aquecendo-a quando necessário, até que tivesse um cabo de 3m de bronze. Uma ponta seria mais fina que a outra, e seu corpo teria cerca de 2cm de espessura. Com cuidado fui dando marteladinhas ao longo do cilindro para deixa-lo tão liso quanto vidro, com uma pericia que apenas um filho de hefesto teria. Então o aqueci mais um pouco apenas na superfície com auxílio de um maçarico e comecei com um pequeno martelo a dar forma a diversas escamas pontudas na extensão da haste. Por fim, cobri tudo com foligem enquanto ainda estava quente, e após secar um pouco mergulhei a barra em óleo de resfriamento e a lixei com cuidado.

Para finalizar, toquei nela com os dedos e me concentrei em sentir o metal como um todo, por dentro e por fora, e por fim, moldá-lo a um nível menor do que os olhos poderiam ver, dando-lhe as características elásticas e flexíveis que eu queria sem tirar-lhe a tenacidade, transformando a haste de 3m em um cabo flexível como um chicote, ainda feito de bronze, com uma ponta mais fina e cortante. O punho permaneceria rígido, em uns 15cm da extremidade, para dar firmeza ao usuário. Por ultimo, toquei no corpo do chicote, usando Encantar forja para despertar as propriedades mágicas das escamas do trovão e adicionar o efeito Elétrico à arma.

Uma vez pronto, enrolei o bagulho, dei um beijinho e o levei para o novo dono :ahn:

Material usado: Bronze Celestial [2,5kg]
- Escama de Dragão do Trovão x3 - http://www.heroisdoolimpo.com/t2775p30-loja-de-materiais-magicos-para-pocoes#56920

Martelo de Forja: aumenta em 25% a resistência das forjas.

O que deseja forjar: Chicote Médio "Educação"[Bronze Celestial][Elétrico][+25%Resistência e Corte][Comum]: Chicote feito com técnica de têmpora e através de métodos únicos. O bronze é sólido e flexível ao mesmo tempo. Possui escamas cortantes entalhadas. É negro e opaco.

Habilidades de Forja
[Habilidade Única] Rearranjo: Depois de muito tempo forjando e aprendendo sobre as diferentes propriedades dos mais diversos tipos de materiais, em especial metais, Roran adquiriu conhecimentos extraordinários, podendo modificar suas propriedades físicas sem alterar as mágicas. Pode, por exemplo, transformar uma chapa de metal em tecido, tão resistente quanto, ou uma haste de bronze em um cabo de bronze, com propriedade elástica. As opções são infindáveis, expandindo-se de acordo com o conhecimento/nível/perícia em forja do usuário. A habilidade requer extrema concentração, e só pode ser usada durante uma Forja, jamais em batalhas.

Perícia em Forja [Avançado]: Agora, tendo um vasto conhecimento e uma boa experiência quando se trata da metalurgia e da criação de robôs, você é capaz de criar armas complexas, com variados efeitos. Pode também encantar um armamento para que este se disfarce aos olhos alheios, como uma Caneta que vira uma Espada, um Bracelete que se desdobra em um Escudo ou, quem sabe, uma bela tiara que se revela na verdade um imponente elmo. Pode usar qualquer material



Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2486766904Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010
#221

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Vulcano em Sex 28 Dez 2018 - 21:47

Vulcano

Vulcano
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
@Roran escreveu:Entrei nas forjas apressado aquele dia. Tinha recebido um pedido de forja de um pivete novo, que aparentemente estava nsioso para sir em missão – bom, aparentemente, não tenho certeza, afinal, ele é mudo. Já deu trabalho suficiente entender que ele queria um chicote, eu não precisava saber quem ele ia chicotear também.

Assim sendo, levava comigo 2,5kg de bronze. O garoto aparentemente era inexperiente, então eu estaria lhe fazendo uma coisa que pudesse ser útil a curto e longo prazo.

Primeiramente deixei o bronze na fornalha e aticei as brasas para avivar o calor. Aguardei pacientemente com meu martelo de forja em mãos até que o bronze estivesse com a temperatura correta para então retirá-lo com minha mão esquerda e começar a trabalhar; apoio-o na bigorna e começo a martela-lo então cheio de vigor, esticando a barra de bronze como uma massa de pão a cada golpe, dando voltas sobre ela mesma, e então aqueço-a novamente nas chamas para manter a textura correta e volto a martelar. entre uma dobra e outra eu deixei aquecendo e fui moer minhas 3 Escamas de Dragão do Trovão, usando um martelo especial, e depois adicionei aos poucos os fragmentos ao metal, misturando-o novamente.

Depois de dobrar o metal sobre si mesmo oito vezes me dei por satisfeito e então o aqueci uma ultima vez antes de pegar com certo esforço outra bigorna e coloca-la ao lado da primeira, alinhadas, e começar a martelar novamente a barra de bronze, desta vez alongando-a e girando-a para que ficasse cilíndrica, e então fui martelando mais e mais, aquecendo-a quando necessário, até que tivesse um cabo de 3m de bronze. Uma ponta seria mais fina que a outra, e seu corpo teria cerca de 2cm de espessura. Com cuidado fui dando marteladinhas ao longo do cilindro para deixa-lo tão liso quanto vidro, com uma pericia que apenas um filho de hefesto teria. Então o aqueci mais um pouco apenas na superfície com auxílio de um maçarico e comecei com um pequeno martelo a dar forma a diversas escamas pontudas na extensão da haste. Por fim, cobri tudo com foligem enquanto ainda estava quente, e após secar um pouco mergulhei a barra em óleo de resfriamento e a lixei com cuidado.

Para finalizar, toquei nela com os dedos e me concentrei em sentir o metal como um todo, por dentro e por fora, e por fim, moldá-lo a um nível menor do que os olhos poderiam ver, dando-lhe as características elásticas e flexíveis que eu queria sem tirar-lhe a tenacidade, transformando a haste de 3m em um cabo flexível como um chicote, ainda feito de bronze, com uma ponta mais fina e cortante. O punho permaneceria rígido, em uns 15cm da extremidade, para dar firmeza ao usuário. Por ultimo, toquei no corpo do chicote, usando Encantar forja para despertar as propriedades mágicas das escamas do trovão e adicionar o efeito Elétrico à arma.

Uma vez pronto, enrolei o bagulho, dei um beijinho e o levei para o novo dono :ahn:

Material usado: Bronze Celestial [2,5kg]
- Escama de Dragão do Trovão x3 - http://www.heroisdoolimpo.com/t2775p30-loja-de-materiais-magicos-para-pocoes#56920

Martelo de Forja: aumenta em 25% a resistência das forjas.

O que deseja forjar: Chicote Médio "Educação"[Bronze Celestial][Elétrico][+25%Resistência e Corte][Comum]: Chicote feito com técnica de têmpora e através de métodos únicos. O bronze é sólido e flexível ao mesmo tempo. Possui escamas cortantes entalhadas. É negro e opaco.

Habilidades de Forja
[Habilidade Única] Rearranjo: Depois de muito tempo forjando e aprendendo sobre as diferentes propriedades dos mais diversos tipos de materiais, em especial metais, Roran adquiriu conhecimentos extraordinários, podendo modificar suas propriedades físicas sem alterar as mágicas. Pode, por exemplo, transformar uma chapa de metal em tecido, tão resistente quanto, ou uma haste de bronze em um cabo de bronze, com propriedade elástica. As opções são infindáveis, expandindo-se de acordo com o conhecimento/nível/perícia em forja do usuário. A habilidade requer extrema concentração, e só pode ser usada durante uma Forja, jamais em batalhas.

Perícia em Forja [Avançado]: Agora, tendo um vasto conhecimento e uma boa experiência quando se trata da metalurgia e da criação de robôs, você é capaz de criar armas complexas, com variados efeitos. Pode também encantar um armamento para que este se disfarce aos olhos alheios, como uma Caneta que vira uma Espada, um Bracelete que se desdobra em um Escudo ou, quem sabe, uma bela tiara que se revela na verdade um imponente elmo. Pode usar qualquer material

Item Forjado - Chicote Médio "Educação"[Bronze Celestial][Elétrico][+25%Resistência][Comum]: Chicote feito com técnica de têmpora e através de métodos únicos. O bronze é sólido e flexível ao mesmo tempo. Possui escamas cortantes entalhadas. É negro e opaco.

#222

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Roran em Sex 4 Jan 2019 - 1:44

Roran

Roran
Filho(a) de Hefesto
Filho(a) de Hefesto
Ver perfil do usuário
Adentrei as forjas com um pouco de pressa aquela tarde. O pequeno e adorável conny tinha vindo até mim com seu jeitinho fofo e engraçado, pedindo que eu lhe ajudasse com seus equips. Usando todo meu autocontrole para não esmagar as bochechas dele, me despedi e corri para as forjas.

Primeiro deixei uma bolinha de bronze de 20gramas e outra de prata de 10g no forno para derreter. Enquanto isso fui até a mesa onde deixava as caixas com areia verde, e nela comecei a trabalhar, instintivamente, moldando pequenos espaços que dariam a forma das peças de um relógio. Após alguns minutos retornei ao forno e recolhi o recipiente com o bronze já derretido, e cuidadosamente, com auxilio de uma canaleta, fui preenchendo os moldes.

Mais alguns minutos se passaram enquanto eu pacientemente aguardava o bronze esfriar, para então mergulhar as peças no óleo de resfriamento e começar a trabalhar nelas, polindo-as para que seu formato ficasse correto e os encaixes, perfeitos. Então, com um misto de Encantar, Rearranjo e muito conhecimento, comecei a dar a cada peça sua devida função, sua devida forma e por fim, seu devido lugar, encaixando tudo em um relógio com bateria solar e programado magicamente para mostrar as horas orientando-se pelas estrelas (mesmo de dia, afinal, elas continua ali), de forma que o garoto sempre teria a hora correta. A prata dentro servia para os circuitos elétricos e o bronze, para as estruturas funcionais ligadas por eles.

Por fim, com mais um toque de névoa, uni o escudo do garoto e o relógio recém-feito em um só. Pintei o relógio cuidadosamente, com tinta a óleo para que não desbotasse, e pus-me a trabalhar nos outros equipamentos, fazendo sua espada virar um boneco do Batman com mais um truque de forja da névoa e seu cálice e varinha virarem pequenos botões de bronze, os quais encaixei na lateral do relógio, em espaços previamente preparados para tal.

Saí então da forja apressado mais uma vez para entregar ao garoto seus pertences, sorrindo inevitavelmente ao ver o rostinho redondo do guri.

Itens que desejo Frojar:
- Relógio Infantil [Bronze Celestial][Encantado]{Transmutação – Escudo, Cálice, Varinha} – Relógio encantado para mostrar sempre a hora correta. Bateria com recarga solar. Seus botões são na verdade um Cálice e uma Varinha disfarçados.
- Boneco do Batman {Transmutação - Espada}

Material Consumido:
- Bronze Celestial [20g]
- Prata [10g]

habilidades a serem consideradas:
[Habilidade Única] Rearranjo: Depois de muito tempo forjando e aprendendo sobre as diferentes propriedades dos mais diversos tipos de materiais, em especial metais, Roran adquiriu conhecimentos extraordinários, podendo modificar suas propriedades físicas sem alterar as mágicas. Pode, por exemplo, transformar uma chapa de metal em tecido, tão resistente quanto, ou uma haste de bronze em um cabo de bronze, com propriedade elástica. As opções são infindáveis, expandindo-se de acordo com o conhecimento/nível/perícia em forja do usuário. A habilidade requer extrema concentração, e só pode ser usada durante uma Forja, jamais em batalhas.

Perícia em Forja [Avançado]: Agora, tendo um vasto conhecimento e uma boa experiência quando se trata da metalurgia e da criação de robôs, você é capaz de criar armas complexas, com variados efeitos. Pode também encantar um armamento para que este se disfarce aos olhos alheios, como uma Caneta que vira uma Espada, um Bracelete que se desdobra em um Escudo ou, quem sabe, uma bela tiara que se revela na verdade um imponente elmo. Pode usar qualquer material


Encantar Forja I: Basicamente, tudo que desafie nossas leis da física é um encantamento. Seu personagem pode fazer um pequeno encantamento em sua arma que está fabricando, isto é, pode lhe conceder um efeito especial como: colocar elemento em uma lâmina, fazer com que ela fique mais leve do que o normal, transmutações de equipamentos para itens que tenham mais ou menos o mesmo tamanho, como transmutar uma um peitoral em mochila e etc. Custa 100 pontos de energia e só poderá ser ativada quando o campista estiver forjando algo. Caso tenha dúvida se este nível de encantamento é suficiente para forjar o que quer, pergunte à um ADM (de preferência antes de fazer a forja para evitar mimimis).Encantar forjas pode ser adquirido por nível (ou seja, ao conquistar o lvl 15) Ou quando o ferreiro conquistar 2/3 de pontos da perícia intermediária. Ou seja, quando o ferreiro conseguir 7.000 (arredondando) pontos da perícia intermediária ele adquire a habilidade encantar forja. (Intermediário: 1000/10.000 )



Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2486766904Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010
#223

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Vulcano em Sex 4 Jan 2019 - 1:53

Vulcano

Vulcano
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
@Roran escreveu:Adentrei as forjas com um pouco de pressa aquela tarde. O pequeno e adorável conny tinha vindo até mim com seu jeitinho fofo e engraçado, pedindo que eu lhe ajudasse com seus equips. Usando todo meu autocontrole para não esmagar as bochechas dele, me despedi e corri para as forjas.

Primeiro deixei uma bolinha de bronze de 20gramas e outra de prata de 10g no forno para derreter. Enquanto isso fui até a mesa onde deixava as caixas com areia verde, e nela comecei a trabalhar, instintivamente, moldando pequenos espaços que dariam a forma das peças de um relógio. Após alguns minutos retornei ao forno e recolhi o recipiente com o bronze já derretido, e cuidadosamente, com auxilio de uma canaleta, fui preenchendo os moldes.

Mais alguns minutos se passaram enquanto eu pacientemente aguardava o bronze esfriar, para então mergulhar as peças no óleo de resfriamento e começar a trabalhar nelas, polindo-as para que seu formato ficasse correto e os encaixes, perfeitos. Então, com um misto de Encantar, Rearranjo e muito conhecimento, comecei a dar a cada peça sua devida função, sua devida forma e por fim, seu devido lugar, encaixando tudo em um relógio com bateria solar e programado magicamente para mostrar as horas orientando-se pelas estrelas (mesmo de dia, afinal, elas continua ali), de forma que o garoto sempre teria a hora correta. A prata dentro servia para os circuitos elétricos e o bronze, para as estruturas funcionais ligadas por eles.

Por fim, com mais um toque de névoa, uni o escudo do garoto e o relógio recém-feito em um só. Pintei o relógio cuidadosamente, com tinta a óleo para que não desbotasse, e pus-me a trabalhar nos outros equipamentos, fazendo sua espada virar um boneco do Batman com mais um truque de forja da névoa e seu cálice e varinha virarem pequenos botões de bronze, os quais encaixei na lateral do relógio, em espaços previamente preparados para tal.

Saí então da forja apressado mais uma vez para entregar ao garoto seus pertences, sorrindo inevitavelmente ao ver o rostinho redondo do guri.

Itens que desejo Frojar:
- Relógio Infantil [Bronze Celestial][Encantado]{Transmutação – Escudo, Cálice, Varinha} – Relógio encantado para mostrar sempre a hora correta. Bateria com recarga solar. Seus botões são na verdade um Cálice e uma Varinha disfarçados.
- Boneco do Batman {Transmutação - Espada}

Material Consumido:
- Bronze Celestial [20g]
- Prata [10g]

habilidades a serem consideradas:
[Habilidade Única] Rearranjo: Depois de muito tempo forjando e aprendendo sobre as diferentes propriedades dos mais diversos tipos de materiais, em especial metais, Roran adquiriu conhecimentos extraordinários, podendo modificar suas propriedades físicas sem alterar as mágicas. Pode, por exemplo, transformar uma chapa de metal em tecido, tão resistente quanto, ou uma haste de bronze em um cabo de bronze, com propriedade elástica. As opções são infindáveis, expandindo-se de acordo com o conhecimento/nível/perícia em forja do usuário. A habilidade requer extrema concentração, e só pode ser usada durante uma Forja, jamais em batalhas.

Perícia em Forja [Avançado]: Agora, tendo um vasto conhecimento e uma boa experiência quando se trata da metalurgia e da criação de robôs, você é capaz de criar armas complexas, com variados efeitos. Pode também encantar um armamento para que este se disfarce aos olhos alheios, como uma Caneta que vira uma Espada, um Bracelete que se desdobra em um Escudo ou, quem sabe, uma bela tiara que se revela na verdade um imponente elmo. Pode usar qualquer material


Encantar Forja I: Basicamente, tudo que desafie nossas leis da física é um encantamento. Seu personagem pode fazer um pequeno encantamento em sua arma que está fabricando, isto é, pode lhe conceder um efeito especial como: colocar elemento em uma lâmina, fazer com que ela fique mais leve do que o normal, transmutações de equipamentos para itens que tenham mais ou menos o mesmo tamanho, como transmutar uma um peitoral em mochila e etc. Custa 100 pontos de energia e só poderá ser ativada quando o campista estiver forjando algo. Caso tenha dúvida se este nível de encantamento é suficiente para forjar o que quer, pergunte à um ADM (de preferência antes de fazer a forja para evitar mimimis).Encantar forjas pode ser adquirido por nível (ou seja, ao conquistar o lvl 15) Ou quando o ferreiro conquistar 2/3 de pontos da perícia intermediária. Ou seja, quando o ferreiro conseguir 7.000 (arredondando) pontos da perícia intermediária ele adquire a habilidade encantar forja. (Intermediário: 1000/10.000 )

Itens Forjados

#224

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Roran em Sab 19 Jan 2019 - 20:07

Roran

Roran
Filho(a) de Hefesto
Filho(a) de Hefesto
Ver perfil do usuário
Adentrei nas forjas animado opara trabalhar. Levava comigo um kg do perigoso Ferro Estígio com o qual eu nunca havia trabalhado, mas estava animado para tal.

Assim que cheguei deixei a barra de metal no forno, e aticei as chamas com uma ceno da mão e auxilio do fole na fornalha para alcançar a temperatura correta exigida pelo material - bem alta. Assim que estava tudo ok eu fui até minha mesa, onde deixei tudo o que precisava pronto; em resumo, meu Martelo de Forja.

Quando o metal estava na temperatura adequada eu o retirei com a mão metálica, evitando tocar o ferro estígio com minha carne, e por fim comecei a martelá-lo, purificando as camadas desnecessárias ao metal e dobrando-o para dar-lhe a flexibilidade desejada. Aqueci novamente por alguns minutos e enfim comecei a trabalhar de verdade, alongando a barra antes retangular para que então parecesse uma haste reta e mais fina. Dividi esta haste em 4 com auxílio de uma grande pinça e bastante força nos braços, para então deixar três delas no forno e trabalhar com a primeira.

Martelei a peça com cuidado, dando-lhe aos poucos o formato de uma adaga. eu já havia forjado aquelas mesmas adagas antes, a diferença era que foram feitas em bronze. Agora, eu trabalharia com mais agilidade e habilidade ainda, dando-lhe a mesma forma e distribuição de peso que faziam a lâmina voar sempre para a frente. A única diferença é que estas teriam aros no final, feitos com meu próprio dedo mindinho, de oricalco, o qual pressionei na extremidade em cima da bigorna até que ele abrisse o buraco, e repeti o processo do lado contrário da lamina, para que ficassem ambos os lados simétricos. Repeti o processo com as outras barras coirtadas, de forma a ter 4 adagas sem corte em minhas mãos, as quais eu trabalho delicadamente com marteladas mais leves para dar a perfeição que meu trabalho exigia, ajustando bordas e por fim mergulhando-as no óleo de resfriamento.

Por fim, sentei-me à mesa para polí-las e então sobre a amoladora para amolá-las e dá-las um fio de verdade. comecei a pedalar a maquina, fazendo a grande pedra circular girar e, encostando a lâmina com cuidado, levemente deitada, fechei os olhos enquanto as faíscas voavam do contato entre o ferro e a pedra, e enquanto um fio surgia timidamente entre os mesmos.

Por fim, com uma pedra de amolar pequena, fui deslizando sobre as laminas para fazer o acabamento dos fios. Estando tudo pronto, saí da forja para entregar o trabalho a seu dono, o jovem Shouto.

Material usado:
- Ferro Estígio [1kg]
- Martelo de forja [Não Consumível]
http://www.heroisdoolimpo.com/t865p150-loja-de-materiais-para-forjas#57217


Equipamento que quero Criar:
- Adaga de Arremesso [x4][Ferro Estígio][+25% Resistência][#] - Uma vez arremessadas voam sempre com a ponta sempre para a frente, facilitando a pontaria. Possuem um aro na extremidade.

Atualizar na ficha de Shouto, por favor: http://www.heroisdoolimpo.com/u2828[/quote]



Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2486766904Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010
#225

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Juno em Ter 22 Jan 2019 - 11:38

Juno

Juno
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
@Roran escreveu:Adentrei nas forjas animado opara trabalhar. Levava comigo um kg do perigoso Ferro Estígio com o qual eu nunca havia trabalhado, mas estava animado para tal.

Assim que cheguei deixei a barra de metal no forno, e aticei as chamas com uma ceno da mão e auxilio do fole na fornalha para alcançar a temperatura correta exigida pelo material - bem alta. Assim que estava tudo ok eu fui até minha mesa, onde deixei tudo o que precisava pronto; em resumo, meu Martelo de Forja.

Quando o metal estava na temperatura adequada eu o retirei com a mão metálica, evitando tocar o ferro estígio com minha carne, e por fim comecei a martelá-lo, purificando as camadas desnecessárias ao metal e dobrando-o para dar-lhe a flexibilidade desejada. Aqueci novamente por alguns minutos e enfim comecei a trabalhar de verdade, alongando a barra antes retangular para que então parecesse uma haste reta e mais fina. Dividi esta haste em 4 com auxílio de uma grande pinça e bastante força nos braços, para então deixar três delas no forno e trabalhar com a primeira.

Martelei a peça com cuidado, dando-lhe aos poucos o formato de uma adaga. eu já havia forjado aquelas mesmas adagas antes, a diferença era que foram feitas em bronze. Agora, eu trabalharia com mais agilidade e habilidade ainda, dando-lhe a mesma forma e distribuição de peso que faziam a lâmina voar sempre para a frente. A única diferença é que estas teriam aros no final, feitos com meu próprio dedo mindinho, de oricalco, o qual pressionei na extremidade em cima da bigorna até que ele abrisse o buraco, e repeti o processo do lado contrário da lamina, para que ficassem ambos os lados simétricos. Repeti o processo com as outras barras coirtadas, de forma a ter 4 adagas sem corte em minhas mãos, as quais eu trabalho delicadamente com marteladas mais leves para dar a perfeição que meu trabalho exigia, ajustando bordas e por fim mergulhando-as no óleo de resfriamento.

Por fim, sentei-me à mesa para polí-las e então sobre a amoladora para amolá-las e dá-las um fio de verdade. comecei a pedalar a maquina, fazendo a grande pedra circular girar e, encostando a lâmina com cuidado, levemente deitada, fechei os olhos enquanto as faíscas voavam do contato entre o ferro e a pedra, e enquanto um fio surgia timidamente entre os mesmos.

Por fim, com uma pedra de amolar pequena, fui deslizando sobre as laminas para fazer o acabamento dos fios. Estando tudo pronto, saí da forja para entregar o trabalho a seu dono, o jovem Shouto.

Material usado:
- Ferro Estígio [1kg]
- Martelo de forja [Não Consumível]
http://www.heroisdoolimpo.com/t865p150-loja-de-materiais-para-forjas#57217


Equipamento que quero Criar:
- Adaga de Arremesso [x4][Ferro Estígio][+25% Resistência][#] - Uma vez arremessadas voam sempre com a ponta sempre para a frente, facilitando a pontaria. Possuem um aro na extremidade.

Atualizar na ficha de Shouto, por favor: http://www.heroisdoolimpo.com/u2828
[/quote]

ITEM FORJADO



Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Images?q=tbn:ANd9GcSbcf7MylvlMANRWTY_ethH3RKeYFACuVTLPiH7c59aqqcE95a9aQ
#226

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Roran em Dom 27 Jan 2019 - 1:44

Roran

Roran
Filho(a) de Hefesto
Filho(a) de Hefesto
Ver perfil do usuário
Adentrei as forjas inspirado aquele dia. Levava comigo 2kg de Bronze Celestial e 0,5kg de Prata. Deixei quase todo o bronze no forno (1,8kg) junto com uma parte da prata, em compartimentos diferentes apropriados para seus volumes. Então segui com a prata e bronze restantes (0,2kg de cada) para a mesa, onde os decompus em pó da menor granulometria que pude, misturando-os em outro frasco.  

Então, de baixo da mesa, retirei a caixa de areia silicada, na qual comecei a moldar as bases das peças que iriam compor o item. Moldo as superfícies esféricas que seriam os dois lados de um objeto semelhante a um medalhão, como o da imagem:

Spoiler:
Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 42e4b121897f17198476c1c1cc5ce710
Por dentro moldaria as peças que ganhariam funções no futuro. Depois do tempo correto fui até o forno onde peguei os metais derretidos e fui preenchendo todos os moldes iguais que tinha à frente, totalizando 4 conjuntos de peças, as quais aguardei endurecer um pouco para, com delicadeza extrema, retirá-las dos moldes sem desfazê-los e preencher com mais, repetindo o processo para obter um total de 8 medalhões. Por fim, com o auxílio de uma solda, uma lixa elétrica, meus conhecimentos e um misto de Encantar Forja e Rearranjo, eu crio naqueles quatro amontoados de metal os efeitos necessários e a química requerida para criar quatro super-caixinhas de som, e um mecanismo para as bocas se abrirem.

Uso a mistura de pós para formar as baterias, aquecendo-as para unir sutilmente as moléculas e por fim conectá-las aos sistemas de fiação de prata dos medalhões, cujas peças eram feitas de bronze.

Esperava com a prata e baterias superiores conseguir criar uma condução facilitada de energia, para gerar supergritos em uma frequência e volume estrondosos, usando de colimadores para aumentar a propagação do som.

Uma vez que tudo estivesse pronto, monto com cuidado os medalhões e, por fim, eu ativo seu comando básico, que seria, basicamente, ser pressionado rapidamente duas vezes. Ela então pode ser arremessada e explodirá ao reconhecer o som de ativação: um estalar de dedos do dono. O som do estalar de dedos será reconhecido independentemente do som do ambiente, já que sua frequência exata já é conhecida pelo sistema (o dono pode programar o dispositivo para outros sons pressionando-o e segurando uma vez).

Depois de montar, enfiei tudo na mochila e me retirei de lá.

Material Usado:
- Bronze Celestial [2kg]
- Prata [0,5kg]
Item que Desejo Forjar:
- Medalhão Sonoro [##]: O medalhão pode ser ativado ao ser pressionado duas vezes seguidas e arremessado. Após ativado irá aguardar o comando sonoro (por padrão um estalar de dedos), e irá abrir a boca e emitir um grito horrendo que fere a audição de todos num raio de 5 a 7 metros. As baterias aguentam 3 rodadas mantendo o grito. https://i.pinimg.com/564x/42/e4/b1/42e4b121897f17198476c1c1cc5ce710.jpg



Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2486766904Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010
#227

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Roran em Sex 1 Fev 2019 - 21:13

Roran

Roran
Filho(a) de Hefesto
Filho(a) de Hefesto
Ver perfil do usuário
Entrei nas forjas cheio de vapor naquela tarde. Já deixei o bronze, 2kg, dentro do forno de fundição, e em outro recipiente, deixei 1,3kg de Ouro Imperial.

Enquanto isso, fui até a minha mesa, onde liguei Sirius e comecei a trabalhar no programa de design de equipamentos que possuía, criando uma projeção 3D da arma que desejava, fazendo pequenos ajustes enquanto avaliava a lâmina de ângulos diferentes. Eu costumava fazer projetos para espadas em meu caderno de anotações, mas vinha sentindo saudades de usar meus computadores recentemente.

Aproveitei para fazer considerações sobre o material que seria usado na construção da espada, e deixa-las salvas na memória de Sírius.

Em seguida fiz também o design básico das adagas de arremesso que costumava usar, levando em consideração desta vez o novo peso e densidade do material usado.

Por fim, quando o material já estava pronto, fundido, fui até o forno e o peguei. Então caminhei até uma mesa com um recipiente maior onde derramei os dois materiais sobre uma caldeira acesa para mantê-los aquecidos enquanto eu misturava. Enquanto o faço uso meu Rearranjo para tocar a superfície e reprogramar a interação entre os metais, sua estrutura, de forma que não se agridam, e sim, se unam, potencializando seus efeitos. Desta vez, utilizo a maior estabilidade do Bronze, que havia posto em maior quantidade desta vez, para suportar o Instável porém poderoso Ouro Imperial, potencializando assim a sinergia entre os elementos.

Uma vez que a fusão estivesse completa, eu iria deixar o metal descansar sobre uma chama muito baixa, apenas para retardar o esfriamento, durante alguns minutos. Enquanto isso, usei as informações salvas sobre a adaga para forjar moldes das mesmas, adaptados para serem mais largos em determinadas partes para que eu pudesse ter metal o suficiente para trabalhar no balanço da adaga e garantir o devido efeito que eu queria.

Por fim, dividi o material em duas porções. 1,2kg iriam para um molde de Barra, e os 2,1 restantes iriam para os moldes de adaga, totalizando 9. Preencho-os e então as deixo esfriando em um forno desligado, para que esfriasse a seu tempo.
Enquanto isso, me distrai observando um pouco a barra de 1,2kg esfriando. A superfície ainda soltava bufos eventuais, mas, já começava a criar uma crosta em cima, um processo importante na liberação de quaisquer impurezas do metal.

Enquanto isso, fui até minha mochila, onde peguei seis dentes de cão infernal e os moí sob o Martelo de Forja. Em seguida, foi a vez de quatro chifres de Minotauro virarem pó, desta vez ralados em uma chaira de bronze da forja.

Por fim,  fui até a barra de bronze, quase sólida, e a virei, desenformando-a. Girei ao seu redor , observando o resfriamento. Aquela era uma manhã particularmente fria de outono. As forjas estavam aquecidas como sempre, a todo vapor, porém o vento frio de fora às vezes nos roubavam alguns minutos de calor precioso. Com um maçarico, comecei a pincelar a barra com chamas, mantendo sua superfície aquecida e volátil para deixar as impurezas de dentro continuando a sair. Então deixo-o esfriar durante mais tempo enquanto vou até os moldes das adagas e abro o forno, vendo que estavam sólidas, porém ainda bem quentes. Desenformei-as e deixei-as esfriando mais rapidamente ainda dentro do forno.

Então, usei de um toque com Rearranjo para adiantar o processo de limpeza, e então esperar esfriar para começar a trabalhar no metal, apoiando-o sob a bigorna e martelando-o com força com o Martelo de Forja na mão direita. Encho-me de prazer a cada impacto, sentindo o metal cedendo milímetro por milímetro sob o toque do martelo. A cada impacto uma fina camada de metal se desprendia. Na verdade, apenas durante três golpes, pois o bronze e o ouro mágicos eram metais extremamente limpos por si sós.

Por fim, comecei a moldar a barra, esticando-a a marteladas e então adicionando um pouco do pó de chifre de Minotauro. Então, volto a misturar, deixando a barra na fornalha enquanto usava o fole para intensificar o calor da mesma, aquecendo o metal mais rapidamente, para então retirá-lo quando atingisse a temperatura correta, e então volto a trabalhar nele, abrindo a barra, jogando mais do pó, e então fechando o metal, dobrando-o sobre sí mesmo. Quando ele estivesse mais frio, após algumas dobras, eu iria jogar o pó de dente de cão infernal, e assim iria prosseguir; quando estivesse mais quente, adicionaria o pó de chifre, e mais frio, o pó de dente. Assim, iria garantir a temperatura adequada para a resistência de cada elemento, e utilizar-me de encantar forja através de meu martelo para garantir que a essência mágica dos itens recém-adicionados se fundissem com perfeição com o metal.

Por fim, quando achei suficiente as dobras e o metal homogêneo e na textura correta, comecei a moldar a barra numa forma mais longa, que começou a dar os indícios de que viria a ser uma espada.

A fim de adiantar o processo eu liguei o maçarico mais uma vez, usando-o para manter a lâmina disforme aquecida, analisando a temperatura sempre com os óculos SY, a fim de manter o metal sempre confortável e maleável.

Pronto. Começo a fazer uma das minhas partes preferidas; moldar a lâmina. Eu não precisava sequer abrir o projeto no computador novamente; já tinha cada forma, ângulo e medida gravados na mente. Assim, a espada foi ganhando forma à minha frente, e aos poucos fui consertando as imprecisões, deixando sua superfície lisa, as lâminas pré-formadas, o punho quase entalhado. Então dei um ultimo aquecimento e esperei esfriar. A ideia era permitir que o interior se mantivesse quente à maior parte do tempo, enquanto a parte exterior era comprimida sobre ela. O interior aquecido iria ficar mais macio que aas extremidades compressas, e iria absorver os impactos com maior eficiência do que o normal.

Por fim, comecei a trabalhar no punho e empunhadura, dando-lhe a devida forma, com auxilio de pinças, chairas e martelos de diferentes utilidades.

Por fim, mergulhei a lâmina no óleo quente, esfriando a superfície, e então apoiei sobre a bigorna e deixei continuar a resfriar a seu tempo.

Me distrai realizando um processo semelhante nas adagas. Primeiro retirar impurezas, então um resfriamento gradual e, por fim, o molde com o martelo. Trabalho nas adagas distribuindo seu peso e então entalhando com auxílio de uma outra ferramenta dentes cerrilhados nas laminas, e então as lixei e poli e amolei, assim como fiz com a lâmina após elas, agora já fria, encostando-a sobre a pedra de amolar giratória e fazendo subir as centelhas de fogo. Após dar-lhe o fio eu continuei amolando com uma pedra de mão, deslizando-a suavemente sobre as laterais do fio, em diagonal, feliz apenas de poder ouvir aquele som maravilhoso.

Enfim, satisfeito com minhas criações, dei um banho de óleo na espada e comecei a trabalhar no punho, cobrindo-o com uma camada pincelada de cobre liquido, o qual produzi com Rearranjo, seguida de uma camada de bronze, da mesma natureza. Após isso eu cobri com uma camada de couro fervido e, por fim, uma de couro macio, tornando a empunhadura isolada e confortável.

Depois de tudo pronto, recolhi meus itens, limpei e organizei todos os equipamentos e por fim, desliguei sirius e parei sobre a espada embainhada em uma bainha de couro fundido que havia feito rapidamente.


Material utilizado
- Bronze Celestial [2kg]
- Ouro Imperial [1,3kg]
- Cobre [10g]
- Couro [1m]
- Chifre de Minotauro [x4]
- Dente de Cão Infernal [x6]
- Martelo de Forja [Aumenta a Resistência dos Itens forjados em 25%]


Equipamentos que desejo Forjar;
- Espada Média “Tolerância” [Bradium][Comum][Resistência +45%][Corte + 30%][✇]Uma espada média bem equilibrada e de extrema qualidade. O material, Bradium [Uma liga de Bronze Celestial e Ouro Imperial], é capaz de causar danos bônus em monstros e semideuses [+15%]*, e graças à técnica de sua criação é mais resistente e afiada que o bronze comum, conseguindo danificar algumas armas inferiores eventualmente e qualquer material comum sem muitas dificuldades. Os ferimentos causados por ela não se regeneram, mesmo sob fatores de cura incomuns. O punho da arma é isolado para barrar descargas elétricas vindas da lâmina, anulando dano elétrico Inicial e amenizando Intermediários. Espada: https://i.pinimg.com/564x/28/fb/4b/28fb4bb8ec4102673f5ac311b25326b5.jpg

- Adaga de Arremesso [Bradium][comum]{x9}[✇] - Uma vez arremessadas, sempre se movem com a ponta para a frente, facilitando a pontaria. O material, Bradium [Uma liga de Bronze Celestial e Ouro Imperial], é capaz de causar danos bônus em monstros e semideuses [+15%]*, e os ferimentos causados por ela não se regeneram, mesmo sob fatores de cura incomuns. A lâmina é levemente farpada, dificultando a retirada.



Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2486766904Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 2431665010
#228

Forjas do Acampamento Meio-Sangue - Página 23 Empty Re: Forjas do Acampamento Meio-Sangue

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#229

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 23 de 23]

Ir à página : Anterior  1 ... 13 ... 21, 22, 23

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum